Uma Linda Mulher - CAP.1

|


Uma Linda Mulher



Capítulo 1 :
Na frente do espelho observando os cabelos ruivos no corte chanel, percebeu que o batom vermelho seria ideal para aquela noite, Merda o relógio já batia mais 9 horas da noite, e faltavam lhe as botas pretas de cano alto, e o vestido tão curto quanto o pijama que usava para dormir… Levantou-se terminando de arrumar sua bolsa jogando o pacote de preservativos, deu um ultimo retoque no batom e na maquiagem extremamente carregada na cor preta… Olhou se de perfil no espelho, não podia negar, suas formas eram perfeitas e seu corpo era perfeitamente curvado e delineado como se estivesse sido esculpido por um artista famoso, entrou com muito custo pelo vestido apertado, em um pulo colocou as botas, a boina na cor preta, ajeitou os curtos cabelos ruivos de forma sensual, seus olhos não eram claros, mais sua forma era tão atrativa como se fosse, os lábios pareciam mais, um coração, tão rosado mais agora tão tingido de vermelho, deu uma olhada no bolo de contas em cima da mesa encostada na parede do cômodo onde morava com sua amiga, baixou a cabeça respirando fundo, precisavam ser pagas na segunda feira sem falta. Olhou novamente no espelho, pegou seu casaco e a bolsa.
XXX – Eu sei Giovanna, eu sei… Não grite… – levou as mãos à cabeça 
–Giovanna eu precisava trabalhar, estou no México a viagem durante uma semana… Não, é claro que eu tenho tempo para vc… Giovanna não faça assim…Eu pedi para a minha secretária te avisar… Quando eu voltar de viagem…A gente se vê? Não desliga… Não Giovanna – era tarde, desligou o telefone o jogando ao seu lado no banco de couro da limusine preta. Apertou os punhos olhando ao seu lado pela janela, respirou fundo, bem fundo… – Leoni deixe me descer eu mesmo vou dirigindo…
Victor– Mais Arthur ainda não terminamos, de discutir sobre isso, cara é importante que vc saiba dos mínimos detalhes, milhões…– sorriu ambicioso 
- São milhões que estão em jogo, e quero pegar aquele otário de jeito… – Olhou ao seu lado, estava lá seu advogado, divertido a ambicioso jovem como ele,Victor e ele seguiam juntos durante longos 10 anos, desde do inicio, entre eles uma pequena amizade se formava observou o “amigo” com alguns papeis sobre o banco da limusine…
Thur – Temos tempo para isso…O senhor Pedro não vai a lugar nenhum…De-me as chaves do seu carro 
– Victor o olhou com a testa franzida – O meu ainda não chegou, anda não custa nada, terei cuidado Victor… Preciso dar uma volta… – Victor após pensar uma e mais duas vezes tirou a chaves do bolso.Victor 
– É melhor mesmo tomar cuidado, peguei ela não faz nem mesmo uma semana uma belezura não acha…Arthur.. Não seria melhor se você… - O motorista rapidamente saiu do carro que nem ao menos havia se movimentado com seu uniforme impecável abriu a porta para que seu senhor rapidamente saltasse para fora. Arthur Aguiar, empresário milionário calculista e responsável, com seu terno italiano preto de corte impecável, sua estatura perfeita e um corpo jovemente viril, os cabelos bem cortados ,às unhas claras e limpas, o sobre tudo preto apenas aumentava seu charme. Era belo, com toda certeza, era belo sensual e inesquecível, um delicioso amante, rumores ditos por mulheres da alta sociedade, diziam que era insaciável, desejado pelas mais lindas e elegantes solteiras, do meio social milionário, sua arrogância era sua maior sensualidade e seu olhar dizia mais do que qualquer outra palavra dita por seus lábios, agradeceu seu motorista de longa data, dirigindo se rapidamente para o Lótus, prateado no mesmo estacionamento. 
Victor 
– Ah eu não sei não, ele é baixo demais para vc Arthur, além do mais as marchas são diferenciadas das quais vc está acostumado a dirigir… Estamos no México as ruas são emborcadas e… – saltou do carro apreensivo se dirigindo a Arthur…
Thur – Eu me viro Victor…
Leoni 
Devo avisar o hotel para não servir o seu jantar senhor Aguiar? – Arthur entrou dentro do carro o ligou e com seu ar prepotente de um homem que estava acostumado a dar ordens e a estar no comando, respondeu:
Thur 
– Não Leoni, não diga nada, aliás, não precisarei mais dos seus serviços hoje,deixe o senhor Victor em sua residência e tenha uma boa noite – Leoni sorriu voltando à direção da limusine, Victor ainda apreensivo ditando uma par de cuidados com seu carro entrou na limusine, Arthur olhou ao seu redor e sem nada mais dizer acelerou ao máximo o carro importado queimando os pneus… Deu uma brecada brusca, sorriu balançando a cabeça negativamente, tentando encontrar a marcha perfeita tomou novamente a velocidade…
Aquela mulher estava por deixa lo maluco, estava acostumado a dar ordens, a dizer quando deviam continuar, quando deviam parar, mais Giovanna sua última amante tinha partido sem dizer nenhuma única palavra…Acelerou ainda mais o Lótus em uma pista rápida e iluminada no centro de México, nem ao menos sabia onde estava indo, e o pior na certa na segunda feira estaria estampado em todos os jornais! “Giovanna abandona milionário” Aquilo o deixava nervoso, mais que isso, furioso logo ela que parecia estar tão entregue a ele… Mordeu os lábios serrando os punhos mudando de marcha, havia tido um péssimo dia, na realidade um terrível dia e para completar passaria a noite sozinho, ainda mais a viagem, o que detestava já que eu sua cama o que não falta eram as mais lindas e elegantes mulheres de seu meio social… Cortou caminho entrando em uma rua bastante movimentada, onde carros paravam perto da calçada e mulheres se aproximavam se oferecendo a eles…Não prestou muita atenção estava tão furioso que acelerou o carro na pista perto da calçada e se conta que novamente, a marcha se posicionava de maneira diferente fazendo o brecar bruscamente do lado da mesma.
Lu – Eu sei eu sei, mais tem um bolo de contas lá por cima Sô, e nem imagino como vou paga las até segunda feira… 
Sô – Não esquenta com isso Lua, relaxa minha linda… – a loira uma tanto, alta, vestida quase igual à Lua soltou uma gargalhada ousada arrumando os seios no decote e encurtando ainda mais as saias – Se ficar aqui parada lamentando não vai conseguir coisa alguma mesmo… Olha lá… Olha lá, puta carrão, ta com cara que tem dinheiro…- apontou para a Ferrari prata estacionada ao lado da calçada olhou a cara desanimada à amiga e sorriu – Ok, Ok Cinderela, eu passo esse para vc…Mais não se acostume ok? – voltou a vestir o casaco se encostando ao poste… – Anda Lua, acorda o cara não vai esperar muito tempo… – Lua se desencostou do poste tirou o casaco o colocando amarrado na cintura, se colocou a caminhar…


E aí, o que acharam do primeiro capítulo ? Com mais de 5 comentários, eu posto o próximo capítulo. Bjos

12 comentários:

  1. Velho q f@d# posta mais

    ResponderExcluir
  2. Querida amei esse primeiro capitulo, ansiosa espero pelo o próximo. Um Beijo da sua leitora Alasca ♊

    ResponderExcluir
  3. Agora você já pode postar querida, fiz questão q ser a quinta e quarta a comentar kkkk posta logo. Novamente um Beijo da Alasca ♊

    ResponderExcluir
  4. Pode posta o outro já tem 7 comentários estou amando muito bom mesmo

    ResponderExcluir
  5. Humm interesante u.u quero só ver no que vai dar essa saida toda de Arthur =)
    Lua toda periquitada.
    Adoreii

    ResponderExcluir
  6. Tem como postar o próximo cap um pouco mais organizado, flor? Amei a história, mas a leitura fica meio confusa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amore a web não é minha, não posso mexer nos capítulos ordem da autora.
      Mais o que não entender, você pode perguntar que eu explico. Bjos

      Excluir
  7. Gostei da web, mas achei q poderia ser mais organizado! Posta mais

    ResponderExcluir