“Tudo por uma promessa” - 20º Capitulo

|

POV NARRADOR

Hoje, logo pela manha, sexta-feira de Abril, Arthur acordou cedo de mais e com muita preguiça. Voltou para um lado, voltou para o outro e concluiu que não conseguia dormir.
Pegou o seu celular, actualizou o seu twitter e tentou dormir de novo: nada!
Olhou o relogio e viu que eram 10horas da manha, então, pos a mao de volta da cintura da Lua, cruzando a sua perna na dela, e por fim beijando o seu pescoço.
Lua acordou com as brincadeirinhas bobas do seu namorado e não teve como reclamar, pois sentir aquilo era muito bom.
Sorriu, abraçou ele e assim se beijaram.

Lua: bom dia – falou com a voz rouca ainda
Arthur: bom dia – passou a mao no rosto dela – o que vamos fazer hoje?
Lua: que tal… ficar aqui na cama para sempre? – brincou
Arthur ri: voce é daquelas que já acorda cansada?
Lua ri: não, nem sou… pelo contrario. Amo fazer desporto – disse levantando da cama
Arthur: ahh, serio? – reclamou – vem pra cá, vamos namorar um pouco – pediu
Lua ri: que foi? Acordou assim por que?
Arthur: descobri que não vivo sem voce – levantou ele apenas de cueca boxer preta, sem provocante (Arthurnáticas piram)
Lua ri: nossa, que cantada
Arthur: não é cantada nenhuma – disse pegando Lua pela cintura e beijando de novo o pescoço dela.

No quarto de hospedes, Matilde já estava acordada, e bem acordada, pois sempre levantou cedo, era habitual.
Mas ela permaneceu no quarto, trocando sms’s com o Thiago, mas parou para ouviu umas risadas no quarto ao lado…
Ela ouvia as gargalhadas da Lua, juntas com as do Arthur, e alguns gritos risonhos como “pára Arthur” ou “fica quieto”

Matilde: mas tu quer ver que eles tao… - ela nem falou o resto, chocada com o que ouvia

Tratou logo de ligar ao Thiago e contar tudo o que estava acontecendo. Matilde tem a mera sensação que todo aquele amor é verdadeiro e que não é farsa nenhuma. Passou para Thiago a palavra dela, mas ele não acredita e a chama de “idiota”.

(…)

Apos o banho, os beijos e pegadas na banheira, Lua e Arthur saíram do quarto, arrumados, ainda se abraçando e beijando, enquanto desciam até à cozinha, preparar o café da manha. Entraram lá se beijando, mas pararam quando ouviram a tosse falsa da Matilde…

Matilde: rhum rhum – fingiu
Arthur ri: na boa, desculpa de novo – disse largando a Lua
Lua ri: oi Matilde, bom dia
Matilde: bom dia pombinhos – sorriu falsa – bom, o carteiro entregou umas cartas, eu não sei do que se trata, mas tem o seu nome Lua
Lua: onde estão as cartas?
Matilde: eu deixei lá na sala
Lua: obrigada
Arthur: amor, eu preparo o seu café da manha, ok?
Lua: sim Arthur, obrigada

Lua saiu da cozinha, indo em direção às cartas. Eram umas 5 cartas no mínimo. Ela foi vendo os assuntos: luz para pagar, agua para pagar, até que chegou a uma carta do tribunal, selada pelo advogado da Lua.
A loirinha ficou nervosa ao ver tal coisa e tratou logo de abrir a carta. Começou a ler aquelas letrinhas pretas pequenas, bem concentrada para por perceber do que se tratava, mas foi interrompida por Arthur, bem a beijou novamente. Ele parecia ter uma tara pelo rosto e pelo pescoço de Lua, pois sempre o beijava à toda a hora.

Lua: pára Arthur, agora não – afastou ele
Arthur: de que se trata? – falou, pondo a bandeja com o café da manha na mesa da sala
Lua: é do tribunal
Arthur: e o que diz?
Lua: resumindo… eles dizem aqui que o prazo para apresentar as coisas necessárias pra eu receber a herança da minha avó, está terminado. Ou seja, eles querem uma prova de que eu to vivendo com voce, outra prova de que vamos casar e… - ela respirou fundo – outra prova de que eu esteja gravida

Enquanto Lua explicava tudo para Arthur, Matilde ficou na porta da cozinha escutando tudo com muita atenção.

Arthur: bom, as primeiras duas coisas, são fáceis… o pior é a gravidez mesmo.
Lua: é… - engoliu seco – eu não sei se estou preparada – ela ficou pouco à vontade
Arthur: preparada pra ficar comigo? Lua, agente já…
Lua interrompe: eu sei, é impossível esquecer isso – ela sorriu, segurando a mao dele – so não sei se estou preparada para ser mae. Acho cedo. Só tenho 19 anos e…
Arthur: mas eu vou estar aqui e prometo que te vou fazer muito feliz.
Lua: mas eu tenho medo que aconteça alguma coisa e que agente brigue e voce sei lá, canse de mim…
Arthur ri: cansar de voce? Amor, já disse que não vivo sem voce – abraçou ela
Lua: amo quando voce diz isso – ela sorriu e abraçou ele, deitando a cabeça no seu ombro
Arthur: e eu amo voce… - disse deixando as coisas acontecerem

Arthur assim que se apercebeu do que disse, ficou sem jeito, ele não disse porque queria, mas sim porque foi como se aquela palavras quisesse sair; como se ele necessita-se dizer aquilo, pois era o que realmente sentia.
Lua ouviu a palavra, levantou a cabeça do ombro dele e sorriu para Arthur, que ainda continuava sem jeito.

Lua: voce o que? – ela sorriu, emocionada
Arthur: eu… eu… - ele ficou atrapalhado – voce precisa de comer, é isso – ele disse pegando a bandeja
Lua: tá… - ela ficou sorrindo, mordendo o lábio

Matilde ficou atrapalhada com toda essa situação.
Ela agora estava confusa, quanto aos pensamentos que tinha de manha. Subiu para o quarto, sem dar a perceber, passando pela sala bem devagar, e subiu para o quarto, fechando a porta. Pegou no celular e ligou de novo ao Thiago.

LIGAÇAO ON

Thiago: Matilde, eu não tenho a sua vida para andar sempre falando com voce pelo celular – disse irritado
Matilde: fica quieta que eu tenho novidades
Thiago: que novidades?
Matilde: eu ouvi uma conversa que nos rendeu de muito.
Thiago: que conversa?
Matilde: chegou uma carta do tribunal, falando que queria provas de como eles tao vivendo juntos, que vao casar e que ela está gravida
Thiago: como assim? Ela tá gravida?
Matilde: eu acho que não… mas está prestes
Thiago: o que? Isso é serio? como é que aquela put* tem a coragem de transar com um cara que mal conhece? Pra quem se fazia de santinha, tá saindo numa pir…
Matilde interrompe: tá, já sabemos disso. Eles já… voce sabe!
Thiago: eles já transaram? – falou alto
Matilde: sim, pelo que percebi, já. Eu esta manha pensava que nada disso era farsa, mas agora fiquei com duvidas
Thiago: porque?
Matilde: o Arthur falou hoje a primeira vez “te amo” para ela
Thiago: humm…
Matilde: pensa comigo, isso é feito bebe. Eles tao se conhecendo ainda…
Thiago ri: eu sabia! – deu a risada do mal – vem ter comigo agora, precisamos de contar isso tudo ao meu advogado
Matilde ri: é para já!

Matilde saiu de casa, com a desculpa de que tinha de se encontrar com umas amigas. Lua e Arthur nem se importaram e continuaram na sala. Ficaram assistindo um serie de ação que Arthur amava ver. Lua ficou no tédio, então foi arrumar a cozinha. Assim que terminou, foi de novo para a sala e arthur ainda estava vendo a serie. Então, ela sentou no colo dele, pondo os braços cruzados de volta ao pescoço dele e depois encostou o seu rosto ao dele. Arthur nem se mexeu, então Lua tentou tirar a atenção dele, daquela serie chata.

Lua: a Matilde nem tem incomodado agente, né?
Arthur: é… - disse focado na serie
Lua: só espero que ela continue assim, mas que saia logo daqui. To meia farta de te-lá aqui em casa. Parece que não podemos ter privacidade
Arthur: é…
Lua: Arthur… - deu um selinho nele – por favor, vamos fazer alguma coisa – deu outro selinho
Arthur: deixa so eu ver isso aqui… - disse dando atenção à tv
Lua: aff…

Lua levantou do colo dele, pegou o controle, se afastou uns 4 ou 5 passos do sofá e desligou a tv.

Arthur: naooooooooo – ele levantou – como isso desligou? Cade o controle? – ele olhou para Lua, que sorria se fazendo de anjo – Não, voce não teve coragem – ele riu, mas tentando parece bravo – Lua, me dá isso, me dá agora! – ele correu atras dela
Lua ri: nem pensar – ela correu à volta do sofá

Os dois pareciam duas criancinhas, feitas tolinhas, correndo de um lado para o outro. Lua acabou tropesando no sofá, caindo no chao e Arthur logo socorreu ela. Mas ela so conseguia rir. Arthur ria também, mas aproveitou a situação e tirou o controla das mãos dela.

Arthur: vem, levanta – ele puxou ela e logo depois ligou a tv – Ahh não acredito Lua, voce me fez perder o final da serie… acabou!
Lua ri: bem feita, me dá atenção agora? – fez bico
Arthur: voce vai pagar agora

Arthur pegou ela ao colo, beijou o seu pescoço de novo… ela so conseguia rir, e segurou o pescoço de Arthur, para não cair pelas escadas, pois Arthur levou ela para o quarto de novo.
Agora não víamos mais aquele doce e suave beijo, apenas muita loucura e uma continuação de amor. Eles Ficaram se beijando como dois loucos, parecia que o mundo ia acabar e por isso eles tinham de aproveitar todos os segundos juntos.
Lua dessa vez tomou a iniciativa e começou por tirar a blusa de Arthur, deixando ele com um sorriso bobo no rosto, impressionado pela ação da menina. Depois continuaram os beijos e assim num instante arrancaram as roupas que os impediam de… se amar…

Mais tarde tem mais um capitulo ;)

5 comentários:

  1. Posta outro de tubo por uma promessa ta muito bom!Parabens!

    ResponderExcluir
  2. Tudo de boom , enquanto a Matilde quero que ela vá emboraaa. Posta maais ?

    ResponderExcluir
  3. Posta +++++++++++++++++++++++
    Faz a Matilde ir emboraa !!

    ResponderExcluir