Belo Casamento - CAP. 14

|


Belo Casamento


Capítulo 14: Numerário



Lua
Beija-Flor. A palavra usada para fazer meus olhos rolarem. Eu não sabia por que ele começou a me chamar assim, em primeiro lugar, mas não me importei. Agora, quando Arthur me chamou por este estranho apelido, com sua voz profunda e estridente, fez todo o meu corpo relaxar. Levantei-me e caminhei até a porta, segurando a minha mão na madeira. “Eu estou aqui.”
Eu podia ouvir a respiração, ofegante, lenta, como se estivesse dormindo. Cada parte de mim foi relaxando. Suas palavras quentes caíram lentamente em torno de mim como um cobertor aconchegante. Não importa o que acontecesse depois que chegássemos em casa, desde que fosse como a mulher de Arthur. Foi então que entendi que se estava fazendo isso para ajudá-lo ou não, estava lá, também, para me casar com o homem que me amou mais do que qualquer homem já amou alguma mulher. E eu o amava o suficiente para três vidas. Na Capela Graceland, com este vestido, era quase exatamente onde queria estar. O único lugar melhor seria ao lado dele no final do corredor.
Só, então, um pequeno quadrado branco apareceu em meus pés.
“O que é isso?” Eu disse, curvando-me para pegá-lo. O documento era velho e amarelo.
Estava dirigido à futura Sra. Arthur Aguiar .
“É da minha mãe.”, disse Arthur.
Minha respiração ficou presa. Eu quase não queria abri-lo, ele obviamente tinha sido selado e mantido seguro por muito tempo.
"Abra-o.”, disse Arthur, parecendo ler meus pensamentos.
Meu dedo cuidadosamente deslizou entre a abertura, na esperança de preservá-lo o melhor que pude, mas falhando miseravelmente. Eu retirei o papel dobrado três vezes e todo o mundo parou.
Nós não nos conhecemos, mas eu sei que você deve ser muito especial. Eu não posso estar aí hoje para assistir o meu menino prometer seu amor para você, mas há algumas coisas que acho que poderia dizer a você, se estivesse. Em primeiro lugar, obrigado por amar meu filho. De todos os meus meninos, Arthur é o mais terno e corajoso. Ele também é o mais forte. Ele vai te amar com tudo o que ele tem e no tempo que você o deixar. Tragédias na vida às vezes nos mudam, mas algumas coisas nunca mudam. Um menino sem mãe é uma criatura muito curiosa. Se Arthur for como seu pai, e sei que ele é, ele é um oceano profundo de fragilidade, protegido por uma parede grossa de palavrões e indiferença fingida. Um menino Aguiar irá levá-la todo o caminho até a borda, mas se você estiver com ele, ele vai segui-la em qualquer lugar. Desejaria mais do que qualquer coisa que pudesse estar aí hoje. Eu gostaria de poder ver seu rosto quando ele assumisse este passo com você, e que pudesse estar ali com meu marido e viver a experiência deste dia com todos vocês. Acho que isso é uma das coisas que vou sentir mais falta. Mas hoje não é sobre mim. Você ler esta carta significa que meu filho a ama. E quando um menino Aguiar se apaixona, ama para sempre. Por favor, dê ao meu menino um beijo por mim. Meu desejo para vocês dois é que a maior luta que vocês tenham seja sobre quem é o mais clemente.
Amor,
Diane
"Beija-Flor?”
Eu segurei a carta contra o meu peito com uma mão e abri a porta com a outra. O rosto de Arthur estava apertado de preocupação, mas no segundo em que seus olhos encontraram os meus, sua preocupação desapareceu. Ele parecia atordoado me olhando. "Você está… Eu não acho que há uma palavra para descrever como você está linda.”
Seus olhos castanhos doces e sombreados por cílios grossos acalmavam meus nervos. Suas tatuagens estavam escondidas sob um terno cinza e fresco e uma camisa de botão branca. Meu Deus, ele era a perfeição. Ele era sexy, era corajoso, ele me enternecia, e Arthur Aguiar era meu. Tudo o que eu tinha a fazer era caminhar até o altar. “Eu estou pronta”.
“O que ela disse?”, Questionou.
Minha garganta estava tão apertada que um soluço não escaparia. Beijei-o na bochecha. “Isso é dela?”
“Sim.”, ele disse, com um sorriso doce varrendo seu rosto.
“Ela praticamente descreveu o quanto maravilhoso você é, mesmo que não tenha chegado a vê-lo crescer. Ela é tão maravilhosa, Arthur. Eu gostaria de poder tê-la conhecido.”
“Eu queria que ela pudesse ter conhecido você.” Ele fez uma pausa em seus pensamentos, e, em seguida, ergueu as mãos.
Sua manga avançou para trás, revelando sua tatuagem BEIJA-FLOR. “Vamos pensar sobre isso. Você não tem que decidir agora. Vamos voltar para o hotel e pensar nisso, e...”. Ele suspirou, deixando seus braços e ombros caírem. “Eu sei. Isso é loucura. Queria apenas que não fosse ruim, Lua. Esta loucura é minha sanidade. Podemos…”
Eu não podia suportar vê-lo tropeçar e lutar por mais tempo. “Baby, pare!”, eu disse, tocando a boca com três dos meus dedos. “Basta parar.”
Ele ficou me olhando. Esperando.
“Nós estamos nisto juntos e eu não vou sair daqui até que você seja o meu marido.”
No início suas sobrancelhas puxaram com dúvida, e, em seguida, ele ofereceu um sorriso cauteloso. “Tem certeza?”
“Onde está o meu buquê?”
"Oh!”, disse Chantilly, distraída com a discussão. “Aqui, querida.” Ela me entregou uma bola perfeitamente redonda de rosas vermelhas.
Elvis ofereceu o braço e eu peguei. “Vejo você no altar, Arthur.”, disse a ele.
Arthur pegou a minha mão, beijou meus dedos, e, em seguida, correu de volta de onde veio, seguido por uma Chantilly risonha.
Esse pequeno toque não era suficiente. De repente, eu não podia esperar para chegar até ele, e meus pés rapidamente fizeram o seu caminho até a capela. A marcha nupcial não estava tocando, em vez dela “Thing for You”, a música que dançamos na minha festa de aniversário, saia através dos alto-falantes.
Eu parei e olhei para Arthur, finalmente, tendo uma chance de vê-lo em seu terno cinza e tênis Converse preto. Ele sorriu quando viu o reconhecimento em meus olhos. Dei outro passo e depois outro. O oficiante fez um gesto para eu diminuir o passo, mas eu não podia. Meu corpo inteiro precisava estar ao lado de Arthur mais do que nunca tinha estado antes. Ele deve ter sentido a mesma coisa. Elvis não tinha feito metade do caminho antes de Arthur decidir parar de esperar e caminhar em nossa direção. lhe o braço.
“Uh… Eu ia er entregá-la.”
A boca de Arthur puxou para um lado. “Ela já era minha.”
Abracei o seu braço e nós andamos o resto do caminho juntos. A música acalmou e o oficiante acenou para nós dois.
“Arthur… Lua.”
Chantilly pegou meu buquê de rosas, e, em seguida, mudou-se para o lado. Nossas mãos trêmulas estavam atadas juntas. Nós dois estávamos tão nervosos e felizes que era quase impossível ficarmos parados. Mesmo sabendo o quanto realmente queria me casar com Arthur, minhas mãos tremiam. Eu não sei o que o oficiante disse exatamente. Eu não consigo me lembrar do seu rosto ou o que ele usava, só posso recordar sua voz nasal profunda, seu sotaque nordestino e as mãos de Arthur segurando as minhas.
“Olhe para mim, Beija-Flor.”, disse Arthur calmamente.
Olhei para o meu futuro marido, perdendo-me na sinceridade e adoração em seus olhos. Ninguém, nem mesmo Melanie, nunca tinha olhado para mim com tanto amor. Os cantos da boca de Arthur se levantaram, então eu devo ter tido a mesma expressão. Enquanto o oficiante falava, os olhos de Arthur estavam observando tudo sobre mim, meu rosto, meu cabelo, meu vestido e ele até mesmo olhou para os meus sapatos. Então, se inclinou até que seus lábios estavam a poucos centímetros do meu pescoço e inalou.
O oficiante fez uma pausa.
“Eu quero lembrar de tudo.”, disse Arthur.
O oficiante sorriu, acenou com a cabeça e continuou. Um flash disparou nos surpreendendo. Arthur olhou para trás, reconheceu o fotógrafo, e então olhou para mim. Nós espelhávamos o sorriso brega um do outro. Não me importei que devia ter parecido absolutamente ridícula. Era como se estivéssemos nos preparando para saltar no mais alto mergulho no rio mais profundo e que alimentava a magnífica, aterrorizante cachoeira e à direita da melhor e mais fantástica montanha-russa no universo. Vezes dez.
“O verdadeiro casamento começa bem antes do dia do casamento.”, o oficiante começou. “E os esforços de um casamento continuam bem além do final da cerimônia. Um breve momento no tempo e o golpe de uma caneta são tudo o que é necessário para criar o vínculo legal do casamento, mas leva uma vida de amor, compromisso, perdão e comprometimento para fazer um casamento ser durável e eterno. Eu acho que, Arthur e Lua, acabaram de nos mostrar o que o seu amor é capaz de fazer num momento tenso. Seus dias passados foram o caminho que os levou a esta capela e sua jornada para um futuro de união fica um pouco mais claro a cada novo dia.”
Arthur inclinou o rosto para me contemplar. Eu estava grata que ele queria me tocar onde e sempre que podia. Se pudesse tê-lo abraçado a mim e não ter a cerimônia interrompida, eu teria. As palavras do oficiante começaram a se misturar. Algumas vezes, Arthur falou e eu também. Eu coloquei o anel preto de Arthur em seu dedo e ele sorriu.
 "Com este anel, eu te caso.”, disse eu, repetindo depois do oficiante.
“Boa escolha.”, disse Arthur, admirando seu anel.
Quando foi a vez de Arthur, ele parecia ter problemas, e então deslizou dois anéis no meu dedo: o meu anel de noivado e um outro anel simples de ouro.
Eu queria ter um momento para compreender que ele tinha me dado um anel oficial de casamento, talvez até dizer isso, mas estava tendo uma experiência fora-do-corpo. Quanto mais tentava estar presente, mais rápido tudo parecia acontecer. Eu pensei que talvez devesse realmente ouvir a lista de coisas que eu estava prometendo, mas a única voz que fazia sentido era a de Arthur. “Eu tenho a maldita certeza disso.”, disse ele com um sorriso. “E prometo nunca entrar em outra luta, beber em excesso, apostar, ou dar um soco com raiva… e eu nunca, nunca quero fazer você chorar lágrimas tristes novamente.”
Quando foi a minha vez de novo, fiz uma pausa. “Eu só quero que você saiba, antes de eu fazer minhas promessas, que sou super teimosa. Você já sabe que sou difícil de conviver e você já deixou claro em dezenas de ocasiões que eu o deixo louco. E tenho certeza de ter levado qualquer um que tenha me assistido nos últimos meses à loucura com minha indecisão e incerteza. Mas quero que você saiba que o que quer que o amor seja, isso tem que ser ele. Nós éramos melhores amigos em primeiro lugar e tentei não me apaixonar, mas a gente fez. Se você não está comigo, não é onde quero estar. Eu estou nessa. Eu estou com você. Podemos ser impulsivos e absolutamente loucos por estarmos aqui em nossa idade, seis meses depois que nos conhecemos. Essa coisa toda poderia jogar para ser um completo, maravilhoso e lindo desastre, mas eu quero isso se é com você.”
“Como Johnny e June”, Arthur disse, com os olhos um pouco encobertos. “É tudo para cima a partir daqui, e vou adorar cada minuto.”
“Você...” o oficiante começou.
“Eu aceito”, eu disse.
“Tudo bem”, disse ele com uma risada, “Mas tenho que perguntar.”
“Eu ouvi uma vez. Eu não preciso ouvir isso de novo.”, eu disse, sorrindo, sem tirar os olhos de Arthur. Ele apertou minhas mãos. Repetimos mais promessas, e, em seguida, o oficiante pausou.
"Então, é isso?”, perguntou Arthur.
O oficiante sorriu. “É isso. Vocês estão casados.”
"Sério?”, Perguntou ele com as sobrancelhas levantadas. Ele parecia uma criança na manhã de Natal.
“Agora você pode beijar sua...”
Arthur me pegou em ambos os braços e me envolveu com força, beijando-me, entusiasmado e apaixonado num primeiro momento, e, em seguida, seus lábios diminuíram movendo-se contra os meus com mais ternura.
Chantilly aplaudiu com suas pequenas mãos gordinhas. “Foi um bom dia! O melhor que já tive durante toda a semana! Eu adoro quando eles não saem como o planejado.”
O oficiante disse: "Eu apresento a vocês, Sra. Chantilly e Sr. King, o Sr. e a Sra Arthur Aguiar."
Elvis aplaudiu, também, e Arthur levantou-me em seus braços. Tomei cada lado de seu rosto em minhas mãos e inclinei-me para beijá-lo.
"Eu só estou tentando não ter um momento Tom Cruise”, disse Arthur, sorrindo para todos na sala. “Agora entendo tudo aquilo de saltar no sofá e socar as coisas em volta. Eu não sei como expressar o que sinto! Onde está a Oprah?”
Soltei uma gargalhada atípica. Ele estava sorrindo de orelha a orelha e tenho certeza que eu parecia igualmente irritantemente feliz. Arthur me colocou no chão e depois olhou em volta para todos na sala.
Ele parecia um pouco chocado. "Woo!”, Ele gritou, sacudindo os punhos na frente dele. Ele estava tendo um momento muito Tom Cruise. Ele riu, e então me beijou novamente. “Nós fizemos isso!”
Eu ri com ele. Ele me levantou em seus braços e eu notei que seus olhos estavam um pouco brilhante.
“Ela se casou comigo!”, disse a Elvis. “Porra, eu te amo, baby!”, Ele gritou de novo, me abraçando e beijando.
Eu não tinha certeza do que esperava, mas definitivamente não era isso. Chantilly, a oficiante, e até mesmo Elvis estavam rindo, metade em diversão, metade em reverência. Flashs do fotógrafo espocaram como se nós estivéssemos cercados por paparazzi.
“Apenas alguns papéis para assinar, algumas fotos, e, então, depois, vocês podem começar o seu felizes para sempre.”, disse Chantilly. Ela virou-se e, em seguida, enfrentou-nos novamente com um sorriso largo e cheio de dentes, segurando um pedaço de papel e uma caneta.
“Oh!”, Disse Chantilly. “Seu buquê. Nós vamos precisar dele para as fotos.”
Ela pegou as flores, Arthur me passou e eu as levantei. Ficamos juntos. Nós exibimos nossos anéis. Lado a lado, cara a cara, saltando no ar, abraçando, beijando e a certa altura Arthur me pegou em seus braços. Depois de uma rápida assinatura da certidão de casamento, Arthur me levou pela mão para a limusine que estava nos esperando lá fora.
"Será que isso realmente aconteceu?”, eu perguntei.
“É certo como o inferno que fizemos isso!”
“Eu vi alguns olhos enevoados lá atrás?”
“Beija-Flor, você é agora a Sra. Arthur Aguiar. Eu nunca estive tão feliz na minha vida!”
Um sorriso surgiu em meu rosto e eu ri e balancei a cabeça. Eu nunca tinha visto uma pessoa louca ser tão cativante. Corri para ele, pressionando seus lábios contra os meus. Desde que a sua língua tinha estado na minha boca, na capela, tudo o que eu conseguia pensar era em ter isso de volta.
Arthur tinha seus dedos atados no meu cabelo enquanto eu subia em cima dele e colocava meus joelhos de cada lado de seus quadris no assento de couro. Meus dedos se atrapalhavam com o cinto, enquanto ele se inclinava para pressionar o botão para levantar a janela de privacidade. Eu amaldiçoei os botões da camisa por demorar tanto para abri-los, e, em seguida, comecei a trabalhar com impaciência em seu fecho. A boca de Arthur estava em toda parte, beijando partes do contorno de pele logo atrás da minha orelha, passando a língua para baixo da linha do meu pescoço e mordiscando minha clavícula. Com um movimento, ele me virou de costas, imediatamente deslizando a mão na minha coxa e ligando a minha calcinha com o dedo. Dentro de instantes, ela estava pendurada em um dos meus tornozelos e a mão de Arthur estava movendo-se no interior da minha perna até que parou na pele macia entre as minhas coxas.
"Baby...”, eu sussurrei, antes que ele me silenciasse com a boca. Ele estava respirando com dificuldade pelo nariz, me segurando contra ele como se fosse a primeira e a última vez.
Arthur me puxou de volta de joelhos, seus abdominais definidos, tórax e suas tatuagens em plena exibição. Minhas coxas instintivamente ficaram tensas, mas ele pegou minha perna direita em ambas as mãos, movendo-me suavemente. Eu vi como sua boca faminta trabalhou a partir de meus dedos do pé, ao meu calcanhar, minha perna, meu joelho, e depois para a minha coxa. Eu levantei meus quadris para a boca, mas ele permaneceu em minhas coxas por vários momentos, muito mais paciente do que eu estava. Uma vez que sua língua tocou as partes mais sensíveis de mim, seus dedos deslizaram entre o meu vestido e o assento, agarrando minha bunda, me puxando levemente em direção a ele. Cada nervo derretido e tenso ao mesmo tempo. Arthur havia estado nessa posição antes, mas ele estava claramente segurando, salvar o seu melhor trabalho para a nossa noite de núpcias. Meus joelhos dobrados tremeram e eu agarrei em seus ouvidos. Ele parou por um momento, só para sussurrar o meu nome na minha pele molhada, e eu hesitei, fechando os olhos e sentindo-me como se estivesse rolando para o fundo da minha cabeça em puro êxtase. Eu gemia, tornando seus beijos mais ansiosos, e então ele ficou tenso, levantando meu corpo para mais perto de sua boca. Cada segundo que passava tornou-se mais intenso, uma parede de tijolos entre a vontade de deixar ir e a que precisa ficar naquele momento. Finalmente, quando não podia esperar mais, eu subi e enterrei o rosto de Arthur em mim. Eu gritei, sentindo-o sorrindo e superada pelos intensos choques de eletricidade em todo o meu corpo. Com todas as distrações de Arthur, eu não sabia que estávamos no Bellagio até que eu ouvi a voz do motorista sobre o alto-falante. "Me desculpe, Sr. e Sra. Aguiar, mas nós chegamos ao seu hotel. Vocês gostariam que eu os levasse para mais uma volta pela Strip?”

N/A: ELES CASARAM!!! QUE LINDO, ESTOU SEM PALAVRAS! FOI PERFEITO <3

E A CARTA DA MÃE DO ARTHUR? MARAVILHOSA, FOI TUDO NO MOMENTO CERTO! E para melhorar ainda mais, esse nosso casal fogoso vai ter a lua de mel que merece!!! 

Meninas, fiquem ligadas no blog, já já vou postar a novidade pra vocês! 


ME CONTEM O QUE ACHARAM!! 

8 comentários:

  1. Essa carta da mãe dele *--*. CASARAM, FINALMENTE CASARAM!! E que agora eles realmente tenham um "felizes para sempre".
    Helena

    ResponderExcluir
  2. Que lindos amei *--* ansiosa pro próximo

    ResponderExcluir
  3. Q lindosss!! Finalmente casaram, e q carta maravilhosa! *-* q venha a lua de mel e o mais importante, o felizes para sempre *-*

    ResponderExcluir
  4. Q lindosss!! Finalmente casaram, e q carta maravilhosa! *-* q venha a lua de mel e o mais importante, o felizes para sempre *-*

    ResponderExcluir
  5. Hello , Hello , Brendinhaaaa estou de voltaaaa , meu celular queimou , psé
    :'( , maia eu consegui voltar pra ler minha web preferidaaaa , nossa Chorei com a carta da mãe do Arthur , Foi liiiiindooo esse casamento !!! Que saudades dessa weeeeeeb !!!!! OLHA ELAAAAAA DE VOLTAA
    By: Rafaa

    ResponderExcluir
  6. Nosa Linda A Carta da Mãe do Arthur,Chorei rios aqui.Mais enfim Casados,q eles sejam Muito Felizes,e q venha Baby Luar *---*

    ResponderExcluir