Pretty woman

|




Ninguém, nunca, nenhum dos seus clientes se preocupavam com com o que ela sentia, e sim com o próprio prazer. Logo ele se livrou do pedaço de pano vermelho que mal podia ser chamado de calcinha. Ela se ajeitou sobre ele e juntou seus lábios enquanto permitia ser invadida por ele, que urrou. [...] Uma? Duas? Três? Quantas foram as vezes em que eles se entregaram ao máximo prazer naquela longa noite?
Ao acordar, Arthur sentiu seu nariz pinicar. Olhou para o lado e viu que estava deitado, abraçado fortemente a "Rachel", que devolvia na mesma intensidade o abraço. Espera, cabelos loiros? Cachos? Agora se lembrava da parte que estava tão extasiado que puxou a peruca castanha. Era tão linda e atraente, deve ser a mais bela das moças que trabalhavam com ela. Então ouviu um toque de celular desconhecido, se levantou cuidadosamente e andou até o banheiro, Aonde encontrou a bolsa de Lua. A abriu e pegou o celular, mas parecia que já era tarde, pois estava na caixa postal. 
"Lu, aonde você está hein? Não quero atrapalhar se estiver em algum programa, mas você tem que me avisar. Beijos, te amo muito!" 
Lu? Claro, Rachel não era seu verdadeiro nome.. Voltou para a cama e deitou novamente, pensou em que horas seriam e olhou para a mesa de cabeceira, e viu duas lentes de contato. Então aqueles olhos não eram verdes? O que mais ela escondia? Que cor seriam? E como se fosse a resposta, ela abriu os olhos cor de mel. 
- Ai meu Deus! Eu não podia ter dormido! Isso nunca aconteceu. Perdão senhor Arthur.. - se levantou, colocando a calcinha e Arthur a puxou pelo braço. - Já são 6h..  
- Calma, lembra que eu vou te pagar até as 8h? 
- Você quer mesmo que eu fique? 
- Claro! - se levantou. - Olha, eu vou me arrumar para o trabalho, se não me atrasarei. - colocou a cueca sobre o olhar de Lua. - Espera aqui! 
Em menos de quarenta minutos Arthur saiu do banheiro com aquele maravilhoso terno Armani e pronto para o trabalho. Muito obrigado Lua. Bom, o dinheiro está ali em cima. Eu já vou indo. Quem sabe eu não vá procurar por você de novo. 
- Arthur.- o chamou na porta. 
- Sim? 
- Se incomoda se eu tomar um banho de banheira antes de ir? 
- Não tem problema. 
- Obrigado, mesmo! 
- Nada.. - saiu. 
Lua se culpava, o tempo todo. Ela tinha se sentido atraída por ele. Havia se entregado totalmente, quando permitiu os beijos. 
- Sua idiota! Você gostou dele! - gritou Sophia, depois de Lua lhe contar da noite que tivera com Arthur. E enquanto ela dava lições de moral, Lua contava o dinheiro. 
- Você não podia ter permitido os beijos.. 
- Sophia.. - Lua a interrompeu surpresa. 
- Porque agora você vai sentir algo diferente..
- Sophia.. 
- Vai ser como o Micael e.. 
- SOPHIA! - gritou. 
- Oi. 
- Eu cobsegui. 
- O que? 
- O dinheiro. 
- Dinheiro? 
- Para a faculdade! - viu a amiga sorrir e logo lhe abraçar. 

1 ano depois..   

11 comentários:

  1. Tem que postar + um por ontem vai?!! ++++

    ResponderExcluir
  2. Amandooo! Posta mais um hj!

    ResponderExcluir
  3. Precisoo de mas um capitulo HOJE

    ResponderExcluir
  4. Aiii, posta mais por favor, se não vou morrer. :-P

    ResponderExcluir
  5. Ameeeeeeiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!
    Posta Mais hojeeeeeeeee pfpfpfpfpfpfpfpfpfpfpf

    ResponderExcluir
  6. Amei
    posta + um cap. hoje pfpfpf

    ResponderExcluir