Belo Casamento - CAP. 21 e 22

|


Belo Casamento


Capítulo 21: Aniversário


Lua
A água borbulhava na minha pele, misturando-se com o protetor solar e aumentando a textura da minha barriga bronzeada. O sol nos castigava, e a todos os outros na praia, fazendo a dança do calor em ondas acima da areia entre as manchas de toalhas de praia coloridas.
“Senhora.”, disse o garçom, inclinando-se com duas bebidas. O suor escorria por sua pele escura, mas ele estava sorrindo. “Cobrança para o quarto?”
“Sim, obrigada.”, eu disse, pegando minha margarita frozen de morango e assinando a conta.
Melanie pegou a dela e agitou o gelo com seu minúsculo canudo. “Isso. é. Céu”.
Todos nós merecíamos um pouco do Céu para se recuperar do ano passado. Depois de assistir a dezenas de funerais, e ajudar Arthur a lidar com sua culpa, nós demos conta de mais perguntas dos investigadores. Os alunos que estavam na luta mantiveram o nome de Arthur fora dela quando falaram com as autoridades, mas os boatos espalharam-se, e levou muito tempo para a prisão de Adam ser o suficiente para as famílias. Foi preciso muita persuasão para Arthur não se entregar. A única coisa que pareceu segurá-lo foi minha mendicância para ele não me deixar sozinha, e saber que Trent seria acusado por uma investigação enganosa. Os primeiros seis meses do nosso casamento estiveram longe do fácil, e passamos muitas longas noites discutindo sobre o que era a coisa certa a fazer. Talvez tenha sido errado eu poupar Arthur da prisão, mas eu não me importava. Eu não acreditava que ele fosse mais culpado do que qualquer um que escolheu estar naquele porão naquela noite. Eu nunca me arrependeria da minha decisão, assim como eu nunca iria me arrepender de olhar diretamente nos olhos do detetive e mentir pra caramba para salvar meu marido.
“Sim.” eu disse, olhando a água subir até a areia e depois recuar. “Temos que agradecer ao Arthur. Ele esteve no ginásio com tantos clientes quanto ele poderia ajustar em torno de suas aulas, seis dias por semana, das cinco da manhã até dez horas da noite. Isso tudo foi ele. Com certeza não foi o meu dinheiro de tutoria que nos trouxe até aqui.”
"Agradecer a ele? Quando ele me prometeu um casamento de verdade, eu não sabia que ele queria dizer um ano depois!”
“Melanie”, eu repreendi, virando para ela. “Poderia ser mais mimada? Estamos na praia, bebendo margaritas frozen em St. Thomas”.
“Eu acho que isso me deu algum tempo para planejar sua festa de despedida de solteira e sua renovação de votos.”, disse ela, tomando um gole.
Eu sorri, virando para ela. “Obrigada. Eu quero dizer isso. E esta é a melhor festa de despedida na história das festas de despedida”.
Harmony se aproximou e sentou-se na espreguiçadeira do meu outro lado, seu curto cabelo de fada castanho brilhava ao sol. Ela sacudiu a água salgada fora dele, fazendo dele uma pluma.
“A água está tão quente!” Disse ela, empurrando para cima os óculos de sol de tamanho grande. “Há um cara ali ensinando as crianças como praticar windsurf. Ele é estupidamente quente.”
“Talvez você possa convencê-lo a ser o nosso stripper mais tarde?” Disse Melanie, inexpressiva.
Kara franziu o cenho. “Melanie, não. Arthur ficaria furioso. Lua não é realmente uma solteira, lembra?”
Melanie deu de ombros, deixando seus olhos se fecharem por atrás de seus óculos de sol. Embora Kara e eu tivéssemos nos aproximado mais desde que me mudei, ela e Melanie ainda não estavam no melhor dos termos. Provavelmente porque ambas diziam exatamente o que elas pensavam.
“Vamos por a culpa em Harmony.” disse Melanie. “Arthur não pode ficar bravo com ela. Ele estará para sempre em débito com ela por deixá-lo entrar no Morgan Hall naquela noite que vocês brigaram.”
“Não significa que eu quero estar do lado errado de um Aguiar em fúria.” disse Harmony, estremecendo.
Eu zombei. “Você sabe que ele não tem atacado em um longo tempo. Ele tem tido controle sobre a sua raiva agora.”
Harmony e eu tínhamos compartilhado duas classes naquele semestre, e quando eu a convidei para o apartamento para estudar, Arthur a reconheceu como a garota que tinha permitido a entrada dele em nosso dormitório. Como Arthur, o irmão dela também era um membro da fraternidade Sigma Tau, então ela era uma das poucas meninas bonitas no campus com quem Arthur não tinha dormido.
“Arthur e Chay estarão aqui amanhã à tarde.” disse Melanie. “Nós temos que ter a nossa festa hoje à noite. Você não acha que Arthur está sentado em casa sem fazer nada, acha? Nós vamos sair e vamos ter um maldito bom momento, quer você goste ou não.”
“Está bem.” eu disse. “Apenas sem strippers. E não muito tarde. Esse casamento vai realmente ter um público. Eu não quero parecer de ressaca.”
Harmony levantou a bandeira ao lado de sua cadeira, e quase imediatamente um garçom se aproximou.
“Como posso ajudá-la, senhorita?”
“Uma piña colada, por favor?”
“É claro.”, disse ele, recuando.
“Este lugar é impressionante.”, disse Melanie.
“E você pergunta por que nós levamos um ano para economizar para isso.”
“Você está certa. Eu não deveria ter dito nada. Arthur quer que você tenha o melhor. Eu entendo. E foi bom mamãe e papai pagarem minha passagem. Eu com certeza não teria sido capaz de vir de outra forma. ”
Eu dei uma risada.
“Você me prometeu que eu poderia ser uma dama de honra e fazer tudo o que me fez perder o ano passado. Eu vejo como um presente de casamento e de aniversário para você, e um presente de aniversário para mim, tudo em um. Se você me perguntar, saiu barato.”
“Ainda é muito.”
“Lua, eles te amam como uma filha. Papai está muito animado por levar você até o altar. Deixe-os fazer isso sem arruinar o espírito da coisa.” Melanie disse.
Eu sorri. Mark e Pam me tratavam como família. Depois que meu pai me colocou em uma situação perigosa no ano passado, Mark decidiu que eu precisava de um novo pai – e nomeou a si mesmo. Se eu precisasse de ajuda com aulas ou livros ou um novo aspirador, Mark e Pam apareciam na minha porta. Ajudar-me também lhes deu uma desculpa para visitar a Melanie e eu, e era óbvio que foram eles que mais gostaram. Agora, eu não só tinha o indisciplinado clã Aguiar como família, como eu também tinha Mark e Pam. Eu tinha ido de pertencer a ninguém, para fazer parte de duas famílias maravilhosas que eram incrivelmente importantes para mim. No início, isso me fez sentir ansiosa. Eu nunca tive muito a perder antes. Mas com o tempo, percebi que a minha nova família não ia a lugar nenhum, e eu aprendi como tanta coisa boa poderia vir de um infortúnio.
“Desculpe. Vou tentar apenas aceitar isso graciosamente.”
“Obrigada.”
“Obrigada!” Harmony disse, pegando sua bebida da bandeja. Ela assinou a conta e começou a beber o coquetel de frutas. “Estou muito animada por estar indo para este presente!”
“Eu também.” disse Melanie, olhando na minha direção. Ela mal tinha me perdoado por se casar sem ela. E, honestamente, eu esperava que ela nunca tentasse aplicar esse golpe em mim. Mas o casamento ainda estava muito longe para ela. Ela e Chay estavam indo conseguir o seu próprio apartamento, mas ambos decidiram que como eles estavam sempre em torno um do outro, a Melanie ficaria em Morgan, e Chay se mudaria para Helms, o dormitório masculino. Mark e Pam eram os mais felizes com este arranjo. Eles amavam Chay, mas estavam preocupados que o estresse do mundo real de contas e empregos afetaria o foco de Chay e de Melanie na escola. Melanie estava lutando com as dificuldades, até mesmo nos dormitórios.
“Eu só espero que tudo aconteça sem percalços. Odeio a ideia de ficar na frente de todas aquelas pessoas olhando para nós.”
Melanie expirou uma risada. “Elvis não foi convidado, mas eu tenho certeza que ainda assim vai ser bonito.”
“Eu ainda não consigo acreditar que Elvis foi ao seu casamento.” disse Harmony, rindo.
“Não o morto”, Kara brincou.
“Ele não foi convidado, desta vez.” eu disse, observando as crianças tendo aulas de windsurf comemorarem por por surfar por conta própria.
“Como é que foi? Casar em Las Vegas”, perguntou Harmony.
“Foi…” Eu disse, pensando no momento em que nós partimos, quase exatamente um ano antes. “Tenso e assustador. Eu estava preocupada. Eu chorava. Foi praticamente perfeito.”
A expressão de Harmony foi uma combinação de repulsa e surpresa. “Soa como isso.”

Capítulo 22: Aniversário


Arthur

“Foda-se!” eu disse, mal-humorado.
“Oh, vamos lá!”, Disse Chay, tremendo de tanto rir. “Você costumava dizer que eu era o único dominado.”
“Foda-se novamente.”
Chay desligou a ignição. Ele havia estacionado o Charger do outro lado do estacionamento do Cherry Papa’s. Casa das mais gordas e sujas strippers na cidade.
“Não é como você estivesse levando uma delas para casa.”
“Eu prometi a Beija-Flor. Sem strippers.”
“Eu prometi-lhe uma despedida de solteiro.”
“Cara, vamos simplesmente para casa. Estou cheio, cansado, e nós temos um avião para pegar de manhã”.
Chay franziu o cenho.
“As meninas estiveram deitadas em uma praia em St. Thomas todo o dia, e agora elas estão provavelmente festejando em um clube.”
Eu balancei minha cabeça.
“Nós não vamos para os clubes sem o outro. Ela não faria isso.”
“Ela faria se a Melanie tivesse planejado.”
Eu balancei minha cabeça novamente.
“Não, ela não faria porra. Eu não estou indo para um clube de strip. Ou escolhe outra coisa, ou me leva para casa.”
Chay suspirou e apertou os olhos. “E quanto a isso?”
Eu segui sua linha de visão até o bloco seguinte. “Um hotel? Chay, eu te amo, cara, mas isso não é uma despedida de solteiro real. Eu sou casado. E mesmo se eu não fosse, eu ainda não teria relações sexuais com você.”
Chay balançou a cabeça. “Há um bar ali. Não é um clube. É permitido em sua longa lista de regras de casamento?”
Eu fiz uma careta. “Eu só respeito a minha esposa. E sim, idiota, nós podemos ir lá.”
“Incrível.” disse ele, esfregando as mãos.
Atravessamos a rua e Chay abriu a porta. Era escuro como breu.
“Uh…” Eu comecei.
De repente, as luzes acenderam. Os gêmeos, Taylor e Tyler, jogaram confete na minha cara, a música começou a soar, e então eu vi a pior coisa que eu já vi na minha vida: Trenton em uma tanga masculina, o corpo coberto com cerca de dez quilos de glitter. Ele tinha sobre a cabeça uma barata peruca amarela, e Cami estava morrendo de rir, aplaudindo-o. Chay me empurrou o resto do caminho. Meu pai estava de um lado da sala, ao lado de Thomas. Ambos estavam balançando a cabeça. Meu tio Jack estava do outro lado do Thomas, e então o resto da sala estava cheio de irmãos Sigma Tau e jogadores de futebol.
“Eu disse sem strippers.” eu disse, olhando pasmo como Trenton dançava Britney Spears ao redor da sala.
Chay caiu na gargalhada. “Eu sei, meu irmão, mas parece que a mudança de sexo aconteceu antes de chegarmos aqui.”
Era um acidente de trem. Meu rosto torceu com nojo enquanto eu observava Trenton bater e moer o seu caminho através da sala – mesmo que eu não quisesse. Todos na sala o aplaudiram. Recortes de papelão com seios foram pendurados no teto, e havia até um bolo de consolação em uma mesa ao lado de meu pai. Eu tinha estado em várias despedidas de solteiro antes, e esta tinha que ganhar algum tipo de prêmio aberração.
“Hey”, disse Trenton, ofegante e suado. Ele puxou algumas mechas amarelas do cabelo falso do rosto.
“Você perdeu uma aposta?”, Perguntei.
“Para falar a verdade, eu perdi.”
Taylor e Tyler estavam do outro lado da sala, batendo os joelhos e rindo tanto que mal podiam respirar.
Dei um tapa na bunda de Trenton. “Você está quente, mano.”
“Obrigado.” disse ele. A música começou e ele balançou os quadris para mim. Eu o empurrei, e, sem desanimar, ele dançou por toda a sala para entreter a multidão.
Olhei para Chay. “Eu não posso esperar para ver você explicar isso para Lua.”
Ele sorriu. “Ela é sua esposa. Você faz isso.”
Pelas próximas quatro horas, nós bebemos e conversamos, e assistimos Trenton fazer de si mesmo um completo idiota. Meu pai, como esperado, parou cedo. Ele, junto com meus outros irmãos, teriam que pegar um avião. Estávamos todos voando para St. Thomas na parte da manhã para a renovação de meus votos.
No último ano, Lua fez tutoria, e eu fiz algum personal training no ginásio local. Nós tínhamos conseguido economizar um pouco depois de custos escolares, aluguel e o pagamento do carro, para voar para St. Thomas e ficar alguns dias em um bom hotel. Tínhamos muitas coisas para onde o dinheiro poderia ter ido, mas a Melanie continuou falando sobre isso e não nos deixou esquecer a ideia. Então, quando os pais da Melanie nos presentearam com o presente de casamento / presente de aniversário da Melanie / presente de aniversário de casamento, tentamos dizer não, mas a Melanie foi insistente.
"Muito bem, rapazes. Eu estarei machucado na parte da manhã, se eu não encerrar a noite.”
Todo mundo gemeu e me insultou com palavras como dominado e buceta, mas a verdade é que eles estavam acostumados com o novo, mais manso Arthur Aguiar. Eu não tinha colocado o meu punho no rosto de alguém em quase um ano. Eu bocejei, e Chay me deu um soco no ombro.
“Vamos.”
Nós dirigimos em silêncio. Eu não tinha certeza no que Chay estava pensando, mas, porra, eu não podia esperar para ver minha esposa. Ela havia partido no dia anterior, e essa foi a primeira vez que nos separamos desde que casamos.
Chay puxou até o apartamento e desligou o carro. “Serviço Porta da frente, perdedor.”
“Admita. Você sente falta disso.”
“O apartamento? Sim, um pouco. Mas eu sinto mais falta de você lutando e nos fazendo toneladas de merda de dinheiro.”
"Sim. Eu sinto às vezes, também. Vejo você pela manhã”.
“Apanho você de volta aqui às seis e meia.”
“Até mais tarde”.
Chay foi embora enquanto eu lentamente subia os degraus, procurando a chave do apartamento. Eu odiava voltar para casa quando Lua não estava aqui. Não havia nada pior depois que nos conhecemos, e foi a mesma coisa agora. Talvez ainda pior porque nem mesmo Chay e Melanie estavam lá para me irritar.
Eu pressionei a chave e abri a porta, trancando-a atrás de mim e atirando minha carteira sobre a mesinha de café da manhã. Eu já tinha levado Toto para o hotel de animal de estimação para ser embarcado enquanto estávamos fora. Estava tranquilo pra caralho. Eu suspirei. O apartamento tinha mudado muito no último ano. Os posters e barras tinham saído, e fotos nossas e pinturas foram colocadas no lugar. Ele não era mais um apartamento de solteiro, mas foi uma boa troca.

Fui para o meu quarto, tirei minha cueca boxer Calvin Klein, e subi na cama, me enterrando sob o edredom floral azul e verde – outra coisa que nunca seria vista no interior deste apartamento se Lua não tivesse uma mão nisso. Eu puxei o travesseiro e descansei minha cabeça sobre ele. Cheirava a ela. O relógio marcava 02h00. Eu estaria com ela em doze horas, surfar por conta própria.

N/A: Lua e Arthur vão renovar os votos de casamento, que fofo *-* Wow! Se passou um ano já... 
Vamos colaborar nos comentários, meninas. A fic só tem mais quatro capítulos. 


COMENTEM!!!

8 comentários:

  1. Que fofos *--* vão renovar os votos!! Ainda bem que nada de ruim aconteceu com o Arthur depois daquele incendio, ele realmente mudou, e o apartamento deve ter mudado muito tbm. Ansiosa para essa renovação de votos dos dois!!
    Helena

    ResponderExcluir
  2. Nosa Já,Aí Q fofos eles vão renova os votos,Arthur morrendo de saudades da Lua ,Brenda vai te Baby Luar ???
    Anciosa para o Próximo Capítulo *--*

    ResponderExcluir
  3. Q lindosss, vão renovar os votos *--* ri demais na parte do trenton hahahahahaah quero maisss *-*

    ResponderExcluir
  4. Q lindosss, vão renovar os votos *--* ri demais na parte do trenton hahahahahaah quero maisss *-*

    ResponderExcluir
  5. Quero ver como vai ser a renovação dos votos
    Rafa

    ResponderExcluir
  6. Posta maissss, to curiosa pra saber o que vai acontecer quando o arthur chegar
    Thais

    ResponderExcluir