O Clube - Cap. 35

|

O Clube – Cap. 35

“Não se iluda Luh, todos um dia erram, e ele não vai ser exceção!”
“Tudo que é bom, dura pouco”
“Tudo que é bom, dura o tempo suficiente para ser inesquecível”
“Você que sabe... a escolha é sua!”
“Então tá... espero que essa  seja a pior festa que você já foi... Ah' e deseja felicidades pra ela!”

POV LUA

Paramos de nos beijar já ofegantes, as respirações falhas diziam tudo, traduziam o momento ali vivido.

-Acho melhor, a gente sair daqui... Quero dizer, o melhor é parar, porque eu sou homem Luh, e depois pode ficar mais difícil... -Ele riu sem graça e eu amei, amava deixá-lo louco, acho que essa é a palavra certa a dizer.
-Tudo bem... Acho melhor mesmo, antes que a gente faça uma besteira!- Sorri confusa e ele me ajudou a levantar de onde estávamos sentados.
-Vou deixar você em casa, ok? -Ele me perguntou, nós caminhávamos até o estacionamento.
-Aham... –Concordei entrando no carro.

Chegamos em frente a minha casa, demos um ultimo beijo, e ele arrancou com o carro dali, disse que iria me ligar mais tarde, eu ia esperar essa ligação. Entre em casa com um sorriso que mal cabia no rosto de tão feliz que eu estava. Por que gente apaixonada fica boba? Eu não sei responder essa pergunta, só sei que hoje era um dos meus melhores dias. Chay reparou na minha felicidade...

-Hum... Posso saber o porque da felicidade? -Perguntou curioso.
-Fiz as pazes com, Arthur!
-Já estava na hora disso acontecer... Caraca, vocês são muito teimosos, nunca vi!
-Ah... já estava chato esse climinha mesmo... –Tive que admitir.
-E aí, rolou beijo? Porque pela sua cara de idiota, é o que tá parecendo.
-Hahaha'ha... Que engraçado. Ele me pediu em namoro.
-Serio?
-Lógico... Acha mesmo que eu ia mentir? Por favor, né?! –Revirei os olhos.
-Não achei que fosse mentira... Só achava que ele era mais inteligente, mas daí a pedir você em namoro?... Hum, sei não. -Chay falou segurando o riso, e acabou levando uma boa travesseirada na cara.
-Idiota! -Eu disse emburrada e Chay me abraçou.
-Te amo sua boba... Só não quero que ele te faça sofrer...
-E ele não vai! -Falei segura.
-Não se iluda Luh, todos um dia erram, e ele não vai ser exceção! É só um toque maninha... -Ele falou beijando minha testa.
-Obrigado.

POV NARRADOR - UMA SEMANA DEPOIS

Todos já sabiam do namoro dos dois, eles estavam felizes. Mas como dizem: “Tudo que é bom, dura pouco”. Já outros preferem dizer: “Tudo que é bom, dura o tempo suficiente para ser inesquecível”. Só o tempo ira dizer, se o que foi vivido nesse tempo, foi bom, ótimo, maravilhoso, inesquecível... As respostas vão aparecer com o tempo, porque o destino gosta de surpreender e mudar o rumo de uma linda história de amor, que estava apenas começando e tinha tudo pra dar certo. Quem sabe um dia, um ano, dois anos, três anos, quatros anos, eles possam se reencontram de novo e podem dar um novo final, para a história que ficou parada no tempo e que nunca foi esquecida por eles... Se o amor realmente existiu, ele talvez nunca tenha morrido, se tudo o que foi dito foi verdade, um dia eles podem ser surpreendidos com um sentimento que ambos queriam acabar.

UM MÊS DEPOIS

-Oi? Arthur, eu quero que você esteja presente na minha super festa... Ah' e pode levar a sua namorada, embora ela não goste de mim e vice e versa, eu prometo que não vou brigar com ela! -Any chegou falando sem parar, Arthur até se assustou.
-Valeu Any, com certeza eu estarei lá. Com a Luh ou sem a Luh. Você é minha amiga! -Arthur respondeu sorrindo.
-Prefiro que seja sem ela... -Any sussurrou no ouvido dele quando foi beijá-lo no rosto -leiam- canto da boca.
-Ok! -Ele disse se afastando lentamente.
-Tchau Arthur...
-Tchau!

-O que ela queria com você? Você sabe que eu odeio essa garota! -Lua perguntou já irritada.
-Calma. Você não tem ódio dela, você tem ciúmes da Any, é diferente! -Ele respondeu cinicamente.
-Ciúmes dessa coisa? Aham' tá! ELA É UMA ATIRADA QUE GOSTA DE ROUBAR O NAMORADO DOS OUTROS, QUE DA EM CIMA DE VOCÊ NA MINHA FRENTE, E VOCÊ GOSTA DO JEITO QUE ELA TE CHAMA... DA CONFIANÇA PRA ELA E AINDA QUER QUE EU FIQUE QUIETA? AAAH... VAI PRA P... -Lua ia terminar de falar, mas Arthur a interrompeu.
-CHEGA! Acabou o seu showzinho.
-Showzinho? Você é muito cínico mesmo!
-Ah' PARA... Ela só veio me convidar pra ir a festa dela e pronto. Só!
-E você vai?
-Vou... Ela até convidou você também!
-E você acha que eu vou? -Lua perguntou encarando Arthur.
-Por que não?
-Pelo fato de eu não ir com a cara dela. Só se for pra mim quebrar a cara dela, junto com a sua! -Lua sorriu sem vontade.
-Você que sabe, a escolha é sua...
-Então tá... Espero que essa seja a pior festa que você já foi... -Lua ia saindo, mas voltou. -Ah' e deseja felicidades pra ela! -Ditas as palavras, Lua foi embora sem olhar para traz.

Continua...


N/A: Não me matem por ter separado o casal, logo no momento em que eles tinham se acertado. Muita coisa ainda vai acontecer. E aí, o que estão achando? Faaaleem! Comentem!

Com mais de 7 comentários, posto o próximo cap. É isso, beeijoos.

6 comentários:

  1. Aaaaa eu vou pirar, posta mais, não to aguentando de ansiedade, vc podia ter deixado eles juntos mais tempo. Reli a sinopse e pelo que vc falou neste capítulo alguma coisa vai acontecer nessa festa que vai fazer a Lua se sentir traída e acabar com tudo, só não entendi o motivo da criança vai ser filha deles ou só de um dos dois, por favor, me responde..... Posta maiis...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah Sorry. Mas se eu fizer isso, vou acabar com o suspense do que irá acontecer. Aguarde! Mais tarde tem mais cap's. Pode se dizer que foi uma atitude impulsiva da parte dela. Que trouxe uma consequência grave pra ele. Por ter sido "acusado" por uma atitude impensável que Lua cometeu. Bom, não posso falar mais que isso. Bjs!

      Excluir
  2. LUA TA CERTA, TA NA CARA Q
    OQUE VAI ACONTECER NESSA FESTA, ARTHUR UM GRANDE TAPADO QUE NAO VE NADA ,CONTINUAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  3. Mana essa any pro quinto dos infernos ,e deixa eles em paz

    ResponderExcluir