Amor de Tribunal - Capítulo 7

|



Capítulo 7 :

 Lua= Desculpa, a Sô… – colocando a mão no rosto. – Eu vou matá-la.
Arthur= Que isso. – riu, abraçando-a. – Então, eu beijo bem?
Lua= Arthur! – ela corou, enterrando o rosto no tórax dele.
Arthur= O que? – rindo. – Depois você vai ter que dizer isso a ela mesmo.
Lua= Eu não estarei com tanta vergonha. – sem encará-lo. – E sim, você beija bem.
Arthur= Você achou? – tentando encontrar os lábios dela. – Sabia que você também?
Lua= É? – dando um selinho nele. – Ou está falando isso só por falar?
Arthur= De jeito nenhum. – puxou o lábio inferior dela. – Eu realmente achei.
Lua= Hum… – beijando-o.
Arthur= Linda, Linda, Linda. – dizia entre beijos.
Lua= Shii. – ela sorriu, e passou a beijá-lo de um modo mais quente, que fez o sangue de ambos subir.

Grudaram-se em um amasso, que em pouco tempo, mal se sabia onde começava um e terminava o outro. Mas isso antes do celular de Arthur começar a tocar insistentemente.

Arthur= Não está tocando, né? – separando-se dela com um selinho.
Lua= Atende, vai. – suspirou. – Pode ser importante.
Arthur= Duas e meia da manhã? – riu. – Alô? Mãe? – arregalou os olhos.
Lua= O que foi? – estranhando as expressões dele, e ficou assim por mais alguns minutos.
Arthur= Meu pai. – desligando o celular. – Acabou o remédio da pressão e ele não está se sentindo bem. Como minha mãe não me achou em casa, ligou pro celular pra eu passar na farmácia.
Lua= Então melhor você ir. – passou a mão pelo cabelo. – Deus o livre acontecer algo com seu pai.
Arthur= Tem razão… – olhando com carinho pra ela. – Estou com dó de deixar você aqui.
Lua= Relaxa. – sorriu. – Estou acostumada a ficar sozinha.
Arthur= Sério? – alisando o rosto dela. – Você não é mulher pra ficar sozinha.
Lua= Você que pensa. – riu.
Arthur= Posso te levar pra jantar amanhã? – roubando um selinho dela.
Lua= Amanhã? – pensando. – Costumo ficar assistindo filme com o Davi, e não queria deixá-lo com a mãe da Sô de novo.
Arthur= Está bom. – ele suspirou, levantando-se. – A gente se vê outro dia.
Lua= Ficou bravo? – levantando-se também, ficando de frente para ele.
Arthur= Não, que isso. – sorriu, e deu um beijo no rosto dela. – Se tiver um tempinho, me liga pra gente combinar algo.
Lua= Mas… – perdida, o viu abrir a porta. – Thur, espera um pouco.
Arthur= O que? – a encarou.
Lua= Passa aqui amanhã, a gente pode conversar, comer alguma coisa. – encostando-o na porta. – Você escolhe a hora. – com dó dele.
Arthur= Eu ligo antes. – deu um selinho nela, e já ia saindo quando ela o puxou de volta.

Sem dizer nada, Lua o beijou na porta de casa, sabia que aquela hora não haveriam vizinhos para olhar, e então, o beijou com calma, e foi só largá-lo, para que ele a puxasse para mais um beijo.

Lua= Agora já pode ir. – deu mais um selinho nele.
Arthur= Eu te adoro! – sorriu. – Te ligo amanhã, hein? – deu um rápido beijo nela, e alguns passos pra trás.
Lua= Certo. – sorridente. - Espero que fique tudo bem com o seu pai. Até amanhã.
Arthur= Até, Linda. – voltou, deu mais um beijo nela, e foi pro carro.
Lua= Ai Meu Deus… – suspirou, e entrou. – Que homem!

A advogada levou mais de meia hora para pegar no sono, ficou sonhando acordada com Arthur, relembrando momentos, e desejando outros vários.
No dia seguinte, acordou quase na hora do almoço, tomou um banho, colocou uma roupa fresquinha e foi até a casa de Sophia, imaginando que a Loira já tivesse buscado Davi e Aninha.

Sophia= Olha só quem apareceu. – dando dois beijos no rosto da amiga. – A Morena mais safada da cidade.
Lua= Até parece. – riu. – Se soubesse a situação constrangedora que você me deixou ontem.
Sophia= Eu? – indo para a cozinha. – Por quê?
Lua= Estávamos na sala quando sua ligação caiu na secretária eletrônica. – corando. – E acredita que ele ouviu tudo?
Sophia= Sério? – gargalhou. – Você não sabia onde enfiar a cara, né?
Lua= Pois é, fiquei super sem graça. – rindo. – E ele ainda virou pra mim e perguntou: “Eu beijo bem?”
Sophia= Não acredito. – rindo com gosto. – Mas então, ele beija bem?
Lua= Você não perde a chance, né? – abrindo a geladeira, procurando algo para beber. – Mas confesso que sim. Além do beijo, tem uma pegada, Minha Amiga!
Sophia= Eu sabia! – rindo. – Pra você estar com esse sorriso bobo no rosto tinha que ser bom mesmo.
Lua= Ele é o tipo de homem perfeito, sabe? – abrindo uma lata de refrigerante. – Carinhoso, gentil, compreensivo, enfim.
Sophia= Sinto cheiro de paixão no ar. – Lua negou. – Luinha, está na hora de você se apaixonar de novo.
Lua= Não, Sô. – encostando-se na pia. – Estou curtindo, mas me apaixonar, sei lá, eu creio que não.
Sophia= Se ele é tão perfeito, porque não? – arqueou uma sobrancelha e Lua riu.
Lua= Tenho uma dúvida. – pensando. – Ele me chamou pra jantar hoje.
Sophia= Hum… – rindo alto. – Ele é rápido, hein?
Lua= Também achei. – dando um gole no refrigerante. – Acha que ele vai querer…
Sophia= Ir pra cama? – perguntou, e Lua corou rapidamente. – Não sei por que essa cara. – rindo. – É óbvio que ele vai querer.
Lua= E aí, o que acha? – insegura.
Sophia= Qual é, Luinha? – gargalhou. – Parece que é a primeira vez que sai com um cara. Se ele quiser, e você também, vai em frente.
Lua= Mas não é muito cedo? – roubando um pedaço de carne.
Sophia= Tira a mão daí. – estapeando a mão da amiga. – E não, não é nada cedo. Com o Mica aconteceu no primeiro encontro.
Lua= Mas o Mica é de confiança, né? – pensando. – Nós conhecemos o Thur agora.
Sophia= Você já conhecia o Mica, eu fui apresentada a ele, não tem nem duas semanas. – lembrou.
Lua= Então acha que devo? – abrindo um pequeno sorriso.
Sophia= Você esta louca pra ficar com ele, sua Safada! – disse, e a morena riu, concordando. – Amiga, te dou o maior apoio.
Lua= Mas e o Davi? – lembrou-se.
Sophia= Está lá dentro com o Mica e a Aninha, deixa que ele dorme aqui hoje. – sorriu. – Tire a noite pra aproveitar o galã, não é todo dia que um desses bate a sua porta.
Lua= Adoro seus conselhos. – roubou mais um pedaço de carne e saiu correndo, antes que Sô voltasse a brigar.

Lua confirmou o jantar com Thur, e depois usou a tarde toda para se arrumar. Saiu em busca de um perfume novo, pediu ajuda das amigas para escolher a roupa e a maquiagem, e até mesmo decidiu comprar uma nova sandália. A noite seria perfeita, pelo menos era o que ela esperava.

Sophia= Está tão linda amiga. – entregando o par de brincos para a morena.
Lua= Será que ele vai gostar? – aflita, colocava os brincos.
Melanie= Achei que esse fosse o óbvio da história. – riu, terminando de arrumar o cabelo da amiga.
Lua= Tenho medo, sei lá. – passando um batom clarinho nos lábios.
Sophia= Relaxa. – pegando o perfume. – E a camisinha? Já deixou aqui no quarto?
Lua= Deixei. – revirou os olhos, enquanto a loira lhe enchia de perfume. – Sô, chega! Vai ficar enjoativo.
Sophia= Vai nada! – sorrindo.
Lua= Chega, Sô. – pegando o perfume das mãos da amiga, que fez bico. – Numa boa.


5 comentários:

  1. +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++==

    ResponderExcluir
  2. Mdss to amando a web.... Pff posta mais logo

    ResponderExcluir
  3. Perfeitamenteee Lindaaaaaa Aaaaaah *-----*

    ResponderExcluir