Little Anie - Cap. 5

|

Little Anie

Pov Arthur
Janeiro, 2007 - Primeira Vez.

Slow Down [Mais Devagar] - Selena Gomez. (Fiz na versão de Alexi Blue) 

Now that I have captured your attention
I wanna steal you for a rhythm intervention
Mr. T, I'm ready for inspection
Sh-sh-show me how you make a first impression

Agora que eu capturei a sua atenção
Quero roubar você para uma intervenção rítmica
Sr. T, diga que estou pronta para a inspeção
Mostre-me como você dá uma primeira impressão

Já fazia um tempo que estávamos no pub, a música estava alta. Eu não tinha bebido nada a não ser, água. Lua estava na pista de dança com: Soph, Mel e Marie, a ficante de Harry. Eu estava no bar com os meninos. Lua saiu da pista e eu me levantei indo ao seu encontro. Puxei ela pela cintura, até a lateral do local, não tinha muita gente ali. Aliás, não tinha ninguém naquele local. A imprensei contra a parede, minhas mãos ainda estavam em sua cintura. Já as dela, estavam segurando meus braços. Lua usava uma saia cintura alta, uma camiseta rendada na cor preta. Um salto alto. Seus cabelos estavam soltos. Encostei meus lábios nos dela. Logo minha língua tinha adentrado em sua boca. O beijo era tão selvagem, que em poucos minutos nós ficamos ofegante.

-Uhm... o que deu em você, hein? -Lua sussurrou ao encostar a testa na minha.
-Você tá me provocando com esse seu jeito de dançar. -Sussurrei também. -Você sabe disso. -A puxei ainda mais para perto de mim. Ela soltou um risinho.
-É só o meu jeito de dançar, amor... -Ela mordeu levemente meus lábios, ao término da justificativa.
-Um bom argumento. -Falei. Lua sorriu. Nos beijamos outra vez.
-Vamos, me fale, qual a ideia? Você não me arrastou até aqui pra nada, né? -Ela ergueu uma das sobrancelhas e me encarou.
-Quero ir pra casa. -Falei. Lua sustentava o olhar em meu rosto.
-Ainda tá cedo. -Ela disse.
-Com você! -Completei. Lua continuou me encarando em silêncio.
-Arthur... -Sussurrou. Mas a frase ficou incompleta, eu a beijei novamente.
-Eu sei o que você vai falar. -Eu disse após o beijo, e depois a abracei. -E eu sei que estou insistindo demais também. -Depositei um beijo em seu pescoço. -Você confia em mim? -Perguntei.
-Você sabe que sim. -Lua respondeu e mordeu levemente minha orelha. -Quero isso tanto quanto você. Só estou nervosa. -Finalizou sussurrando. Lua ainda iria me enlouquecer.
-Eu sei... -Suspirei. Mas um minuto ali, meu controle sumiria. -Vem, vamos voltar pra lá. -Inclinei a cabeça em direção ao bar. -Não posso garantir que vou me segurar, ficando aqui mais tempo. -Expliquei. Lua sorriu. -O que é tão engraçado? Meu desespero? Ou eu tentando manter a calma?
-Você tentando parecer calmo. -Respondeu balançando a cabeça. -Eu sei que você está no limite. -Continuou. Mas eu a interrompi.
-Não estou no limite. Eu prometi esperar, e é o que vou fazer. -Falei. Lua continuou me olhando. -Você não acredita? -Perguntei.
-É claro que eu acredito. Eu só acho que se fosse outra garota... -A interrompi outra vez.
-Não é outra garota. É você. Apenas você. Entendeu? -Falei segurando com as duas mãos, o rosto de Lua. Ela concordou.
-É que daqui a uns meses, nós já vamos fazer um ano de namoro. -Ela me disse.
-Eu sei, posso esperar até lá, ou até mais... Quem sabe, quando nos casarmos? -Falei e Lua revirou os olhos. Não pude segurar o riso.
-Não exagera, Arthur. -Ela me deu um tapa no braço. -Também não é pra tanto. -Bufou. Ri novamente lhe dando um beijo.
-Vamos, Luh... Vem... Ou eu realmente não espero nem chegar em casa. -Puxei ela para irmos até o bar. Mas ela me puxou de volta.
-Vamos pra sua casa. -Ela fechou os olhos. A olhei com um meio sorriso.
-Luh... Vamos voltar para o bar, antes que você desmaie na minha frente. -Falei apertando a mão dela, que estava tão gelada quanto se estivesse em um congelador. -Não precisa ser assim, você sabe. -Falei. Ela abriu os olhos.
-Se não for assim, não sei como pode ser... -Caminhou em minha direção e deu de ombros. -E eu não vou desmaiar, vale ressaltar. -Ela revirou os olhos.
-Você está gelada.
-Está fazendo frio. -Ela me disse.
-Isso é nervoso. -Falei.
-Quer discutir isso? -Lua perguntou. Balancei a cabeça negando.
-Não. -Respondi. -Vamos para casa. -Finalizei. Lua sorriu concordando.
-Só preciso falar com a Soph. -Concordei e nós andamos na direção do bar.

Oh, oh
Can we take it nice and slow, slow
Break it down and drop it low, low
'Cause I just wanna party all night in the neon lights 'til you can't let me go

Oh, oh
Podemos fazer isso de um jeito legal e devagar, devagar?
Pare a batida e vá até o chão, chão
Porque eu só quero curtir a noite toda sob as luzes neon
Até que você não possa me largar

Chegamos em casa e entramos, Lua tirou os sapatos dos pés, e eu fiz o mesmo. Peguei ela pela mão e nós caminhamos até o sofá.
-A gente vai ficar aqui? -Lua perguntou confusa. Dei uma risada. -Não falei nada de  engraçado.
-Desculpa, mas não pude segurar. -Falei. Lua se jogou no sofá bufando, uma coisa nada sexy. Se eu falasse isso, era capaz dela levantar e jogar o sapato em mim. -Você tá nervosa demais. A gente não precisa fazer isso hoje. -Comentei. Lua não disse nada.
-Eu estou aqui... -Sua voz era baixa demais. -Não estaria se não quisesse.
-Eu sei, amor... -Peguei sua mão novamente e fui deitando ela no sofá, e me inclinei sobre seu corpo. -Você só precisa dizer, sim. -Falei e Lua me encarou.
-Você quer que eu diga quantas vezes? Ainda não acredita que quero tanto quanto você? -Me perguntou. Sorri lhe dando um selinho.
-Não sei se tanto quanto eu. -Sussurrei ao pressionar meu corpo contra o dela. Indicando o que eu tanto queria. Ela segurou meus cabelos, puxando de uma forma carinhosa e suspirou antes de encostar os lábios nos meus. -Eu quero tanto você... -Sussurrei.
-Eu também... -Ouvi. Minhas mãos estavam explorando o corpo dela. Enquanto ela segurava com uma das mãos, a minha nuca, intensificando ainda mais o beijo, a outra mão estava no cós de mim calça. Levantei a saia dela até a cintura. Enquanto ainda a beijava. Lua ficou tensa e eu parei, continuei apenas beijando ela.
-Arthur... -Ela sussurrou ao afastar os lábios dos meus.
-Oi... quer parar? -Perguntei. Ela balançou a cabeça negando.
-Não. Não é isso... É só que... -Ela hesitou e mordeu os lábios.
-É só que...? Fala! -Pedi.
-Quero que vá... devagar... -Pude vê-la corar. Lhe dei um beijo.
-Não se preocupe... Fica calma, ok? -Pedi, notando que ela ainda estava nervosa.
-Vou tentar... -Ela sorriu ao falar. Me sentei novamente no sofá e puxei Lua, para que ela levantasse. -O que você... -A puxei novamente, agora ela estava em meu colo, com uma perna de cada lado da minha cintura.
-Quero que você relaxe... -Sussurrei perto de seu ouvido, Lua gemeu ao sentir minhas mãos em sua coxa. -E que aproveite também... -Tirei a blusa dela, e depois fiz o meus com a minha. Coloquei as mãos em sua cintura e a trouxe para mais perto. Minha boca estava em seu pescoço, enquanto eu beijava e dava leves mordidas no local, Lua suspirava e puxava levemente meus cabelos, a cada toque meu. Abri o zíper da saia dela, enquanto ela se afastava e levantava, a saia caiu aos seus pés. Ela se sentou novamente em meu colo. E voltamos a nos beijar. Minhas mãos percorriam livremente o seu corpo. E sentindo que eu não conseguiria ficar muito tempo ali, só com os beijos, eu a apertei contra mim e separei os lábios dos dela. -Não aguento mais... -Sussurrei ao me aproximar de seu ouvido. -Vamos para o quarto. -Falei e Lua fez menção de levantar. -Eu carrego você. -Falei segurando em suas coxas.
-Nossas roupas...
-Estamos sozinhos aqui... Não se preocupe. -Avisei. E levantei indo para o quarto.

I just wanna feel your body right next to mine
All night long
Baby, slow down the song
And when it's coming closer to the end hit "rewind"
All night long
Baby, slow down the song
Oh, oh, oh, oh
Yeah, baby, slow down the song
Oh, oh, oh, oh
Yeah, baby, slow down the song

Só quero sentir o seu corpo bem perto do meu
A noite toda
Baby, vá mais devagar com a música
E quando estiver chegando perto do fim, volte ao começo
A noite toda
Baby, vá mais devagar com a música
Oh, oh, oh, oh
Sim, baby, vá mais devagar com a música
Oh, oh, oh, oh
Sim, baby, vá mais devagar com a música

Chegamos ao quarto, e eu nem me dei o trabalho de fechar a porta. Não seríamos interrompidos por ninguém, disso eu tinha certeza. Deitei Lua na cama, e tirei a calça jeans, ela estava apenas de lingerie, por enquanto. Deitei sobre ela, e a olhei.
-Tudo bem? -Perguntei ao aproximar meus lábios dos dela.
-Sim... -Ela sorriu aproximando a boca da minha. -Eu quero tanto você... -Sussurrou.
-Eu também meu amor... -Lhe disse e ela sorriu. A beijei novamente. Meu corpo colado ao dela, como eu tinha pensado nesse momento. Minhas mãos percorriam por todo seu corpo. E ela apenas apertava as mãos em meus braços, aceitando os meus beijos nada inocentes. Puxei levemente seu lábio inferior, até cessar o beijo. -Quero aproveitar cada momento. -Falei.
-É o que eu tô fazendo... -Ela curvou os lábios em um sorriso. -Amo você.
-Eu também, e a cada dia mais... -Segurei o rosto dela com as duas mãos, uma de cada lado. -Você confia em mim? -Perguntei.
-Sim... sim... -Ela sussurrou.
-Eu não aguento mais... -Falei. Lua balançou a cabeça.
-Eu... sei... -Ela gemeu. Me sentei na cama e ela fez o mesmo, me aproximei e tirei o sutiã. Um gemido baixo saiu de sua boca, ao sentir meus dedos a tocarem.
-Deita. -Falei e estiquei o braço para pegar a camisinha na gaveta ao lado da cama. –E relaxa. -Disse ao me deitar por cima dela outra vez. Lua fechou os olhos. Toquei o cós de sua calcinha com a ponta dos dedos e a tirei lentamente, até livra-la daquela peça íntima. Fiz o mesmo com minha única peça de roupa: a box. "Vesti" a camisinha, enquanto observava Lua deitada de olhos fechados. Eu não tinha mais como parar se ela me pedisse para fazer isso. -Tem certeza? -Perguntei. Eu já estava pronto. Mas eu queria saber se ela também estava.
-Sim... Desde quando entrei aqui. -Ela falou baixo. Me deitei novamente, ficando entre suas pernas.
-Olhe pra mim. -Pedi e ela o fez. -Não tire os de mim. Quero gravar cada feição sua... -Lhe dei um selinho enquanto minhas mãos alcançavam suas coxas, fazendo ela colocar as pernas envolta dos meus quadris. Segurei em sua cintura enquanto me movia até ela. Sua respiração estava ofegante. -Luh?
-Uhum... -Ela sussurrou.
-Se doer, tipo muito... por favor, me fala. -Falei. Posso tá parecendo um idiota, mas eu nunca transei com uma garota virgem. Eu só sabia que doía, porque bem, as pessoas falam disso. E as anteriores, já tinham feito isso outras vezes. Eu não queria machuca-la. -Não quero machucar você. -Finalizei. Ela me lançou um sorriso tímido, mas balançou a cabeça concordando.
-Tudo bem... -Ela respondeu. -Eu quero você. -Sussurrou por fim. Agora foi a minha vez de fechar os olhos.

Pov Lua

Arthur fechou os olhos lentamente, e depois abriu, entrando em mim, em um movimento lento e cuidadoso. Me fazendo gemer. Quando estava totalmente dentro, saiu e entrou outra vez. Cravei as unhas em sua costa, eu sentia um ardo quase insuportável, mas estranhamente prazeroso. Mas eu não disse nada. Ele voltou a se movimentar, lentamente, enquanto eu ainda sentia um desconforto, com a nova sensação. Mordi os lábios ao encarar seus olhos brilhantes. E ele colou os lábios nos meus. Como se aquele fosse o nosso último beijo. Arthur envolveu o meu corpo com os braços, enquanto se movimentava. Soltei um gemido de puro prazer. E ele intensificou o movimento, agora: dentro e fora, rápido e intenso.

If you want me I'm accepting applications
So long as we can keep this record on rotation
You know I'm good with mouth-to-mouth resuscitation
Breathe me in, breathe me out
So amazing

Se você me quiser, estou aceitando candidaturas
Contanto que continuemos a fazer este disco rodar
Você sabe que sou boa em respiração boca a boca
Inspire-me, expire-me
Tão incrível

A sensação era maravilhosa, seus lábios me beijavam em todos os lugares, e ele não perdia o ritmo, a essa altura, eu nem queria que ele parasse. Levei a mão até seu bumbum e o pressionei ainda mais de encontro a mim. Arthur me olhou com um visível sorriso maroto. E desceu os beijos para os meus seios, gemi outra vez, e levei as mãos a seus cabelos, puxando sua cabeça para cima, eu queria a boca dele na minha. Arthur entrou rápido e forte, me fazendo gritar e fechar os olhos. Seu corpo relaxou e por uns segundos, ele ficou parado. Quando abri os olhos novamente, ele reiniciou os movimentos, agora mais calmos. E eu relaxei completamente aproveitando o momento.

Oh, oh
Can we take it nice and slow, slow
Break it down and drop it low, low
Cause I just wanna party all night in the neon
Lights 'til you can't let me go

Oh, oh
Podemos fazer isso de um jeito legal e devagar, devagar?
Pare a batida e vá até o chão, chão
Porque eu só quero curtir a noite toda sob as luzes neon
Até que você não possa me largar

Seus movimentos foram ficando intensos, e meus gemidos se misturando com os dele, formando um único som. Ele pressionava cada vez mais o corpo de encontro ao meu.

-Lua... -Ele falou ofegante. -Eu... preciso... -Ele entrou uma última vez, rápido, forte e intenso, me fazendo gemer alto e fechar os olhos. Sentindo um orgasmo intenso. Arthur estremeceu caindo sobre mim, segundos depois.

Nossas respirações descompensadas, aos poucos foram voltando ao normal. Ele ainda permanecia dentro de mim, só que agora, imóvel. Depois de uns minutos ele se mexeu e saiu lentamente, fazendo eu me contrair. Ele deitou ao meu lado e jogou os braços sobre minha barriga, e começou a fazer carinho ali. Enquanto eu passava a mão em seus cabelos, ainda estávamos calados. Mas o silêncio não era constrangedor. Arthur levantou a cabeça e me encarou, depois de uns segundos, me beijou calmamente.

-Tudo bem? -Perguntou. Essa foi a pergunta que eu mais ouvi dele hoje. Sorri.
-Sim, meu amor. -Respondi e retribui o beijo. Arthur me puxou para mais perto e eu descansei a cabeça em seu peito.


Continua...


Se leu, comente! Não custa nada.
Próximo cap. só segunda-feira.
Me falem o que estão achando da fic. quero saber. Bjs...

7 comentários:

  1. Está Otiiiiiiiiiiiiiiima, quando a menina nasce? U.u continua loho *-*

    ResponderExcluir
  2. Primeira vez q eu leio. Muito boa!

    ResponderExcluir
  3. Lindoooo... Ameiiii perfeitooooo de maiss!!!

    ResponderExcluir
  4. A ficou está maravilhosa e esse capitulo foi perfeito!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns ta perfeita!!!!

    ResponderExcluir