A Promessa - Capitulo 19

|
Capitulo 19
  Alguns relacionamentos exigem algumas marteladas para se assentarem, enquanto outras deslizam sem esforço no lugar, como se fossem feitos sob medida. Arthur assenta tão confortavelmente quanto um par de mocassins Hush Puppy.
                                                               Diário de Lua Maria Blanco
Liguei para Mel assim que Arthur saiu, para ver se Jan poderia ficar de babá. Como imaginava, sentiu-se aliviada por saber de retorno dele.
- Eu sabia que ele voltaria – falo. – eu disse, não?
- Certa como sempre – falei.
- Bem, faça chuva ou faça sol, você vai sair com esse homem. Jan saiu com amigos, mas se ela não puder ficar de babá, apenas traga Luana. Chay e eu estaremos por aqui.
- Obrigada, Mel.
- É um prazer, querida. Adoro um romance novo. A chama de minha vela pode estar fraquejando, mas ainda posso me aquecer com a sua.

Jan não estava ocupada na sexta á noite, e apesar do que ocorrera com Luana, ficou feliz em cuidar dela. Chegou um pouco mais cedo, como de costume. Abracei-a na porta.
- Não lhe agradeci por sua ajuda, na última vez.
- Fiquei contente em ajudar. E assustada, também.
- Somos duas.
- Onde está nossa menina?
- No quanto.
- Não mais – falou Jan enquanto Luana corria em sua direção.
- Jan!
- Oi, querida. Uau, você parece tão cheia de gás quanto uma garrafa de refrigerante chacoalhada. Onde conseguiu tanta energia?
- Tenho doença celíaca – falou.
- Você o que?
- Ela é alérgica a trigo – falei. Fiz uma lista para você da coisas que ela pode comer. Você se incomoda se eu voltar tarde?
- Sem problemas, senhora Blancp. Preciso escrever uma redação.
- Quer brincar coma Molly? – perguntou Luana.
Jan segurou sua mão.
- Você sabe que quero.
AS duas saíram correndo. Fui até o espelho, para ver como eu estava, e alguns minutos o carro de Arthur parou na entrada. Veio até a porta segurando um pequeno buque de flores, que entregou para mim.
- Margaridas – falei. – eu adoro margaridas. Obrigada. Vou deixa-las na água. Entre.
Enquanto esperava por mim, Luana voltou até a porta puxando Jan atrás dela.
- Este é o novo amigo da minha mãe. Oi senhor Arthur.
- Oi, senhorita Luana – falou Arthur.
- Sou a jan – disse. –A babá de Luana.
- Então você é a jan – ele disse, com um leve sobressalto. – ouvi falar muito de você.
- Sério? Quem falou?
Seguiu-se uma pausa constrangedora, então ele falou para Luana.
- eu trouxe algo para você. Você gosta de bombom de amendoim?
- Sim.
- É todo seu. Sem glúten.
- Obrigada, senhor Arthur.
- Tenham uma boa noite. Foi um prazer conhecê-la, Jan.
Coloquei as flores em um vaso, e então voltei para sala.
- Jan, estamos indo. A hora de dormir é ás nove.
- Divirtam-se – ela disse, - E não se preocupem com nada.
- Você está levando a mamãe para jantar? – Luana perguntou a Arthur.
Ele se agachou para ficar na sua altura.
- Sim, estou. Tudo bem?
- Não faça ela chorar.
- Está bem – falei - , vamos parar com isso.
Arthur deu-lhe uma piscadela.
- Prometo que vou tentar.
Boa noite, querida – falei, e beijei-a. – Vá para cama quando Jan mandar. 
 
                                                                                    Continua....

7 comentários:

  1. Amando,tô doida pra saber o que vai acontecer nesse jantar

    ResponderExcluir
  2. Super ansiosa pra saber o que vai acontecer no jantar
    Posta maisss

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. OMG quero logo saber o que vai acontecer

    ResponderExcluir
  5. ++++++++++++++ TO AMANDO POSTA PELO AMOR DE DESU

    ResponderExcluir