Little Anie - Cap. 49

|

Little Anie

Pov Arthur

- Pronto, folgada. – Falei quando deitei ela na cama. Lua tinha jogado as roupas no chão, assim que chegamos ao quarto.
- Uhum... – Murmurou se espreguiçando.
- Agora só falta você querer dormir.
- Não quero dormir, seu chato! Você não cansou? – Me encarou. Não consegui segurar o riso. Lua revirou os olhos, e deu um tapa em meu abraço assim que deitei sobre ela. Trilhei um caminho de beijos dos seios dela, passando pelo pescoço e parando no lóbulo de sua orelha.
- Não. Tô pronto pra outra. – Sussurrei. – Por quê? Você cansou, meu anjo? – Finalizei mordendo e depois virei o rosto para olha-la.
- Um pouco. – Admitiu.
- Uhm... Não te conheci assim. – Brinquei roçando os lábios nos dela. Ela soltou um riso e puxou meus lábios.
- Eu amo você. – Sussurrou.
- Eu amo você. – Sussurrei também. E passei uma das mãos pela lateral do corpo dela. – Forte e selvagem?
- Aham... – Concordou. – Fiquei curiosa. – Mordeu os lábios.
- Se eu estiver machucando você... Manda parar, ouviu? – Perguntei.
- Lá vem... – Retrucou.
- Tô falando sério.
- Você não vai me machucar! Deixa de ser chato. – Disse segurando meu rosto com as duas mãos.
- Se eu estiver. Quero que diga que vai me mandar parar.
- É claro que vou. Pronto! – Exclamou. E segurou em minha nuca, aproximando os lábios dos meus. – Eu não vou quebrar... – Sussurrou antes de colar os lábios nos meus em um beijo urgente.

Ainda com os lábios grudados aos dela, eu segurei em suas coxas e a fiz flexionar os joelhos. Lua soltou um gemido ao sentir minha ereção. Cessei o beijo e passei os lábios pelos seios arrebitados dela, e puxei cada um dos bicos com os dentes. Fazendo ela arquear as costas e empurrar ainda mais os seios em minha direção.

- Gosta assim? – Perguntei. Ela assentiu e soltou um gemido baixo, quase inaudível. O pior é que ela é tão sensível, que com os movimentos tão rápidos e frenéticos, eu poderia acabar machucando-a. Fora que ela teria um orgasmo tão rápido. Ela já estava absurdamente molhada, e eu tinha acabado de começar a provoca-la. Abaixei a cabeça e depositei um leve beijo no pescoço dela. Ela suspirou e passou os dedos em meio aos meus cabelos.
- O que foi? Você não quer? – Perguntou baixo.
- Não quero machucar você.
- Eu já disse que não vai. Para de pensar nisso...
- O que eu sempre falo pra você?
- Que eu sou... Sensível demais. – Suspirou.
- Então... – Comecei. Mas Luh colocou o dedo indicador sobre meus lábios.
- Eu quero amor. Quero sentir tudo o que ainda falta você me mostrar... Eu estou pedindo. Quero tudo com você. – Me disse.

Coloquei uma das mãos na cintura dela e com a outra eu apertei sua coxa com força, Lua gemeu alto e segurou em meus braços. Ainda em silêncio e sem que ela esperasse e antes que eu desistisse de mostrar a ela o que realmente era só sexo selvagem. Eu puxei o corpo dela para baixo e entrei sem aviso algum. Rápido. Forte. Seco. Invadindo ela sem carinho algum. Lua abriu a boca pela surpresa e talvez desconforto, ou até mesmo... dor. Preferi ignorar a última opção. E cravou as unhas em meus braços, mas nenhum grito, gemido ou som, saiu de sua boca. E sem parar para pensar, colei os lábios nos dela e comecei a me movimentar rapidamente. Dentro e fora. Dentro e fora. Dentro e fora, incontáveis vezes. Em uma velocidade que ela nunca tinha experimentado, e que eu nunca tinha feito com ela. Os únicos sons ouvidos eram dos meus gemidos baixos e dos nossos corpos se encontrando bruscamente. Eu já sentia meu corpo todo suado, e quente. Muito quente. Assim como o dela, Lua estava completamente vermelha. E minhas mãos apertavam cada parte do corpo dela. Ali ficariam marcas, e eu não podia evita-las, tamanha era a intensidade dos movimentos. Ela começou a cravar ainda mais as unhas em meus braços, o que chegou a doer. Isso era a única coisa que ela fazia. Ela fechou os olhos com força e mordeu os lábios sentindo eu sair e entrar com força. Sem cessar o ritmo que eu havia emplacado. Sentir ela contrair e apertar meu membro em sua intimidade. Avisando que estava quase lá. Intensifiquei o ritmo, sentindo ela ter um forte orgasmo. Fechei os olhos e dei mais quatro estocadas, Lua soltou um gemido, exausta. E eu caí sobre ela, me derramando dentro dela. Se eu soubesse que ia ser tão intenso e bom demais, eu já teria fodido com ela mais cedo. Saí de dentro dela com cuidado. Lua exclamou algo incoerente, e colocou as mãos nas pernas. Tirei as mãos dela e coloquei as minhas e comecei a massagear.

- Fala alguma coisa. – Pedi. Eu já estava começando a me preocupar. Ela não dizia nada.
- Eu... Eu n... Nem sei o... O que falar.
- Como foi pra você?
- Foi diferente... Foi tão... Bom... E intenso...
- Então você gostou? – Perguntei com uma sobrancelha erguida.
- Eu quero repetir... Isso responde? – Ela corou ao me encarar. Sorri assentindo. – E pra você? – Me perguntou.
- Foi ótimo, amor. Você sempre me surpreende. – Sussurrei e distribui beijos molhados pelos seios e pescoço dela. – E eu adoraria repetir, com certeza. – Finalizei apertando a coxa dela com força. Caí ao seu lado na cama e coloquei uma das mãos em sua barriga. Relaxando completamente.

Pov Lua

Nunca na vida, eu tinha tido uma noite como essa. Um orgasmo como esse. Um sexo como esse. Uma foda tão foda quanto essa. Se eu soubesse que iria ser tão bom assim, tinha pedido pra Arthur me mostrar mais cedo. Eu tinha tomado uma decisão mais cedo. Eu só não sabia se ia funcionar essa noite. Ele fazia movimentos aleatórios com as pontas dos dedos, em minha barriga. E meus pensamentos me levaram ao assunto da minha decisão, e tudo o que ele envolvia. Senti os lábios quentes de Arthur, tocarem meu ombro e ele morder levemente o local.

- No que você tá pensando hein? – Perguntou curioso.
- No que aconteceu minutos atrás. – Ri.
- Eu posso fazer você sentir tudo de novo. E garanto que é melhor do que só pensar. – Comentou.
- Eu sei. Não tenho dúvidas quanto a isso. – Respondi. Ele continuou me encarando.
- Agora sem mentir. Me fala o que você tá pensando. – Insistiu.
- Eu já respondi.
- Só se esqueceu de lembrar que eu te conheço tão bem quanto à palma da minha mão. – Falou sério. O encarei. – E não adianta me olhar assim. Pra mentir pra mim, você tem que treinar mais. – Comentou. Revirei os olhos. – Eu sei que você deve tá aprontando alguma coisa. – Finalizou.
- Não tô aprontando nada. – Falei e me virei de bruços. Arthur passou a mão pela minha costa e desceu para o meu bumbum.
- Se não quer me contar, ok. Você tem um bumbum tão perfeito. – Ele passou as mãos vagarosamente, me causando arrepios. – Da última vez que toquei nele, você ficou irritada. – Ele fez um bico.
- Por que será né?! – Ironizei. – E você é um safado.
- Eu nunca neguei. – Mordeu os lábios. – Quero muito dar uns tapas aqui. – Ele apertou minha bunda provocativamente. – Você deixa? Quero deixa-lo tão vermelho quanto o seu rosto está agora. – Ele deu um sorriso maroto e eu senti minhas bochechas queimarem.
- Depois, Arthur. Depois você faz tudo o que quiser...
- Tudo?
- Sim, amor. Tudo... Menos... – Ele aproximou os lábios dos meus.
- Isso nem passou pela minha cabeça. – Disse antes de me beijar e me puxou para cima dele. Gemi sentindo seu membro crescendo em baixo de mim.

Ele me virou, ficando agora em cima de mim, mas sem cessar o beijo. Uma de suas mãos passeava pela lateral do meu corpo, a outra estava em minha nuca, ele segurava com força, enquanto aprofundava cada vez mais o beijo. Eu já estava ficando sem ar. Senti ele morder meu lábio inferior levemente, e afastar a boca da minha. Abri os olhos, e encontrei Arthur me encarando. Agora a sua mão que antes passeava pelo meu corpo, estava em minha cintura, ele apertava o local. Me ajeitei em baixo dele, mas não disse nada. Nós apenas nos encarávamos em silêncio. Passei os dedos em meio aos cabelos dele. Arthur passou a distribuir beijos molhados em meu pescoço.

- Tudo bem pra você? – Me perguntou. E roçou os lábios nos meus.
- Sim... – Respondi baixo, ainda fazendo carinho nos cabelos dele. Arthur levantou a cabeça e me olhou com um meio sorriso.
- Que bom. – Respondeu me dando um selinho. – Amo você, Luh...
- Eu também, Arthur. Apesar de você ser um chato. – Comentei fazendo-o rir. Ele depositou um beijo em meu pescoço. – Mas é o meu chato.
- Sou... – Sussurrou ainda com os lábios em meu pescoço.
- Só meu...
- Só, amor... – Me disse mordendo o lóbulo da minha orelha. Depois desceu os beijos para os meus seios. Gemi puxando os cabelos dele e flexionei uma das pernas. Arthur apertou com força minha coxa, e eu empurrei meu corpo ainda mais em direção ao dele. Gemendo mais alto quando ele passou a chupa-los. Eu esfregava os pés no colchão, mordia meus lábios tentando reprimir os gemidos, e puxava cada vez mais os cabelos de Arthur. E com a outra mão eu arranhava as costas dele. Recebendo em troca, os movimentos rápidos de sua mão e boca em meus seios já doloridos. – Sempre me surpreendendo. – Murmurou quando passou a beijar minha barriga.
- Aaah...V... Você também... – Murmurei. Ele subiu os beijos e até meus lábios. E desceu um das mãos pelo meu corpo, até chegar a minhas pernas. Gemi outra vez, e ele separou minhas pernas devagar. Fechei os olhos sentindo seus dedos... lá.
- Pronta. – Sussurrou colando os lábios nos meus. – E minha.
- Aaham... Sua... – Gemi querendo que ele entrasse logo. Arthur beijou meus lábios e levou as mãos para a minha cintura. E antes que eu pudesse registrar mais algum movimento dele, senti seu membro me preencher. Fechei os olhos com força, e segurei os braços dele, absorvendo todo o prazer. – Aaaii... – Deixei escapar. Arthur estava imóvel, e acariciou meu rosto. Eu estava dolorida, e talvez não tenha sido uma boa ideia dizer que estava tudo bem comigo. Ele não fez nenhum movimento, e eu agradeci, tentando ignorar a leve dor que ameaçou surgir. Abri os olhos novamente, e Arthur me encarava.
- Quer que eu pare? Se for demais pra você, eu paro. – Disse baixo, ainda me encarando. Mas não era isso que ele queria, e nem eu. Balancei a cabeça negando, e pra deixar a resposta mais clara, falei.
- Não quero que pare. – Falei. Arthur aproximou os lábios dos meus.
- Prometo ser bem carinhoso agora. – Disse e me deu um selinho.
- Você sempre é... Quer dizer, era... – Falei e Arthur soltou um riso.
- Eu vou ser carinhoso sempre que você quiser e pedir. – Disse roçando os lábios nos meus.
- Quero agora. – Pedi.
- Quer?
- Sim... – Assenti e espalmei as mãos nas costas dele, sentindo ele se movimentar cuidadosamente. Enquanto eu sentia um incômodo suportável. Gemi sentindo o prazer tomar conta de mim. E me movi em direção ao Arthur, sentindo ele ir mais fundo. Tão fundo que eu abrir a boca para gritar, mas nenhum som saiu. Ele colou os lábios nos meus, sem cessar os movimentos de "vai e vem" que já estavam me deixando louca. Arranhei as costas dele, e ele intensificou os movimentos, agora mais rápidos e sem quebrar o ritmo. Senti tudo dentro de mim se contrair, e sem esperar mais nem um segundo, com mais duas estocadas dele, chegamos juntos ao clímax. Arthur caiu sobre mim, e depois apertou minha cintura e 'saiu'. Me virei ficando de lado, e o encarei. Ele estava de olhos fechados.
- Ok. Por agora, só. – Disse baixo. Soltei um riso pelo nariz e passei os dedos pela barriga dele, trilhando um caminho até seu umbigo, isso porque ele segurou minha mão e me encarou. – Sem provocações.
- Não era você que não ia dormir... – Comentei. Ele me encarou surpreso.
- Não está cansada? – Me perguntou. Tive vontade de rir, mas apenas mordi os lábios.
- Um pouco, talvez. – Menti. Eu estava exausta.
- Sei... – Ele riu. – Você tá louca pra dormir. – Afirmou ainda rindo. Não seria uma má ideia tirar um cochilo, depois de todo esse sexo. – E eu disse: Por agora. – Ressaltou dando ênfase.
- Então, enquanto isso, vou concordar com você, e vou dormir. – Disse e ele riu. Olhei para o relógio, e já ia dar 22h30. Ainda bem que amanhã era domingo. – Caramba, a hora passou tão rápido. – Comentei e Arthur olhou para o relógio também.
- Estou com fome. – Disse passando a mão na barriga.
- Vai comer.
- Não está também?
- Estou com mais sono. – Admiti. – Portanto, eu vou dormir. Beijos e boa noite. – Finalizei me virando de bruços. Senti Arthur se inclinar sobre mim e apertar minha cintura.
- Boa noite... – Me deu um beijo no rosto. – E se mudar de ideia, estou lá na cozinha.
- Uhum... Não demora. – Pedi.
- Tá com medo de ficar sozinha é? – Implicou.
- Não. Mas posso sentir sua falta. – Disse e ele riu alto.
- Ooh amor... Não vou demorar sua chata carente. – Ele apertou meu nariz.
- Tô carente mesmo.
- Mesmo depois de tudo isso que fizemos? – Perguntou surpreso.
- Sim...
- Caramba, Luh! – Ele exclamou e se afastou levantando da cama. Provavelmente para vestir uma roupa. Ri baixinho e tirei os fios de cabelos que estavam em meu rosto. Arthur jogou o lençol sobre meu corpo. Me ajeitei na cama e ele depositou um beijo na minha bochecha. – Não demoro.
- Tá. – Murmurei.

Continua...


Gente, como eu expliquei ontem na C-Box, eu estava sem net, passei dois dias assim. Estava lenta demais, e mal tava enviando msgs, que dirá carregar outras coisas.

Se leu, comente! Não custa nada.

E aí, o que acharam do capítulo Hot? Comente haha

E ah, quem fez pergunta ou está curioso sobre algo, eu irei responder aos comentários do post anterior.

Beijos...

38 comentários:

  1. Aaaaaaaaah ... Muito bom como sempre haha quero saber qual a decisão ? E o que estou pensando ? Kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha... que bom. Ficou feliz \o/ :-D

      O que você está pensando que é? Haha

      Excluir
  2. Perfeitos haha podia postar outro hoje né? Esperar o fim de semana todo e tortura. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooh Sue, quem sabe se tiver bastante comentários eu não adiante e atualize a fic amanhã? E aí? Haha...

      Beijos...

      Excluir
  3. Amando cada vez mais, posta maiss

    ResponderExcluir
  4. Posta mais.
    4 dias sem web foi uma internidade.
    Ela vai ficar grávida?
    Posta mais hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei sem net, flor.. Não foi porque eu quis ;-)

      Será que vai? Não posso afirmar nada. E nem negar nada.

      Só amanhã, ok?

      Beijos...

      Excluir
  5. Amoooo de maissss esssaaa webb!!! Perfeita de maissss!!!!! N vai ter o POV da Mel falando da traição n ?? Postaa outro hjjj!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooow ♡ Que bom. Obrigada!

      Não. Mas Mel vai contar a Lua, em uma conversa. Então Lua vai narrar.

      Outro capítulo, só amanhã.

      Beijos...

      Excluir
  6. Amo mt essa web! Já quero mais capítulos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooh, que bom Lydi. Fico muito feliz. ♡

      Mais uma atualização amanhã.

      Beijos...

      Excluir
  7. Acho que ele resolveu ter outro filho e vai fazer supresa a ela kkk diz que sim kkk?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. An? Oi? Ficou meio confuso. Não seria "Acho que ela* resolveu...?" ... Não posso afirmar haha...

      Amanhã tem mais um capítulo!

      Beijos.

      Excluir
  8. Lua e seus misterio kkkkk ai vc não fica atras só diz vcs vão gosta dos proxios cap que tortura kkk dar uma dica pelomenos? curiosaaaa amei o cap :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os mistérios da Luh, são os meus também, Hellen. Haha... Não posso contar *_*

      Aah, se eu der dicas vai acabar o mistério. Mas garanto que vão se surpreender. Ooh...

      Aah, que bom. Fico feliz ♡

      Amanhã tem mais um capítulo.

      Beijos...

      Excluir
  9. Mais por favor curiosa :)

    ResponderExcluir
  10. Que fogo kkk hot perfeito ameiiii ansiosa para a novidadeo ue sera que Lua ta pensando kkk me conta? kkkk mais?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hot bem comentado. Falo é nada... hahaha...

      Aaah, Rosa, se ela não vai contar. Eu também não posso contar. Não ainda.

      Sim. Tem mais amanhã.

      Beijos...

      Excluir
  11. Haha muita tortura espera até o final de semana, acho que já sei o que a Lua está falando kkk fica no ar o que é KKK MAIS PELA AMOR DE DEUS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha Vanessa, está tão certa assim do que seja? Menos de 7 pessoas já chutaram e acertaram o pensamento de Lua.

      Tem mais um capítulo amanhã.

      Beijos...

      Excluir
  12. Eitaaa maratona u.u kkkkkkkk Socorroooo se eu imaginando fiquei cansada imagina Lua que tava fazendo kkkkkkkkkk
    adoreeeiiii acho que vem um mini Arthur por aí ♡♥♡♥ ou uma mini Lua kkkkk pq outra igual a Anie ñ tem *---*
    Milly tava pra por a policia atras de você :(
    Tahh demaissss ameiii *--* Ja curiosa pra saber a decisão que Lua tomou.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkk ficou cansada? Kkkkkkk tô rindo. Sério. Kkkkkkkkk vocês são demais.

      Oooh, será que vem? Uhm. Uhm. Não sei de nada *_*

      Vou me esconder aqui haha...

      Obrigada, Danni!

      Só respondendo a sua curiosidade: Luh não vai contar agora. E nem eu. Fuuuuii haha

      Beijos...

      Excluir
    2. Mais é um pique desse kkkkkkkk... Sei não kkkk Lua é imprevisivel '-' kkkkkkk
      num some ñ mrm :'(
      ahahaha malvada >.<
      bju

      Excluir
  13. Sempre surpreendendo.. Amooo d+ e pfv queremos maiss..
    Bjoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooh... Que bom! ♡

      Haha, amanhã tem mais capítulo, Rafa.

      Beijos...

      Excluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Mille que tal mais um cap? final de semana todo isso é massagre kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanhã tem mais um capítulo. Olha só, não vai ser tão massacrante assim. Haha

      Beijos...

      Excluir
  17. A web está perfeita!!!Luar é demais!!!Parabéns você tá mandando bem demais e a prova disso é deixar a gente sempre curiosa e com vontade de ler mais e mais!!!
    Bem que eles podiam ter outro filho seria demais!!Amando cada dia mais!!!
    Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Carol ♡ é reconheço que gosto de deixar vocês se roendo de curiosidade haha...

      Quem sabe tenham né? Uhm... Não posso negar e muito menos afirma nada.

      Beijos...

      Excluir
  18. Parabéns Milly! Sua web é ótima, e pelo que acompanho nos comentários muitas pessoas curtem! Você é muito talentosa, sua escrita é sem erros, uma web detalhada, com pequenos detalhes que nos fazem viajar e imaginar tudo se passando! Gosto da web pela história que você quer passar, apesar de ter certeza que tem muita coisa pra mudar por aí né? Hahaha seus capítulos sempre vem trazendo um mistério por trás e acaba numa parte que sempre nos deixa curiosas, entrado a todo momento aqui para Ver se já postou o próximo (pelo menos eu faço isso hahahah). Continue assim, adoro a web, e continuarei entrando todos os dias para ver se houve atualização ... Confesso que fico bem frustada quando entro e não tem, mas também bem feliz e animada quando vejo um novo ... Mas, só quero dizer, para não desanimar, você tem uma imaginação brilhante para a escrita, mesmo quem entre aqui e não encontre nenhum comentário, não desanime. Sei que é bem chato não tem muitos comentários porque parece que ninguém está acompanhado, coisa que eu duvido ahahah sua web é viciante ... Só dá uma preguiçinha de comentar as vezes! Enfim rsrs web perfeita! Amo amo amo! Parabéns de novo!
    Beijos, Suelen!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA, SUELEN! Nossa, ler esses comentários me deixa imensamente feliz. Vocês não sabem o quanto.
      Quando eu vi o tamanho do comentário, eu só consegui pensar 'UAU, CARAMBA' Fiquei muito feliz em ler, de verdade. E ah, eu só posto dia sim e dia não. E quando não posto, é porque não dá mesmo. Sim, muita coisa vai mudar. Oooh se vai. Haha eu gosto de deixar vocês se roendo de curiosidade, confesso haha...

      Ooh, Su. Passei recentemente por uma decisão bem dificil de ser tomada, e confesso que o fim desse sonho está bem próximo. Mas garanto que antes de tudo terminar, Eu finalizo as histórias que ainda estão pela metade.

      Ah, eu sei, mas eu gosto de saber o que vocês estão achando sabe? Tem capitulos que chegam a mais de 400 visualizações, e menos de 10 comentários, e isso deixa a gente bem triste. Quem escreve sabe, e vocês que leem, podem imaginar. Como você mesmo citou...

      Mais uma vez, muito obrigada pelas palavras, Suelen. De verdade, fiquei muito feliz em ler.

      Beijos...

      Excluir
  19. Posta mais.
    Adorava que tivesse 2 temporada.

    ResponderExcluir
  20. ameiiii maisssssssss

    ResponderExcluir