Uma Linda Mulher - CAP.19

|



Uma Linda Mulher



Capítulo 19 :

Thur– Não vamos estragar mais uma noite Lua. Não essa por favor… – Lua não disse nada foi até a porta para que ele novamente a abrisse e saíram juntos com os melhores dos sorrisos, não se demorou muito e lá vinha Giovanna.
Giovanna – Arthur querido, estávamos todos procurando por você, esse é Micael Borges acho que já se conhecem… – ironizou olhando Lua os pés a cabeça…
Thur – Boa noite Giovanna... Micael. Essa é Lua minha noiva, Giovanna parou de sorri completamente, seu cotovelo latejou.
Lua – Oh meu amor então é essa a Giovanna. Falamos muito de você querida, estou encantada. – Lua a cumprimentou com dois beijinhos irônicos no rosto – Micael prazer em revê lo. O cumprimentou para logo depois abraçar Arthur, que lhe retribuiu de forma possessiva enlaçando sua cintura com força contra seu corpo. Micael a estava comendo viva.
Giovanna – Espero que tenha sido coisa boa Arthur…
Thur-Com toda certeza Giovanna. Querida que beber alguma coisa? – perguntou a sua “noiva”- Lua sorriu se aproximando do ouvido de Arthur murmurando qualquer coisa, ele sorriu mordendo os lábios e Giovanna quase teve um ataque ao presenciar a cena, ele a desejava e teve a certeza disso no olhar que lê acabava de lançar a tal de Lua.
Thur – Bom se nos dão licença.
Lu – Foi um enorme prazer conhece la Giovanna. Tenho certeza que Arthur e eu a convidaremos para ser madrinha do nosso casamento, já que você é tão especial para ele, não é querido? 
Thur – Claro que é.
Giovanna – Fico eternamente grata pelo convite, pode contar comigo. - O sorriso de Giovanna foi mais uma careta, o que fez Lua rir dando um leve beijo no pescoço de Arthur com os olhos cravados em Giovanna. Micaell sorriu e mordeu os próprios lábios, aquilo sim era um mulherão. Afastaram-se então se despedindo.
Indo rumo ao jardim Lua pegou o champanhe oferecido da mão de uns tios simpáticos de Arthur. Arthur fez o mesmo mais pegando da bandeja do garçom, sorriram como se estivessem contado algo muito engraçado, e logo ao chegar no jardim onde quase não havia ninguém, Arthur jogou fora o champanhe e Lua de imediato se separou dele. Arthur antes de poder a puxar pelo braço novamente foi chamado pela sua tia Marieta que sorria empolgada, pediu licença a Lua que sorriu a Marieta dizendo que sim com a cabeça. Arthur se afastou para perto de sua tia…
Marieta- O que está achando da festa querido, já chegaram todos acha que devemos servir agora o jantar?
Thur – Ainda não tia, espere mais 15 minutos, todos apreciam uma boa música… – Marieta seguiu a mirada de Arthur, estava em Lua sentada em um dos bancos do jardim olhando um ponto fixo.
Marieta – Está apaixonado por ela, ainda não sabe mais está…. – Arthur engoliu seco se virando para a tia. – Ela é linda e aparente ser uma mulher maravilhosa Arthur, não a deixe escapar, Giovanna está provocando e você tá aceitando.
Thur – Giovanna não importa mais para mim tia…
Marieta – É claro que importa, ou pensa que não sei que foi a única mulher que amou? Seu arrogante, pensa que me engana, você é filho da minha falecida irmã, e é tão parecido com ela que ás vezes chego a me assustar.- Arthur sorriu . 
Thur - porque quando ela sorri, não assim delicadamente, está assustada demais com medo de que ninguém goste dela. Mais quando ela solta aquela deliciosa gargalhada, parece que nada importa ,entende? 
Marieta – Entendo, com seu tio era assim também. Já notou como ela sorri quando você sorri ? Ela está apaixonada, e de mulheres apaixonadas eu conheço muito bem. – Arthur ouviu quase por um ouvido deixando sair pelo outro, Lua apaixonada era impossível, ela sabia separar as coisas, aquilo era um trabalho para ela, no qual os 3 mil reais seriam pagos no domingo.– Marieta sorriu. 
Marieta – Vi vocês conversando com a Giovanna e com o rapaz que está com ela, sinto te informar mais desde que você voltaram do quarto ele não parou de olha ela um só segundo.- Arthur fechou os punhos.
Thur– E pensa que eu não sei, fomos a um jantar de negócio com ele e o tio dele, foi a mesma coisa ! Quase a devorou pelos olhos.– bufou – Marieta gargalhou mais ainda.
Marieta – Se eu não soubesse como você é diria que não está nem aí, Arthur deve estar se corroendo de ciúmes.
Thur– Imagina Tia, que ciúmes que nada é só que… – Se calou, não tinha argumentos. Marieta sorriu o deixando sozinho para falar com alguns convidados. O jantar estava sendo servido, e a naturalidade em que Lua comia, com todos os garfos na hora certa, com calma e delicadeza fazia Arthur se sentir cada vez mais intrigado, todos conversavam e brincavam com ela, e ela retribuía a todos, falando sobre diversos assuntos, Discutindo sobre qualquer coisa e gargalhando com as piadas contadas pelos parentes. Sabia que todos haviam a amado a primeira vista e começava a desconfiar que algo em seu interior dizia o mesmo de si mesmo.
Mel – Arthur meu irmão, acorde está quase babando em Lua. – A mesa riu a gargalhadas e Lua se ruborizou corando rapidamente as bochechas. – Sua comida está fria, segue dessa mesma maneira desde que sentamos. - Giovanna mordeu os lábios para não gritar de raiva aquela Lua era realmente bonita, e se não confiasse tanto em si diria que Arthur estava apaixonado por ela. Logo depois que o jantar terminou alguns homens se reunirão lá fora no jardim, Arthur observou Micael continuava a olhar Lua com desejo evidente nos olhos,se aproximou dele então ficando do seu lado.
Micael - Sinto me obrigado a te dizer parabéns Arthur, é uma mulher e tanto.
Thur-Sim, é a minha mulher Micael ,e se você tocar um dedo nela , as nossas desavenças vão ir além de porcaria da empresa do seu tio.
Micael – Pelo amor de Deus Arthur, porque você é tão possessivo com essa mulher? Com a Giovanna você não era assim.
Thur –A Giovanna nunca foi minha como a Lua é.
Micael – Você fala como se não… – Arthur não o deixou completar 
Thur – Não, não se engane eu já fui sim, muitas vezes para cama com a Giovanna… – Micael torceu o nariz o olhando.. – Quando ela estava com você, ou sem você, nunca foi problema para a Giovanna deixar você esperando em quanto vinha atrás de mim…
Micael – Eu posso tomar a Lua de você Arthur.
Thur– Ah mais é claro que pode.. – gargalhou irônico – Sabes Micael, a diferença entre eu e você é a seguinte. Que o que é meu é meu, e o que é seu sempre foi e sempre vai ser de todo mundo, é o que a Giovanna é querido, de todo mundo.
Micael – E a Lua…
Thur– A Lua é minha, e ela e você agora sabem disso.
Micael - Giovanna é fria… – observou um ponto qualquer – E nós sempre fomos apaixonados por ela. Não minta Arthur, há bem mais que negócios nas nossas intrigas.
Thur – Mais a claro que há, quer dizer, havia Giovanna, Mas agora há Lua pelo qual eu sei que você deseja. Só que como você disse Giovanna é fria, mais Lua, me queima como brasa viva, e eu desconfio que não serei capaz de abrir mão dela como abri mão da Giovanna, Micael você está me entendendo?
Micael– Perfeitamente Arthur, além disso ela o ama, qualquer cego é capaz de ver isso. Se me dá licença… – Micael bebeu o último gole do seu champanhe, caminhando para o interior da casa. Arthur suspirou, buscou com rapidez por Lua, que estava conversando e sorrindo com meia dúzia de pessoas, seus olhares se encontraram, e como se tudo perdesse a graça ela parou de sorri, pedindo licença as pessoas que notaram olhando para o lugar que ela olhava, Arthur estava lá, murmuraram algo, Arthur suspirou novamente indo atrás dela. Não a encontrou em lugar nenhum, em parte nenhuma, Lua parecia ter desaparecido do mapa, as pessoas perguntavam por ela, sorrindo dizendo a Arthur que era uma pessoa maravilhosa e encantadora além de insuportavelmente bela. Percorreu o jardim... Encontrou com Mel que estava dando alguns beijos em Robert os interrompeu…
Thur – Mel, você viu a Lua, ela desapareceu não a encontro em lugar nenhum… 
Mel– Arthur… – pestanejou limpando os cantos dos lábios saindo dos braços apertados de Robert.
Robert – Boa Noite Arthur.. – sorriu 
Thur – Boa Noite, Mel vamos você viu a Lua? 
Mel – Eu não posso contar…
Thur – O que? – perguntou incrédulo 
Mel – É sério não posso contar, disse que só quando você estivesse completamente doido atrás dela eu contaria, você não está gritando, por tanto não está tão nervoso.
Thur – MELANIE AGUIAR CADÊ A LUA ? – Mel estremeceu agora sim ele estava realmente nervoso.
Mel– Ai seu Grosso, ta no jardim das piscinas, e não está sozinha… Arthur na mesma hora se dirigiu para o jardim que ficava um pouco escondido em na parte nos cantos da casa. Micael aquele porco, não havia entendido recado, antes que gritasse viu que ela e Marieta, sua tia que a acompanhava. Suspirou caminhando até elas. 
Marieta – Por falar nele, sabia que daria sua falta….







Se leu, comente! Não custa nada.
Com mais 5 comentários, posto o próximo capítulo.

13 comentários:

  1. Q lindos apaixonados.. Será q irão se render?? Queroo mais super ansiosa

    ResponderExcluir
  2. Mais pleaseee... posta mais

    ResponderExcluir
  3. Quero mais.... eu necessito demais... posta mais por favor

    ResponderExcluir
  4. Owen os dois se amam ♥♥ posta mais alguns

    ResponderExcluir
  5. Cadê posta mais... amo sua web ♡

    ResponderExcluir
  6. Awns sua web top, linda... posta mais amore

    ResponderExcluir
  7. Vc disse q com 5 postava outro... kkkk... posta mais amore

    ResponderExcluir