Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP.72

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada





Capítulo: 72

Por alguns segundos o coração de Lua parou de bater ela tinha certeza, o telefone começou a tocar sem parar e outra xícara que estava em sua mão se espatifava pelo chão da cozinha, o ar lhe faltou e sua cara estava pálida feito um folha de papel branco, suas mãos tremeram e suas pernas lhe faltaram com tanta rapidez e intensidade que ela se segurou na borda da pia cortando seu dedo com um caco de vidro, Gabriel tentou se aproximar.
Lua – NÃO… – tentou respirar fundo engolindo a saliva. – Tem caco, suba para o seu quarto.
Gabriel – Mamãe, está passando mal novamente?
Lua – Suba para o seu quarto, está descalço procure seu chinelo Gabriel, vá agora. – ele arregalou os olhos correndo escada acima. A cabeça de Lua girou e um trovão forte rasgou o céu e em poucos segundos o barulho foi alto e assustador, caminhou pelos cacos com pressa sem se importar com os cortes que se fazia em seu pé, o sangue que escorria de seu dedo sujou sua camisola branca, olhou a televisão com a testa franzida e as lágrimas brotando em seus olhos vermelhos e brilhantes pelas lágrimas, que Deus permitisse que fosse um sonho. Seu estomago se revirou ao pegar o controle com desespero e ir passando os canais, levou as mãos à boca soltando um grito de horror ao ver as manchetes, tudo parecia em câmera lenta, seus olhos deixaram deslizar a primeira lágrima em quanto seu corpo inteiro trêmulo tentava assimilar o que seus olhos se recusavam a acreditar. Santo Deus, seu passado estava estampado em todos os canais de rede nacional…
-
Arthur – SUA FILHA DA MÃE, VOCÊ ESTÁ MALUCA GIOVANNA? – A morena que até então parecia possuída o olhou com fúria, Arthur negou com a cabeça jogando tudo que havia e cima da sua mesa a chão a baixo, o barulho de vidro de espatifando ecoou pela sala inteira. Giovanna recuou com os olhos vermelhos e os cabelos bagunçados pelo rosto magro e abatido. Observando o homem completamente fora de si a sua frente.
Giovanna – Eu ainda não entreguei as fotos… – seu tom era ameaçador e  Arthur se paralisou a olhando. – MAIS PRESTE ATENÇÃO, EU TENHO UM PREÇO POR ELAS…
Arthur – VOCÊ ESTÁ MALUCA GIOVANNA, SÓ PODE ESTAR MALUCA! – ela novamente se assustou se espremendo ainda mais a parede, Arthur negou com a cabeça afrouxando a gravata e tirando o paletó de uma vez só, o jogou no chão em qualquer lugar antes de sua mente tentar assimilar o que estava acontecendo. Giovanna havia ido a impressa,  Giovanna havia dado informações anônimas a uma rede de televisão dizendo que…
Giovanna – E EU VOU FAZER PIOR SE NÃO DER O QUE QUERO, TENHO FOTOS DA VAGABUNDA DA SUA MULHER, A CONSEGUI, DURANTE ESSES MESES, MALDITOS MESES NO QUAL TODOS DESSE MALDITO MUNDO SE ESQUECERAM DE MIM. – Arthur sentiu vontade de estapear aquela cara pálida e magra, Giovanna só podia estar fora de seu juízo normal.
Arthur – VOCÊ É UMA DESGRAÇADA GIOVANNA… – jogou longe o abajur que alto ao lado da poltrona, seus cabelos caiam sobre seus olhos sua roupa estava amassada, seus olhos vermelhos de raiva e desespero.
Giovanna – NÃO, VOCÊS QUE SÃO, VOCÊ QUE É. ESTÁ TÃO NERVOSO PORQUE ARTHUR? UM DIA TODOS TERIAM QUE SABE QUE A VAGABUNDA DA SUA MULHER É UMA… – ele avançou com tanta pressa para cima dela que Giovana se calou, Arthur a encostou a parede a apertando contra a mesma, lhe sacudindo os ombros até que Giovanna perdesse o ar. – DÓI SABER A VERDADE NÃO É MESMO, NEGUE, NEGUE QUE ELA ERA UMA…
Arthur – CALA TE GIOVANNA, ANTES QUE EU FAÇA ALGO NO QUAL VOU ME ARREPENDER DEPOIS… – Arthur a soltou em um tranco a fazendo cair no chão, Giovanna gargalhou escandalosamente, ela estava completamente fora de si.
Giovanna – Case se comigo agora. Agora que todos sabem o que a sua mulherzinha perfeita é, case se comigo, e direi que tudo não passa de um grande mal entendido…
Arthur – CALA A SUA BOCA SUA VAGABUNDA… – andou pela sala como um leão enjaulado, seu corpo inteiro tremia, Lua, seus filhos, sua irmã. Fechou os olhos na tentativa alucinada de adquirir controle, mais esse estava bem longe dele.
Giovanna – ENTREGAREI AS FOTOS A ESSA TARDE ARTHUR, SÓ VIM AVISAR TE PARA QUE NÃO TENHA UM  ATAQUE DO CORAÇÃO… – gargalhou remexendo o corpo tão magro e trêmulo. – ESSE É O MEU CASTIGO DEPOIS DE TANTOS ANOS POR TER ME DEIXADO POR UMA PROSTITUTA DE QUINTA CATEGORIA… - Arthur segurou a mão que na certa deixaria grande marca do rosto de Giovanna que Deus o perdoasse mais à vontade de bater naquela mulher era tão grande como o abismo que se formava dentro dele naquele instante. O telefone tocava sem parar, todas as manchetes falavam sobre a mesma coisa, se a sala não fosse a prova de som, todos já saberiam a discussão que ocorria no lado de dentro da sala.
Arthur – Isso não pode estar acontecendo… – negou com a cabeça sentindo sua respiração falhar. – Não pode ter feito, REALMENTE TER FEITO ISSO GIOVANNA…
Giovanna – POIS EU FIZ. FOI BOM SE ESFREGAR COM ELA EM QUANTO EU CHORAVA A MORTE DA MINHA TIA, FOI BOM LHE DISTRIBUIR DIAMANTES QUANDO DEVERIAM ESTAR NO MEU PESCOÇO. FOI BOM ME DEIXAR SOZINHA TODOS ESSES ANOS AGUIAR, EU DEVERIA TER SEU SOBRENOME! - gritou com seu último suspiro, antes de se por vermelha pelo descontrole e a falta de ar. – TODOS VÃO SABER QUEM SÃO VOCÊS, TODOS VÃO SABER QUE AQUELES BASTARDOS QUE CHAMAM DE FILHOS, PODERIAM SER CHAMADOS DE FILHOS POR QUALQUER HOMEM QUE ELA JÁ TENHA DORMIDO NESSE MUNDO…
Arthur – CALA A BOCA GIOVANNA… – levou a mão por sobre os olhos, e logo depois pegou o telefone na mão, precisava falar com Lua... "Não ligue a televisão, pegue o carro e vá para o mais longe que puder com as crianças…" Eles destruíram sua empresa, seu casamento, destruiriam Lua, ele, seus filhos sua família. A Mídia, a imprensa, Giovanna. Seu estomago se reverteu e Arthur se sentiu tão fraco que suas pernas lhe faltaram. Eles destruiriam com tudo, com tudo o que ele jurou amar pelo resto da vida.
Giovanna – Como é a sensação, Arthur? – se levantou como uma bêbada cambaleando até ele, se bem que Arthur podia sentir o cheiro de álcool e de cabelos maus secos. – COMO É SE SENTIR A BEIRA DE PERDER TUDO O QUE MAIS VALORIZA EM VIDA. CASE SE COMIGO. CASE SE COMIGO E DEIXE AQUELA VAGABUNDA PARA TRÁS… –  Arthur a sacudiu a empurrando novamente para longe e si e Giovana com outra gargalhada sobrenatural voltou a cair no chão, ele levou as mãos à cabeça, se levantando. - ELES NUNCA VÃO TE AMAR COMO EU TE AMO ARTHUR, FOMOS FEITOS UM PARA O OUTRO…
Arthur – CALA TE E ESCUTA O QUE EU VOU TE FALAR GIOVANNA. VOCÊ VAI DESMENTIR TODA ESSA HISTÓRIA… – ela gargalhou negando com a cabeça. – VAI DIZER QUE SE ENGANOU E QUE NÃO TEM PROVAS NENHUMA PARA DAR A ESSE SEU AMIGO DE IMPRENSA.
Giovanna – EU VOU ACABAR COM AQUELA VADIA, VOU ACABAR COM VOCÊ E COM A VIDA DOS SEUS FILHOS… – se levantou, buscando sua bolsa e Arthur rapidamente a pegou, a jogando para o outro canto da sala.
Arthur – Não vai a lugar nenhum… – a pegou pelo braço a machucando jogando Giovanna no sofá, ela tirou os cabelos da cara o mirando.
Giovanna – Quanto paga por ela, Arthur? Por uma quantia razoável posso dormir em sua cama e ter um filho seu, porque isso ela não pode mais também. O sexo é tão maravilhoso assim? – Arthur pegou o telefone tentando mais uma vez ligar para casa, nada, ninguém atendia, o alvoroço e fotógrafos e repórteres no térreo já podia ser ouvido de onde ele estava, seu coração deu um salto, há essas horas em sua casa as coisas estariam ainda mais piores.
Giovanna – Não adianta me manter presa aqui, as fotos não estão comigo. Se eu não ligar a cada duas horas a minha fonte, opa! – soltou outra gargalhada – Estará nas mãos de quem quero em menos de vinte minutos… – Ele engoliu a saliva rogando por calma, pegou seu telefone celular discando rapidamente.
Arthur – Jonas, quero que busque minha mulher e meus filhos e os leve para o mais longe que puder dirigir… – houve uma pausa. – Eu sei, sei o que se passa, se for possível passe frente a todo mundo, leve mais cinco com você, os tire de lá nem se for à força, não fale com ninguém, não pare em nenhum lugar, não diga nada Jonas, isso é uma ordem e se não for cumprida vai passar a ser uma ameaça e que Deus te proteja se isso acontecer. – bateu o telefone com força abrindo mais um botão da camisa.
"Parece que ainda não há fotos ou provas concretas, mais fonte intima do casal afirma, a esposa do "Imperador Aguiar" é uma prostituta, para mais noticias não saia daí."
"Não se revelou o nome da fonte, mais teremos fotos dentro de algumas horas, é inacreditável que a bela dama do "Imperador Arthur Aguiar", seja mesmo uma prostituta, não saia daí, voltamos em alguns instantes com mais noticias do maior escândalo de todos os tempos."
O telefone voltou a tocar e Arthur o atendeu com pressa jogando longe o copo de sua mão.
Jonas – Já estamos a caminho da sua casa senhor, e não somos os únicos milhares de carros repórteres de dirigem ao mesmo local. – Arthur fechou os olhos por alguns segundos. "Raciocine Arthur, apenas por alguns segundos." – Senhor, ainda está aí? – perguntou o segurança de longa data.
Arthur – Estou, faça o que e estou mandando… – abriu os olhos vermelhos e brilhantes pelas lágrimas do desespero. –Não, não vai ser preciso, apenas tire minha mulher e meus filho com segurança daquela casa que eu me viro, minha mulher vai saber a onde ir, ela sabe para onde ir…
-
Nelita – LUA, MENINA ENTRE NESSE CARRO PELO AMOR DE DEUS… – Nelita gritou desesperada antes que os seguranças pegassem Lua a força pelos braços, Gabriel chorava assustado e Linda gritava a plenos pulmões no colo da mãe que fazia rapidamente as malas.
Gabriel – MAMÃE O QUE ESTÁ ACONTECENDO? – Lua soluçou alto deixando outra lágrima escorrer.
Nelita – LUA, PELO AMOR DE DEUS. ARTHUR SABE O QUE ESTÁ FAZENDO?
Lua – PRESTE ATENÇÃO NELITA, LEVE MEUS FILHO COM VOCÊ…
Gabriel – MAMÃE VOCÊ PROMETEU...
Lua – Filho acalme se… - baixou o tom de voz entregando Linda para Nelita que a todo custo tentava acalmar a menina, se ajoelhou na altura do filho, com os cabelos pelo rosto, os olhos inchados e vermelhos pelas lágrimas. – Filho por favor, escute me… – sua respiração ofegante assustava Gabriel. -   Preciso que me faça um favor. Sim? Um favor…



Hello Hello :)

Só digo uma coisa, a Giovanna é uma Filha da Put* (Desculpem pelo palavrão)
A partir de agora sinto em informar a vocês, mais será apenas sofrência.
O que será que vai acontecer, quando o Arthur encontrar com a Lua?
Com mais 10 comentários, posto o próximo capítulo.

22 comentários:

  1. Tô horrorizada com isso... que péssimo, que tristeza!
    Julia

    ResponderExcluir
  2. Essa Geovana é Uma Vaca,Piranha,Odeio ela,Tadinha Da Lua e do Thur, Noss Q Ódio dessa Giovaca...

    ResponderExcluir
  3. Coitada da lua , do arthur , Gabriel
    A Giovana e mesmo uma filha da p***

    ResponderExcluir
  4. Que ódio da Giovana
    Posta ++++

    ResponderExcluir
  5. Necessito de outro capítulo ou até mesmo de um maratona

    ResponderExcluir
  6. Q horror, filha de uma p***.. Posta mais to com coração na mão já..

    ResponderExcluir
  7. Louca pelo próximo capítulo

    ResponderExcluir
  8. Já to vendo que vo chora muito nos próximos capítulos

    ResponderExcluir
  9. Ah não de novo não! Já to sofrendo! Posta mais

    ResponderExcluir
  10. Giovana é uma maluca invejosa! Posta +++++++

    ResponderExcluir
  11. Ai meu Deus! Segura que vem tempestade por ai.Giovanna é uma mulher mal amada.

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus�� Louca, mal amada, idiota, vagabunda, Filha da p***.... Arghhh Eu quero matar essa Geovaca�� Que Raiva dela cara ��....
    Deuss... eles não podem se separar por causa dessa Louca��... Tava tudo tão bom����...
    Posta mais um por favorr Brenda❤️��

    ResponderExcluir
  13. Giovanaaaa vagabundaaaaa aff q raiva continuaaaa

    ResponderExcluir
  14. posta mais nss geovana q vaca

    ResponderExcluir
  15. O PRÓXIMO PELO AMR DE DEUS

    ResponderExcluir