Peça-me o que quiser (Adaptada)- Capítulos 74 e 75

|

Capítulo 74:

— Pedi alguma coisa pra gente jantar. Não se mexa, eu me encarrego de tudo.

Sorrio. Ótimo! Preciso de paparicos.

Sem me levantar do sofá, ouço Arthur se movimentando pela cozinha. Minutos depois, ele aparece com uma bandeja, pratos, talheres e copos.

— Pedi a Tomás que comprasse comida chinesa. Pelo que eu me lembre, você gosta, né?

— Adoro. — Sorrio.

— A dor diminuiu? — pergunta com expressão séria.

— Sim.

Minha resposta parece deixá-lo aliviado.

Observo Arthur colocando na bandeja tudo o que ele trouxe e não consigo parar de olhar.

Parece mentira que esse jovem que arruma pratos e copos seja o mesmo Iceman implacável de certas situações. Sua expressão agora está relaxada, e eu gosto disso.

Gosto de vê-lo e de senti-lo assim.

Quando acaba o que estava fazendo, volta para a cozinha e aparece com a bandeja cheia de caixinhas brancas. Senta-se a meu lado e diz:

— Como eu não sabia do que você gostava, pedi a Tomás que trouxesse um pouco de tudo: arroz maluco, pão chinês, rolinhos primavera, yakisoba, salada chinesa, carne de vitela com broto de bambu, porco com champignon, lagostim frito, frango ao limão. E, de sobremesa, trufas. Espero que alguma coisa te agrade.

Surpresa com tudo o que ele descreveu, murmuro:

— Caramba, Arthur. Aqui há comida para um regimento inteiro! Podia ter dito a Andrés que ficasse para jantar.

— Não.

— Por quê? Ele parece simpático...

— E é. Mas eu queria ficar a sós com você. Precisamos ter uma conversa séria.

Solto o ar bufando e sussurro:

— Mentiroso. Estou dopada e sou presa fácil.

Em resposta, ele apenas sorri.

— Come.

Passo os olhos por todas as embalagens e me sirvo com o que me apetece. Tudo está com uma cara ótima, e o sabor é ainda melhor.

— Onde Tomás comprou isso tudo? É de qual restaurante chinês?

— Quem preparou foi Xao-li. Um dos cozinheiros do hotel Villa Magna.

Fico olhando para ele, incrédula.

— Você está comendo autêntica comida chinesa. Não o que imagino que você coma de vez em quando.

Concordo com a cabeça, divertida com o que ele acaba de dizer. Ele e sua exclusividade.

Arthur está de bom humor e isso me deixa alegre. Estar com ele assim, num clima leve, é uma maravilha. Na hora da sobremesa, ele vai até a cozinha, traz umas trufas e coloca diante de mim.

Pega uma colher, parte um pedaço de trufa e põe na frente da minha boca. Sorrio, abro a boca e, depois de fazer um monte de gestos, murmuro:

— Meu Deeeeeeus! Que delícia!

Arthur sorri e me dá outro pedaço. Eu saboreio, me delicio e me preparo para pedir mais, até que ele se antecipa.

— Posso provar um pedaço?

Passa a trufa pelos meus lábios, aproxima-se da minha boca e a lambe com delicadeza por alguns segundos, depois diz, afastando-se de mim:

— Delicioso.

Olho para ele. Ele olha para mim e nós sorrimos.

Essa paquerinha boba é tão sensual que não quero ser sua amiga, quero ser algo mais. E, quando vou me lançar em seus braços, desesperada para que me beije, ele me interrompe:

— Lu, agora há pouco você disse que...

— Sei o que eu disse. Esquece.

Arthur olha para mim... Pensa... pensa e finalmente continua sem alterar sua expressão:

— Não diga outra vez que eu te considero minha puta, por favor, Lu. Fico arrasado só de imaginar que você pensa isso de mim.

— Tá bom. Foi da boca pra fora. Desculpa.

Seus dedos percorrem meus lábios com delicadeza.

— Lu... você é especial pra mim, muito especial. — Nos olhamos fixamente durante alguns segundos. Por fim ele muda de tom e continua: — Você não pode ir embora sem me dar uma explicação e sem esperar que eu fique louco de preocupação. Quando for assim, prefiro que você bata na minha porta e diga “Tchau!” a ficar pensando que você está. Combinado?



Capítulo 75:

— Se eu não fiz isso, foi porque eu não queria te chamar de babaca ou algo pior.

— Pode chamar, se quiser.

— Não me dá a ideia — brinco.

Seus lábios se comprimem.

— Por favor, não vá embora de novo sem me avisar.

— Tá booooom...! Mas que fique claro que eu pretendia voltar pra continuar com o trabalho.

— Não precisa.

— Não?

— Não.

— Por quê?

— Surgiu um problema.

— Você me demitiu? Mas se eu nem cheguei a te chamar de babaca!

Arthur sorri e enfia mais uma trufa na minha boca. Para que eu fique quieta, suponho.

— Cancelei as reuniões da próxima semana e deixei pra mais adiante. Vou voltar pra Alemanha. Tenho algo a resolver lá e não dá pra esperar.

A trufa e a notícia se reviram no meu estômago.

Ele vai embora!

Penso em Amanda. Ele e ela juntos na Alemanha. O espinho do ciúme volta a me espetar.

— Vai voltar com Amanda? — pergunto, incapaz de manter a boca fechada.

— Não, acho que ela voltou hoje. E, em relação a Amanda, ela é apenas uma colega de trabalho e uma amiga. Só isso. Hoje de manhã ela me contou sobre a visita que fez ao seu quarto e...

— Você passou a noite com ela?

— Não.

Sua resposta não me convence.

— Brincou com ela esta noite?

Recosta-se no sofá e faz que sim com a cabeça.

— Isso sim.

Eu o imito. Mas meu humor mudou completamente.

— Gosto de brincar, não se esqueça disso. E você deveria fazer o mesmo.

Oh....! Que lindo escutar isso!

Fico tensa com seu comentário, mas não posso me queixar. Ele sempre foi claro a esse respeito, e eu não tenho como negar. Mas, como sou uma intrometida, insisto em interrogá-lo:

— Foi bom?

— Teria sido melhor com você.

— Ah, claaaaaro...

— Você me leva à loucura e me dá muito prazer. Atualmente, é a mulher que eu mais desejo. Não duvide disso, pequena.

— Atualmente?

— Sim, Lu.

Gosto disso, mas ao mesmo tempo não gosto. Será que estou ficando louca ou sou masoquista e, além disso, uma desequilibrada?

— Entre todas as mulheres com quem você brinca — pergunto — há alguma especial?

Arthur olha para mim.

Entende perfeitamente minha pergunta. Põe a mão na minha coxa e diz:

— Não.

— Nunca houve?

— Houve, sim.

— E?

Crava em mim seu olhar intenso.

— Já não faz parte da minha vida.

— Por quê?

— Lu... não quero falar disso... Mas quero, sim, que você saiba que só você conseguiu me fazer pegar um avião e ir desesperado à sua procura.

— Isso deveria me deixar feliz? — pergunto, sarcástica.

— Não.

Sua resposta volta a me desconcertar. Que jogo é esse que estamos jogando?

— Por que não deveria me deixar feliz?
Arthur para e reflete bem antes de responder.
— Porque não quero te fazer sofrer.
Aquilo me deixa sem palavras. Não sei o que responder.
— Talvez seja eu quem esteja fazendo você sofrer — digo, com toda a petulância de que sou capaz.
Olha para mim... eu olho para ele...
Após um silêncio incômodo, meu celular toca. É Miriam, minha amiga de Barcelona. Me levanto, atendo o telefone, digo a ela que estou em Madri e que daqui a pouco ligo de volta. Arthur não se move. Limita-se a olhar para mim quase sem piscar. Meu braço está melhor. Já não está doendo, então volto ao ataque.









mariana blanco- Por enquanto eles namoram, agora não posso dizer se eles casam ou não, senão, não tem piada.


15 comentários:

  1. A perfeição tomou conta dessa web muito boa, eu acordo e venho ver se já postou ♥

    ResponderExcluir
  2. Esse Arthur é um bipolar,doida pra eles assumirem que se amam,se casarem e terem filhinhos u.u kkk,maaais please!

    ResponderExcluir
  3. Quem sera essa pessoa especial que o arthur citou?Ele n quis falar sobre isso por qual motivo?Sera que ela ja faleceu?Preciso de mais please
    Gabs❤️

    ResponderExcluir
  4. Dedica o próximo pra mim.
    Ass: Luh

    ResponderExcluir
  5. Podia posta mais hj!!

    ResponderExcluir
  6. Eles namora ? Pk isso nao eh um namoro kkkkkkkkk pra mim no maximo eles ficam nao ? !!! Hahaha mais eu toh adorando muito msm !!!(queria que o Arthur ficasse só com a lua )

    ResponderExcluir
  7. Ain meu Deus, o que será agora?

    ResponderExcluir
  8. E agoraa? Gente eles tem q se resolver logoo

    ResponderExcluir
  9. Arthur só da Lua seria um tanto quanto magnífico, ver as mulheres doidas por ele é ele doido só pela Lua !!
    Posta +++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  10. Esta web é viciante. Amore vc vai postar so essa ou a trilogia inteira???

    ResponderExcluir
  11. Aiwn que fofo Arthur sem ser o icemen ♡♥♡♥ Lua é mulher bipolar eim kkkkkk
    Ameiiii

    ResponderExcluir
  12. Mais mais mais mais mais mais amansando essa web, ela eh viciante não ?!

    ResponderExcluir
  13. eles namoram *--* eles ficam ñ kkkkkk mas obgg mesmo assim continua

    ResponderExcluir
  14. Eu acordo e a primeira coisa que eu faço é ver se tem mais capítulos. kk amando essa web!!

    ResponderExcluir