Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP.12

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada





Capítulo: 12


Arthur – Sexo?
Lua – O que? Acha que fizemos amor? - negou com a cabeça, deixando as lágrimas escaparem e rolarem. – Não Arthur, não foi amor, NÃO ARTHUR NÃO PODE SER MAIS AMOR. Porque por mais que você não se atreva a olhar nos meus olhos e dizer que eu estou certa, eu sei que sabe, sei que sente, ou não ficaria tão apavorado com o fato de ter deixado sua raiva contida o fazer se esquecer que eu estava grávida, de uma menina Arthur, E É SUA… – levou as mãos a boca segurando o choro. – É minha…nossa! – Ele finalmente se virou, e seus olhos por piedade, pareciam ainda mais atormentados, a observou encharcada tomando a friagem da noite, após um “sexo” alucinante dentro da piscina. Sentiu vontade de a pegar pelos braços a beijar com tanto carinho e se abraçar aquele corpo até que aquele soluços que soavam como gritos em seu ouvido cessassem, sentiu vontade de lhe olhar nos olhos e dizer que a culpa era dele, por não controlar nenhum sentimento relacionado a ela, sentiu vontade de dizer que sim, que precisava lembrar a ela a quem pertencia…
Arthur – Isso não voltará acontecer… – sua voz fria gelou ainda mais o corpo de Lua. – Estou viajando para Madrid amanhã, volto em algumas semanas… – Pôs se a caminhar para perto dela. 
Lua – Covarde… – murmurou entre os dentes, começando a tremer de frio. 
Arthur – Madrid não seria um bom lugar para fugir seria Lua? – seu tom sarcástico a atingiu como uma apunhalada nas costas. Logo após a pegou no colo com rapidez sem tempo para protestos, subiu as escadas após ativar o alarme a deixando debaixo do chuveiro quente de seu quarto, antes que saísse ouviu a voz de Lua dizer em som baixo.
Lua – Ás vezes acho que posso chegar a odiar você Arthur…
Arthur – Seu sentimento é mútuo Lua… – respondeu para logo após fechar a porta e se se encostar à mesma, fechou os olhos fechando os punhos com força. "As vezes acho que posso chegar morrer de amor por você Lua". Ouviu os soluços de dentro do banheiro, e apertou os olhos com força, seu coração parecer dar três batidas fortes antes que ele voltasse a abrir a porta com força, negar com a cabeça, a puxar pelo braço se entregando a um abraço tão puro e cheio de emoção, fechou os olhos debaixo da água quente, sentindo como ela o apertava, chorando e soluçando em seus braços como uma garota indefesa que um dia por acidente havia parado em sua cama…
Arthur – Isto está me matando Lua… – fechou os olhos a beijando na testa. – Não chora… - fez que não com a cabeça novamente. – Não vou pedir que me desculpe, mais pelo amor de Deus não chore…
Lua - Porque nada pode dar certo Arthur? – o olhou nos olhos – Eu só desejei passar o resto da minha vida com você, criando nossos filhos, quando tudo parecia funcionar eu pensei que seriamos felizes… Arthur eu já não posso mais suportar tudo isso… – levou as mãos sobre os olhos, voltando a soluçar. Arthur fechou os olhos voltando a abraçar, se encostou à parede a levando consigo, deixando Lua encostada em si, com a cabeça sobre seu peito, em quanto sua cabeça encostada na parede tentava raciocinar algo que fosse sã por algumas segundos.
Arthur sentado na cama observou como Lua dormia profundamente, após as palavras no banheiro, nenhuma outra silaba havia sido trocada, Lua havia simplesmente saído do banheiro se enxugado, dado outro beijo em Gabriel, para depois se vestir e se deitar, ele sabia que ela havia segurado o choro ao máximo quando ele havia saído no banheiro, porque agora percebia que o travesseiro estava molhado, e seus olhos inchados. Havia ido até o quarto de Gabriel, e permanecido lá longos minutos até lhe beijar de forma carinhosa na testa e sair rumo novamente ao seu quarto, sentado se na cama, e parado para perceber o estrago que as últimas horas haviam lhe causado, foi quando novamente viu aquele rosto, deitado ao seu lado na cama, sem qualquer ameaça e sem qualquer defesa. Correu as mãos para o lençol até ela, até os cabelos molhados dela, fechou os olhos, logo se levantou apagando a luz, e vendo Lua tão encolhida, mesmo coberta pelo cobertor deu a sensação de que ela não precisava de outro calor que não fosse do seu, se deitou ao lado dela, bem próximo a ela, lhe rodeando as mãos pela cintura grossa, a trazendo para junto de si. Lua não acordou e quase nem se moveu, apenas subiu sua mão até o peito de Arthur, que então fechou os olhos e como a muito tempo não fazia adormeceu…
Os raios da manha ensolarada começaram a passar pela fina cortina de cetim branca do quarto aquecido, Arthur abriu os olhos, como seu relógio biológico fazia todas as vezes que dormia. Dormia, baixou a cabeça, vendo Lua em seus braços, na mesma posição que ele havia a colocado, coçou os olhos com a outra mão que não a a segurava junto a si, olhou o relógio ao seu lado, percebendo que já eram quase 6:30, não estava atrasado, e sentia seu corpo novo em folha, além de relaxado, parecia que suas energias estavam redobradas, uma noite, uma noite inteira de sono como a tempos não tinha, a cama estava quente, e preenchida pela mulher que dormia sobre ele. Voltou a fechar os olhos se recordando perfeitamente de cada fato da noite passada, abriu os olhos tomando um balde de água fria, e acabou se perguntando se estava mais perdido do que já estava, sentiu o bebê se mexer, uma, duas até três vezes, denunciando que não apreciava a posição que sua mãe estava, e como se pudesse falar com a própria, Lua e mexeu, deslizando a mão esquerda que no dedo anular continha a aliança sobre o peito de Arthur, que voltou a fechar os olhos e a engolir seco, o bebê mexeu de novo, Lua levou as mãos nos olhos, e Arthur percebeu que em questão de segundos ela notaria que não estava sozinha aliás, que estava nos braços dele, voltou a fechar os olhos novamente…
Lua abriu os olhos sentindo o bebê se mexer, olhou em volta de si e sua mão sentiu o peito de Arthur, oh Deus estava dormindo nos braços dele? Levantou-se com cuidado sentindo uma pequena dor nas costas, isso o que dava dormir a mesma posição, dois ou três travesseiros Lua, sua médica havia lhe falado. Os cabelos estavam revoltos mais de uma maneira maravilhosa, sem maquiagem, apenas com um camisola branca até os pés como adorava usar quando estava grávida, levou as mão até a barriga, voltou a fechar os olhos, sentindo mais movimentos, sorriu sentindo o sol começar aquecer o quarto. Virou se vendo que Arthur dormia, baixou os olhos sentindo as lembranças da noite anterior lhe assombrarem o pensamento. "Vocês perdeu o controle Lua". Era como se sua consciência a lembrasse, se levantou o deixando dormindo, sabe lá Deus quando aquele homem dormia, ela disse em pensamentos, não iria acorda lo antes das 7. Pegou seu robbie caminhando até o banheiro, onde escovou os dentes, querendo ganhar tempo, já se maquiou naturalmente como sempre fazia, deixou os cabelos soltos, e descalça caminhou até o quarto do filho, que dormia tranquilamente. Sem barulho, separou o uniforme, e ligou o chuveiro, a mochila havia arrumado na noite passada, sentou se na cama o acordando com beijos pelo rosto. Gabriel sorriu.
Gabriel – Mais cinco minutinhos mãe… - Lua sorriu, continuando o beijar, até Gabriel abrir os olhos se sentar a abraçando. 
Lua – Bom dia filho… - Gabriel a mirou, assim de pijama pela manhã, como há muito tempo não à via, sua mãe estava de volta e sabia disso.
Gabriel – Bom dia mãe…
Lua – O que acha de um banho gostoso, com direito a espuma e bagunça? – Gabriel fez uma cara de sapeca se levantando arrastando Lua junto a si, para que lhe desse banho. E foi realmente o que aconteceu, espuma por todo o banheiro, e muita bagunça. Após vestir, pentear e perfuma o filho, lhe entregou a mochila logo após de rever as atividades da agenda, e quando se levantava percebeu que Gabriel a observava com curiosidade.
Gabriel – Mãe o que é isso na sua barriga? - Lua sorriu voltando a se sentar, chamou o filho para que o mesmo sentasse em seu colo.
Lua – Aqui dentro tem um bebezinho, sabe quando andamos na rua, e ás vezes tem um montão de mulheres com a barriga grande assim igual a da mamãe? Elas também carregam bebezinhos. – Gabriel assentiu com os olhos iluminados – E esse bebezinho é o seu irmão.
Gabriel – Um irmão, só para mim? – Lua assentiu sorrinho, da excitação e animação do filho 
Lua – Isso só para você…
Gabriel – E ele chega quando?
Lua – Ela chega daqui a 3 meses...
Gabriel – É uma menina?
Lua – Sim é uma menina, e vai ser sua responsabilidade proteger la dos menino… – Gabriel assentiu assumindo uma postura responsável. 
Gabriel – Já sei quer dizer que você e o papai estão grávidos? Ouvi isso na televisão. – disse animado, passando a mão sobre a barriga de Lua.
Lua – Exatamente, estou grávida.
Gabriel – Genial, vou contar a todos os meus amigos da escola, nem acredito mamãe, um bebezinho só para mim. – Lua sorriu, o vendo quase descer as escadas todo animado, rumo a televisão, sentou se na cama, se sentindo ligeiramente cansada, baixou os olhos para então os erguer sentindo o perfume da colônia de Arthur.Ouviu risos e vozes.
Arthur – Bom dia filhão…
Gabriel – Bom dia pai… – o beijou, após Arthur o abraçar com força, lhe beijando a testa com extremo carinho. 
Arthur – Dormiu bem?
Gabriel – Sim, sim, não sabe o que eu sei, a mamãe está esperando um bebezinho pai. – deu um gritinho de animação – Uma menina ela disse, e eu sou o irmão mais velho e vou cuidar dela! – Arthur sorriu pela animação do filho sem dizer uma única palavra, o deixou depois de uma sessão de cócegas no sofá assistindo desenho. Subiu as escadas imaginando que Lua estaria lá em cima no quarto do garoto. Lua se assustou consigo mesma, havia sentido o perfume de Arthur mesmo ele estando na sala…



COMENTEM!!!

13 comentários:

  1. Ai, amei de novo!!!! Tem mais algum hoje???

    ResponderExcluir
  2. Mais mais mais mais mais!!!!

    ResponderExcluir
  3. Posta mais!!! A cada capítulo fico mais curiosa pra saber o que vai acontecer

    ResponderExcluir
  4. Gnnnnnnnnt ta mttttttt perfeita , já nem sei mais oq escrever sobre ! Obrigada por nos fazer conhecer essa web maravilhosa ! Obg de vdd !!! 😘💜❤

    ResponderExcluir
  5. Oh família bonita to apaixonada por essa web ♥♥♥

    ResponderExcluir
  6. Posta mais por favor

    ResponderExcluir
  7. Posta mais um capítulo, vai!!!!
    -Ju

    ResponderExcluir
  8. Aaaah Cara❤️☺️ Essa web é Perfeita de Mais😌✌️ Voltem Logo ❤️😩
    Obrigada pelos cap extra Brenda❤️🙈 Voçé è de maisss ❤️☺️ Mais Mais ☺️❤️👌

    ResponderExcluir
  9. Ahhh Brenda sempre me fazendo ficar cada vez mais apaixonada por essa web.. Posta maisss

    ResponderExcluir
  10. Mt perfeita! Quero mais! Posta mais! Estou adorando!

    ResponderExcluir
  11. Gabriel é uma doçura
    Já quero o próximo.

    ResponderExcluir
  12. Posta mais. By: sofiaxc

    ResponderExcluir