Não foi um erro - 52º Capitulo

|

No capitulo anterior…

POV ARTHUR

Comecei com as leves investidas enquanto ela pressava as suas pernas sobre a minha cintura. Ela se embalava conforme as investidas e gemia conforme o prazer. Ver ela naquele jeito me fazia continuar sem parar. 

POV LUA

Romântico, é você acordar depois de uma noite longa de amor e ver o café sobre a cama. Romântico, é ver o seu namorado dormir ao seu lado. Romântico, é receber flores pela manhã e melhor ainda é ser mimada pela sua filha.

- Quem fez o café da manhã?
- Foi o papai… eu acordei, tava com fome e chamei ele. Ele acordou, fez o café e trouxe para aqui, pró quarto. – dizia encostada ao corpo de Arthur. 
- E as flores?
- Eu tirei do jardim e dei pra você… - ela me abraçou – O que vamos fazer hoje?
- Ainda não sei… a mamãe tá cansada! – me rendi e voltei a deitar na cama, me tapando com o lençol pois ainda me encontrava sem roupa
- Ontem você se divertiu na festa?
- Muito… - disse de olhos fechados. Eu estava completamente esgotada e passava pouco do meio dia
- O delicinha tá dormindo de novo porquê? – ela se debruçou pelo corpo de Arthur
- Deixa ele… - eu ri – Ele está casando.
- A mamãe e o papai chegaram tarde da festa?
- Muito tarde… por isso é que estamos cansados. E você, gostou de ficar com a Carla?
- Sim, ela é tão legal. Como é que a mamãe conheceu ela?
- Ela foi minha amiga desde a escola. Conheço ela à muitos anos. Ela é a minha melhor amiga, tipo uma irmã
- Eu adorava ter uma amiguinha assim… 
- E você não tem amiguinhas na sua escola?
- Eu tenho… mas elas não são grandes como a Carla.
- Logico que não amor, vocês são tão pequenas ainda – passei a mão sobre o rosto dela – Não tenha pressa de crescer. A vida de adulto não é fácil…
- Porque você diz isso? Você não gosta de ser grande?
- Eu adoro! – ri da expressão dela – Mas é preciso ter muitas responsabilidades. É preciso trabalhar, acordar cedo, cuidar da casa, fazer comer e ainda cuidar de vocês! – beijei a testa dela e depois olhei para Arthur, que ainda dormia – Vamos sair daqui antes que o papai acorde. – me embrulhei no lençol e levantei da cama
- Vamos…
- Tarde de mais, o papai já acordou graças às mulheres mais lindas desse muito. – ele se virou. Tinha os olhos pesados, cheios de sono e quando se levantou beijou as nossas testas
- Desculpa papai delicinha – Yasmin riu e correu pró colo dele – Bom dia papai e desculpa te acordar. Você vai ficar bravo?
- Hoje não – Arthur riu – Dormiu bem?
- Dormi. – respondi – Quero dizer, eu dormia mais, mas houve uma menininha que decidiu me acordar né dona Yasmin?
- Sim! – ela riu entre nós dois chegados com um beijo
- Que tal irmos passear até ao parque, comprar sorvete e quem sabe passar pela praia?
- Tarde perfeita – eu previa
- Vamos, vamos! – Yasmin dizia animada – Posso levar aquele biquíni que você comprou pra mim?
- O rosa?
- Não, aquele laranja com as bolinhas
- Pode… vai se vestir pro seu quarto, eu vou lá ter depois, pode ser?
- Pode! Se despachem, eu quero chegar lá cedo – dizia como uma garotinha grande e saiu do quarto toda mandona
- Quantos anos essa pequena tem mesmo? – Arthur perguntou irónico, me fez rir – E você… vai ficar assim, só de lençol? Prometo não me controlar! – riu, enrolou as mãos sobre a minha cintura, aproximou os nossos corpos e beijou o meu pescoço. Eu era capaz de ceder, mas…
- A Yasmin nos espera delícinha… - dei um beijo nele e vi a marca que deixei no pescoço dele ontem – Vamos! – dei um beijo no seu rosto de novo

Nos arrumamos para sair. A tarde ia ser de família. Adorava sair e pelo caminho até ao destino escolhido por Arthur escutar as musicas calmas que ele tem no carro. Não que sejam calmas, mas elas com certeza deixam o clima bem melhor. 

- O parque tá cheio de gente papai, podemos passar já pra parte em que compramos o sorvete?
- Gulosa! – Arthur riu – Mas você não quer ir no parque?
- Não…
- Depois não vai fazer birra? Olha que eu não volto para trás
- Tá… eu vou fazer birra, mas eu queria ir comer sorvete…
- Passamos lá rapidinho. Ficamos lá até você se cansar e depois vamos comprar sorvete
- Tá… vamos lá então.

Fomos até ao parque. Eu sei que ela adora ir lá e se não fosse ia fazer uma birra de uns 30 minutos no mínimo. Arthur conhece ela e por isso insistiu em ir lá. Mal chegou, correu para o escorrega e ficou brincando com outras crianças.
Vi o Arthur tão atencioso às crianças que por lá corriam… seu olhos brilhavam ao ver a Yasmin interagir com outras crianças. Eu via outro sorriso nela quando isso acontecia.

- Papai, vamos? – Arthur estava ajudando uma criança que tinha caído – Vamos papai?
- Você cansou de brincar?
- Cansei. Tá cheio de crianças aqui – disse com os braços cruzados. Chegou um menino com o irmão mais velho, parece, no parque e Yasmin não tirou os olhos dele – Olha, o meu amiguinho da escola.
- Que amiguinho? – perguntou logo Arthur
- Um da escolinha, vou brincar com ele – ela correu
- Mas você não queria ir embora? – gritou, como não foi respondido, veio até mim e sentou-se ao meu lado, sem tirar os olhos da Yasmin e do menino – Não gostei!
- Do que? – perguntei
- Ela me trocou por o garotinho 
- Ciúmes? – ri muito dele – Amor, é só um menininho
- Ela falou que queria ir embora, agora que viu ele quer ficar… eu não to gostando não…
- Deixa de ser ciumento
- Você acha que é so mesmo um aguinho?
- O que mais seria?
- Um namorado?
- Ai, que lindo! – me encantei
- Lindo nada Lua, eu não quero que ela…
- … Deixa de ser chato! – interrompi ele – É só um amiguinho e ela nem sabe o que é namorar
- Ahh, claro que não né? – me encarou 
- Amor, relaxa. Vai, vamos aproveitar pra trocar uns beijos, o que você acha? – sentei no colo dele e coloquei os braços à volta do seu pescoço. O beijei e senti que ele não estava totalmente focado no beijo – Arthur, não beija de olhos abertos! – dei um tapa leve no ombro dele 
- Auu! – reclamou – Mas eu tava olhando eles, desculpa
- Deixa de ser chatoooo!

Ciumento, meu deus! Pai coruja eu hein! Nem pra mim ele é assim tão ciumento. 
Saímos do parque e ele não parava de fazer perguntas à Yasmin. A pequena estava ficando farta e irritada de tantas perguntas que o pai lhe fazia.
Passamos pra comprar sorvete e de seguida demos um pulo à praia.

- Eu tava pensando… - ele passava os dedos sobre a minha barriga. Yasmin estava brincando na areia
- Você pensa? – zuei
- Tolinha! – me encarou – Mas eu estava pensando você e eu… casados e com mais um filho.
- Serio? – olhei pra ele – Mas você não acha que eu sou nova de mais?
- Você tem 21 anos…
- E não acha que eu sou nova pra ter já 2 filhos?
- Mas ao menos casar… - ele fez bico e piscou os olhos rápido
- Você quer casar comigo? – eu ri
- Eu é que faço essa pergunta – ele riu – Você quer casar comigo?
- Eu quero! – mordi o lábio e o beijei 
- Quando?
- Hoje?
- Louca! To falando serio – ele encostou o corpo ao meu, deitando por cima de mim
- Eu também – respondi, mexendo nos seus cabelos – Você nem me deu um anel de casamento…
- Precisa?
- Claro! Tenho que ser como as outras mulheres…
- Porque não pode ser diferente?
- Porque não quero fugir à regra
- Lua-de-Mel?
- Claro
- Onde?
- Você escolhe
- E porque não dá uma dica?
- Que tal Europa?
- Quer ir com a companhia dos seus pais?
- Não! – respondi logo – Quero algo nosso. Merecemos!
- Muito… - beijei o seu pescoço


Casamento? será?

9 comentários:

  1. Posta ++++++++++++++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  2. posta mais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Web perfeita *--------------* Faz eles casarem e ter um filho menino e coloca o nome de Henrique ????? Adoro esse nome !!

    ResponderExcluir
  4. Casamento e um filho! bota o nome dele de Harry!

    ResponderExcluir
  5. corcordo henrique é lindo, mas ñ coloca nada do 1D axo q ñ vai ficar legal, confunde mt. Cris dedica um pra mim pfpfpfpf by: Patricia Altenburg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo chama Henrique, adoro esse nome, e tbm acho que fica estranho colocar nome dos meninos da One Direction

      Excluir
  6. Casamento siiiim hehe thur ta apoixonado pela familia awn *-* Cris hj 16/09 é meu aniversario. Dedica um cap pra mim? Obg

    ResponderExcluir