Adivinha quem sou esta Noite (Adaptada)- Capítulo 16 - 2º temporada

|





— O que você acha da Preciosa? – Pergunto.
— Como diz o nome, uma preciosidade.
 — E ela como pessoa? – Insisto.
— Que forte, eu sou a madrasta dela! Isso soa de uma maneira ruim, né? – Sorrio e ela pergunta:
— Isso não soa como a vilã do filme? Ai, fofinha... Seguramente a menina me odeia por ser a madrasta do seu conto. Que dano a Disney fez com alguns filmes.
Eu a persigo sem poder remediar e, enchendo de novo os copos, insisto:
— O que você pensa da pequenina?
— É uma fofura de criança. – Sorri. — Eu sempre achei, ainda que quando eu soube que o meu bichinho tinha uma filha foi um grande desgosto. Mas cada vez que vamos a Porto Rico vê-la, me apaixono mais por ela. Ela é tão doce e pequenininha que é impossível não gostar dela. – E baixando a voz, murmura:
—Omar não quer filhos, mas a Preciosa roubou o coração dele.
— E você? Quer filhos? Tifany assente e, encolhendo os ombros, responde:
— Eu adoraria! Mas estou consciente de que o bichinho não quer, não posso fazer nada. – E sorrindo para mudar de assunto, continua:
 — A Preciosa é ideal. Tem os olhinhos escuros da Selena Gómez, a cor de cabelo da Penélope Cruz e os lábios da Angelina Jolie. É perfeita!
Eu olho pra ela surpresa com o que disse. Está claro que pra ela que a aparência física é fundamental. Ao pensar na pequena, piro, pois realmente tem uma boquinha de Jolie. Que fofa!
Ainda que eu esteja cada vez mais afetada pela bebida, volto a beber e olhando pra minha cunhada super divina, digo:
— Se você não sabe encarar o ogro, ganhe ele pelo outro lado. Ame a Preciosa. O fato de você amar a menina e a menina amar você tenho certeza que fará com que Anselmo mude de opinião. Para ele, o amor é importante. Mais importante do que ele deixa aparentar.
A cara de Tifany é um poema.
— Lua...Eu sou a madrasta dela. Você acha mesmo que ela vai gostar de mim?
— Mas claro que sim! – Afirmo.
Ela sorri encantada e eu concretizo:
 — A menina está carente de carinho e de amor, e se você se propuser, ela não vai querer viver sem você. Vamos, Tifany, você é muito carinhosa. Ela enche o copo outra vez, a garrafa esvazia e ela põe de cabeça para baixo no cooler.
— Tenho um problema, fofinha. Não sei como cuidar de uma criança. Ai, Lua, como é difícil ser eu! – Bufo.
Plano A: Lhe dou dois tapões pra ver se ela se manca.
Plano B: Mudo de assunto e falo do vestido bonito que ela está, para que ela sorri e esqueça do mundo.
 Plano C: Continuo insistindo para ver se chegamos a algum lugar.
Escolho o plano C.
Minha cunhada merece e Preciosa também.
Eu sei que ela pode ser uma boa mãe para a menina. Sem dúvida alguma, no instante em que se conectarem tudo em suas vidas irá mudar. Só temos que encontrar uma forma de que ambas se encontrem e não possam mais viver uma sem a outra.
 — O que as duas estão fazendo aqui tão sozinhas? Ambas olhamos para trás e vemos o lindíssimo Tony se aproximando.
Senta-se junto com a gente e pergunta olhando para a garrafa de champanhe:
— Vocês beberam sozinhas? — Sozinhas. – Tifany afirma. Ele sorri e responde:
— Minhas duas cunhadas juntas, que luxo de loiras! – E olhando pra mim acrescenta
— Meu irmão está te procurando. Acho que ele quer ir embora. Estou a ponto de protestar quando Tifany sorri e cochicha:
— Tenho uma amiga ideal, Tony...Ideal pra você.
Ele se levanta e sorridente, diz enquanto se afasta:
— Adeeeeeeeus! Ambas rimos e quando Marc Anthony começa a cantar no palco, nos levantamos e corremos pra dançar.
Um bom tempo depois abandono a pista sedenta e esbarro com meu sogro que, ao me ver, diz:
— Pelo amor de Deus, essa sua avó roqueira conhece a decência?
Oh... Oh... Eu temo que o ogro a tenha visto com Ambrosius.
— O que aconteceu? – Meu sogro baixa o tom de voz e responde:
— Eu a encontrei saindo do banheiro com esse seu amigo e pelo seu aspecto desarrumado não se podia pensar nada de bom.
Porra, vó!
Eu rio sem poder remediar. Minha Ankie tem uma vitalidade tremenda. Agarrada no braço do meu sogro me dirijo com ele para beber algo. No bar nos encontramos com meu irmão Garret.
Continua falando com a garota que eu o vi flertando antes e isso me surpreende. Mas a surpresa desaparece quando ouço que falam entusiasmados dos filmes da guerra das galáxias.
Outra friki como ele?
Como costumam dizer, ―Deus cria e eles se juntam. Quando meu irmão passa ao nosso lado, diz:
— Que a força vos acompanhe, irmãos.
Rio e o pai de Arthur me olha, faz um sinal de negação com a cabeça e, sorridente, comenta:
— Se você já me parecia pitoresca, seu irmão e sua vó, nem te conto!
De primeira, quem conhece a minha família deve pensar que a muitos de nós falta um parafuso. Meu irmão Garret, com trinta e poucos anos é um doidão de marca maior, vestido no meu casamento de cavalheiro Jedi. Rayco é um assanhado sem tirar nem por. E a minha avó uma Heavy da cabeça aos pés, incapaz de conter seus impulsos sexuais. Reconheço. Minha família é peculiar.
Mas, vamos lá, como todas as famílias do mundo. Quem não tem um esquisitinho entre os seus?
Animada pela minha inocente avó Nira, subo ao palco para cantar uma canção das minhas ilhas. Minha preciosa terra Canária. Convido Pepe, Cintia e Manuela pra me acompanhar. Eles podem fazer isso melhor do que ninguém e, depois dos primeiros acordes, eu arranco com o pasodoble* Ilhas Canárias. (*Pasodoble é um estilo musical e uma dança de origem espanhola).
Todos escutam. Eles gostam do ritmo meloso da canção, ainda que eu saiba que muitos não entendem, pois canto em espanhol. Meus pais dançam agarrados e minha avó Nira anima Anselmo a dançar com ela. “Ay, Canarias latierra de mis amores Ramo de floresQue brota del mar Vergel de bellezasin par sonnuestrasislas Canarias quehacendespiertosoñar. Jardín ideal siempreen flor, son sus mujereslas rosas. Luz delcielo y del amor.“
Ai, Deus, me emociono ao cantar essa bonita canção!
Estar longe da minha terra ainda me faz chorar. Sem que eu possa conter, umas lágrimas brotam de meus olhos, sem embargo, sorrio.
Quero que todo mundo saiba que são lágrimas de emoção. Adoro minha pátria. Estou convencida de que sendo ―chicharrero, gomero, canarión, herreño, majorero, palmero, conejero, extremeño ou andaluz‖, a letra dessepasodoble te arranca o coração se você está fora da sua terra. Sorrio ao ver o olhar de minha avó Nira. 

3 comentários:

  1. Ai ammmo essa web ansiosa por mais!

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto da tifany kkk amando ansiosa por mais!

    ResponderExcluir
  3. poxa que Lua de mel demorada kkkk

    ResponderExcluir