Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP.60

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada





Capítulo: 60


Arthur – Não faça isso… – ele apertou os olhos, então era tarde. Os lábios macios e ternos de Lua o acariciavam em sua parte mais intima e sensível, o controle fugiu completamente de suas mãos, apertou os olhos tentando não gritar, não emitir nenhum som, mais Céus era impossível, não com ela ali, não com ela fazendo o que estava fazendo, segurou se completamente, apertando os punhos até que nos mesmos faltasse sangue se tornando amarelos. Ela o arranhou por dentro da coxa, despertando seus desejos mais secretos e primitivos. Quando Lua encontrou com o olhar de Arthur novamente, o beijando nos lábios como ele havia feito, compartilhando seu gosto seu aroma ela sabia…Sabia que estava perdida. – Meu Deus mulher, isso não vai acabar tão cedo… – Lua engoliu a saliva, ele estava totalmente fora de si.
Lua – Ótimo, porque eu não estou nem perto de satisfeita… – o provocou, e  Arthur aceitou a provocação com um sorriso, e se movimentou tão rapidamente de encontro a ela, que quando Lua se deu conta tinha o corpo dele sobre o seu, ela pensou que seria rápido, que seria totalmente selvagem e alucinante, mais ele disse que não seria dessa forma, como se entendesse que aquela seria pior tortura para ela, Arthur afastou suas pernas com o joelho, a segurando com uma mão por trás do mesmo, pressionando contra a lateral do corpo dele. Olharam-se nos olhos, e dessa vez Arthur não precisou dizer para que ela continuasse o fazendo, e se uniu a ela lentamente, em um doce tortura sem fim. Lua revirou os olhos o arranhando por todas as costas, até parar em seus ombros onde segurou com força sabendo que ele estava apenas começando. Olhos no olhos, pele sobre pele, corpo sobre corpo, ela mordeu os lábios soltando a respiração em um baixo gemido sentindo seus corpos se movimentaram em uma dança lenta e primitiva, Lua o beijou, brincando com sua língua pressionando a perna que ele segurava cada vez mais contra seu corpo e para cima, sentindo como o corpo dele a cada investida mergulhava cada vez mais fundo no seu. – Você não é real… – negou com a cabeça, sentindo seu corpo protestar por algo mais rápido estava à beira da insanidade. 
Arthur – Quer que eu a prove que sou real? – sua voz era abafada ele também se controlava, investiu com mais força e agilidade e Lua  jogou a cabeça para trás controlando o grito de excitação. – Sente como sou real? Isso é real, o nosso amor é real… – a beijou novamente, intensificando a movimentação de seus corpos até chegar em um ritmo incessante e satisfatório. Quando seus olhos se procuraram mais uma vez a explosão ocorreu em um último movimento, Arthur perdeu o controle completamente e partiram rumo a imensidão tingida de pontos brilhantes borrados que mais pareciam como as estrelas que Lua havia visto no céu... Abraçaram-se com força, até que os corpos trêmulos, suados e escorregadios encontrassem o caminho do controle. A cozinha estava quente e abafada e Lua sentiu vontade de rir de si mesma observando quando sua visão voltou ao foco o que os rodeava. Mordeu os lábios respirando fundo tentando acalmar seu corpo que ainda se contraia em espasmos. Arthur encontrou a normalidade de sua respiração, sabia que seu corpo pesava assim se apoiou sobre os cotovelos, observando Lua que com a cabeça tombada para o lado respirava agora de olhos fechados, ele lhe tirou os cabelos molhados do rosto, ela se virou para ele, subiu a mão fazendo o mesmo, então a primeira lágrima escorreu pelo cantos dos olhos dela, e  Arthur franziu a testa preocupado, a enxugando com os lábios. 
Arthur – Está tudo bem? – mordeu os próprios lábios. – Sente alguma coisa? – fez menção e se levantar e separar seus corpos, mais Lua o puxou de volta. 
Lua – Está tudo bem… – sorriu, derrubando outro par de lágrimas. – Está tudo ótimo… – ele franziu a sobrancelhas, e Lua reparou nos lábios fortemente avermelhados e marcados por seus dentes, levou a mão até o mesmo o acariciando. – Eu amo você Arthur… – seus lábios tremeram e sua testa se franziu automaticamente. – É algo que foge do controle e da realidade… – foi a vez dele de se emocionar, seus olhos brilharam de forma intensa. – É o homem da minha vida… – assentiu – Por toda a minha vida…E não há coisa melhor do que me sentir tão amada assim… – sua voz falhou – Tão amada por um homem que… – se calou respirando fundo. – As vezes sinto meu coração parar de bater quando me olha, ou quando me toca… Eu me encho de amor e tudo parece tão simples e perfeito… Eu amo você  Arthur, não só por amar, mais sim porque eu fui criada por Deus para isso… – ele engoliu o nó imenso que se fez em sua garganta. – E sou eu que digo que sou tão grata por você ter me encontrado, me salvado… - o acariciou no rosto, com suas mãos quentes e pequenas. – Eu não preciso de mais nada nessa vida Arthur… – negou com a cabeça. – Eu realmente só preciso que você me ame na mesma intensidade que eu te amo e que Deus te ajude porque meu amor é puro e incondicional. Eu te admiro…Meu amor, eu te venero! – soluçou, sentindo seus olhos arderem em lágrimas de emoção. – Preciso que compreenda que eu sou sua… Pelo resto da sua vida, eu sou sua mulher Arthur, de corpo e alma. - Lua pegou a mão dele levando até seu coração. – Sente? – sorriu mordendo os próprios lábios, não controlando mais as lágrimas. –É seu, tudo o que eu possuir em vida e após dela é seu Arthur... - Ele não conseguir dizer nada, seu coração batia com tanta pressa que certamente iria saltar pela boca, havia esperado tais palavras desde o dia em que havia a visto debruçada sobre a porta de seu carro? Será que algum homem em vida, já havia ouvido isso de uma mulher quando estava ainda tão conectado a ela, iria chorar, seus olhos ardiam para isso. Negou com a cabeça e Lua sorriu ciente da emoção que ele sentia. A acariciou no rosto e nos lábios. Uma lágrima rapidamente pingou sobre os lábios de Lua, tão rápida e discreta que se ela não o conhecesse tão bem não teria ao menos percebido. O Anel brilhou no dedo de Lua denunciando que ainda estava lá, ela sorriu limpando as lágrimas, não esperava que ele dissesse algo, havia dito tudo o que estava em sua garganta desde que havia acordado se deparado com a visão maravilhosa de sua família a espera que ela acordasse para lhe felicitar nesse grande dia. Ouviram o choro agudo vindo do segundo andar. Lua sorriu, entendendo Arthur lentamente se separou dela, se vestiram em silêncio, com as emoções ainda queimando para dizer algo.
Lua – Eu vou… – ele assentiu, ela sorriu se vestiu rapidamente subindo ainda mais rápido as escadas. Linda se mexia, chorando alto sem nenhuma lágrimas. – Desculpe preciosa… – a pegou no colo e imediatamente sentou se na cadeira a colocando de encontro ao peito, Linda se acalmou e ainda emocionada para se dar conta do grande passo que seu casamento havia dado, Lua voltou a chorar.
Arthur passou no quarto de Gabriel o notando completamente adormecido, o garoto tinha o sono pesado e seu relógio biológico só o despertaria para um copo de água religiosamente na madrugada, logo depois voltaria a dormir como um anjo, entrou no quarto o observando por alguns segundos. - Gabriel era… – suspirou emocionado – Gabriel era o seu menino tão amado e esperado. Seu ponto de partida, seu equilíbrio e orgulho… – sentou se na cama o acariciando nos cabelos loiros.
Kátia… Cada vez que o via sua mãe de maneira doce vinha a sua mente. Sorriu, se lembrando do desespero que sentiu quando Lua havia entrado em trabalho de parto, do primeiro dente, da primeira gripe ou da primeira febre. Os primeiros passos e a primeiras palavras. Aquele ser, um pedaço de si e de Lua era a metade da razão da qual há 30 minutos ele havia ouvido tudo o que aquela linda mulher havia lhe dito. Gabriel havia sido feito com loucura e sentimentos tão confusos que ele se arrepiava só de recordar...




Hello Hello :)
Bom dia amores. Ontem foi feriado e eu passei o dia inteiro fora de casa, por isso não postei a fic. Mais enfim... Aí está o capítulo. E fogo deles continuam hahaha.
COMENTEM!!!

15 comentários:

  1. Como Sempre esses Dois Tem Um Fogo q naum cabe neles hahaa,Muito Perfeito a Lua Se Declarando pra o Thur, Chorei Lendo...
    Já quero outro Capítulo *--*

    ResponderExcluir
  2. Amei posta maiss quero que as webs paralisadas voltem ����

    ResponderExcluir
  3. Esse fogo nunca acaba hahahahaha posta mais!!

    ResponderExcluir
  4. Q lindo ela se declarando... Posta mais

    ResponderExcluir
  5. ++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  6. Mais plixxxxxx mais mais mais!

    ResponderExcluir
  7. QUE LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO, ADOREI
    maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaais

    ResponderExcluir
  8. Linda este cap.
    By sofiaxc
    P.S: eu as vezes comento e não coloco o nome em baixo. Todos os cap comento.

    ResponderExcluir