8 Segundos - CAP. 44 | Último Capítulo

|


8 Segundos


Capítulo 44: 


Pov. Lua
— Está preparada? — Não. Não estava. Essa foi a resposta que tive vontade de dar ao meu pai.
— Claro. — Sorri, nervosamente. Nunca tive dúvidas de que Arthur era o meu sonho mais lindo. E casar com ele seria a realização de algo que nunca achei ser possível, mas que naqueles últimos meses eu havia passado a desejar com todo o coração. Mas o medo do desconhecido e a insegurança de como seria a vida de casada me deixavam assustada. 
Senti uma mão pousar sobre a minha. Meu pai entrelaçava seus dedos aos meus, me passando confiança e coragem.

— Obrigada, pai.
— Sei que foi um pouco tarde, mas gostaria que me perdoasse por todos os anos em que não dediquei a você o amor que merecia. Meu conforto é saber que Arthur será o melhor pai que meus netos poderiam ter.
Fiquei extremamente emocionada pelas palavras daquele que me deu a vida. Joguei os braços em seu pescoço e fiz de tudo para não chorar, mas era impossível depois de ouvir suas palavras carinhosas e de tudo que passamos e aprendemos — descobrimos juntos o que significava uma relação de pai e filha.
— Vamos lá, senão seu caubói vem te buscar no laço. — brincou, e eu sorri com sua espontaneidade. Meu pai me ajudou a descer da charrete, que, por sinal, estava linda. Olhei para o toldo que abrigava a capela improvisada que seria palco do meu casamento. Atrás do altar eu via a imensidão de girassóis voltada para nós. Era fim de tarde, e o pôr do sol da fazenda não podia estar mais lindo. Em minhas mãos, três pequenos girassóis serviam como buquê. Segurei o braço do meu pai e, assim que dei o primeiro passo no caminho até o altar, avistei Arthur segurando um violão e tentei imaginar o que estaria aprontando. A surpresa logo se transformou em emoção quando ele cantou as primeiras palavras:
Eu te dei 
O ouro do sol 
A prata da lua 
Te dei as estrelas 
Pra desenhar o teu céu.

Não acreditava que Arthur estava cantando. O desgraçado havia escondido isso de mim. Olhei para Melanie ao seu lado e ela deu de ombros, também emocionada com tudo. Esperava outra música, havia escolhido a tradicional marcha nupcial, mas Arthur me surpreendeu.
Na linha do tempo 
O destino escreveu 
Com letras douradas 
Você e eu.

Sua voz saía controlada, mas eu percebia que de vez quando falhava em algumas palavras. O silêncio era absoluto, e somente a voz de Arthur e os acordes do violão chegavam aos meus ouvidos, fazendo meu coração palpitar.
Há quanto tempo eu esperava 
Encontrar alguém assim 
Que se encaixasse bem nos planos 
Que um dia fiz pra mim

Já estava a poucos passos dele, e a minha vontade era de me soltar do meu pai e correr até os seus braços, mas me controlei. Parei em sua frente e ele continuou tocando e me encarou enquanto cantava.
Você e eu 
Vou dizer
Que nessas frases tem um pouco de nós dois 
E não deixamos o agora pra depois 
Quando te vejo eu me sinto tão completo 
Por onde eu vou...
E nesses traços vou tentando descrever 
Que mil palavras é tão pouco pra dizer 
Que um sentimento muda tudo 
Muda o mundo 
Isso é o amor.  

Enquanto o meu pai beijava minha testa, me desejando sorte e felicidade, os versos da música ainda soavam em meu ouvido. Meu pai se afastou e eu olhei para o Arthur. Não consegui segurar o choro e agradeci por estar usando uma maquiagem à prova d’água. Arthur se aproximou de mim, e a última estrofe foi praticamente sussurrada.
Que sentimento muda tudo 
Muda o mundo 
Isso é o amor.

— Amo você — ele disse ao terminar a última frase.
— Para sempre.
***
Fizemos os votos na presença de Deus e dos nossos amigos. Foi uma cerimônia linda, e nem em todos os meus sonhos eu imaginaria algo tão perfeito.
— Não tive tempo de dizer, minha Potranca, mas você está linda. — Ele me abraçou e beijou minha boca com ternura. Olhei para o meu vestido e, apesar do espanto inicial, eu já estava adaptada a tudo o que tinha vindo de brinde com o Arthur. Como toda noiva, casei de branco. A diferença era que meu vestido rodado era curto na frente e deixava à mostra as botas que eu usava. Sim, casei de botas e com uma trança lateral no cabelo, enfeitada com uma pequena flor. Nunca havia me sentido tão bem-vestida em toda a vida. Nenhum Dior ou Valentino se compararia à emoção de usar um vestido de noiva com botas estilo caubói.
— Parabéns, estou orgulhoso de vocês. — Eu e Arthur recebemos os cumprimentos do meu pai na entrada da sede, onde estávamos para cumprimentar todos os nossos amigos, um por um.
— Obrigada, papai. — Ele me envolveu em um abraço carinhoso.
— Vou fazê-la feliz, Roberto. Pode confiar em mim. — Arthur também o abraçou.
— Eu sei que vai, Ranger. Nunca tive tanta certeza de alguma coisa como tenho do amor de vocês dois. Esse é meu presente de casamento. — Depois disso, entregou uma pasta na minha mão e outra na do Arthur.
— Mas é a escritura da Girassol — meu já então marido disse, perplexo. — Eu não posso aceitar. — Tentou devolver a pasta, mas meu pai recuou, enquanto eu estava muda diante das folhas que tinha em minhas mãos.
Centro de Reabilitação Girassol 
— Mas como você sabia? — Levei a mão à boca tentando abafar o choro que nascia daquele gesto.
— Você deixou a pasta da faculdade na minha casa, e sem querer eu a derrubei. Enquanto juntava os papéis, eu não consegui não ler. E não podia ficar calado diante de tanta generosidade. O projeto está pronto, basta você se formar e montar a equipe — explicou. 
Eu me joguei nos braços do meu pai e ele me sustentou no ar. Emocionada, feliz e completamente extasiada com todas as bênçãos que tinha recebido, eu não conseguia me conter. Chorava e sorria ao mesmo tempo, enquanto Arthur me olhava perplexo, sem entender nada. Meu pai se afastou e nos deixou a sós.

— O que é isso? — Arthur perguntou, curioso.
— Há alguns meses, eu fiquei imaginando como seria nossa vida de casados. E essa era uma das minhas principais preocupações. Não era justo fazer com que você abandonasse a fazenda e o interior para morar comigo na capital só para eu ter minha própria clínica.
— Meu amor, eu já te disse...
— Deixa eu terminar. — pedi, e ele se calou. — Montei um rascunho de um projeto de um haras de reabilitação. Visitei um local assim no início da faculdade e fiquei impressionada em como os cavalos podem ser úteis na reabilitação de crianças, adolescentes e adultos com síndrome de Down. Pensei que no futuro poderíamos trabalhar juntos para ter um lugar assim e tornar mais esse sonho realidade. E esse foi o presente de casamento do meu pai: o projeto está pronto e já temos o dinheiro para iniciá-lo. — Arthur me fitou com um brilho diferente nos olhos. Segurou meu rosto entre as mãos e beijou cada canto da minha face. Nem um lugar sequer ficou sem receber o carinho dos seus lábios.
— Você tem ideia do orgulho que sinto de você? Vou te amar eternamente. — Deixou meu rosto somente para beijar meus lábios. Se existe felicidade plena, eu a vivi naquele exato momento.

N/A: Eles casaram!!! \o/ 
Eu achei lindo e super fofo *-* Arthur cantou música pra Lua. Eles se tornaram proprietários da Fazenda Girassol e a Lua ainda vai conseguir realizar seu sonho <3 Quem ai gostou dessas surpresas?? Garanto pra vocês que ainda não acabou... 
TEM O EPÍLOGO QUE EU VOU POSTAR AMANHÃ, E TENHO CERTEZA QUE VOCÊS VÃO AMAR!!!


COMENTEM!!!

14 comentários:

  1. Aí Meu Coração,q Perfeito o Arthur cantando pra Lua enquanto ela entrava,Perfeito de Mais,aí Anciosa para o epílogo,a Dona Brenda adora deixa nós curiosas como sempre 😍😍😍😍

    ResponderExcluir
  2. ESTOU SEM PALAVRAS, EU AMEI DEMAIS ESSA WEB E FOI LINDO ESSE FINAL

    Bia

    ResponderExcluir
  3. Que coisa L I N D A! Brenda, que capítulo maravilhoso! Que história linda, mds! Eu chorei no fim do capítulo com o projeto da Lua. Detesto os fins e mal chega o epílogo eu ja to na bad, nao sei lidar com isso. Ja tem uma nova fic pra gente? Isso da uma consolada :') Maria Julia

    ResponderExcluir
  4. QUE LINDOS!!! Fiquei imaginando a voz do Arthur nessa música!! Lindo o projeto que a Lua montou, tomara que ela consiga realizá-lo e assim não vai fazer o Arthur sair da fazenda ( que agora eles são proprietários!).
    Já quero o epílogo *--*
    Helena

    ResponderExcluir
  5. Aí que lindossssss amei as surpresas já To com coração apertado pelo fim dessa web

    ResponderExcluir
  6. Aí meu deus acabou :( agora só tem o epílogo. Eles casaraaam que lindo o thur cantando. Já quero uma web nova pfr *-*.
    Fany

    ResponderExcluir
  7. Ai já tava morrendo aqui, pensei que fosse só isso to ansiosa demais! Posta mais

    Gabriella

    ResponderExcluir
  8. Mt lindos! Final lindo, tudo lindo! Não quero que acabe!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns!! Super adorei, ♥♥ Tudo muito lindo, o Arthur cantando e os projetos da Lua, que fofa, realmente ela mudou muito desde o começo da história.

    ResponderExcluir
  10. Aii meu Deus 😭😭😭😭😭 SEM PALAVRAS 😭😭😭😭👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  11. Own que capitulo cute 😍,pena que foi o último😢.

    ResponderExcluir