Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP. 92

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada



Capítulo: 92

Lua – É eu sei, vá tranquila… – Nelita lhe mandou um beijo saindo pela porta, Lua colocou o leite em pó, próprio para a idade da filha na água quente já dentro da mamadeira, a sacudiu até que o pó desaparecesse e a água se tornasse um leite quentinho e espumante. Gabriel logo desceu em um assunto animado com Arthur e Linda, que já reclamava de fome. – Seu toddy… – entregou o copo para Gabriel. – E sua mamadeira preciosa... – Linda abriu os bracinhos e Lua a pegou, se sentou à mesa e Arthur fez o mesmo, a deitou em seu colo lhe dando a mamadeira, sorriu acariciando as bochechas rosadas da filha, ela até fechava os olhinhos ao beber o leite. Gabriel logo terminou o seu e como sempre correu para assistir os desenhos da manhã, Arthur mais remexia nas frutas do que comia, e Lua estava olhando seu ponto seguro, Linda, que já abastecida mexia as perninhas e os bracinhos louca para engatinhar como havia vindo fazer nos últimos meses. Ela se levantou, caminhando até a sala colocou Linda no tapete afastando a mesinha de centro, devidamente protegida contra qualquer tipo de acidente em suas pontas. A mesma soltou aquele monte de palavras irreconhecíveis e se pôs a engatinhar por todos os lados, com um sorriso nos lábios e os olhos brilhando como uma garota travessa. Lua se sentou na poltrona, e Arthur logo apareceu se sentando a outra. A cabeça de Lua girou, o estomago se reverteu e ela pensou que iria passar mal, ilusão, tudo produto do que estava prestes a dizer a seu filho, que ansioso mirou os pais.
Gabriel – Então? Já chegou a hora da conversa de adultos? – Arthur sorriu a ele baixando a cabeça, suspirou tomando coragem, Lua pegou Linda no colo.
Arthur – Você certamente já viu papais e mamãe que não são mais casados, não viu? – Gabriel deixou de sorrir mirando Lua, com os olhos já quase automaticamente cheios de água, Lua franziu a testa abraçando Linda, abrindo um débil sorriso ao filho. – E que tem filhos?
Gabriel – Sim já vi, os pais da Lola são "separados".
Arthur – Isso exatamente separados… – Arthur voltou a respirar fundo, sentindo seu estomago se reverter. – Bom filho, você já é grande o suficiente para entender o que acontece, e nem eu e nem sua mãe vamos esconder as coisas de você e é por isso que…
Lua – Você precisa subir e trocar de roupa… – ela se levantou soltando um sorriso animado. – Nós vamos ao parque, jogar futebol…
Gabriel – Mais mãe…
Lua – Sem mais, anda levanta meu amor, você tem 10 minutinhos. – Gabriel mirou Arthur que estava com as mãos sobre os olhos. – Eu subo logo atrás em? Vai lá! Corre, Gabriel.
Gabriel – Ok… – ele sorriu animado e um tanto confuso, saiu correndo subindo as escadas, Lua colocou Linda no chiqueirinho, se aproximou se ajoelhando ofegante na frente de Arthur.
Lua – Não… – ela franziu a testa. – Não, não vamos fazer isso… – Arthur levantou os olhos a mirando incrédulo. – Viaje para Madrid por umas semanas, diga que tem um trabalho, tome seu tempo e depois volte para mim. – engoliu a saliva e nó em sua garganta. – Não posso errar duas vezes, eu nunca deveria ousar permitir que você me deixasse. Eu não posso Arthur… – murmurou perdendo a voz. – Eu não posso perder o melhor que há em mim… – Ele a observou por vários segundos, sem reação com o coração aos saltos. – Diga que ainda me ama, e que ainda me quer como sua mulher, pelo amor de Deus… – a observou baixar a cabeça cobrindo o rosto com as mãos. – Não, ao inferno qualquer outra coisa, qualquer outra mulher, eu te provo ser o suficiente para você… – voltou a o mirar com o olhar em um misto de desespero e esperança. – Tome seu tempo e volte para mim.... E volte para mim… Arthur se levantou, apertou os olhos sentindo seu coração bater rápido, Lua permanecia ajoelhada em frente à poltrona, olhou Linda que brincava com seus inúmeros bichinhos de pelúcia que emitiam cores e canções. Lua se levantou, colocou os cabelos atrás da orelha pronta para subir as escadas, passando a frente de Arthur ele a segurou pelo braço, a mirou nos olhos antes de a empurrar contra a parede que os ligava até a cozinha, colou seus corpos e ela suspirou o mirando, sentiu aquele apertou tão familiar em sua cintura e sentiu vontade de chorar.
Arthur – Porque você faz isso comigo? – ele negou com a cabeça. – Porque me enlouquece dessa maneira, Lua? Porque sabe que sou perdido de amor por você?
Lua – Não… Porque eu é que estou morrendo de amor você… – ela o segurou pela cintura o apertando da mesma forma. Morrendo Arthur… – soluçou e sua voz foi fraca em um murmúrio. – Eu estou morrendo sem você… – Ele cerrou o maxilar a subindo alguns centímetros, na parede, Lua mordeu os lábios mirando os olhos do mesmo, Arthur desceu as mãos pela lateral do corpo dela.
Arthur – Ao inferno tudo isso… Então colou seus lábios, com pressa e urgência a apertando contra si, Lua subiu a mão até o rosto dele, impedindo que por algum instante seus lábios de desgrudassem.
"Te entregar meu coração, te dizer que ainda sou teu…"
Só quando respirar se tornou impossível ele se separaram, ofegantes e trêmulos de corpo e alma, sacudidos por aquela esperança de salvação.
Lua – Vá, diga ao Gabriel… – ela voltou a lhe beijar. – Vá, e diga que vai, mais que volta para nós… Que volta para mim. – quase lhe gritou deixando escapar algumas lágrimas, Arthur respirava com dificuldade, separou seus lábios e seus corpos, levou as mãos a cabeça se sentindo insano, completamente insano, subiu as escadas entrando no quarto do filho.
Gabriel – Eu sei, que já se passaram mais de 10 minutos, mais é que não acho o meu calção.
Arthur – Filho vem aqui… – Gabriel o mirou sorrindo.
Gabriel – Parece que passaram batom na sua boca. – Arthur sorriu.
Arthur Sente se aqui…
Gabriel – Então a conversa não acabou? – ele se entristeceu.
Arthur – Essa é outra, papai precisa ir viajar durante algumas semanas...
Gabriel – De novo pai? – fez um bico baixando a cabeça bufando. – É a segunda vez só esse ano!
Arthur – Eu sei, e tem todo o direito de me culpar, mais nem pense, nunca pense que eu gosto de ficar mais de 24 horas sem te ver. Nós precisamos dessa viagem, não só eu, mais a mamãe a Linda e você também… – Gabriel se calou parando para refletir. – Nesses últimos meses, as coisas não tem sido fáceis para nós, principalmente para mim e para a mamãe…
Gabriel – É, eu sei pai…
Arthur – Eu amo a sua mãe, filho… – ele assentiu e Gabriel concordou soltando um leve sorriso. – Mais ás vezes o amor que sentimos um pelo o outro nos sufoca, entende? E nos machuca de maneira dura. Você ainda é tão novo para entender amigão, mais vai ser bom para a nossa família, vai ser bom para tomarmos o caminho certo dessa vez…
Gabriel – Ok pai, pode ir… – ele sorriu para Arthur. – Se você está dizendo eu acredito… – Arthur sorriu, abrindo os braços para um forte abraço que logo aconteceu.
Arthur – Obrigado filho… Eu amo você, Gabriel… – fechou seus olhos sorrindo com sua própria emoção. – Meu garoto… Eu amo você…
Gabriel – Eu também, amo você...
Arthur – Vista-se, vamos jogar uma partida antes de eu ir para o aeroporto. – Gabriel soltou um gritinho de animação, se vestiu rapidamente descendo as escadas com Arthur que já segurava suas duas malas médias, carregou o carro vendo que Lua não estava em lugar nenhum, os dois voltaram para dentro com Gabriel com sua bola debaixo do braço e com uma blusa lhe aquecendo do tempo nublado. Ouviram vozes no quintal e lá estavam elas, Lua sentada na espreguiçadeira, com Linda deitada sobre ela quietinha de olhos abertos, observando os pássaros que davam rasantes na piscina.
Gabriel – Vamos mãe? – Lua se virou e abriu um sorriso, limpou as lágrimas com rapidez e Linda também ergueu a cabecinha curiosa para saber o que acontecia.
Lua – Vou colocar mais um agasalho na sua irmã e um casaco em mim, me esperem no carro, ok?



Ahhhhh, o Gabriel não é um amor?! 
Não me matem hahaha Espero que com esse capítulo vocês, se acalmem um pouco... 
A separação não aconteceu, porém eles precisam de um tempo para colocarem a cabeça no lugar... 
O que acharam do capítulo?

Com mais 10 comentários, posto o próximo capítulo.

24 comentários:

  1. pelo amor de deus o proximo logooooo

    ResponderExcluir
  2. Hello helooooooo
    Adorei , Mas o Arthur n pode cair na tentação qnd estiver em Madrid !! Ansiosa pelo próximo !! Amandooooo

    ResponderExcluir
  3. Noss Fico Mais Aliviada,agora espero q eles se acertem logo *--*

    ResponderExcluir
  4. Gostei desse capítulo, ele precisam mesmo de um tempo, pra pensar um pouco

    ResponderExcluir
  5. É eles precisam de um tempo mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Hahaha Gabriel é mais esperto que eu kk, essa viagem chegou na hora certa pra eles pensarem

    ResponderExcluir
  7. Ai... que alívio, me acalmei mas estou pronta pro próximo capítulo :P
    Julia

    ResponderExcluir
  8. Sério, que alívio. Eu sempre morrendo com esses capítulos. Gabriel é um fofo. Posta mais ❤️❤️

    ResponderExcluir
  9. Já estou pronta para o próximo capítulo,kkkkk.Como amo esta web.

    ResponderExcluir
  10. posta maisssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  11. Alívio no.mru coração esse tempo é preciso mesmo

    ResponderExcluir
  12. Capítulo Mt bom! Eles precisam desse tempo! Posta mais! Mas quero eles juntos

    ResponderExcluir
  13. Agora sim, que as coisas não piorem de novo! Maaaais!

    ResponderExcluir
  14. Cada vez mais eu gosto!! Posta mais +++++++++

    ResponderExcluir
  15. Brenda Fernandes porque a Milly não tá atualizando as web's?
    ++++++
    Amando

    ResponderExcluir
  16. Brenda Fernandes porque a Milly não tá atualizando as web's?
    ++++++
    Amando

    ResponderExcluir
  17. Adorei! Achei sensato essa viagem, vai ser bom pra eles! Mais?

    ResponderExcluir