Até que a Sorte os Separe - Capitulo EXTRA

|



Dia seguinte
Arthur: Luua acorda 
Lua: deixa eu dormiir
Arthur: levanta meu amor. [Diz a abraçando por tras e beijando a bochecha] 
Lua: to com sono 
Arthur: eu to indo pro treino, não esquece de ir pagar aquelas contas ta? 
Lua: hurrum. [Ela fecha os olhos, ele da um tapa no bumbum dela] 
Arthur: delicia 
Lua: ai Arthur isso dói
Arthur: um tapinha não dói. [Ele sai, Lua volta a dormir, mas...] 
Fernanda: mamaai 
Lua: aiin que é Fernanda 
Fernanda: pais mia dedela to cum fomi 
Lua: ai misericórdia não vou conseguir dormir mesmo. [Ela desce, faz a mamadeira enquanto Fe via tv, Lua escuta uns barulhos]  Fernanda que tu ta bagunçando ai hein? ..filha? [Ela vai na sala] 
xx: caladinha, mão pra cima 
Lua: ai 
xx: que visão hein. [Olha ela]
Lua: quem é você? 
xx: sou quem vai te comer la em cima. [Beija o pescoço dela que empurra ele] 
zz: qual é cara, anda logo, onde ta o cofre? 
Lua: não tem cofre 
Fernanda: mamaai 
Lua: solta minha filha porfavor 
xx: é bom ter um cofre se não quiser que algo tragico aconteça com essa fofinha. [Sorri pra ela que da um chute nos documentos dele, ele cai] aaaaai porra 
Lua: Fernanda pelo amor de Deus 
zz: ja chega, o imprestavel fica de olho nessa pestinha, você vem comigo. [Ele puxa Lua pelo cabelo até em cima, eles vão até o quarto de LuAr]
Lua: ai ta doendoo 
xx: mostra o cofre vaai anda. [Empurra ela que abre o guarda roupa, tira as roupas de cima, coloca a senha e abre Os seguranças chamam a policia e avisam Arthur. Um certo alguem chamou a imprensa pra porta de Arthur.] 
Arthur: sai da frente eu quero entrar 
Policial: não pode é perigoso 
Arthur: minha mulher e minha filha ta la dentro cara 
Policial: se acalme por favor. [Um dos bandidos colocam o dinheiro todo na bolsa, ao todo eram trinta mil e umas joias de Lua.] 
xx: vem ca vem. [Puxa ela pra perto da tempo de aproveitar] 
Lua: não porfavor 
xx: shiiu. [Prendendo ela na parede, beija o pescoço, Lua faz cara de nojo.] 
Fernanda: bocê tem balia? 
xx: ah tenho eu comprei ali na barraquinha. [Da uma balinha pra ela] 
Fernanda: cantus anus tu tein hein? 
xx: 34 e você?
Fernanda: quasi dois aninhus, bocê tem um gatio? 
xx: gatinho eu tenho sim...a menina fica quieta. [A policia invade a casa e prende o bandido debaixo] 
Fernanda: xau, obigada pela balia 
xx: eu não fiz nada me solta... 
Arthur: filha você ta bem? 
Fernanda: hurrum
Arthur: fica aqui quietinha ta? Papai ja vem. 
zz: droga a policia. [Ele tira a mão de dentro da calcinha dela, pula a janela e foge pelos fundos da casa com o dinheiro] 
Arthur: Luua 
Lua: Arthur. [Abraço] 
Arthur: calma, ele não fez nada com você né? 
Lua: eu to com nojo dele nojo. [Diz chorando] 
Arthur: vai atras desse infeliz caralho. [Policiais vão, prendem um mas o outro consegue fugir com o dinheiro]
Lua: e-le i-a... 
Arthur: shiiu ja passou, to aqui ta? [Ela assenti] 
Fernanda: mamai ólia o te o moçu mi deu 
Lua: não é pra aceitar coisas de estranhos Fernanda 
Arthur: ele levou todo o dinheiro, mas que inferno. [Arthur desce] pra que porra eu pago uma fortuna pra vocês? hein seus imprestaveis? Pra entrar bandidos passar a mão na minha mulher, levar meu dinheiro? Eu espero que seja a ultima vez entenderam? 
seguranças: sim senhor. 

Dia seguinte
Arthur: bom dia preguiçosa 
Lua: bom dia. [Selinho] 
Arthur: que cara mais amassada hein 
Lua: ja vai sair? 
Arthur: vou na academia 
Lua: eu vou também, deixa a Nanda na casa da minha mãe enquanto eu me arrumo 
Arthur: ta [Arthur leva, logo os dois vão pra academia. Mel estava lá, Fernando também, os dois conversavam, Arthur que passava por ali ouve o nome de Lua e para pra escutar, Lua também] 
Mel: posso te fazer uma pergunta? 
Fernando: faz 
Mel: lembra aquele dia que a Lua entrou no hotel que o Arthur tava hospedado? 
Fernando: sei 
Mel: você e ela chegaram a... 
Fernando: sim uma vez só, nada demais, mas porque ta perguntando?
Mel: sabe porque? Eu ouvi uma conversa da Lua com a Sophia um ano atras de que a Lua quando tava gravida, disse que tinha ido pra cama com um cara, seja você, logo depois com o Arthur e que não sabia quem era o pai da Fernanda. [Arthur olha sério pra Lua, Arthur puxa Lua de canto] 
Arthur: que história é essa? 
Lua: ér... 
Arthur: isso é verdade Lua? 
Lua: calma, eu não tive culpa. Um dia antes de eu entrar no seu hotel eu tinha ido pra cama com ele, depois com você, dai eu engravidei, sempre achei que fosse você o pai, mas nunca tive certeza 
Arthur: a Fernanda então não é minha filha? 
Lua: é sim, mesmo se não for de sangue é de coraçao 
Arthur: você fala com uma naturalidade 
Lua: Arthur não fica bravo comigo, foi antes da gente ficar junto 
Arthur: hoje mesmo eu quero um teste de DNA
Lua: ta. Arthur, [Arthur olha pra mim. Ele olha] não fica assim 
Arthur: e tem como não ficar? Se esse cara for mesmo o pai dela ele nunca vai chegar perto da MINHA filha. [Eles fazem a aula, em seguida vão até a clinica fazer o teste] 
Fernanda: bai due papaai 
Arthur: vai não, é só uma picadinha 
Fernanda: óia u tamanhu deta aguia 
Arthur: fecha os olhos. [A enfermeira tira sangue, ela chora] 
Lua: pronto, passou. [Pega ela no colo] 
Arthur: quando sai o resultado? 
Enfermeira: hoje mesmo as seis 
Arthur: obrigado. [Eles vão pra casa Chegando em casa, Fernanda dormia no colo de Lua, Arthur tira a camisa e o sapato, só de short liga a tv e deita no sofá]  me da minha filha 
Lua: eu vou por ela na cama 
Arthur: me da ela aqui. [Lua da, Arthur deita ela em cima dele e fica alisando os cabelinhos dela Lua sobe] ninguém vai tirar você de mim, você é minha filha, minha. [Abraço. A campainha toca, Lua abre] 
Fernando: cade minha filha [Diz entrando] 
Lua: que filha o que, sai 
Arthur: que tu ta fazendo aqui? 
Fernando: vim buscar ela, ela é minha 
Arthur: ah mais ta afim de apanhar mesmo, sai da minha casa. [Os seguranças entram e pegam ele] 
Fernando: me da minha filha, Lua ela é minha. [Sai gritando] 
Lua: ta maluco 
Fernanda: papai pute ele diti qui eu sô fia deli? Eu num sô sua nau? 
Arthur: claro que é, ele é doido, volta a dormir. 

As horas se passam, Lua busca o resultado 
Lua: abre. [Ele rasga e lê] eai?
Arthur: ela...ela é minha filha, é minha filhaa Lua. [Abraço] ela é minha 
Lua: graças a Deus, ainda bem que é sua 
Arthur: Lua promete uma coisa pra mim? Nunca mais me esconde nada? 
Lua: nunca mais. [Beijo. Fernanda desce e abraça eles, eles riem, a campainha toca denovo...]  o que você ta fazendo aqui? 
Sophia: calma, eu juro que é rapido 
Mika: eai seu rosca 
Arthur: fala cara [Eles entram] 
Lua: to escutando 
Sophia: eu preciso te contar, mesmo que você não acredite em mim. Pensa um pouco vocês dois, o Arthur perdeu todo o dinheiro, quando recuperou ficou faltando 20 milhões. Depois aquelas fotos do Fernando com a Lua que o Arthur pagou 3 milhões logo em seguida assaltaram a casa de voces e levaram 30 mil mais as joias 
Lua: idai? 
Sophia: quem é que o Arthur confia tanto? A parente mais próxima? Porque eu daria droga pra você se eu adoro sua amizade? 
Lua: perai, então voce ta dizendo que todos esses acontecimentos tem uma mandante e... 
Sophia: sim, é ela.

Giovanna: New Yooork ai vou eeu, finalmente 
Fernando: tenho que adimitir, mandou muito bem 
Giovanna: eu sei que sou foda meu amor Selinho. [Os dois embarcam pra NY.] 

Arthur: não acredito nisso 
Lua: ela enganou a gente direitinho, vadia 
Arthur: como pude ser tão burro a vagabunda planejou tudo direitinho 
Lua: ai Sophia, desculpa ter te acusado daquele jeito 
Sophia: tudo bem, você não sabia 
Lua: desculpa mesmo. [Abraço] 
Arthur: desculpa também 
Sophia: claro 
Arthur: amor não era hoje o desfile da Donna? 
Lua: ai caralho é mesmo [Ela se arruma rapido e eles saem.] 
Fernanda: tade a mamai? 
Arthur: ela vai entrar agora. [Ela entra, vai até a frente da passarela, olha pro lado e sorri pra Arthur e Fernanda, ele joga beijo, ela volta e assim continua] 

Dia seguinte, Lua ainda dormia, Arthur mexendo no closet acha um caderninho, ou melhor, o "Diario de uma Arthurnatica" Ele senta, abre e começa a ler todas as histórias malucas dela por ele, do amor de fã ao amor cônjugue, ele ri sozinho lendo tudo aquilo, Lua chega 
Lua: Arthur o que você ta mexendo ai. [Ela pega dele] não era pra você leer 
Arthur: porque? Tava tudo lindo 
Lua: ah Arthur 
Arthur: ah coisa linda. [Puxa ela pro colo dele e beija o bico dela] 
Lua: amor eu experimentei meu vestido ontem ele ta tão lindo 
Arthur: mais do que você impossivel 
Lua: mais Thur eu to com medo 
Arthur: de que? 
Lua: de ficar parecendo uma baleia de gorda 
Arthur: porque ficaria? 
Lua: porque eu to atrasada dois meses e eu acho que to gravida 
Arthur: meu amor que coisa boa. [Selinhos] 
Lua: eu não posso engordar não posso 
Arthur: deixa de bobeira, existe academia pra que?
Lua: você ainda vai gostar de mim se eu ficar gorda? 
Arthur: vou gostar de você de qualquer jeito gorda, magrela, careca, cabeluda de qualquer jeito, porque eu te amo. [Beijo. Mes seguinte, era o casamento de LuAr, Lua estava de tres meses.] 
Sophia: amigaa ta linda
Lua: eu não to parecendo uma cortina? 
Mel: claro que não 
Lua: to quase uma capa de botijão de gas. [Senta na cama] 
Sophia: pode parar, vai borrar a maquiagem, você ta linda, agora vamo pra igreja 
Lua: fiiilha vem com a mamãe. [Ela vai, todos vão pra igreja.]

 [ altar ] 
Arthur: tem muita gente la fora 
Chay: i... 
Arthur: e que vai que eles derrubem ela? É perigoso 
Mika: cara os seguranças tão preparados pra isso [Lua chega, os fãs de Arthur caem pra cima, os seguranças fazem uma barreira, Lua, Fernanda e MelPhia saem do carro] 
Lua: pai me ajuda aqui. [Ela sai do carro,os paparazzis tiram varias fotos.Fernanda tirava fotos com as fãs do pai] 
Fernanda: vai minina sóta u fléxi. [Tira a foto] 
Lua: Fernanda vem pra ca 
Fernanda: deta eu i, xau pa voceis. [Elas entram na igreja, Lua entra com Leonel, quase chorando ao ver a igreja lotada. Chegando no altar...] 
Leonel: cuida da minha filha direito hein 
Arthur: pode deixar. [Pega a mão dela e beija] ta linda minha rainha. [Ela sorri, a cerimonia começa, eles trocam alianças e se beijam, todos aplaudem, LuAr fazem poses para as fotos, Arthur claro, todo bobo com o filho]

5 meses depois... Era noite de decisão no Pacaembu, final da libertadores Flamengo x Vasco. Era o penalti de desempate e Arthur iria bater. Lua, Fernanda ChaMel e SoMic estavam no camarote torcendo, Lua tinha oito meses. O juiz apita, ele da o lance e faz o gol da vitória, a torcida vai ao delirio, os jogadores do Flamengo comemoram, tiram a camisa, Arthur manda beijos e faz um coraçao pra filha e pra mulher. Depois de receberem o troféu...a torcida tinha ido embora, os jogadores estavam se trocando no vestiario. Arthur estava com Lua no meio do campo
Lua: mandou muito bem meu principe. [Selinho] 
Arthur: foi pra você 
Lua: foi nesse estadio a primeira vez que eu cheguei mais perto de você e peguei sua camisa pra mim 
Arthur: foi mesmo, é tão estranho estadio vazio 
Lua: estavam todos aqui torcendo, seus fãs, mas eles se foram já. Mesmo se um dia todos te deixarem, pra sempre vai ter sua eterna Arthurnatica, do seu lado, te amando 
Arthur: e me fazendo muito feliz, só Deus sabe o tanto que eu te amo 
Lua: também te amo, demais. [Beijo. As luzes se apagam]

                 ``até que a morte nos separe como diz lá no altar, o que Deus uniu na terra o homem nunca vai separar...`` FIM

Creditos: Viviane.
Gostaram?

Gente infelizmente a #maratona de Destinos Traçados acabou (vou te que dormir) mais gostei muito de fazer e tenho certeza que voces também gostaram disso, agora vou fazer assim.. se voces quiserem mais maratona eu faço durante o fim de semana que é melhor pra todos :)   E muito obrigada pelo comentários fiquei muito feliz e mais motivada escrever.
Sim a ideia de voces comentarem pra ter mais capitulos ta de pé ainda então continuem comentando que quinta eu posto mais. Vou dormir agora, beijos amores;*

7 comentários: