2ª Temporada - "LuAr na Casa dos Segredos" - 3º Capitulo

|

POV LUA

 

O meu coraçao está mais apertado que nunca. juro que nunca me senti assim. Sei lá, parece um medo, um receio… eu nem sei do que se trata.

Deitei, dormi e acordei sempre pensando no Arthur e na conversa que vamos ter hoje. Sinceramente estou com medo. Depois de estar com o Diego ontem, pus-me a pensar e imaginar em como seria o Arthur tentando algo comigo, mesmo eu não querendo. Mas acho que ele não era capaz de fazer isso, espero eu que não.

Acho que o Arthur não é desse tipo de homens, mas eu prefiro ter o pé atrás para que a desilusão seja menor.

 

Estrela (Irmã): você tá muito caladinha, estou até estranhando.

Lua: nem to… - cruzei os braços e continuei olhando para a tv

Estrela: é o Arthur?

Lua: não…

Estrela: a mãe falou que era

Lua: aff, vocês são muito chatos! Poxa, não têm uma vida também?

Estrela: pelos vistos toquei mesmo na ferida… - ela pegou a minha mao – Quer desabafar?

Lua: não… - eu suspirei – Já desabafei o suficiente com o Diego ontem.

Estrela: você foi com ele né? Como foi?

Lua: muito bom – sorri – Ele é muito gente boa. Me animou o tempo todo e não parou de me encher de comida. Passamos o dia na piscina, conversando e rindo com tudo o que ele dizia.

Estrela: começo a achar que o Diego seria um bom garoto para você. O Arthur é mais velho que você…

Lua: e dai? O Diego também é! – defendi – Eu tenho 20, o Arthur tem 23 e o Diego tem 25!

Estrela ri: jura? Ele tem isso tudo? Nem parece! – ela riu de novo – Ele é bem bonito, super simpático e até parece ter queda por você!

Lua: queda é o que você vai ganhar – tentei lhe empurrar do sofá – Se não parar com essa conversa!

Estrela ri: tá, tá, eu paro! – ela parou, porém ainda rindo – Não me meto mais!

Lua: acho bom! – suspirei de novo – A minha é minha porra!

Estrela: o que eu acho é que esse namoro não te está fazendo nada bem. Você não sorri mais, não me dá mais abraços…

Lua: aff, Estrela vai lá com o teu namoradinho perfeito e me deixa em paz!

 

Pedi que ela fosse embora mas na verdade quem foi embora fui eu! Estava farta de ouvir e ver ela me encher o saco. Parece que ela já não tem uma vida suficientemente complicada para revolver. Parece que para além da dela, tem de resolver a vida também. Quando eu precisar de ajuda, eu falo, não preciso que ninguém se envolva!

 

A conversa com o Arthur era suposto ser na minha casa, mas como todos os meus irmãos estão em casa, resolvi sair mais cedo de lá e ir até à casa do Arthur.

Queria resolver essa historia o mais rápido possível.

 

Quando cheguei, vi que o carro da dona Katia não estava, o que facilitava a situação. Sai do carro, respirei pela milésima vez bem fundo e fui até ao quintal deles. Toquei à porta e esperei alguém abrir.

Felizmente foi rápido, pois parecia que ele estava passando lá perto da porta mesmo.

Arthur abre a porta, apenas de bermuda vestida e bebendo suco! Tá… confesso que foi difícil me controlar, porque ainda por cima ele tinha o rosto todo amassado de sono e aquele cabelo despenteado… Grrrrr!

 

Arthur: Lua? – ele quase se engasgou – Me atrasei? – ele ficou todo atrapalhado – A conversa não era na sua casa?

Lua: era do verbo não é mais… - eu entrei em casa dele sem lhe olhar, para não cometer uma besteira

Arthur: bom dia né? – ele ficou me olhando, fazendo bico, ainda na porta.

Lua: Arthur, o assunto é serio!

Arthur: pois…

 

Ele fechou a porta e fomos os dois para a sala. Eu fiquei no sofá pequeno e ele ficou no sofá maior, virado para mim.

 

Lua: tá assim tanto calor? – apontei para o seu tanquinho despido

Arthur: sempre ando assim em casa

Lua: to vendo… - olhei, mas desviei o olhar daquele corpaço – A conversa vai ser seria.

Arthur: isso você já disse

Lua: mas é que sinceramente não sei por onde começar.

Arthur: eu começo então. Primeiro que tu, quer saber qual foi o motivo da sua irritação comigo

Lua: você ainda pergunta?

Arthur: logico, você não me explicou!

Lua: precisa de desenho é? – encarei ele – Arthur, você falou praticamente que eu não te amava e que você não acreditava no meu amor por você sem antes eu provar. Você disse que eu só provaria se fosse com você para a cama!

Arthur: mentira! – ele se levantou e falou alto – Desde quando eu falei uma coisa dessas para você? – ele estava bravo – Você pensa que eu sou o que? – ele me encarava – Sim, estou desejando que esse momento chegue, mas eu não falei porra nenhuma dessa!

Lua: você falou que tínhamos de ir morar juntos, que tínhamos de dar um passo na relação e que so assim eu te provaria que te amava! – falei alto também – Quer dizer que você nunca acreditou nas coisas que eu te dizia né?

Arthur: claro que acredito… simplesmente acho que um passo na relação não fazia mal a ninguém

Lua: qual é a parte do “deixa das coisas acontecerem” que você não entende?

Arthur: tá, eu sei… desculpa! – ele sentou no sofá – Mas poxa, você vai falar que não tem vontade?

Lua: com você desse jeito? – o encarei de novo – Não, não tenho vontade nenhuma! Eu quero um cara que respeite os passos que damos na relação. Quero um cara que me ame e que principalmente não desconfie de mim.

Arthur: eu te amo e não desconfio e você…

Lua: não? – eu ri irónica – Você falou que…

Arthur interrompe: eu sei muito bem o que eu falei tá? Mas acredita em mim… eu te amo – ele pegou a minha mão e eu sentei no sofá

Lua: você até pode me amar… mas me respeitar e confiar eu não acredito que você consiga.

Arthur: então você realmente não me conhece… - ele largou a minha mão

Lua: você não é o homem certo para mim

Arthur: você tá tao enganada Lua! – ele baixou a cabeça, fazendo sinal negativo – Quer dizer o que então? Que você veio aqui terminar comigo?

Lua: não sei se é terminar… porque estou clara que te amo, apesar de você não acreditar né? – encarei ele – Mas realmente não dá! Você praticamente me forçou a que eu fosse morar com você mas eu não sedo a esse tipo de pedidos

Arthur: é você quem sabe! – ele disse decidido

Lua: eu acho melhor agente dar um tempo

Arthur: que seja… mas uma coisa eu te garanto – ele me olhou bem nos olhos – Eu vou seguir com a minha vida em frente!

Lua: pois eu vou fazer o mesmo!

 

Nos encaramos mesmo. O ambiente ficou pesado e bem serio. agente se encarou tanto, que nos aproximamos e eu estava prestes a beija-lo. Porém, ele desviou!

 

Arthur: a saída é ali! – ele apontou para a porta

 

Doeu muito ouvir aquilo, daquele jeito, da boca dele, mas eu tenho de encarar a realidade. Seja ela como for.



Será que rola mais comentários? Beijão <3
vou ver se consigo postar um de "mais que melhores amigos"

 


6 comentários:

  1. Posta ++++++++++++++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  2. Posta mais to passada com o capitulo ............... amei d+ .

    ResponderExcluir
  3. Oi será q da pra fazer a lua sofrer um pouco mais com o termino e fazer o Arthur sofre calado pf

    ResponderExcluir
  4. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaammmmmei,como sempre né?

    ResponderExcluir
  5. Cara é sempre o thur o errado e o que fas merda a lua tem que correr atras dele um pouco ne
    Ass:manu

    ResponderExcluir
  6. mirella vasconcelos17 de agosto de 2014 15:12

    Nao gostei do termino deles.poxa eles sao tao lindos juntos. Por e pq o thur tem quer sempre o cupado.poxa tudo que acontece a cupa é dele poxa tadinho a lua tbm errou nao só ele.

    ResponderExcluir