Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP.1

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada





Capítulo 1:


Perdido no seu olhar, em quanto Chay falava sobre os relatórios e os números surpreendentes dos últimos meses da Aguiar, Arthur se pegava mexendo com a caneta a batendo na mesa, fazendo um barulho bastante incomodo para quem tentava prestar atenção, para quem tentava, que de certa forma e completamente não era o caso dele naquele momento, fechou os olhos, por alguns segundos, e imagem bagunçadas e borradas passaram por sua mente vaga, por tanto tempo que havia se esquecido uma noite que havia ficado completamente sã. Apertou ainda mais os olhos tentando fazer com que sua mente se concentrasse no que seu empresário contabilista falava, podia entender algumas coisas sobre números estupendos, sobre o dobro de capital do país, e sobre algo mais, mais não entendia o valor e os sentidos das palavras, na realidade naquele momento Arthur desconfiava que os empresários o observavam, e aguardavam por uma resposta, seja ela qual fosse, ele mandava ali, ele mandava naquele império, e mandava no império Venturini, no qual havia pertencido a sua… Apagou seus pensamentos de forma rápida e eficaz, não, não havia mais nada que era seu. O edifício novo, ao lado da Venturini havia sido comprado há apenas três meses, sentia o cheiro da pintura nova, sentia o cheiro de tudo a sua volta para falar à verdade, mais quando a noite chegava, havia um único perfume que seu corpo e sua mente procurava com desespero que chegava o assustar…
Chay – Senhor Aguiar? – o chamava pela terceira vez – Senhor Aguiar? - Arthur abriu os olhos deixando a caneta cair na mesa, olhou para frente tirando os cabelos dos olhos, respirou fundo olhando para Chay que o esperava com os olhos aflitos, percebendo que o amigo não havia prestado atenção em uma única palavra que ele havia dito com afobação e animação.
Arthur - Faça o que achar melhor Chay é para isso que pago por você, se me derem licença… – A sala em peso baixou a cabeça, esperando que Arthur saísse da mesma para depois então se entreolharem. Chay conhecia o novo amigo, a mais de seis meses estava trabalhando na Aguiar & Venturini, que agora era firmemente administrada por Arthur, havia dias que ele mal falava, havia dias que ele controlava agora aquele império com mãos de ferro, havia revisado os documentos a Venturini havia sido passada para ele com todas as ações e bens, e o pouco que convivia com Arthur, sabia o motivo de suas aflições. Gabriel estava mudando, e se tornando um garoto triste que mal falava, Arthur sabia perfeitamente como lidar com suas empresas seu dinheiro, que parecia triplicar a cada dia, pelo homem que silenciosamente apagava as luzes de seu escritório e sem dizer uma única palavra pegava o elevador as onze da noite.
Mais desconfiava não saber como lidar com o garoto de seis anos, que ansiava por algo que Chay desconfiava ser sua mãe, Lua Maria Aguiar. Até onde sabia por todos que conviveram com ela, uma mulher maravilhosamente e estupidamente bela, responsável, uma figura materna de pura perfeição, uma esposa fiel, dedicada e apaixonada além de ser a melhor representante que a Venturini havia tido, observou as pessoas saírem da sala, contentes com os últimos resultados da empresa, quem não ficaria? Caminhou para sala de Arthur, onde com um copo de alguma bebida forte, estava sentado na poltrona de frente para a janela, para a vista maravilhosa do último andar do edifício.
Arthur – Desculpe Chay, não quis ser rude… – Chay sentou se na frente de Arthur. 
Chay – Eu sei que não, mais ouviu o que eu disse Arthur, estamos no topo do mundo, você está no topo do mundo… – Arthur assentiu tomando outro gole de sua bebida. 
Arthur – Gabriel não sai mais do quarto… – lançou com os olhos fixos em algum ponto da paisagem. – Não joga mais futebol, e não pergunta mais por ela… – Chay baixou a cabeça assentindo. – Sei levar a minha empresa para o topo do mundo, mais não fui confiante o suficiente para que a minha mulher não sentisse medo de levar a minha empresa para o sub solo do mundo. – Chay levantou a cabeça mirando Arthur. – Sei levar a minha empresa para o topo do mundo, e não consigo fazer com o que meu filho de um sorriso quando eu chego do trabalho. – seus olhos furiosos e vermelhos de raiva em um misto de sensações que não tinham nomes, brilharam fortemente. – Sei levar minha empresa para o topo mais não posso, não consigo esquecer… – brecou, na mesma hora, se levantou parando de falar completamente, e como se mal tivesse pronunciado palavras, sentou se em sua mesa e se pôs a trabalhar em perfeito silêncio. - Faça me um favor, me mande o relatório por escrito de toda a reunião, tenho certeza que está exercendo uma ótima função, aproveite e peça para a secretária do Jack me mandar à pasta preta da contabilidade preciso dar uma revisada e também preciso… – Arthur parou de falar mirando algum ponto em sua sala. – Apenas faça isso. – sua voz caiu de tom – É só Chay obrigado. - Chay assentiu e prestativo como sempre deixou a sala, Arthur pegou o telefone ligando para a casa, Nelita logo atendeu.
Nelita – Oi menino…
Arthur – Oi Nelita, o Gabriel está por aí?
Nelita – Está no quarto dele Arthur, apenas saiu para almoçar.
Arthur – Vocês já almoçaram então… – fechou os olhos passando as mãos no rosto cansado. – Então me faça um favor, vou sair mais cedo hoje, deixe o arrumado vamos sair.
Nelita – Arthur, não acho que ele vai querer sair…
Arthur – Não importa Nelita, trancado nesse quarto é que ele não vai ficar.
Nelita – Ok, vou falar com ele, e menino, posso ir ao mercado fazer as compras de Maio?
Arthur – Pode Nelita, pode sim… – fechou os olhos – Me faça um favor também, diga ao Gabriel que a avó dele vai estar conosco, talvez seja um incentivo a mais…
Nelita – Ok, pode deixar Arthur, mais alguma coisa?
Arthur – Não, é só Nelita. – Arthur desligou o telefone se levantando, fechou o sistema digitando sua senha rapidamente. Após mais alguns minutos a pasta presta da contabilidade havia chegado, em quanto descia pelo elevador checou os números era realmente surpreendente a porcentagem que havia crescido nos últimos sete meses, encostou a cabeça no metal frio do elevador. Fechando os olhos deixando por alguns segundos sua mente se desligar do mundo em que vivia…
Quando chegou em casa, Gabriel não estava na sala, tomou um banho rápido vestindo uma calça preta e uma blusa pólo de manga cumprida da mesma cor, penteou os cabelos passando sua colônia, se virou observando a cama, e por mais alguns segundos parou observando os lençóis brancos, imaculados da mesma maneira que Nelita havia colocado há uma semana, ele mal se sentava naquela cama, na realidade ele mal dormia nela...
Bateu na porta do quarto do filho encontrando Gabriel sentado na cama com as mãos no meio das pernas e com a cabeça baixa. Seu aniversário estava próximo e Arthur sabia disso…






Aviso: Oie amores, desculpe a demora para postar, mais é que hoje a tarde eu fui ao dentista e meu wifi não estava funcionando, só voltou agora.
A partir de agora, irei postar 1 ou 2 capítulos por dia, se eu ficar postando muito a web acaba rápido demais, ai perde a graça hahaha. É isso, não me matem rs.
Capa Nova, espero que gostem. 
Boa Madrugada, beijos.
COMENTEM!!!




10 comentários:

  1. Eee voltei kkkkk ufa ta perfeita 😍😍

    ResponderExcluir
  2. Tadinho do Thur,ele naum merece isso e o Gabriel nem se fala...
    Tava anciosa para a 2° Temporada...
    Ameiii Viu *--"

    ResponderExcluir
  3. Vai demorar pra ele encontrar a Lua?

    ResponderExcluir
  4. Mt bom! Tomara q a Lua volte logo! Posta mais

    ResponderExcluir
  5. Faz a lua voltar logo por favor

    ResponderExcluir
  6. Ahh a Lua tem q voltar logo eles estão sofrendo tanto.. Chorando.. Posta mais.. Ela vai demorar pra voltar??
    Qnts capítulos tem a web??

    ResponderExcluir
  7. Amo de Mais ❤️✌️ Quero a Luh de Volta Logo😩
    Mais pleasee ❤️

    ResponderExcluir