3ª Temporada - Mais que Melhores Amigos - 7º Capitulo

|

POV LUA

 

Eu estou até agora sem palavras para descrever a noite de ontem. Foi algo especial, maravilhoso, único e muito perfeito. Ainda não consigo esquecer cada palavra e cada gesto que o Arthur fez e me disse ontem. Cada coisa que ele fez, foi exemplar. Parecia que eu estava vivendo num conto de fadas.

A conversa que tivemos ao jantar foi importante para nós, pois me ajudou a meter os pés bem assentes no chão e me ajudou a acreditar ainda mais no que eu quero para o meu futuro.

Alem que querer ficar com o Arthur para sempre, quero que nós dois consigamos acompanhar o crescimento da nossa bebé, ao mesmo tempo.

 

Para alem do jantar, não me posso esquecer de falar da noite de amor que tivemos. Logico que não vou dar detalhes, mas posso vos dizer que foi uma das melhores noites. Sei que sempre falo isso, mas é assim mesmo. Quando estamos com o amor da nossa vida, sentimos que cada momento de amor é único, perfeito e um melhor que o outro, por isso é que eu falo que foi uma das melhores noites. Noite como essa, espero que haja ainda muitas por vir.

 

Hoje pela manhã, quando abri os olhos, vi que ele dormia agarradinho a minha, de conchinha como o costume. Ele mantinha aquele cabeço todo bagunçado do mesmo estado que eu deixei essa noite. Eu bagunço sempre ele… sei lá, acho que é habito.

Quando me virei para o lado dele, comecei a beijar o seu pescoço aos poucos, fazendo ele acordar, e mesmo de olhos fechados, ele beijava o meu pescoço também, no qual deixou algumas marcas. Eu não me importava, até porque ele não ficou com muitas menos.

 

Arthur: bom dia – disse todo dengo, deixando o seu rosto sobre o meu peito, coberto pelo lençol – Tava com saudade de voce… de te ter desse jeito.

Lua: somos dois – eu abraçei ele – Obrigada por tudo!

Arthur: voce merece – ele finalmente olhos nos meus olhos – Eu te amo!

Lua: também te amo

 

Nos beijamos, iniciando assim quase uma manhã de amor, mas eu cortei, porque estava cansada ainda e ainda para mais, tinha saudade da minha Ju, que passou a noite inteira com a minha irmã Ana.

 

Lua: fala agora… estava tudo combinado?

Arthur ri: estava… a Sophia e a Ana me ajudaram em tudo. Vai falar que não gostou?

Lua: voce sabe que eu adorei… foi sem dúvida especial.

Arthur: especial como o nosso primeiro beijo?

Lua ri: exatamente... voce se lembra dele?

Arthur: logico! – confirmou – Foi no meu quarto, na casa da minha mãe…

Lua ri: momentos bons

Arthur: e inesquecíveis. – concluiu ele – Você não gostava de voltar à trás no tempo?

Lua ri: claro que gostava… gostava de voltar àqueles tempos em que agente dormia um na casa do outro.

Arthur: àqueles tempos que eu dormia na sua, e de manhã tinha de fugir bem cedo para o teu pai não me ver

Lua ri: exatamente… eram sem duvida momentos únicos. Não que agora não tenhamos esses momentos, mas agora é diferente. não somos mais os melhores amigos adolescentes. Somos os melhores amigos casados adultos

Arthur ri: parece até palavrão o que voce acabou de falar

Lua ri: porque?

Arthur: porque é tudo complexo.

 

Nós dois nos ajeitamos no sofá, quando ouvimos a campainha tocar. Era a Ana, que trazia já a Juliana. Ela vinha junto com Sophia, Mica, Pilar e Bê. Todo o mundo vai almoçar aqui em casa, nesse sábado maravilhoso.

 

Bê: madrinha, eu comprei um carrinho novo e tem comando

Lua ri: que lindo. Mostra ao padrinho, ele brinca com voce

Arthur: Ana, cadê o Lucas?

Ana: adivinha?

Arthur: trabalhando de novo?

Ana: sim… como sempre

Sophia ri: se eu fosse voce, prendia o maridinho em casa

Lua: fato! Eu não aguentava ficar assim tanto tempo… embora que às vezes eu aguento.

Arthur: voce aguenta porque me ama

Ana ri: também amo muito o meu marido, obrigada

Sophia ri: vamos começar com o churrasco?

Mica ri: nada disso. Os homens é que vao fazer hoje o almoço

Lua ri: gostei da iniciativa…

Pilar: tia Lua, sabia que o meu papai é lindo? Foi a mamae que falou hoje – ela disse com aquela voz de bebé, engraçada

Mica ri: foi? quando?

Pilar: mamae falou que o papai era especial… e que era lindo

Mica ri: linda é voce e a sua mamae – beijou a pequena

Arthur ri: e a Juliana, como se comportou?

Ana: chorou muito durante a noite. Talvez porque o leite de mae não é igual ao de caixa, para a idade dela. E também porque sentiu a sua falta

Lua: ohw meu amor – peguei ela ao colo – A mamae nunca mais te deixa desse jeito

Arthur: nunca, nunca?

Lua: veremos – sorri com um ar safado

 

Aos poucos, tudo se ia compondo e se organizando.

Eu, a Ana e a Sophia falávamos sobre os assuntos atuais de moda, sobre os nossos maridinhos e na surpresa que o Arthur preparou.

O Bê e a Pilar brincavam no jardim, enquanto o Arthur e o Mica tratavam do churrasco.

 

POV ARTHUR

 

No jardim, enquanto a carne assava, agente falava de coisas importantes tipo o nosso trabalho, mas também sobre a noite de garotos que se ia realizar hoje.

 

Arthur: mas onde nos encontramos?

Mica: na minha casa. Eu vou falar pro chay ir lá

Arthur: tá. A que horas?

Mica: às 21h. depois passamos pelo bar do costume, vamos a uma boate e fazemos o muleque esquecer um pouco a Mel. Talvez ele se anime

Arthur: mas o objetivo é ele esquecer a Mel?

Mica: não né? O objetivo é ele esquecer os problemas com a Mel… porque amar ela, ele sempre vai amar.

Arthur: fato! Ele não é mais o Chay que conhecemos. Precisamos de trazer ele à terra

Mica: nada melhor do que uma saída de garotos para isso acontecer. Ele vai ficar bem.

Arthur: esperemos.

 

(…)

 

POV LUA

 

Por volta das 20horas eu vi o Arthur se arrumar mais do que o normal. Estranhei, pois hoje agente não ia sair, pensava eu.

 

Lua: agente por acaso tem alguma coisa combinada para hoje?

Arthur: nao… quero dizer, mais ou menos.

Lua: explica!

Arthur: eu e o Mica vamos levar o Chay a sair

Lua: mas ele é algum cao para levarem ele a passear?

Arthur: não… é apenas um cara que precisa da nossa ajuda. Ele ficou abalado com o termino do namoro e por isso vamos ajudar ele a descontrair um pouco.

Lua: e ele sabe disso?

Arthur: claro que não né? Se ele soubesse onde agente ia levar ele, ele já nem queria ir

Lua: e onde vao levar ele?

Arthur: uns bares e umas boates ai… - ele falou meio baixo, para eu nem ouvir, mas eu ouvi!

Lua: vocês vao onde? – eu o encarei, com a mao na cintura

Arthur: voce ouviu…

Lua: ouvi e não gostei.

Arthur: porque não?

Lua: bares e boates são para pessoas solteiras. O Chay pode ir, voce e o Mica é que não.

Arthur ri: amor, dá pausa nesses ciúmes, tá?

Lua: não… - eu fiz bico e cruzei os braços – Todos vao babar vocês ainda para mais, vocês os três são famosos e vao estar sem as mulheres por perto. Isso é um perigo

Arthur ri: nem vai ser – ele colocou as mãos de volta da minha cintura – Confia em mim. Eu vou e volto certinho

Lua: promete?

Arthur: prometo! – ele me beijou e saiu do quarto

 

Antes de sair, ele se despediu da Juliana, coisa que eu amei ver. Depois, ele saiu prometendo de novo que se ia comportar bem. Mas eu tenho as minhas duvidas, porque homens sozinhos, numa balada, nunca dá certo.


Ei, ei, ei *-* fiquei feliz por ter Portuguesas aqui \o
Me adicionem no Facebook



Um comentário: