Forever Too Far - Capitulo 15

|

Lua 
Eu não tinha que perguntar para Arthur o que ele estava fazendo. Eu já sabia. Ele estaria de volta com uma comida que eu pudesse comer. Se eu não estivesse com tanta fome eu poderia tentar impedi-lo, mas eu realmente queria comer mais do que pão.
''Você virou meu irmão em sua cadela. É patético,'' Giovanna falou sobre a mesa.
''Aguarde suas garras Giovanna. Lua está grávida e precisa comer. Arthur precisa cuidar do que é seu'', Léo respondeu antes de tirar de volta uma ostra crua fora de sua concha em sua boca aberta.
''Você não entende o que é controle de natalidade? Ou esse é o seu plano o tempo todo? Prende-lo com um bebe?''
Era muito provável que pro resto da minha vida eu teria que lidar com esse tipo de atitude de Giovanna. Ficando chateada e afastando-me não seria uma escolha de vida para mim. Privilegio, eu não tinha a intenção de colocar uma arma em seu rosto, mas eu não ia deixá-la falar assim comigo só porque ela era irmã do Arthur.
''Eu sei que você está magoada e com raiva. Mas eu não fiz nada para você. Então, por favor, afaste-se.''
Léo riu ao meu lado. Os olhos de Giovanna só ficaram mais brilhantes. Ótimo. Eu não tinha feito nada, apenas irritá-la mais.
''Você me escuta, sua putinha. Não importa o que você acha que você tem você é nada. Eu sou a irmã dele. Eu sou seu sangue. Ele irá escolher-me e tudo se resume a isso. Então, não se atreva a me ameaçar.''
Eu queria tanto voltar lá para cima para o quarto de Arthur e esconder-me de tudo isso, eu sabia que só ficaria pior. Eu tinha que mostrar a ela que eu não estava recuando.
''Isto não é uma competição. Você é a irmã dele. Eu sou a mãe de seu filho. Ele não precisa ter que amar uma de nós, Giovanna. É infantil e inseguro pensar dessa forma. Arthur está aqui porque ele te ama e quer ajudá-la. Não o culpe por me tratar desse jeito.''
Giovanna abriu a boca e fechou-a novamente. Seu queixo foi flexionando com o ranger dos dentes que estava fazendo.
''Thata menina, Lua,'' Kiro chamou e a dor que brilhou nos olhos de Giovanna me fez sentir pena dela. Eu sabia qual era a sensação de ter um pai que rejeita você.
Mas eu também sabia qual era a sensação de ter um pai que você adorava. Ela não sabia.
''Eu não sei porque eu ainda tento. Ninguém me aceita aqui. Arthur foi tudo que eu tinha e agora ele está preso á você e você me odeia'', ela gritou, se levantou e jogou o guardanapo sobre a mesa. ''Você me tirou Arthur'', Ela apontou o dedo para mim, então ela virou a sua atenção para Bia. ''E você, você tem o amor do meu pai. Eu não tenho nada.'' Ela virou-se e saiu correndo da sala.
Arthur entrou quando seus calcanhares batiam ruidosamente no chão e olhou para Kiro. A raiva em seu rosto era evidente. ''O que você fez? Eu só saio por cinco minutos.''
Kiro deu de ombros e apontou para mim.
''Não olhe para mim. Foi sua mulher que fez ela correr''
A raiva de Arthur virou confusão quando ele desviou o olhar para mim. ''Lu? O que aconteceu?''
Eu balancei minha cabeça. ''Ela estava me acusando de coisas e eu só disse a verdade.''
Arthur soltou um suspiro e saiu atrás de sua irmã.
Eu sentei lá perguntando se eu deveria ir também. Ou se eu deveria ficar aqui. Meu pão foi esquecido no meu prato e meu estomago estava agora dando nó.
''Este jantar de família está lentamente diminuído. Alguém mais quer fugir antes que chegue a nossa salada?'' Kiro perguntou em um tom jovial. Como é que ele poderia estar fazendo piadas depois do que tinha acontecido eu não entendia.
Léo se aproximou e apertou meu braço. ''Ele vai estar de volta. Ás vezes Giovanna só precisa de Arthur. Ele sabe disso.''
Infelizmente, eu também sabia disso.
Arthur não estava de volta quando o jantar tinha acabado. Kiro agora estava apalpando completamente o fundo da servente debaixo de seu vestido. Bia ignorou-o e terminou  seu vinho em silencio. Léo tinha a sua atenção na outra servente. Eu estava mais do que certa, que as duas mulheres estavam no menu, para aqueles homens. A única que Léo estava olhando manteve-se rindo e encontrando razões para andar até ele. Felizmente, ele não estava olhando para qualquer parte do corpo ainda. Eu estava mais do que pronta para me levantar e sair.
''Eu acho que está na hora de você e Lua irem para a cama,'' Kiro disse para Bia, Sem olhar para ela. Ele estava focado nos peitos da servente e sua mão ainda estava levantando sua saia.
''Concordo plenamente'', Bia respondeu, levantando-se e olhando para mim com um sorriso de desculpas.
Levantei-me e comecei a agradecer Kiro e Léo pelo jantar, quando notei a mão de Léo estava entre as pernas de outra servente. Eu decidi correr por trás de Bia.
''Eu sinto muito que você teve que ver isso. Papai está bebendo mais agora que Giovanna está fazendo esse inferno todo. Quando ele bebe, ele... uh... precisa de um monte de mulheres.''
Em outras palavras, ele está em parafusos frequentemente. Eu balancei a cabeça. No entanto, qual era o problema de Léo? Apenas uma lenda do rock com tesão para conseguir o que queria, eu acho.
''Eu pensei que Arthur estivesse de volta agora'', eu falei, querendo mudar e assunto.
Bia assentiu. ''Sim, eu também. Giovanna é muito informal pelo que estou percebendo.''
Informal era uma palavra muito amável para Giovanna. Eu estava pensando mais na palavra ''cadela''. ''Ela me odeia. Eu acho que preciso aceitá-la e aprender a viver com ela. Eu só não gosto da saia justa que ela colocou Arthur''.
Um forte grito e, em seguida, um gemido veio da sala de jantar. Bia fez um barulho de engasgos. ''Ugh, vamos lá. Podemos tomar o elevador em vez das escadas. Ele vai abafar o ruido'.
''O que eles estão... fazendo na sala de jantar?'', eu perguntei, espantada com a  falta de privacidade e o fato do pessoal do Buffet pudesse ouvi-los na cozinha.
''Eles vão fazer em qualquer lugar. Confie em mim. Você não quer saber o que eu tenho visto ao longo dos anos. Eu acho que é a rezão de eu ainda ser virgem. Bem, isso e o fato de que eu sou muito tímida perto dos caras''.
Era um milagre que Bia fosse tão inocente como ela era com esse tipo de comportamento do seu pai. ''Eu era virgem até ter conhecido Arthur. Ás vezes é melhor esperar até o cara certo aparecer''.
Bia sorriu e acenou com a cabeça. ''Sim. Mas, também, há a chance de nuca acontecer. Eu não socializo muito. Minha vida aqui é muito privada. Eu sempre odiei o sexo por causa do que eu vi acontecer com meu pai. Mas ultimamente eu me pergunto se talvez eu só precise ver por um angulo diferente. Você e Arthur parecem ser felizes juntos.''
Senti-me triste por ela. Ela aparentemente tinha crescido muito superprotegida pela avó e depois só vi o outro lado do aspecto da vida de Kiro.
Ela parecia estar muio confusa. ''Você já teve um encontro na Carolina do Sul?'', eu perguntei.
Ela encolheu os ombros. ''Não muito. Minha avó não era  uma fã de me ver namorando. Ela disse que só levava a sexo. E era para eu esperar até que eu me casasse para ter sexo. Ela havia me dito que estava em sua bíblia. Mas se eu não namorasse como eu poderia me casar?'' Bia soltou uma risada suave. ''Não importa agora. Eu nunca conseguia encontrar as palavras quando um cara que eu estava atraída ficava próximo de mim. Tornei-me vergonhosamente tímida e desajeitada. Estou ficando melhor com o passar do tempo.''
Bia tinha uma beleza clássica. Era difícil acreditar que ela não tinha namorado muito.
''Eu esto indo para o meu quarto. Eu tenho um livro para terminar Recentemente eu encontrei autores independente e eu estou um pouco viciada''.
''Impendente?'', eu perguntei.
Bia assentiu. ''Ebooks auto-publicados. Eu encontrei alguns diamantes em estado bruto.''
''Aproveite então'', eu respondi e me dirigi até o quarto de Arthur.
                                                                                            Continua.........

12 comentários:

  1. Ahh mais um poor favoor!!!

    Naathy

    ResponderExcluir
  2. Posta mais, vc pode viras escritora suas webs sao muito boas

    ResponderExcluir
  3. Posta mais vai por favor, faz maratona!!
    XxStee

    ResponderExcluir
  4. Ja acho que vc podia postar mais
    XxMandy

    ResponderExcluir
  5. Manu faz um favor pra mim??
    Posta mais

    ResponderExcluir
  6. Eu sou a Bia do nordeSte kkkk Mas graças a Deus nao tenho um pai como o Kiro. Meu paizinho eh gente boa.

    ResponderExcluir
  7. Mds ta muito perfeito esse capitulo *-*
    - Posta mais !

    ResponderExcluir
  8. Hmm sera que a Bia vai ficar com o Guga?? *O* se for sera perfeito ele merece uma menina gente boa assim como a Bia :D
    Giovana ta boa de criar vergonha na cara :@
    Adorandooo *--*

    ResponderExcluir
  9. Posta maisss por favorr

    ResponderExcluir
  10. Ta okay Manu , quando vc puder vc faz a maratona . O thur conhece a Irma q tem , mais bem q ele podia ter visto o jeito q a vaca da gih falou com a lua . Mais em meio a tudo isso eu tenho pena do thur , ele tem q lhe dá com tudo isso Xx adaline

    ResponderExcluir