Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP.56

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada




Capítulo: 56



Arthur – Gabriel não corre aí filho… – pediu mais uma vez, quando Gabriel desceu e subiu correndo as escadas fazendo com que Linda gargalhasse, quando o mesmo simulava uma queda no último degrau – Sai da escada mocinho, não vou falar de novo… – Ok, seria impossível trabalhar, impossível não, estava completamente fora de cogitação trabalhar, Lua havia saído com Sophia almoçado fora e pela tarde estaria chegando, com algumas sacolas nas mãos e algumas novidades para contar, e ele como bom marido, havia se comprometido de ficar em plena uma sexta a tarde, de final de ano com aquela correria na empresa, com os filhos...em casa. – Me lembre de puxar as orelhas da sua mãe quando ela chegar… – mirou Linda que, murmurou outro blá blá blá, que Arthur fingiu entender iniciando uma conversa que dizia que ela estava completamente certa.
Gabriel – Paiiiiiii? – gritou do andar de cima. 
Arthur – Desça daí e conversamos… – respondeu, finalmente fechando o computador ligando a televisão. Gabriel desceu sentando se suado pela correria ao lado de Arthur. 
Gabriel – O que vamos fazer parar a mamãe amanhã? – Arthur franziu a testa. 
Arthur – Amanhã?
Gabriel – Eu não acredito… – abriu a boca – Linda, o papai esqueceu do aniversário da mamãe… – Arthur fechou os olhos levando a mão a testa, burro, inútil, esquecido.
Arthur – Deus, com essa correria havia me esquecido completamente que amanhã já era dia 6… E agora amigão? E agora filha? – sorriu de si mesmo caminhando de um lado para o outro. – Uma reserva no restaurante, eu e ela, gosta?
Gabriel – Acho que não seria uma boa idéia…
Arthur – Podemos ir passar o dia no clube o que acha sol, piscina…
Gabriel – Não, não… – fez outra careta, observando Arthur caminhar de um lado para o outro. 
Arthur – Um jantar romântico a dois?
Gabriel – Eu e Linda não seremos excluídos do evento. Não, não, fora de cogitação…
Arthur – Ok, pode ser todos nós, eu cozinho…
Gabriel – De maneira nenhuma, lembra quando você cozinhou, ficamos com dor de barriga a semana inteira. Não, não, nada disso!
Arthur – É…é… Oh Meu Deus, eu não sei, não sei de presente, não sei de lugar, eu… Eu não sei. Se arrume, vou trocar a sua irmã, vamos até o shopping.
Gabriel – E fazer o que pai?
Arthur – Comprar um presente, e assim tenho idéias. Vem filha… – pegou Linda nos braços, que achando graça na situação, mexendo nos botões da camisa de Arthur sorria animada.
-
O passeio no Shopping havia sido interessante concluiu Arthur ao botar Linda no berço exausta pelo passeio, além da bagunça que aqueles dois pequenos seres haviam feito, a atenção que haviam chamado, ele havia se lembrado de um presente, e mais, havia tido idéias para a grande noite… Um copo de suco, Gabriel subiu para o seu cochilo da tarde na cama dos pais que tanto adorava. 
Silêncio… Suspirou sentando se no escritório. Em sua mesa voltou a ligar o computador, atento a babá eletrônica no quarto de Linda. Passou os olhos pelas fotografias sobre a mesa, Linda, Gabriel, Mel e Bruno, Lua sozinha, Lua com as crianças, e Marieta, no retrato emoldurado por flores escolhido por Lua. O pegou na mão tocando a face da tia tão amada na foto.
Arthur – Deus, como eu sinto a sua falta…. – murmurou em voz baixa, com um sorriso terno nos lábios, e como mágica, como se isso acontecesse exatamente todas as vezes no dia em que ele se lembrava dela, o sol se abriu. Forte e claro, iluminando o cômodo que não mais precisaria de força elétrica, sorriu permanecendo com a fotografia na mão por mais alguns minutos, deixando seu coração naquela hora do dia, se inundar de saudades e amor. Durante as primeiras noites de agosto, se lembrava dela o dia inteiro, e com muito mais intensidade á noite, e conforme o tempo ia passando, e o sol parecia lhe curar as feridas, Marieta vinha a sua cabeça, todos os dias quando a tarde caia e aquele delicioso sol chegava para brilhar e depois partia em descanso. Finalmente deixou o porta retrato em cima da mesa, pegando a pequena caixinha em suas mãos, nesse momento Nelita ligou, perguntando como estavam as coisas, e dizendo que o mais tardar no final da semana estava de volta.
Nelita estava de férias, em suas merecidas férias de dezembro na casa de sua filha. Desligou o telefone, ouvindo o barulho do trinco da porta. Ah, ela havia chegado…
Lua – Meu Deus, que casa mais silenciosa… – caminhou sobre a sandália de salto até o escritório, deixando sua bolsa em cima do sofá. – Amor? Filhos?
Arthur – Aqui… – Lua sorriu caminhando até o escritório, o encontrou com o computador ligado. – Olá...
Lua – Olá… – ele se afastou dando lugar para que ela se sentasse em seu colo, como de praxe Lua fechou o notebook, o afastando do campo de visão de Arthur.
Arthur – Como foi seu passeio? – a levantou pela cintura a colocando sentada frente a si em cima da mesa.
Lua – Bastante animado, botei os assuntos em dia. Sô está grávida! – sorriu com alegria – Não é maravilhoso?
Arthur – Nossa, que boa notícia… – sentiu se realmente feliz. – Micael está nas nuvens…
Lua – Ele ainda não sabe, na realidade não era nem para você saber, aliás, cadê os meus filhos?
Arthur – Entreguei os dois na igreja, Linda disse que sentira saudades de ti… – Lua soltou uma risada irônica fazendo uma careta, Arthur sorriu, tirando uma mecha de cabelo que caia sobre os olhos. – Dormindo, os dois. Glória, estão impossíveis Lua!
Lua – Que exagero. Bom preciso de uma banho… – pensou em se levantar, mais antes, Arthur o fez, a puxou pela cintura até a borda da mesa, dando um tranco quando seus corpos de colaram. – Uii papa… – mordeu os lábios o mirando. – Perdi alguma coisa?
Arthur – Quem? Você? – franziu as sobrancelhas se fazendo de dissimulado. – Não, tirando o fato que hoje é sexta, e a última vez em que te fiz minha foi na segunda, não você não fez nada de errado… – respirou fundo a mirando nos olhos. 
Lua – Ahh então é isso o que te atormenta? – gargalhou mergulhando suas mãos nos cabelos de  Arthur. – Coitadinho dele. Pensei que estava cansado demais essa semana…
Arthur – Eu? Covarde… – sua voz era incrédula, escorregou sua mão até as coxas de Lua, em mais um puxão colou suas intimidades, as esfregando lentamente duas vezes.
Lua – Decidi te castigar…
Arthur – Não brinca…
Lua – Não brinco? Foi ridícula a sua cena de ciúmes na quarta feira…
Arthur – Está brincando? Aqueles caras só faltaram te comer viva! E eu, eu que sou o seu marido não podia dar um corta… – Lua segurou o riso pela afobação que Arthur falava. – Essa é boa…
Lua – Estavamos em um lugar público, em um simples shopping Arthur.
Arthur – E isso é motivo para que olhem daquela forma para a MINHA mulher, se liga Lua… – negou com a cabeça, a soltou voltando se a se sentar na cadeira. – Essa é boa, então quando alguma bonitona me olhar na rua, quero ver você dizer um piu…
Lua – Então quer dizer que você observa as bonitonas que te olham na rua Senhor Aguiar? Boa saber, ótimo saber… – se levantou, sorriu revertendo a situação, e antes de atravessar a porta, Arthur já havia a pegado pelos braços a encostando à parede mais próxima, a prendendo com seu corpo, com o joelho no meio de suas pernas.
Arthur – Ok, eu exagerei um pouco, mais só um pouco… – admitiu relutante, e Lua mais uma vez escondeu o sorriso, fechou os olhos sentindo a mão dele deslizar para dentro de sua blusa de cetim prata, subir por sua barriga, até finalmente encontrar o fecho do sutiã entre os seios. Seus olhos se conectaram uma vez mais, Arthur subiu a perna lhe roçando o joelho contra sua parte mais intima, Lua arqueou a coluna.
Lua – Sabe o que é Thur… Estou um pouco cansada, andei tanto com a Sô, preciso de um banho. – Arthur franziu a testa a olhando, já podia sentir as primeiras faíscas de desejo, Lua baixou as mãos dele fechando o sutiã como pode, baixou o joelho de Arthur o empurrando levemente.
Arthur – Não está falando sério… – se afastou a mirando com intensidade. – Ok, eu passei dos limites na cena do ciúme e…




Esta ai o capítulo amores, espero que gostem...
Boa Madrugada, beijos.
COMENTEM!!!

16 comentários:

  1. Que feeeeioo Arthur querer excluir os filhos do niver da Mãe deles haha Gabriel é esperto. Linda da vontade de apertar haha até imagino.

    Uhm... Arthur assanhado. Já prevejo hot. Ui, adorooo haha

    ResponderExcluir
  2. Arthur não pode excluir os filhos de uma data importante como essa
    Lua acabando com Arthur KKKKKKK
    já quero o próximo.

    ResponderExcluir
  3. QUE LINDOOOOOOOOOOOOOS OS DOIS

    ResponderExcluir
  4. Arthur só querendo excluir os filhos dos planos dele com a Mãe.O que será que ele vai fazer para o niver dela

    ResponderExcluir
  5. q lindo a soph grávida <3 <3 . todos eles ainda sentem muita falta da marieta . lua negando fogo,isso é novidade . xx adaline

    ResponderExcluir
  6. gabriel parece gente grande kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. =) ansiosaaa pro niver da luaa :p lindooooos

    ResponderExcluir
  8. Lindaaaaa q fofa mds Biel tmb Aaaah *-*

    ResponderExcluir