Peça-me o que quiser agora e sempre - 2º temp. - 32º e 33º Capítulo (Adaptada)

|

Capítulo 32:

— Embora se empenhe em nos fazer viver numa redoma de vidro, para que nada nos aconteça — prossegue Sónia —, tem de entender que a vida está aí pra ser vivida e que não é por andar de moto ou saltar de paraquedas que vai te acontecer algo horrível. Se Hannah estivesse viva, diria a mesma coisa. Portanto, querida — insiste, me olhando —, se você quiser a moto, já é sua.

— Obrigada. Vou pensar no caso — sorrio, encantada.

Por fim, nós três rimos. Está claro que Arthur nunca ficará tranquilo com a gente por perto.

Entre risadas e confidências, fico sabendo que o tal Trevor é o dono da escola de paraquedismo que fica nos arredores de Munique. Isso desperta bastante minha atenção. Eu adoraria fazer um curso de queda livre. Mas em seguida, enquanto as ouço falando sobre aquela viagem à Suíça, me dou conta de que em dois dias é o Ano- Novo! E, incapaz de ficar quieta, pergunto:

— Vai voltar pro réveillon?

Ambas me olham, e Sónia responde:

— Por Deus, não. Vou passar com Trevor na Suíça.

— Arthur e Flyn vão passar sozinhos? — pergunto, espantada.

As duas confirmam.

— Sim — esclarece Sophia. — Eu já tenho planos e mamãe também.

Devo estar com cara de tacho, porque Sónia se vê obrigada a dizer:

— Desde que minha filha Hannah morreu, essa noite deixou de ser especial para nós, principalmente pra mim. Sophia entende e é ele quem fica com Flyn. — E mudando rapidamente de assunto, cochicha: — Sophia, Sophia, o que levo pra Suíça?!

Durante um instante, continuo ouvindo-as, enquanto penso que meu pai nunca na vida, nem nos mais remotos sonhos, deixaria minha irmã ou eu com minha sobrinha, sozinhas numa noite tão especial. Sophia, de repente, diz algo engraçado que me faz o menino pela mão.

Ele, que não é bobo, olha para nós três. É evidente que falávamos alguma coisa que não queremos que saiba. Sophia, para disfarçar, se levanta para cumprimentá-lo justo no momento em que Sónia me olha e murmura:

— Nem uma palavra sobre o que se falou aqui a meu emburrado filho. Guarde segredo, ok, querida?

Respondo com um sinal afirmativo quase imperceptível, enquanto observo que Arthur sorri por causa de algo que Flyn acabou de dizer.

Vinte minutos depois, nós cinco, reunidos em volta da mesa da sala de jantar, saboreamos um maravilhoso almoço alemão. Está tudo ótimo.

Às três e meia, estamos todos sentados na sala, batendo papo. Então noto que Arthur olha o relógio, vem se agachar ao meu lado e me diz, me olhando atento:

— Querida, em uma hora tenho de estar no estádio de Oberföhring. Não sei se você gosta de basquete, mas gostaria que viesse comigo e assistisse à partida.

Sua voz, sua proximidade e a forma de dizer “querida” fazem as mil borboletas que vivem dentro de mim levantar voo. Desejo beijá-lo. Desejo que me beije. Mas não é o melhor lugar para extravasar nossa paixão tão contida. Arthur, sem necessidade de que eu fale, sabe o que penso. Intui. Por fim, concordo com entusiasmo, e ele sorri.

— Eu também quero ir — diz Flyn.

Arthur deixa de me olhar. Nosso momento se rompeu. Arthur presta atenção à criança.
— Claro. Bote o casaco.


Capítulo 33:

Quinze minutos depois, no Mitsubishi de Arthur, nós três vamos para o estádio de Oberföhring. Na chegada, quando Arthur desliga o motor, Flyn sai a toda e desaparece.

Olho preocupada para Arthur, mas ele, pegando a sacola esportiva, diz:

— Não se preocupe, Flyn conhece o estádio muito bem.

Um pouco mais tranquila, pergunto enquanto caminhamos.

— Você notou como Flyn me olha?

— Lembra como Luz me olhava no começo? — Isso me faz sorrir. — Flyn é uma criança. Você tem de conquistá-lo como conquistei a Luz.

— Tudo bem, tem razão. Mas, não sei por quê, acho que teu sobrinho é como o tio dele, um osso duro de roer.

Arthur solta uma gargalhada. Então para, me olha e, pertinho de mim, se abaixa para ficar na minha altura.

— Se eu não estivesse de castigo — murmura —, eu te beijaria agora mesmo, louco de paixão. Depois te meteria no carro, te arrancaria a roupa e transaria com você com verdadeira devoção. Mas, pra minha infelicidade, você me botou de castigo, e sem a menor chance de fazer nada do que desejo.

Meu coração quase sai pela boca. Tum-tum, tum-tum...

Santo Deus, como me deixou o que ele acaba de dizer! Quando estou disposta a beijá-lo, ouço:

— Lua! Arthur!

Olho à minha direita e vejo Frida e Andrés com Glen. Nem preciso dizer: nos abraçamos efusivamente.

— Você também joga basquete? — pergunto a Andrés.

O médico me pisca um olho, achando graça.

— Sou o melhor do time — cochicha, e todos sorrimos.

Quando chegamos aos vestiários, Frida e Andrés se beijam.

Que bonitinhos!

Arthur me olha com desejo, mas não vem para o meu lado.

— Vá ficar com Frida, meu amor. Te vejo depois da partida.

Deus meu, quero que me beiiiiiijeeee! Mas não. Não beija. Desaparece atrás da porta. E quando ela se fecha, minha cara de idiota deve ser tamanha que Frida pergunta:

— Não me diga que ele ainda está de castigo?

Como a boba que sou, confirmo, e minha amiga dá uma risadinha.

— Anda, vamos pra arquibancada torcer pelos nossos rapazes. Olha, adorei suas botas. São sensacionais, muito sexy!

Mergulhada em meus pensamentos, sigo Frida. Passamos por uma porta, e me deparo com uma bela quadra de basquete. Aí está Flyn, sentado numa arquibancada amarela, brincando com seu PSP. Ao nos ver, vem direto até Glen, sem falar com a gente. Gosta do bebê. Nos sentamos, e Flyn pede a Frida que deixe o bebê com ele.

Ela deixa, e por uns minutos observo como faz caretas para que Glen sorria.

A quadra vai se enchendo de gente. De repente, Flyn devolve o bebê para a mãe e vai se sentar mais embaixo. Frida me olha:

— Como tá se saindo com Flyn?

Encolho os ombros.

— Sinceramente, acho que não foi com minha cara. Não quis jogar comigo e quase não fala comigo. É sempre assim ou é pessoal?

Frida ri.

— É um bom menino, mas não é muito comunicativo. Imagine que eu o conheço desde que nasceu e não troquei mais de dez palavras com ele. É louco pelas maquininhas e jogos. Agora, quando vê Glen, é todo sorrisos. — Então se cala um instante, depois murmura: — Credo, que horror! Vou ao banheiro trocar as fraldas deste gambazinho ou morreremos todos com este fedor.

— Não quer que te acompanhe?

— Não, Lua. Fique aqui. Não demoro.

Quando Frida sai, noto que Flyn se deu conta de que fiquei sozinha. Sorrio, convidando-o a se sentar comigo, mas ele resiste, nem se mexe. Me dou por vencida.

Cinco minutos depois, entra um grupo de mulheres da minha idade, todas elegantérrimas e perfumadas até não poder mais. Sentam justamente na minha frente e parecem muito animadas enquanto falam do salão de um cabeleireiro. Aí entram os jogadores para o aquecimento, e fico admirada ao reconhecer com quem Arthur e Andrés falam. É Björn!

Me dá um calorão de morte. Na quadra, a poucos metros, está o homem que eu adoro com toda a minha alma com outros dois com quem me compartilhou na cama.

Ufa, que vergonha! Dissimulo e me abano com a mão, enquanto não sei para onde olhar.

Quando consigo que meu coração deixe de bater a 2 mil por hora, olho a quadra e fico vermelha de novo ao ver que os três homens me olham e acenam. Com timidez, levanto uma das mãos como resposta. As mulheres que estão na minha frente acham que é para elas que se dirigem e cacarejam como galinhas, enquanto acenam entusiasmadas.

Sei que não posso afastar o olhar de meu Iceman. É tão sexy... Ele me olha, quica a bola, me pisca um olho, e eu sorrio como uma boba. Santo Deus, ele está tão sensacional de amarelo e branco que tenho vontade de gritar: “Lindo, lindo, lindo!”

Flyn vai até o tio, que, contente, lhe joga a bola. O menino ri, e Björn o pega e rodopia com ele. Por uns segundos, ele é o centro da brincadeira dos homens e está feliz. Seu rosto muda e, pela primeira vez, eu o vejo sorrir como uma criança de verdade.

Quando Flyn se retira e se senta no banco dos reservas, observo orgulhosa como

Arthur se move na quadra. Nunca o tinha imaginado no papel de atleta e estou adorando!

Por uns minutos, fico curtindo a cena, e involuntariamente ouço uma das mulheres que está sentada à minha frente dizer:

— Que sorte, hoje joga o homem que desejo ter na minha cama.

— E eu na minha — diz logo outra.

Todas riem, e eu também, disfarçando. Este tipo de comentário entre amigas íntimas é dos mais normais. Tudo é divertido, e curto o momento, até que outra exclama:

— Meu Deus! Arthur está melhor a cada dia. Olha lá as pernas dele. — Todas riem de novo, e a loira idiota, porque não há outra palavra para ela, acrescenta: — Ainda lembro da noite que passei com ele. Foi sensacional.

Meu sangue ferve.

Toc, toc — o ciúme bate na minha porta.




Ela fica gravida sim :) mas isso ainda é só na terceira temp. ainda vai acontecer muita coisa.
O Flynn por enquanto nao vai facilitar a vida da Lu. Ela ainda vai sofrer um bom bocado mas com o tempo ele acaba se rendendo aos encantos dela tambem e depois nao vai poder viver sem ela ;)

14 comentários:

  1. Tira ele logo do castigooo kkkk
    To surturdando já
    Posta +++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  2. Ahhh mdssssss..... Só quero vê o q lua vai fazer.. Posta maisssssss,!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Aaa TADINHO DO ARTHUR , ELE TEM QUE SAIR DESSE CASTIGO LOGO KKKKK' AAAAA POSTA MAISSS, NECESSITOOOOOOOOOOOOOOOOOOO :('

    ResponderExcluir
  4. Lua com ciúmes! Também para fazer essas putas pararem de falar do Arthur, Lua poderia chegar e lascar um beijo nele! CONTINUAA!!! POSTA ++++++++++

    ResponderExcluir
  5. ameiiiii,,como sempre a web está perfeita <3
    -allana

    ResponderExcluir
  6. Flynn facilita logo pra lua coitada..

    ResponderExcluir
  7. Cada dia mais amo essa web <3

    ResponderExcluir
  8. Tira logo o thur do castigo dá até pena dele..<3

    ResponderExcluir
  9. A lua cheia de ciúmes..web mais que perfeita <3

    ResponderExcluir
  10. MORRENDO DE CURIOSIDADE PELA 2º E 3º TEMPORADA SE EU JÁ AMO A 1º IMAGINA AS OUTRAS..<3 <3 <3

    ResponderExcluir
  11. O ARTHUR TA SUBINDO AS PAREDES KKKKKK' CONTINUAAA HJ, NECESSITAMOOOOOS KKK' !

    ResponderExcluir
  12. Pf ajuda logo a lua ,tiravo thurvdo castigo e faça com que o flynn deixe logo de ser assim com a lua .SUA WEB E PERFEITA 👏👏👏✌✌✌❤❤💋

    ResponderExcluir
  13. Posta maiss ++++++++

    ResponderExcluir