Uma Linda Mulher - CAP.78 | ÚLTIMOS CAPÍTULOS

|



Maratona - Uma Linda Mulher





Capítulo 78:


Após deixar o filho na cama adormecido e agasalhado, Lua caminhou até o escritório caminhando de um lado para o outro esfregando as mãos umas nas outras, sem perceber a mirada de Arthur em cima de si. Sentou se na cadeira fechando os olhos, ligou o computador digitando algumas coisas com rapidez devido ao nervosismo. Levantou se novamente afastando os cabelos dos olhos, quando avistou Arthur com o olhar cravado no seu, encostado na porta, e pela pose que estava , estava lá a um bom tempo. Retribuiu o olhar, parando no meio da sala, Arthur se aproximou, a empurrou com seu corpo até a beirada da mesa do escritório, a prensando entre seu corpo e a mesma.
Lua – Arthur… – ele não disse nada, arqueou uma sobrancelha, continuando a olhar nos olhos. – Escute, fale comigo... - Ele negou com a cabeça, subindo as mãos até a cintura da mesma. 
Arthur – A única maneira de afastar as bobagens da sua cabeça é te ocupando de algo… – Lua engoliu a seco o olhando. 
Lua – Não poso pensar em outra coisa… – fechou os olhos sentindo como os dedos do mesmo lhe apertavam a cintura. Arthur assentiu.
Arthur – Eu sei… - Lua deixou a cabeça cair para trás fechando os olhos, em quanto sentia os beijos molhados e mordidinhas em seu pescoço e garganta. Suas mãos subiram até os cabelos de Arthur, lhe puxando suavemente. A boca dele encontrou a sua para então iniciarem um longo beijo no qual Lua se esqueceu completamente o motivo de sua aflição e preocupação… 
Arthur se levantou sentando se na beirada da cama levou as mãos à cabeça, virou avistando Lua esparramada pelo colchão, com as bochechas ainda vermelhas e o corpo nu. Se levantou vendo apenas o reflexo dos cabelos loiros esparramados pelo travesseiro com o lençol a cobriu, fechou a janela recolhendo as roupas do chão, cobrindo sua própria nudez com seu roupão preto detrás da porta ouviu Lua se mexer, deitando se de bruços, sentou se do lado dela, seu coração ainda batia acelerado, e sentia o suor de seu corpo grudar em suas costas. Ela havia se entregado, ele havia se entregado, e havia feito com que ela se esquecesse de tudo e de todos por algumas horas. Fechou os olhos a acariciando nas costas, lhe beijou o pescoço, se levantando da cama, pegou seu celular vendo que havia uma mensagem recebida. Desceu as escadas ligando para o celular de Sophia.
Arthur – Sou eu..
Sophia – Estou com os documentos Arthur, agora faça desaparecer qualquer arquivo meu na Loren. – Arthur assentiu, sentou se na mesa do escritório ligando o computador.
Arthur – Ele desconfiou?
Sophia – Não, é um idiota que só pensa com a cabeça de baixo, sabe Arthur… – fechou os olhos, se sentindo cansada.
Arthur – Coloque no lugar que combinados, cofre 276 do banco da Aguiar, a senha apenas você e eu sabemos, não quero que…
Sophia – Miguel não vai saber. Apesar de tudo não confia nele? Nos contou cada passo do Victor Arthur, merece algo mais do que dinheiro.
Arthur – Quero ele fora do México em 72 horas Sophia, o paguei para fazer o que fez.
Sophia – Mais Arthur…Escute me, eu e ele…
Arthur – Se envolveram? – terminou de digitar alguns números apagando o currículo de Sophia do sistema. – Chuta há quanto tempo eu se ? – Sophia murmurou uma maldição. 
Sophia – Você é um filho da mãe ás vezes Arthur! 
Arthur – Quem é era a morena com o Micael hoje à noite? – imitou a voz de Sophia. 
Sophia - O QUÊ? BRUXO! É claro que não era isso, eu ia perguntar quem, é… quer dizer, o que, não eu ia dizer quem é…OK, QUEM É A MORENA?
Arthur – Pergunte ao Miguel.
Sophia – ARTHUR… 
Arthur – Escute… –sorriu – Não quero que diga a Lua…
Sophia – Nada disso, ela me fez prometer que eu diria até quarta feira, era para ela que eu deveria contar primeiro, não, não… 
Arthur – Hey escute, eu vou contar até quarta feira, é sério, quero fazer uma surpresa, está preocupada. – se põs sério caminhando até a janela. - É um presente, um presente meu que quero entregar a ela…
Sophia – Conte até quarta feira ás 24:00 Arthur, o faça entende? – falou séria caminhando até a cama após tomar um banho relaxante. - É sério, não pode esquecer…
Arthur – Não vou esquecer. Hey Sophia?
Sophia – Fala?
Arthur – Obrigado, e ao Miguel eu mesmo agradeço. - Sophia concordou, se despediram brevemente, desligando o telefone.
Apagou a luz do escritório subindo as escadas de volta para o quarto, o roupão caiu no chão e ele se deitou na cama ao lado de Lua, a mesma se virou de costas para ele completamente adormecida. Arthur fechou os olhos, mal podendo esperar até a primeira hora do dia…
Lua abriu os olhos com os primeiros raios de sol, olhou o relógio e viu que ainda era cedo, se cobriu com o lençol se levantando da cama, Arthur já havia saído? Caminhou até o banheiro ainda abafado pelo banho, fechou os olhos sentindo o cheiro do perfume tão conhecido, voltou os abrir, sua vida ultimamente havia vindo sendo de amores, paixão, perfumes, cheiros e gestos, entrou no chuveiro tomando cuidado para não molhar os cabelos. Após 40 minutos já pronta, Lua deu o último retoque no batom, calçou os sapatos de salto alto fechando o botão brilhante do blazer por cima da camisa branca, tirou a franja dos olhos passando seu perfume.
Lua – Já está pronto filho?
Gabriel – Faz tempo mãe, vem, vamos hoje tem desenho na escola. – Lua sorriu pegando sua pasta dando uma última mirada no espelho, havia coisas importantíssimas que precisavam ser feitas na Venturini, e Sophia ainda não havia ligado.
Após deixar o filho na escola, dirigiu mais alguns minutos até a empresa, se instalou em sua sala, dando um sorriso de bom dia para Karla, cumprimentou aos diretores presentes para a reunião das 8:30. Era hora de começar mais um dia de trabalho…
Era noite quando deu um beijo em Arthur assim que entrou em casa tirando o paletó e desapertando a gravada. Gabriel pulou como de costume no colo do pai, recebendo beijos e cócegas. 
Após o jantar de perfeito silêncio exatamente as 22:00 Gabriel caiu rendido de sono, com um beijo de boa noite, Lua apagou a luz saindo do quarto. Caminhou até o seu se sentando na beirada da cama, pegou seu celular discando o número de Sophia...
Sophia – Olá, no momento não posso atender,deixe seu recado e retornarei assim que puder. 
Lua – Droga! – se levantou deixando o celular jogado, caminhando de um lado para o outro pelo quarto. 
Arthur – O que foi?
Lua – Como o que foi? Sophia não atende ao telefone, você falou com ela? Meus nervos estão em frangalhos, preciso de noticias Arthur… – mordeu os lábios voltando a se sentar. 
Arthur – Se acalme Lua…
Lua – Me acalmar, a minha a sua e a vida e a do meu filho está em jogo e você quer que eu me acalme, ao menos que você saiba de algo. Você sabe de alguma coisa ? – Arthur sentou se ao lado dela, a olhando nos olhos pegou suas mãos. 
Arthur – Olhe para mim…
Lua – Você não parece preocupado. – fechou os olhos, baixando a cabeça. 
Arthur – Olhe para mim. – Lua se levantou da cama o fazendo. – Sophia, está viajando, viajando com o Miguel.
Lua – Com o Miguel? – franziu a testa – Viajando com o Miguel? Porque ela far... – fechou os olhos se lembrando “Sophia - Antes que eu me esqueça, um dos vilões, virou meu mocinho” - Mais como, porque, ela sabe que Miguel…
Arthur – Miguel tem nos ajudado com algumas coisas, nada tão crucial, mais o tem, nos deu algumas dicas números e endereços de lugares específicos, para que conseguiremos fazer com que Sophia entrasse na Loren, pelo que percebi acabaram se envolvendo. – Lua se sentou na cama boquiaberta. 
Lua – Eu não acredito, mais o Miguel?
Arthur – Com ciúmes? – se levantou não entendo o motivo de tanta surpresa. – Porque se você quiser eu ligo para ele e peço para que ele venha buscar você também.
Lua – Não seja ridículo Arthur, eu apenas… – franziu a testa ainda não acreditando. – E Micael sabe disso?
Arthur – Não me interessa ela não é minha mulher e muito menos faz parte da minha vida. 
Lua – Não seja grosso eu apenas…
Arthur – Tá, tá bom Lua. – se virou caminhando até a janela ficando parado na frente da mesma, em total silêncio em quanto a curiosidade e aflição tomavam conta dela esperando que ele dissesse que estava com os malditos documentos. 
Lua – Aguiar… – se levantou após não receber nem uma única alteração na respiração de Arthur continuava parado, sem emitir nenhum som ou expressão. – Me diga, me responda logo, está com os malditos papéis? – Arthur caminhou até a sua pasta jogando um envelope em cima da cama quase em cima de Lua. Ela murmurou uma maldição os abrindo, Ohh sentiu a calma a dominar, estava tudo ali, extratos bancários, documentações falsas, assinaturas, tudo com o selo Loren e a assinatura de Victor.
Arthur – Nós, nos veremos amanhã Lua. Não hoje. – dito isso se virou saindo do quarto a deixando com as folhas de papel na mão. Lua fez uma careta respirando fundo, tudo isso por causa do Miguel? 
Lua – Graças a Deus, já falou com ele? Já lhe disse que tem isso nas mãos? E… – Arthur a olhou se virando com rapidez e fúria, Lua o olhou nos olhos caminhando até o mesmo. – O que foi? Algo deu errado e…Tudo isso por que posso saber? – perguntou em quanto Arthur calmamente com os pés descalços encostava se na pia bebendo um copo de água. – Anda Arthur, eu apenas fiquei surpresa por eles, nunca havia imaginado e Sophia não me disse nada, pensei…
Arthur – Pensou errado… – levantou a sobrancelha. 
Lua – Conversamos sobre Micael, sabia que tinha alguém novo, mais não imaginava que era Miguel… – Arthur se virou subindo as escadas, a deixando falando sozinha na cozinha. Lua murmurou outra maldição com o punhos cerrados subiu as escadas até o quarto, Arthur se preparava para deitar – Já sei, é você que está com ciúmes.
Arthur – Lua me poupe… – ela sorriu, para a desgraça dele, caminhou até o mesmo com um sorriso pervertido nos lábios. 
Lua – Está com ciúmes, posso sentir o cheiro de longe… – Arthur negou com a cabeça em sinal de deboche. 
Arthur – Boa noite Lua. 
Lua – Me ignora mais uma vez para você ver o que te acontece Arthur, e eu estou falando sério! - O encarou séria, com as mãos na cintura esperando que de propósito ele o fizesse, sabia que ele era capaz.





QUERO COMENTÁRIOS!!! 

5 comentários:

  1. Posta mais por favor

    ResponderExcluir
  2. Que fofo o arthur com ciúmes

    ResponderExcluir
  3. Aiiii Q Bom q eles conseguira pegar esses malditos Papéis, agora espero q Esse Vítor dexa eles em Paz...
    Posta mais Por Favor ,amando a Maratona *--*

    ResponderExcluir
  4. Está incrível!!! Posta mais
    -Ju

    ResponderExcluir