Adivinha quem sou esta Noite (Adaptada)- Capítulo 30 - 2º temporada

|




Vendo-me do outro lado do vidro, me cumprimenta. Como uma colegial, eu aceno de volta com um sorriso bobo que até eu me envergonho. JP Parker me cumprimentou de um jeito forte de ser!
Eu o assisto trabalhar com os olhos arregalados e percebo que já se passaram três horas! Isso me entristece.
Estou me divertindo tanto!
Quando volto para o estúdio ele está vazio, Omar me chama e me convida para entrar. Ele sabe que tudo isso me agrada e não perde a oportunidade de me seduzir com a música. Ao sair esbarro em Tony. Não parece muito feliz. Está acompanhado por J.P.Parker e olhando para mim, diz:
—Eu preciso de sua ajuda. –E antes que eu possa responder, ele acrescenta: — Você tem que cantar isso com ele.
Entre os sete males... não, oito, e digo em voz fraca.
— Como?!
— É uma canção coral que eu compus, mas não o convenci. – explica Tony. —Mas estou certo que se você cantar com ele, ele vai adorar.
Eu olho espantada.
Plano A: Eu corro sem olhar para trás.
Plano B: Eu digo que estou rouca, mas não vai acreditar em mim.
Plano C: Eu me desintegro.
Depois de pensar, eu decido que o melhor plano é o B. Estou rouca.
— Você tem um parafuso a menos? –Eu digo. — Como é que vou cantar? Estou rouca!
 Tony sorriu e respondeu calmamente:
— Não diga mentiras, vai crescer o nariz.
— Mas, Tony...
— Você tem uma voz linda, você sabe a música. Eu vou tocar a melodia no piano para que veja qual melhor tom para você. Fique calma vou te explicar e você fará muito bem.
— No... no... no. Está louco?
— Louco seria se eu não pedisse.– Ele sussurra— Você tem a voz perfeita para que JP se apaixone por esta canção. Por favor, Lua.
— Eu não posso... eu não posso! –E eu me recuso.
Mas Omar entra na conversa e diz:
— Se não fosse importante, Tony não pediria para você. Faça por ele, por favor.
Irritada, eu olho e respondo:
— Você também poderia fazer algo para sua esposa, você não acha?
Omar olha para mim, mas não diz nada. Finalmente, eu olho para Tony e digo:
— Tudo bem... eu concordo.
Os dois irmãos sorriem. Os Aguiar me conhecem. Acompanham-me até o microfone rodado, Tony senta ao teclado e J.P., com um gesto de aborrecimento, senta-se ao meu lado. Eu sorrio, mas ele não, fico um pouco nervosa. Mas não há nada a temer aqui. Sem desanimar, Tony toca a musica do começo ao fim e também canta. Eu ouço as suas instruções, as entendo e me permito fazer o melhor. Você consegue fazer isso? J.P. não está satisfeito com a música e assim se manifesta. Fala com Omar e mais dois homens, enquanto Tony olha para mim e diz onde quer que eu cante agudo. Quando ele começa a tocar a melodia para J.P., Omar e os outros homens se calam para ouvir e prestarem atenção. Em seguida, o rapper recebe os papéis que havia deixado minutos antes no piano e começa a cantar comigo.
Quando terminamos, parecia que meu coração iria sair pelo peito, mas J.P. pede para que Tony volte a tocar. Desta vez quem inicia e quem vai replicar serei eu. Então, eu faço isso. Pego o tom e desfruto da sensação, a qual começo a gostar. E pela sexta vez, J.P. sorri, e quando terminamos, ele coloca a mão no ombro de Tony e diz:
— Quero esta canção, irmão.
Abraço Tony e o comprimento. De repente, percebo que alguém agarra meu braço. Quando me viro, percebo que é J.P. que sorri e pergunta:
— Qual é o seu nome, olhinhos claros?
— Lua.
— Bem, Lua, eu adoraria que você cantasse a canção comigo na gravação do meu álbum. O que você acha?
Fico paralisada sem saber o que responder. Porra, ele é J.P. Parker!
Ao ouvir isso, Omar fala rapidamente:
— Ela é a esposa de Arthur. Em breve estará lançando sua carreira musical, e isso seria muito bom para vocês dois.
— Não... não...não. Você tá louco?
Quem lançará minha carreira musical?
Mas que mentirosooooooooooooooooo.
Porra... Porra... Que seja!
J.P. olha para mim. Trava seus olhos cinza em mim, dando o sorriso sedutor e diz:
— Se você me permitir, ficarei encantado de te apadrinhar.
Eu fico muda. Fico tonta, sem saber o que responder. Penso em algo, mas nada... Não consigo pensar em nada!
Durante vários minutos, eu os ouço falar sobre o assunto. Sem dúvida alguma, se esse cantor me apadrinhasse seria perfeito para minha carreira. Tony me olha e pisca para mim e diz:
— Sabia que isso iria acontecer, cedo ou tarde, certo? – Não respondo. Ele continua — J.P.te abrirá o mercado inglês. Um mercado competitivo, e se você gostar, terá muito o que ganhar.
Agarrando a camisa junto ao corpo, saímos do estúdio de gravação e entramos onde estão os técnicos. Sentamo-nos e Omar, sorri para a morena que estava no café, e diz ao técnico:
— Stefano, coloque para que escutemos. Eu fico surpresa quando escuto minha voz atrás dos alto falantes.
— Já gravaram a música? Ela foi unida com o rap J.P., e o resultado foi impressionante e original.
Foda-se, como é bom cantar!
Um tempo depois, quando saio do estúdio com Tony, entro em seu carro, olho e digo:
— Que bagunça que você me colocou, Tony.
— Por quê?– Ao ver minha expressão assente. — Ah... Bem... Arthur.
— Sim, Arthur.– Repito.
— Escuta, Lua, meu irmão é um idiota, ele sabe que você quer se dedicar a isso. Qual o mal disso?
— Eu prometi um tempo, Tony...Um tempo para ficar com ele.
— E você está dando.
— Eu sei, estou feliz e gosto disso. Sou tão feliz ao seu lado, que não preciso de mais nada. Mais nada.
— Te compreendo, e fico feliz em saber. Lua merece ser feliz, mas você também merece ser, mas você não pode ficar esperando todos os dias em casa, ele chegar do hospital. Você merece mais. É uma mulher jovem, dinâmica, com um grande talento. Tem que aproveitá-lo. Eu sei que meu irmão sabe. Mas ele não diz nada.
— Obrigada por suas palavras, mas agora não quero fazer mais...
— Não diga bobeiras, Lua. Como não vai querer alcançar seus sonhos.

Irritada por sua insistência, ou cometida pela minha própria teimosia, quando vou responder sendo mal educada, ele fala antes. 

5 comentários:

  1. aiii Lua ta certa !

    ResponderExcluir
  2. O Arthur surta só acho ele quer ela pra ele sem musicas no meio kkk maissssssssssss ?

    ResponderExcluir
  3. Porra, porraaaaa eu preciso de maaaiss, essa fic é tudo de melhor e o Arthur vai surtar, mas a Lua está certa, porém ela tbm merece ser feliz na música e com ele ai não sei só sei que vai dar merda e eu vou sofrer por isso ������������

    ResponderExcluir
  4. Arthur muito ciuento pra aceitar que ela cante de novo só acho vai dar mô rolo kkk

    ResponderExcluir