Uma Linda Mulher - CAP.41

|



Uma Linda Mulher




Capítulo 41:


Karla – Seu marido na linha dois Lua.
Lua – Diga que estou ocupada Karla e diga que o jantar é as 19:00. – Karla baixou a cabeça saindo da sala dando o recado no telefone desligou baixando os olhos. Conhecia Lua, trabalhava há tantos anos com ela algo não estava bem, aliás havia tempos que algo não estava bem... Lua se levantou de sua mesa indo até a janela onde ficou por longos minutos de pé. Aporta tocou e ela mandou que entrasse.
Micael – Lua? – Ela se virou e sorriu abraçou Micael se sentando em sua mesa. 
Lua – Não sabia que haviam chegado de viajem...
Micael – Chegamos ontem, Sophia já não agüentava mais ficar sem fazer nada.
Lua – Ele deve estar linda…
Micael – Ela sempre foi linda. Mandou milhares de beijos, e disse que te liga amanhã.
Lua – Certo, mais precisa de algo?
Micael – Sim…– Micael hesitou - Esqueça, apenas preciso da assinatura de alguns documentos. E Gabriel?
Lua – Está ótimo, está na escola acredita que esses dias pareceu com uma mancha de batom na camisa? – Micael gargalhou – É sério, e se põs a gargalhar quando eu perguntei o que era. Está cada vez mais esperto.
Micael – Eu imagino, diga que vou jogar futebol com ele no domingo.
Lua – Certo, agora preciso trabalhar Micael. – Micael se levantou se despedindo dela Lua. 
Final do dia chegou depressa, pegou Gabriel na escola checando com milhares de beijos e cócegas se havia alguma marca de batom, chegaram em casa e para a surpresa maravilhosa de Gabriel, Arthur havia chegado mais cedo de Madrid. Gabriel abriu um maravilhoso sorriso pulando no colo do pai que lhe deu um enorme abraço o beijando também por todos os lados.
Gabriel – Papai, eu pensei que iria voltar ontem, não me ligou hoje pensei que tinha esquecido de mim…
Arthur– Imagina filho, eu estava por demais ocupado e quando tive um tempo aqui já era tarde. Como você está senti tanto a sua falta. - Abraçou o filho o beijando uma e mas outra vez. 
Gabriel – Não gosto quando você viaja por tanto tempo...– Arthur estava em Madrid fazia mais de um mês. 
Arthur– Essa foi a última vez eu prometo, agora suba lave as mãos que vamos sair para jantar. – Gabriel sorriu deu um gritinho de animação, olhou Lua…E como se adivinhasse o que ele perguntava ela respondeu:
Lua – Pode colocar o tênis novo, e a blusa que a tia Marieta deu é para ficar na gaveta senhor Gabriel. – Gabriel sorriu subindo as escadas correndo – Não corre filho…– Respirou fundo deixando a maleta em cima da mesa levantou a cabeça olhando para Arthur.
Arthur– Boa noite Lua…
Lua – Boa noite Arthur, ocorreu algum problema? - prendeu os cabelos em um alto rabo de cavalo pegando alguns documentos.
Arthur- Não, só antecipei a minha volta. E as coisas por aqui como estão?
Lua – Normais, Marieta pediu para você ligar para ela. – Subia as escadas até seu quarto. 
Arthur – Não precisa se arrumar vamos a um lugar simples.
Lua – Eu não vou a lugar nenhum, pode ir você e o Gabriel tenho algumas coisas para fazer.
Arthur – Lua por favor...– Caminhou até ela tirando o paletó a e gravata abrindo a camiseta com naturalidade, Lua respirou fundo, sentindo seu coração bater mais rápido e suas pernas tremerem, se afastou. – Eu acabei de chegar de uma viagem de mais de um mês, e o Gabriel vai estranhar se mais uma vez você estiver com dor de cabeça. – Lua desceu as escadas voltando para pegar seus sapatos.
Lua– Ok, 15 minutos eu estou descendo. – Arthur ficou parado na ponta da escada em quanto observava ela subindo sem nem mesmo olhar para trás, desceu o olhar sentando no primeiro degrau da escada, arrancou a gravata fechando os olhos, estava exausto e tudo o que queria era se meter em um cama com ela e descansar sobre seu corpo, a quanto tempo não faziam isso? Há quantos anos não se tocavam? Mordeu os lábios respirando fundo. Gabriel estava crescendo e logo notaria que desde de sempre algo não ia bem. Surpreendeu-se quando ouviu os barulhos de passos, e seu filho se sentando a seu lado. Arthur o pegou no colo o abraçando.
Gabriel – Acho que a mamãe se esqueceu que hoje fazem cinco anos que você se casaram… – Arthur sorriu, sim ela havia se esquecido. – Ela está cansada pai, não fica triste.
Arthur – Está tudo bem campeão…– Sorriu se levantando. – Agora fique aqui quietinho que eu vou me trocar. – Gabriel sorriu sentando se no sofá ligando a televisão. Arthur subiu até o quarto e abriu a porta, Lua estava de costas e ainda estava um tanto, molhada, já estava de calcinha mais tentava a todo custo abotoar atrás o fecho, ele fechou os olhos sentindo o cheiro da pele dela impregnado no quarto gelado, estava um tanto escuro, só a luz da lua iluminava o ambiente. Ele se aproximou pelas costas dela, e com cuidado passando os dedos por toda a coluna até chegar ao fecho do sutiã o abotoou com rapidez, Lua se arrepiou fechando os olhos, deu um passo para frente se afastando.
Lua – Obrigada.– Ele balançou a cabeça dizendo que sim, viu que na cama sua roupa assim como todos os dias já estava separada, a pegou e se encaminhou ao banheiro, e quando fechava a porta se lembrou de lembrar a Lua…
Arthur – Hoje é nosso aniversário de casamento, Gabriel já percebeu que você havia esquecido…– Lua fechou os olhos praguejando, realmente havia se esquecido.
Lua – Eu dou um jeito. – Colocou um vestido de algodão preto e por cima um sobretudo da mesma cor, em quanto Arthur continuava parado na porta do banheiro a olhando. – Precisa de mais alguma coisa Arthur? – O mirou na espera que ele assim entrasse no banheiro. 
Arthur – Você poderia ser uma pouco menos fria, só hoje Lua? 
Lua – Se você estivesse voltado amanhã eu teria me preparado e o Gabriel não teria notado que eu havia me esquecido.
Arthur – Eu passei mais de um mês fora Lua, sinto falta do meu filho quando eu viajo. O quanto mais rápido eu posso voltar…
Lua – Ta bom Arthur…- O interrompeu saturada – Pode deixar que o nosso filho não vai notar nada.
Arthur – Ás vezes você poderia fingir para que eu também não notasse. – Lua se calou sentindo um enorme buraco em seu estômago sorriu amargurada.
Lua – Você quer discutir agora Arthur? – suspirou - Você não pode esperar até amanhã, eu trabalhei o dia inteiro, estou cansada. – Ele balançou a cabeça entrando no banheiro batendo a porta. Lua engoliu seco fechando os olhos segurando as lágrimas, se sentou na cama pegando a camisa que Arthur usava, levou até o rosto a cheirando, cheirando seu perfume que a tanto tempo não se mesclava com seu próprio perfume. Como uma bala afastou a camisa de si. Levando as mãos ao rosto, mais um ano e enlouqueceria. Se levantou calçando as sandálias de salto alto, já estava maquiada e os cabelos estavam presos em um rabo de cavalo alto, desceu sorrindo ao Gabriel que não correspondeu. Lua se sentou ao lado dele em quanto que com um bico enorme ele a ignorava.
Lua – Filho, assim eu fico magoada…
Gabriel – Você deixou o papai magoado. – Bufou inflando as bochechas. 
Lua – Eu já pedi desculpas…
Gabriel – Aposto que nem um presentinho você comprou para ele. – Lua percebendo que o filho iria chorar o pegou no colo o mirando tristemente.
Lua – O papai já é grande filho, e eu já pedi desculpas a ele, amanhã poderemos ir nós dois no shopping e comprar algo bem bonito o que você acha? 
Gabriel – Acho que você está de saco cheio de nós dois, está sempre triste quando o papai chega, nem deu um beijo nele e fazia mais de 1 mês que a gente não via ele.
Lua – Não fala besteira Gabriel, nunca fala uma besteira dessa, eu amo você filho, eu amo você mais que tudo no mundo eu nunca estaria cansada de você nunca ouviu mesmo, me desculpe. – Se abraçou a ele – Me desculpe, eu prometo que vou estar mais disposta. Eu prometo… Eu amo você…– Arthur nesse instante desceu as escadas sem deixar de ouvir o fim da conversar. 
Gabriel – Eu sei que você me ama mãe mais e o meu pai você ama meu pai? - Cobrou claramente um resposta pelo seu tom de voz. – Arthur parou na frente de Lua e Gabriel, com o semblante sério e o maxilar apertado, Lua levantou os olhos olhando Arthur na mesma intensidade que ele a mirava.
Lua – Amo, eu amo o seu pai querido. – Arthur desviou a mirada engolindo seco, Gabriel sorriu a Lua e ele retribuiu com o queixo trêmulo, Santo Deus o que havia se transformado sua vida…
O restaurante era realmente muito confortável e a vontade, fazia tempo que não entrava em um lugar assim, no longo de seu casamento os jantares e festas de gala haviam aumentado, era difícil que saíssem ainda mais para um lugar como aquele. Sentaram se, e Lua pediu uma cadeira mais alta para Gabriel, pediram pizza, de vários sabores doce e salgada, em quanto Gabriel e Arthur faziam a maior bagunça fazendo com que todos no restaurante prestassem a atenção na bela família sentada na mesa ao lado. Lua seguia quieta observando tudo e rindo as vezes da esperteza de Gabriel, fora um bebê tão tranquilo, grande parte de sua gravidez havia trabalhado, pelo fato dos enjoos serem poucos e apenas algumas vezes ao longo dos meses, mais o que mais pesava era seu emocional, uma mulher grávida recém casada com ambos os noivos infelizes, porque por mais que se perguntava aonde havia errado ao olhar para Arthur todas as noites antes de dormir, sabia que ele se perguntava o mesmo que morria por fugir de tudo levando Gabriel com ele, porque uma coisa ela tinha certeza, ele amava aquele garoto mais do que amava a si mesmo. Desde que Gabriel havia nascido estava presente em todas as datas em todas as palavras, no primeiro andar, no primeiro dente, Arthur estava sempre tão perto, mais sempre tão distante…Quase fechou os olhos se lembrando de um momento especial, ele estava em Madrid e ela estava no hospital fazendo a ultra-sonografia ao saber que era um menino a médica lhe felicitou, perguntando do marido de Lua, ela havia informado que estava viajando, mais na mesma hora o celular tocou era Arthur, lhe perguntando se ela já sabia de algo. E Lua emocionada, desejando mais que tudo que ele estivesse ao seu lado e lhe beijasse a boca durante um longo tempo fechou os olhos e disse…
Lua – É um menino Arthur…Ela disse que é um menino…– Ele havia chorado no telefone e ela havia fechados os olhos desejando que ele sentisse naquele momento a emoção que ela sentia…




 

Amores como tinha prometido, hoje irei fazer a mini maratona. Porém para isso acontecer, vou querer mais 10 comentários neste capítulo. Kiss

14 comentários:

  1. Muito legal esse capítulo tomara que eles fiquem juntos logo

    ResponderExcluir
  2. Os Dois Se Amam,e Ficam Testando o Amor Pelo Outro,Amando de Mais *---*
    Ebaaaa Mini Maratona,esperando Anciosa

    ResponderExcluir
  3. Torcendo pra eles ficarem juntos logo

    ResponderExcluir
  4. Ahh q lindos
    Vai demorar mt para eles se resolverem?? Ansiosaa

    ResponderExcluir
  5. O Gabriel é um fofo
    Ansiosa pro próximo capítulo

    ResponderExcluir
  6. Posta mais mt ansiosaa

    ResponderExcluir
  7. Aeeeeee maratona 😍😍😍👆😍😍😍😍

    ResponderExcluir
  8. Mais de10 comentários. Bora, posta outro que eu quase choro com esse capítulo :'( nossa... tô fincando deprimida. Sentindo uma dor no coração (emoji de coração partido)

    ResponderExcluir
  9. Meu deus que capítulo perfeito
    Já quero o próximo.

    ResponderExcluir
  10. Meu deus que capítulo perfeito
    Já quero o próximo.

    ResponderExcluir