Não foi um erro - 55º Capitulo

|



No capitulo anterior…

POV ARTHUR

- EBAAA! – gritou, batendo palmas e rindo – Eu tenho um segredo com a mamãe
- Tolinha! – eu fiz cócegas nela e ficamos lá na mó confusão
- Posso me juntar à festa? – perguntou a minha noiva, entrando no quarto, toda arrependida.
- Yasmin, você ouviu alguma coisa? – em fiz de desentendido
- Sim papai, a mamãe quer agente
- E você acha que agente deve aceitar ela aqui?
- Sim! – gritou animada, deitada no meu peito
- Então pronto… - olhei pra Lua, contendo o meu sorriso e me fazendo de serio – Pode sim entrar e se juntar a nos.
- Mamãe, hoje o papai dormiu comigo – a pequena sentou na cama
- Eu sei… eu senti um frio logo pela manhã. – disse ela, olhando para mim e sentando na cama – Não estão com fome?
- Eu não mamãe.
- Por acaso… - passei a mão na barriga
- Yasmin, você pode ir descendo?
- Porque mamãe? Tá tão bom aqui! – ela se aninhou ainda mais a mim
- Mas é que eu preciso de falar com o seu pai… é um assunto importante.
- Tá… eu deixo, porque eu não sou ciumenta! – ri e encarei Lua que ficou com cara de taxo

Yasmin pegou o seu bonequinho e saiu do quarto, de pijama, toda preguiçosa.
Lua se acomodou melhor na cama e eu sentei também, esperando ela dizer alguma coisa. Eu estava apenas de cueca boxer e reparei que ela não parava de olhar pra mim.

- Senti sua falta
- Eu entendi
- Não queria ter brigado ontem, ainda por cima por algo tão bobo
- Eu não achei bobo – confessei e sorri
- Não?
- Não, nem um pouco – alarguei o meu sorriso
- E confesso que fui dura com você, mas acredite que não foram ciúmes
- Ah não? – eu ri – Foi o quê então?
- Pow dlç, agente está a semanas que ir pró altar e você me aparece na capa de uma revista aos beijos com outra?
- Lua, que profissão eu tenho?
- Eu sei que é modelo
- E o que os modelos fazem?
- Desfilam abanando o bumbum? – ela fez bico e chutou
- Quer dizer que é isso que você acha que eu faço? – encarei ela, cruzando os braços e contendo o riso
- Mais ou menos – ela se aproveitou da situação e toda risonha veio se sentar perto de mim, me abraçando de lado – Eu adoro quando você desfila de sunga. Te deixa com um bumbum todo apertadinho, todo grande. Ai – suspirou – Que delicia!
- Você é safada mesmo! – eu ri – Mas confessa que era ciúmes
- Não eram ciúmes
- Era sim! – abracei ela, fazendo-a colocar o seu queijo sobre o meu peito. Dava assim para olha-la nos olhos. Ri ao ver a minha teimosia fazer ela se irritar
- Você tá adorando isto né? Está adorando que eu tenha ciúmes de você né?
- Claro – ri de novo com a sua cara – Impossivel não amar alguém com ciúmes da gente. Quer dizer que você gosta de mim
- Eu não gosto de você
- Ah não?
- Não! Eu te amo mesmo! – disse com os seus olhos nos meus
- Se você repete isso, eu não respondo pelas consequências do que te vou fazer
- Eu te amo, eu te amo, eu t… - a deitei na cama, impossibilitando-a de falar e fiquei por cima dela
- Olha a Yasmin pode entrar a qualquer momento
- Quer que eu pare? – ela tinha as suas pernas entre as minhas e as nossas intimidades se tocavam. Ela com camisola de dormir e eu de cueca apenas, imaginem. Beijei o seu pescoço, fazendo ela fechar os olhos e colocar a cabeça pra trás
- Não… - disse entre um gemido
- Então não reclama – continuei
- Mas e se ela nos flagra Arthur? – ela me empurrou um pouco
- Ahh amor, vamo aproveitar vai! – não deixei ela interromper nada e continuei distribuindo os beijos pelo pescoço dela ao mesmo tempo que subia a sua blusa

(…)

Lua já tinha começado as provas de vestido. Ela tinha ido mais a Carla, que era a nossa madrinha de casamento, claro. Os convites já haviam sido feitos e o local da festa estava escolhido. Casamos dentro de um mês e pouco.
Falto apenas eu escolher a minha roupa pro casamento, mas isso irá ser fácil.

- Irá ser branco ou preto?
- Preto, com a camisa branca claro.
- As alianças estão escolhidas?
- Ainda não mandamos fazer, mas ainda hoje tratarei disso
- Está pronto para casar? – perguntou um cara que trabalha comigo na agência de modelos
- Lógico que sim! – garanti
- Nunca imaginei você casando, juro que não
- Nem eu – confessei – Mas ela é especial.
- Especial mesmo? Não será só mais uma? Vocês são tão novos!
- Mas nos amamos muito e é isso que conta
- Boa sorte rapaz! – deu uma palmadinha nas minhas costas – Mas eu sendo tão novo nunca me entregaria assim para uma mulher
- Você é galinha, por isso fala assim. Eu já fui como você
- E não é mais?
- Não! Agora cresci, sou responsável. Tenho uma filha e vou casar
- Você tem uma filha? – seu queixo quase caiu no chão
- Tenho! – tirei do bolso o meu celular e mostrei uma foto – Ela é a Yasmin. Tem quase 6 anos e é filha da minha noiva.
- Ata, é filha da sua noiva e não sua…
- Não, é minha também cara!
- Mas vocês estão juntos a 6 anos?
- É uma longa historia…
- Meu deus! Seu mundo acabou tá? Tenho pena de você realmente! Acabaram-se as noitadas com mulheres de voltas, acabaram-se as pegações, as bebedeiras, os jogos de consola com os amigos, os jogos de futebol, as saídas à noite! Acabou a vida
- Você é bem dramático! – ri dele – Tem noção que casado você tem uma vida muito mais feliz?
- Feliz? Você chama felicidade a ter de lavar a louça? A aturar a sua mulher de tpm? A acordar com o mau humor dela? A ter de arrumar a casa toda e ainda ouvir as reclamações dela?
- Um dia, quando você casar, me diz como foi tá? Vai ver que se vai dar muito bem! – disse pra ele que ficou me encarando

(…)

Quando a Lua trabalha, sou eu quem vai buscar a Yasmin na escola. Hoje foi um desses dias. Ela veio o caminho todo, caladinha e quando chegou a casa nem quis comer a sua taça de cereais.

- O que se passa Yasmin? Foi alguma coisa que aconteceu na escola?
- Não papai
- As meninas de lá se meteram com você?
- Não
- A professora brigou com você?
- Não…
- Diz lá o que se passa. – peguei ela e coloquei-lhe sobre o meu colo – Fala comigo.
- É que a Sara da minha turma vai ter um irmão e ela não para de falar disso. Ela diz que a casa dela está cheia de coisas para o bebé e todos os meninos acham aquilo fofo e ficam de mimimimi com ela! – reclamava ela toda chateada
- Ohh filha, é normal que ela esteja sempre falando. Ela deve estar feliz de receber um bebé em casa
- Mas eu também quero!
- Quer um que?
- Um bebé, eu quero um irmãozinho
- Mas amor, agora eu e a sua mãe estamos cheios de trabalho e depois vamos casar. Não era isso que você queria?
- Era, mas agora eu quero um bebé, papai. Por favor.
- Não pode ser agora. Eu juro que quero te dar muitos irmãos ainda, mas está cedo filha. Entende?
- Não! – ela saiu do meu colo e foi correndo para o seu quarto

Enquanto eu lanchava sozinho, pois a Yasmin está trancada no seu quarto, a Lua chegou, cansada para não variar. Ela foi trabalhar e ainda foi fazer a prova do seu vestido. Chegou esfomeada de tal maneira que até me roubou o pão que eu estava comendo.

- A Yasmin? – perguntou enquanto me dava um selinho
- Está no quarto, toda chateada
- Porque dessa vez?
- Quer ter um irmão!
- Jura? – Lua me encarou – Mas porque essa ideia agora?
- Não é a primeira vez que ela quer ter um, né?
- Eu sei… mas amor, agora não.
- Eu também acho que agora não dá. Mas ela não entende isso
- Eu vou conversar com ela, mas antes preciso de comer! – ela começou a comer as suas bolachas integrais
- PAPAI, PAPAI! – Yasmin veio correndo – CADÊ VOCÊ? – ela gritava pela casa inteira
- Estou aqui na cozinha
- PAPAI – ela veio correndo até à cozinha – COMO SE COLOCA UMA COBRINHA NA BARRIGA DA MAMÃE?

Aqui está o capitulo de hoje e obrigada por compreenderem a minha situação.
Existe apenas um erro no que eu disse. o Livro que tenho de ler é os Maias e tem 700 paginas!
Amanha ou sábado irei postar uma web de capitulo único, tenho ai umas ideias



10 comentários:

  1. Posta ++++++++++++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que não me passaram esse livro para ler. Mais?

    ResponderExcluir
  3. Nossa Fiquei Até com pena de vc agora!

    ResponderExcluir
  4. Boa sorte Cris, para ler esse livro. Eu li no ano passado e é bem chato, dá até sono quando se lê.

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkk ai ai essa Yasmim faz cada pergunta kkkk só quero ver eles explicarem isso.

    ResponderExcluir
  6. Cris quando a yasmim vai falar q ama o Arthur? Estou muito ansiosa por esse momento. Adoro suas webs. E apesar de provavelmente sentir falta delas no meio da semana te entendo e acho q vc tem q focar msm no seus estudos. Beijos. Nathalia, sua fã.

    ResponderExcluir
  7. ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei
    eu ja li os Maias para a escola e confesso que é cansativos, mas a história é mt porreira, boa sorte nao vai ser facil ler isso tudo, mas ajuda mt se tirares apontamentos e depois estudas por eles
    ass Sophia

    ResponderExcluir
  8. essa yasmin é uma figura kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir