Foi apenas obra do destino - 32º Capítulo

|



POV LUA

Passadas duas semanas…

A nossa casa, sem discussões, não é mais a nossa casa. Sempre tem algo para nós discutirmos. Quando eu e o Arthur discutimos, é por ciúmes bobos, por falta de atenção ou carinho. Quando eu discuto com a Isabel, é por qualquer coisa, afinal, ela está grávida e tudo mexe com ela.
Desta vez, a discussão era entre ela e os meus pais. Eles conversavam pelo telefone há 20 minutos e ainda não tinham chegado a uma única conclusão.

- Vocês não podem me obrigar a anda! – discutia ela pelo telefone
- Ela já repetiu aquilo três vezes – dizia Arthur. Estávamos na cozinha e mesmo assim conseguíamos ouvir tudo muito bem.
- Eu não queria que ela fosse. Mas também não queria que ela me esfregasse na cara que ela pode ter filhos e eu não
- Ainda com isso? – Arthur se aborreceu – A Isabel nem queria esse filho. Ela não te vai jogar nada à cara
- Você sempre defende ela! – me irritei
- Ela não está cá para se defender e por isso alguém tem de fazer isso por ela
- Ahh claro, porque você é amiguinho dela, certo?! – perguntei, irónica
- Sou amigo dela e seu namorado.
- Eu sei muito bem que não somos mais os mesmos desde que…
- AH, CHEGA! VOCÊS GANHARAM! QUE DROGA! – Isabel gritou ainda mais, desta vez chorando, fazendo eu e o Arthur pararmos de brigar.

Arthur foi até à porta da cozinha e olhou em direção às escadas para os quartos. Isabel havia subido as escadas muito depressa, bem nervosa e chorando muito.

- Você vai falar com ela ou eu vou? – perguntou ele
- Vai lá. Está desejando mesmo! – os meus ciúmes falavam mesmo mais alto
- Eu fico cansado desses ciúmes seus. – Arthur puxou uma cadeira e se sentou – Me explica qual era a razão de eu me interessar por ela e por você não!
- É porque ela pode ter filhos e eu não
- E daí? Eu continuo a amar você na mesma. Você é que não entende
- Não, não me ama mais mesmo! – minhas lágrimas insistiram em rolar pelo meu rosto – Não quer mais fazer amor comigo, não me acorda com beijos, não me oferece flores e não me leva mais a jantar. Você nunca postou mais fotos minhas no seu instagram com declarações longas de amor. Você nunca mais…
- Lua, pelo amor! – Arthur riu como se nada fosse – Olha ao que a gente chegou… até com isso você implica? Quando eu te procuro para ter sexo, você fala que está cansada ou que o dia foi esgotante de mais para ter um jantar comigo. E se eu não te ofereço mais flores, é porque eu já te ofereci toda a qualidade delas.
- Hoje eu estava bem disponível para ir jantar e nem por isso você me levou.
- Você precisa de um médico bem rápido! Um psicólogo ou algo assim. Você não está bem. – Arthur riu e saiu da cozinha

Eu é que fazia o jantar naquela noite, mas nem me preocupei mais com isso, já que ele achava que eu estava louca ou coisa parecida. Eu não estava louca. Eu estava triste, desiludida e num dia não. Aliás, não foi só hoje que o dia foi um “dia não”. Isso tem acontecido todos os dias.

Assim como eu, lavada em lágrimas, estava a minha irmã enquanto fazia as malas. Os meus pais a obrigaram a ir para Portugal, ter o bebé, caso contrário, deixavam de mandar dinheiro para ela e as coisas do bebé. Eu sei bem que eles não eram capazes de fazer isso, mas foi uma maneira de fazer chantagem.

- Já reparou? Nós somos irmãs mas somos totalmente o contrário! – dizia Isabel. Estávamos sentadas na cama dela. Ela estava mais calma, depois de desabafar comigo. – Não falo de aparências físicas mas sim no resto. Eu sou aquela garota mais relaxada com tudo, menos stressada. Você é aquela que procura agradar a todos e luta por aquilo que é certo e não aquilo que você acha que é certo. Você seguiu o exemplo dos pais, sendo enfermeira, não porque queria mas sim porque eles queriam. – no fundo, ela tinha razão – Eu queria ser um orgulho para os pais, mas prefiro viver a minha vida e deixar rolar. Mas tanto deixei rolar que agora tenho um ser na minha barriga, sendo que tenho 17 anos. Você tem mais idade que eu, tem um trabalho, é o orgulho dos pais, tem um namorado que te ama e é responsável. Quer ser mãe e não pode… - ela balançou a cabeça – “Deus dá nozes a quem não tem dentes”, não é mesmo?
- A vida é assim. Feita de injustiças. Pode ser que isto seja apenas… obra do destino. Talvez este bebé, na sua vida, te fala crescer muito. E talvez o facto de eu não poder ter filhos, sei lá, faça eu viver mais a minha vida além do que é permitido.
- Com a ajuda do Arthur, eu acredito que seja mais fácil. Ao menos você tem ele. Eu tenho apenas o pai do meu filho, que me liga quando quer e me manda à merda quando lhe apetece. – Isabel suspirou – Eu pensei que ele era o cara certo e olha o que acabou acontecendo.
- Em Portugal, a tua vida irá melhorar. Tenho a certeza! – sorrimos e no final nos abraçamos. Eu levei a minha mão à enorme barriguinha dela e sorri, deixando uma lágrima escapar.
- Meninas, posso? – Arthur bateu à porta – O jantar Lua? Você não fez?
- As pessoas que são aconselhadas a ir a psicólogos, são loucas. E as loucas são aconselhadas a ficar longe do fogão. Se quer comer, faça você próprio o seu jantar! – disparei para cima dele sem dó nem piedade. Passei pela porta o empurrando e ouvir a gargalhada da Isabel no final.

O passaporte da minha irmã foi renovado bem rápido e em poucos dias, eu me preparei para me despedir dela. Agora era mesmo tempo de despedidas. Para sempre ou não, a verdade é que vai demorar a que a Isabel volte ao Brasil.

- Será que com ela em Portugal, a tranquilidade e o amor irá voltar? – Arthur perguntou, assim que entramos em casa, depois de virmos do aeroporto.
- Não sei. Eu ainda não frequentei o psicólogo que você me aconselhou, por isso, presumo não estar boa ainda pra você
- Deixa de ser boba. – ele pegou a minha mão e me puxou para perto de si – Eu adoro a sua teimosia. – ele riu e tentou me beijar, mas eu me afastei – Depois diz que sou eu que não quero nada! – me encarou

Amanhã não sei se vou conseguir postar. Caso não, terça eu posto em dobro!
Amanhã tenho teste de matemática, desejam-me boa sorte? 

Ajudam-me no twitter? É só dar #RT aqui Era muito importante se eu ganhasse <3
Obrigada!!

11 comentários:

  1. Respostas
    1. Aline castilho , essa sua foto ta muito feiaa. Tira essa foto ai pelo amor deus .
      TU É MUITO FEIAAA . PAPO.RETO
      #Beijoos #Diicaa #;)

      Excluir
  2. Ameeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Posta Mais hojeeeeeeeeeeeeeeee pfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpf
    Boa Sorteeeee!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Boa sorte em dobro,no teste e no sorteio amor!!!!!!Parabéns pelo capítulo ta perfeito,a web e perfeita

    ResponderExcluir
  4. Posta +++++++++++++++++++++
    Ameeii *-*
    Boa sorte no teste ;)

    ResponderExcluir
  5. Essa Foto ta Perfeita Jura q é Motagem?

    ResponderExcluir
  6. Boa sorte no teste.
    Amei o capítulo, quero mais um logo.

    ResponderExcluir
  7. posta mais pf
    ass Sofia

    ResponderExcluir
  8. ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeei

    Ana

    ResponderExcluir
  9. wow isso aconteceu mesmo é que é wow

    ResponderExcluir