Uma Linda Mulher - 2ª TEMP. | CAP.37

|


Uma Linda Mulher - 2ª Temporada





Capítulo: 37


Arthur – Desculpa ok? Isso nunca mais vai acontecer. - subiu as mãos por sua barriga onde a camisa de seda de um corte maravilhoso era mais larga, Lua engoliu a saliva o encarando na mesma intensidade.
Lua – Ok…
Arthur – Quer que eu te deixe em casa? –Ela fechou os olhos, sentindo os dedos dele pressionarem sua cintura. 
Lua – Pelo amor de Deus Arthur… - mordeu os lábios abrindo os olhos, ele sorriu franzindo a testa, seus lábios procuraram os dela, sua mão subiu até os cabelos soltos de Lua deslizando por eles até alcançar sua nuca, se aproximou roçando seu lábios, mordiscou para logo depois a envolver em um beijo alucinante tão profundo e molhado como quando faziam amor, suas línguas dançavam na procura alucinante de total entrega e prazer, se separam com o choramingo de Linda, que reclamava por falta de atenção. Arthur sorriu se afastando de Lua, que acalmou Linda logo depois entrando no carro, Arthur fechou a porta, com uma sobrancelha erguida e um meio sorriso galante, Lua respirou fundo.
Lua – Você está encrencado essa noite por me deixar assim… – suas mãos estavam levemente tremulas e sua respiração ofegante,  Arthur abriu um sorriso botando o óculos escuro, caminhou até o lado de Linda lhe soltando um beijo alisando as bochechas rosadas. Lua logo pôs o carro em movimento se afastando da vista de Arthur, ele voltou a entrar no conversível preto, observou que algumas mulheres que o observavam, haviam visto a pequena cena de perda de controle há alguns minutos atrás, fechou a porta na maior naturalidade possível botando o carro em movimento.
- É Arthur Aguiar não é? – A mais baixa de lentes de contato verde e os cabelos pretos perguntou.
- É, claro que é esse homem é inconfundível querida…
- E aquela era logicamente é Lua Aguiar?
- A própria. Trabalhei na Aguiar há uns meses atrás, um contrato de pouco tempo sabe, quando ela chegava, o prédio parecia parar quer dizer ele parava, a secretária dele me disse que podia estar aonde fosse, até em uma reunião com o papa, mais ele saia ou cancelava tudo quando ela chegava.
- É a vida… - a mais alta sorriu observando o carro desaparecer pelo estacionamento, suspirou, o que mais podia fazer a não ser isso?
-
Lua chegou em casa, com a ajuda de Gabriel e todo cuidado fechou o carro pegando Linda, deu um beijo no filho caminhando de volta para casa, sentiu o cheiro de almoço sendo preparado, o arroz fresco e algo mais que ela não soube distinguir. Após deixar Linda em seu berço no próprio quarto, voltou para a cozinha junto com Gabriel, sentaram se no banco espiando Nelita.
Gabriel – O que ta fazendo Lita?
Nelita – Uma das comidas preferidas da sua mãe… – Lua soltou um sorriso, acariciando os cabelos de Gabriel. – E Linda?
Lua – Dormindo. Vai acordar em 40 minutos para mamar… - Nelita assentiu se concentrando no almoço – Lita, na sexta você não precisa vir ok? Esses meses foram corridos, pega da sexta até a segunda e descanse, na terça estamos aí de volta. – Nelita sorriu grata, iria mesmo descansar na casa de sua filha. 
Eram quase 13:00 quando o almoço por fim ficou pronto, Lua serviu Gabriel e Nelita que como sempre sentava se junto a mesa com todos na sala, pegou Linda que estava em seu berço móvel bem desperta e animada, a pegou no colo caminhando até a cozinha.
 Lua – Você quer arroz e feijão igual ao do Biel? – sorriu, observando o filho comer –- Nada disso, você comeu não faz nem uma hora… – lhe fez cócegas no pescoço, arrancando pequenos sorrisos de Linda.
Gabriel – Ela está mal humorada hoje mãe, nem riu comigo quando fiz careta… - Linda coçou os olhinhos, bocejando deitou a cabeça sobre os seios de Lua permanecendo quietinha alisando com seus pequenos dedinhos algo na blusa de Lua.
Lua – O que foi? Está desanimada? – lhe beijou a testa carinhosamente. 
Gabriel - É porque o papai não está em casa? O papai trabalha Linda, chega só dinoitinha… – Nelita sorriu.  
Nelita – Está com sono?
Lua – Não, acho que não, veio dormindo no carro e tirou aquele cochilo aqui, deve estar cansada mesmo. Vou trocar a fralda e já venho almoçar… – Gabriel fez uma careta bebendo um gole de suco. Lua se levantou subindo as escadas, até o quarto de Linda a deitou sobre o acolchoado da bancada lhe trocando a fralda, seu estomago roncava de fome. – Tudo bem, quando você crescer vai aprender que nessa vida filhos, são mais importantes do que qualquer coisa… – Como se entendesse, Linda mexeu as mãozinhas soltando aqueles barulhos que Lua sorria fingindo entender. 
Seria uma tarde maravilhosa…







Com mais 10 comentários, posto o próximo capítulo.


14 comentários:

  1. É muito amor pra uma família só ♥
    Julia

    ResponderExcluir
  2. Próximo por favor, tá muito bom
    Bye: Clara

    ResponderExcluir
  3. Ta muito booa to amando !! Posta mais !!

    ResponderExcluir
  4. Linda um amor... essa criança existe? Haha ♡ Biel com ciúmes, só acho*

    Arthur sempre discreto e nem um pouco safado.

    Quero ver a encrenca dele hahaha aguardando... X

    Posta mais!

    ResponderExcluir
  5. Posta mais. By sofiaxc

    ResponderExcluir
  6. Anciosa Para o Próximo, Muito Fofo o Gabriel falando com a Linda *--*

    ResponderExcluir