3ª Temporada - Mais que Melhores Amigos - 37º Capitulo

|

POV LUA

Hoje era mais um dia especial para o Arthur. Ele acordou tao cedo esta manha que eu até me admirei. Nem foi preciso balançar ele de um lado para o outro para lhe acordar. Ele acordou sozinho mesmo, se arrumou, se despedir de mim e foi apanhar o voo para SP. O meu voo é depois do almoço, felizmente tenho mais tempo para me preparar também.

A Juliana estava meia tristinha porque desta vez ela não ia ir para cima do palco, bom, pensava ela. Porque em todos os finais de show o Arthur pede a ela para subir e os dois cantam uma música juntos. A música é sempre “Depois da Chuva” porque é uma das preferidas da Juliana. O público se emociona muito quando vê ela, com apenas aquela idade, cantando tao bem o refrão.

Mas apenas de estar assim meia tristinha, ela ainda se conseguia entreter com os seus ratinhos, ops, hámsteres…

Juliana: poxa mamae, não chama eles de ratos, eles não são ratos, muito menos ratinhos
Lua: tá, mas são parecidas
Juliana: um parecido muito diferente digamos né?
Lua ri: já deu nome pra eles?
Juliana: estava pensando em… - ela colocou o dedinho na boquinha e fez uma cara de pensativa – Lua1 e Lua2
Lua: mas é que nem pensar! – disse seria
Juliana ri: mamae, mas eles parecem ter gostado – ela ria como uma maluquinha, segurando os dois ratinhos
Lua: não, nem pensar. Você vai ficar de castigo se colocar esses nomes
Juliana ri: pronto, pronto… eu não coloco esse nome. Mas e que tal Arthur?
Lua ri: é legal esse
Juliana: mas o papai não vai gostar, por isso não serve
Lua: ahh, quer dizer, Lua serve e Arthur não serve porque?
Juliana ri: não combina com eles
Lua: sei, sei… bom, o que você quer para o almoço? – perguntei-lhe, enquanto caminhávamos para a cozinha
Juliana: na verdade… nada!
Lua: como assim nada?
Juliana: é que eu comi o chocolate que o papai recebeu daquelas meninas no shopping, lembra?
Lua: das fãs?
Juliana: isso… eu comi tudo!
Lua: Juliana Maria Blanco de Aguiar, você mexeu nas coisas do papai sem autorização porque?
Juliana: ele também mexe nas minhas – ela se defendeu
Lua: ai ai, quando ele descobrir não vai gostar nada
Juliana: ele não vai falar nada… - ela dizia com um bico enorme e com medo também
Lua: seu castigo é comer verduras!
Juliana: não maeeee – choramingou – Eu detesto coisinhas verdes, detesto tudo o que é verde
Lua: mas de que eu me lembre você adora o Share e a Fiona
Juliana: mas eu não como eles, dahh – ela abadou a mao para mim – Ve se acorda mamae!

A pestinha foi para o sofá, ver tv e brincar com os seus ratinhos enquanto eu fiquei fazendo o almoço

(…)

Pouco mais passava das 3horas da tarde quando finalmente chegamos a SP. É muito raro eu vir até aqui porque a minha família, os meus amigos e toda a minha vida está lá no Rio. Mas SP é lindo e adoro vir cá. Em principio, vamos ficar até amanha aqui num hotel.
Fomos logo para o local onde o show  vai se decorrer. No camarim do Arthur já estavam os amigos mais próximos: Chay, Mica e as suas mulheres e namoradas respetivas, assim como os filhos. A Juliana já tinha esquecido a discussão com a Pilar e as duas já estavam novamente amiguinhas o que facilitou o momento pois assim podia estar um pouco a sos com o Arthur.
Por estranho que pareça, ele não estava nervoso, pelo contrário, estava bem relaxado. Como no camarim estava um pouco de barulho a mais, fomos até ao jardim, onde ele até acenou para alguns fãs que estavam naquelas filhas enormes esperando a hora do show e lá deu para ele respirar um pouco fundo.
Agente sentou num banquinho lá. Quero dizer, ele sentou e eu fiquei no colo dele, segurando o seu pescoço com os meus dois braços e o enchendo de beijos.

Arthur: como estava a Juliana de manha?
Lua: tristinha… ela ainda pensa que não vai entrar no palco
Arthur ri: queria lhe fazer apenas uma surpresa
Lua ri: ela vai adorar… você nem imagina o que ela inventou hoje
Arthur: o que ela inventou?
Lua: de das aos ratos o nome de Lua. Depois eu falei que não queria, então ela colocou Arthur, mas depois disse que Arthur não dava. O bom seria Lua mesmo
Arthur ri: mas aquela pequena não sabe mais o que inventar né?
Lua ri: não mesmo – nos rimos juntos – Mas e voce… preparado para arrasar em mais um show?
Arthur: preparadíssimo! – ele me beijou – A galera daqui é fod*!
Lua: olha o palavrão – dei um tapinha na boca dele, devagar claro
Arthur: hoje não dá para ficar muito com você – ele fez bico e me deu um selinho – Mas amanha como vamos estar no hotel, vai ser muito melhor – riu, daquele jeitinho assanhado
Lua ri: to desejosa viu? – beijei o seu rosto todo

(…)

O show decorria da melhor maneira. Dava mó orgulho ver o Arthur em cima do palco cantando como se não houvesse amanha. Ele falava com os fãs durante o show. Perguntava como eles estavam, se estavam com saudades e tals e eles respondiam da melhor maneira. Eles gritavam, pulavam, cantavam e choravam. Tudo ao mesmo tempo. Parecia que para eles aquele momento era melhor que ouro. Nada nem ninguém conseguia dar melhor do que aquilo que eles tinham que era ver o Arthur em cima do palco, cantando para eles.
Eu adorava o jeito que o Arthur cantava. Ele canta com alma, com coraçao… ele canta com tudo! Amo quando ele canta de olhos fechados. Dá para sentir cada palavra bem forte daquela letra linda de cada musica…
Faltavam duas musicas para o show terminar e a Juliana não ficava quieta…

Juliana: o papai hoje não me vai chamar ao palco como sempre – ela dizia tristinha
Chay: jura? – disse irónico
Mica: pow, seu pai não presta mesmo – dizia quase rindo
Pilar: ohh, não fica triste. – abraçava a menina

Mas foi nesse momento que algo lhe surpreendeu…

Arthur: bom e como em todos os shows, vocês já sabem que eu costumo chamar ao palco a coisinha mais irritante e importante da minha vida.
Publico: LUA, LUA, LUA, LUA… - gritavam
Arthur ri: ela é importante também, mas não é ela. É apenas a mini Lua, a minha Ju. Filha, cadê você?
Juliana: AHHHHHHHHHHHH – gritou – AQUI PAPAI LINDO! – gritou do camarote
Arthur ri: lindaaa, papai te ama!
Juliana ri: também  te amo – gritava mais alto ainda
Arthur ri: vem pra cá cantar com o papai, vem – ele pediu
Pulbico: ohwwww – disseram todos ao mesmo tempo

Um segurança levou ela até ao palco e quando lá chegou, correu para o colo do pai. Foi um abraço tao grande que fez todo o mundo se emocionar. Até o próprio pai se emocionou…

Arthur: vamos cantar? – ele perguntou, sorrindo, embora com uma lagrima no canto do olho
Juliana: simmmmmmm – gritou, mesmo já sabendo que tinha o microfone na frente dela

Os dois abraçados cantaram sentados na beira do palco. Meu deus, não tinha significado o que eu estava vendo. Eu chorava, a Mel chorava, a Sophia chorava… todo o mundo que estava vendo chorava. Porque o carinho que o Arthur tem pela Juliana é infinito. O amor que ambos sentem é infinito, é incondicional, é magico…

Juliana: eu pensei que você não ia deixar eu cantar – disse no final da musica, fazendo todo o mundo rir
Arthur ri: eu sei, era pra ser surpresa
Juliana ri: você é o melhor papai do mundo!
Arthur: te amo! – ele disse e os dois deram um selinho

Sexta-feira a web acaba :(

6 comentários:

  1. Ownn esse momento pai e filha foi muito lindo. Vou sentir tanta falta dessa web!!!

    ResponderExcluir
  2. Posta ++++++++++++++++++==
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  3. Aaaa que chatooooo , ñ quero que a web acabe :( Muitooo lindo essa parte Pai&Filha. Maais ?

    ResponderExcluir
  4. Que lindo pai e filha! A Lua vai ficar grávida outra vez?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que momento perfeito
      Ass:manu

      Excluir