Plano B - Capítulo 23

|




- Tenho que te contar uma coisa.. 
- Hm.-murmurou com a boca colada em seu pescoço. 
- Quando o Chay me disse que haviam encontrado você, eu estava tentando me matar. - ela me soltou.
- Tá maluco Aguiar? Quem cuidaria da nossa filha? Quem cuidaria dela, caso eu não voltasse pra casa? E se não tivesse dado tempo? Tá doido?
- Calma. Eu não conseguiria viver em um mundo no qual você não existisse Lu. Eu não.. - ela me abraçou.
- Promete? Promete que se um dia acontecer algo comigo não vai nem pensar em fazer isso de novo? Você não pode destruir a sua vida por causa de mim. 
- Se você prometer que nunca vai me deixar. 
- Eu não consigo controlar quando vou ser sequestrada ou não.. - rimos. - Thur, cadê a Mag e a Estrela? 
- Eu pedi que o Chay e a Mel fossem animá-las. Elas pensavam que você.. Bom, que você não.. Não tinha sobrevivido. 
- Eu hein! Sai pra lá! Foi só um tiro de raspão no braço.
- Mas elas ainda são crianças e não compreendem isso. 
- Você não explicou?
- Não deu muito tempo! Assim que você foi liberada para visitas eu corri pra te ver!- a abracei de novo. - To com muitas saudades de você Lu. - sussurrei em seu ouvido.
- Que isso Aguiar! Eu nem voltei pra casa e você já quer sexo?
- Eu não tava falando disso! 
- Então tava falando de que? 
- Ok, eu pensei nisso.. - ela riu.- Mas estou com saudades de você mesmo, da sua voz, seu abraço, seu carinho, das nossas brigas..
- Brigas?
- É, mas não daquelas que você me deixa de castigo!
- Bobo! Eu to com muitas saudades de você, e da Malu também. Por favor traz ela aqui Thur? 
- Ela não pode entrar amor.
- Tudo bem..

Tentei distrair ela, enquanto não era liberada. Toda hora roubava beijos e abraços, a saudade pedia. Percebi que Lua ficou tensa e encarando algo atras de mim.

- O que foi amor? 
- Aquela enfermeira peituda ali! Não para de te encarar.- fez bico.
- É mesmo? Desculpa não ter percebido amor, eu estava ocupado demais admirando a beleza da minha esposa! - falei alto, brincando com a Lua, que riu. 
- Você já terminou de me medicar, já pode ir! - falou seca para a enfermeira, que ficou sem graça e saiu.
- Lu, isso é jeito de tratar a menina?
- Ela tava te comendo com os olhos! - virou para o outro lado.
- Você sabe que é só eu dar a volta na cama né?
- Se você fizer isso quando eu chegar em casa vai ficar mais duas semanas de castigo! 
- Parei. 

Ela tinha ficado mesmo emburrada. E olha que eu ainda dei um fora na enfermeira peituda, não que eu tenha observado os peitos dela. Ok, eu olhei uma vez, mas isso fica entre nós, até porque eu prefiro a minha mulher né? 

Duas semanas depois.. 

- EU TO FICANDO LOUCO! - falei entrando na sala de Micael.
- Hey, não grita.. O que te traz aqui meu caro amigo?
- Eu estou subindo pelas paredes! 
- Por que? A Lua não anda comparecendo é?
- Ela não quer! Desde que ela voltou, não quer fazer nada comigo.
- Acho que alguém andou broxando com a esposa. - riu.
- Pera, como você sabe disso?
- As notícias voam.
- Me ajuda, o que eu faço? 
- Sei lá.. AHH já sei, vou buscar uma coisa! - subiu as escadas da casa dele. Voltou com um filme na mão e me entregou. FILME PORNÔ? Como assim cara?
- Quer que eu me masturbe vendo isso?
- Não mané! Eu lembro que quando a Sophia tava grávida, não queria fazer nada comigo, ai eu coloquei esse dvd ai, e aconteceu! Dizem que as mulheres ficam excitadas.. 
- Vou tentar, mas se ela me der um tapa na cara, a culpa é sua! - apontei.
- Vai ser feliz cara! - me deu um tapinha nas costas, me empurrando pra porta.
[..]

Ligação on~ 

- Mel, o que você vai fazer hoje a noite?
- Vou ficar em casa e me entupir de pipoca, enquanto choro assistindo alguma comédia romântica! Por que? 
- O Chay vai estar ai? 
- Sim, mas por que? 
- Olha, eu sei que você tá grávida e não pode fazer esforço, mas faz um favor enorme pra mim?
- Hm? 
- Cuida das meninas pra mim?
- Hmmm, Aguiar seu safado! Você quer atacar minha bff? 
- É, basicamente! - ri.
- Eu cuido delas, pode deixar! 
- Jajá eu levo elas ai!
- Tudo bem! 
- Muito, muito obrigado Mel..
- Nada!

Ligação off~

Já estava tudo pronto, jantar romântico, dvd ligado, só falta apertar o play e as meninas já estão com a Mel, hora de ligar pra Lua.

Ligação on~

- Amor?- atendeu.
- Oi meu anjo, onde você tá?
- Na casa da sua mãe.  
- Sério? Manda um beijo pra ela..
- Ok, tá tudo bem? 
- Na verdade não, preciso de você em casa agora.
- Eu já estava saindo daqui, vou desligar. Daqui a pouco estou aí!
- Beijo, te amo! 
- Amo você!

Ligação off~

Enquanto ela não chegava, fui tomar um banho, pra ficar cheiroso e gostoso. Passei o perfume que ela ama e coloquei uma camiseta branca com uma bermuda. 

- AMOR! CHEGUEI!
- Aqui na cozinha.. - falei.
- Que casa silenciosa, as meninas dormi.. Awn, um jantar romântico! 
- As meninas estão com a Mel.
- Vou tomar um banho pra vir jantar com você, me espera! - me deu um selinho.- aproximadamente trinta minutos depois ela voltou só com uma camisola preta (https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQyulmmrRwVrsrinVePdtajagJyOvSHpjEz1phv-rr6shYjnkjUsg)
- Ô mocinha, que camisola é essa? 
- É nova. - deu uma voltinha. - Gostou? 
- Por que faz isso? 
- Isso o que? - perguntou inocente, se sentando na cadeira.
- Me provoca. Sabe que eu estou subindo pelas paredes e faz isso comigo.
- Eu não estou te provocando.
- Ok, você ta me evitando. - já estávamos brigando.
- Não é verdade! 
- Lua, eu estou sem você a mais de um mês! Quase dois! 
- Vamos jantar em paz? - comemos em silêncio, quando acabei me levantei e abaixei ao seu lado. 
- Vamos ver um filme? 
- Qual filme? - droga.
- Uma comédia.
- Tudo bem, estou precisando rir mesmo. - fomos até o quarto e ela se deitou na cama, apaguei a luz, peguei o controle e deitei ao seu lado. 
- Vou dar play. - assim que eu dei play, apareceu um casal, no tapete de uma sala, se beijando selvagemente, logo ele abaixou a alça do sutiã dela e colocou a boca ali, e quando eu percebi eles já estavam nús. Ouvi um gemido vindo de Lua e coloquei minha mão em sua perna. Vi que ela ficou tensa e subi um pouco, chegando em sua calcinha. Ótimo, ela já estava excitada. Os gemidos na televisão ficavam cada vez mais altos. Comecei a movimentar meus dedos, de um lado pro outro, apenas massageando e ela gemeu mais alto. De repente pegou o controle da minha mão e desligou a tv. - Por que fez isso? 
- Prefiro fazer com você.. De um jeito bem gostoso. - Obrigado Micael, te agradecerei eternamente. Ela me deitou na cama e minhas mãos foram direto para seu bumbum, apertando forte. Senti suas mãos puxarem a barra da minha camisa pra cima e levei as mãos para sua camisola, a tirando e jogando em algum lugar do quarto. Ela conseguiu tirar minha camisa e eu desci as mãos, desabotoando minha bermuda. Abri o fecho de seu sutiã e passei a boca pelo seios dela, que gemeu. Tirei sua calcinha e ela minha cueca, quando ela se abaixou beijando meu peitoral a puxei pra cima de novo, colando nossos lábios.
- Não estou muito afim de preliminares, podemos fazer isso depois. - falei. - Eu quero você agora. - encaixei meu membro em sua intimidade e entrei de uma só vez. Gememos com o contato e coloquei as mãos em seu quadril, a ajudando com os movimentos de vai e vem..

Digamos que a noite foi longa, e quando fomos dormir já eram umas três da manhã. Acordei com o barulho da campainha, cutuquei Lua, que murmurou um "me deixa dormir" e virou para o outro lado, se enrolando no lençol. Levantei gritando um "Já vai!" e coloquei minha cueca, peguei a bermuda e fui vestindo pelo caminho. Abri a porta e fui derrubado. Por duas pestinhas que me abraçaram. 

- Oi meus amores! Como foi a noite na casa da tia Mel?
- Foi muito legal, o tio Chay deixou o brigadeiro queimar e a cozinha quase pegou fogo. - Mag contou. Olhei pra cima e vi Chay assobiando com Malu no colo. 
- Estava dormindo até agora Aguiar? Então quer dizer que a noite foi boa?
- O que você fez durante a noite papai? - Malu perguntou e eu encarei Chay. 
- O papai tava cansado e eu dormi muito.. 
- Cadê a mamãe? - Estrela perguntou. 
- Tá dormindo ainda, acho melhor vocês não acordarem ela. 
- Posso brincar no meu quarto? - Malu perguntou.
- Pode! Meninas vão lá pro quarto, vou conversar com o tio Chay. - elas correram pro quarto.
- E aí? Tava dormindo mesmo? 
- O que tem? 
- Arthur, são duas horas da tarde! 
- O QUE?
- Você não sabia? 
- Não! Eu vou fazer um almoço pras meninas.
- Elas já almoçaram. 
- Obrigado viu lhama? 
- Nada, to aqui pra isso! Só trouxe essas baixinhas agora porque estou indo levar a Mel, que deve estar impaciente me esperando, no médico pra fazer a ultra do bebê. A médica tinha dito que achava que era um menino, hoje vamos confirmar. 
- Me manda fotos!
- Vou postar no instagram! 

Me despedi de Chay, que já estava atrasado e fui até o quarto. Lua ainda dormia, agora abraçada com um travesseiro.

- Hey, Lu, acorda! 
- Tá cedo..
- Lu, as meninas já estão aí, já são duas horas. 
- Como? - levantou. 
- Eu acordei agora, o Chay deixou elas aqui. 
- Nossa, eu dormi muito! - passou a mão no meu rosto.
- Verdade! Vai vestir uma roupa, vamos passar a tarde com as meninas! 
- Eba! Já vou. - se levantou e foi ao banheiro. Logo ela sai e passamos a tarde vendo filmes e comendo pipocas na sala. - Olha a Mel postou uma foto! - me amostrou. 


                                     (Por favor não peguem a foto! É o meu irmão, Arthur!)
- Awn, é um menino mesmo! - ela falou.
- Papai, eu quero um irmão! - Malu pediu.
- Lu, ela quer um irmão.. - fiz bico. 
- Vocês estão pensando que eu sou o que? Deixa pra mais tarde, ou não! - rimos. 

Foi grande né? Comentem por favor! 
Não peguem a foto da ultra, por favor gente! É a ultra de cinco meses do meu irmão <33 

11 comentários:

  1. Awwwn ela colocou o irmaozinho na foto gente, que autora mais fofa *-* gamei! Ass.Deh

    ResponderExcluir
  2. Ameeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Posta Mais hojeeeeeeeeeeeeeeeeee pfpfpfpfpfpfppfpfpfpfpfpf

    ResponderExcluir
  3. Perfeita sua web!!!!! Amei ++++++++

    ResponderExcluir