Treinando a Mamãe 2

|
Capitulo 20

Era 7 da manhã. Thammy e Théo já estavam sob a mesa tomando café-da-manhã que  Amy teria preparado. - Ela ainda estava preparando uma jarra de suco de laranja. - Nem Lua e nem Arthur teriam aparecido na cozinha ainda. Pelo menos não naquele momento. Em seguida, o primeiro a entrar na cozinha foi Arthur.
- Bom dia. - Disse tão seco que até as crianças notaram. Ele logo sentou-se sob a mesa.
- Bom dia... - Amy respondeu, olhando-o após colocar a jarra de suco na mesa. - Espero que seja um bom dia mesmo.
- Bom dia! - Lua entrou logo em seguida, toda arrumada. Com uma saia preta justa e de cintura alta. Com uma blusa cor bronze de cetim. O cabelo preso em um rabo-de-cavalo formal e uma maquiagem leve. Thammy e Théo ficaram boquiabertos, mas continuaram calados na mesa. - Hum... mesa linda, amor. - Beijou a testa de Amy, que estava prestes a senta-se.
Amy sorriu suave e sentou sob a mesa. Lua deu a volta na mesa, para sentar ao lado de Thammy, para não ter que sentar ao lado de Arthur.
- Vai sair? - Amy quebrou o silencio.
- Uhum. - Confirmou balançando a cabeça, e pegando uma torrada.
- Vai pro shopping, a essa hora da manhã mamãe? - Théo perguntou, inclinando o corpo para frente, para poder olhá-la.
- Não filho. - Olhou para ele, e depois passou geleia na torrada, levando-a até a boca. - Vou resolver umas coisas mesmo.
Arthur queria disfarçar a curiosidade mas estava na cara que ele estava se mordendo de curiosidade para saber para onde ela iria tão linda daquele jeito. Quer dizer... Linda ela sempre é, mas ela não era acostumada a acordar cedo e muito menos para sair de casa. Mas ele não disse nada, e ainda tentou desviar o olhar dela várias vezes.
- Está linda mamãe. - Thammy disse, pegando o seu copo de leite morno e levando até os lábios.
- Obrigada, pequena. - Olhou para ela, e sorriu. Em seguida mordeu a torrada.
- Preciso ir, ou então chego atrasada. - Amy bebeu rápido o copo de suco, e pegou uma maça na fruteira encima da mesa. - Beijos e mais beijos. - Levantou-se da mesa, pegando a mochila.
- Mas... Mas... - Lua tentou alar, mas Amy já tinha saído. - Nem comeu. - Concluiu a frase, em um sussurro.
- Pra onde você vai? - Arthur não conseguiu se conter e perguntou.
- Se te interessasse já teria contado. - Foi seca, e nem lhe olhou nos olhos.
- Vai ser assim?
Thammy e Théo ficaram olhando para os dois, um por vez, enquanto se alfinetam. Logo Thammy bufou e discordou com a cabeça, largando o pão que comia, no prato, limpando os lábios com guardanapo e pulando da cadeira.
- Vem Théo. - Ela parecia bem chateada.
Théo tomou o resto do seu café-com-leite e pulou da cadeira também. Amy deu uma encarada tanto em Lua quanto em Arthur, e segurou na mão de Théo que abaixou a olhar, e saíram da cozinha, deixando os dois sozinhos.
As crianças foram para a escola e Lua saiu de casa sem dar nenhuma satisfação para Arthur. Jack já estava lhe esperando em um ''café'' que ficava próximo ao clube. Pelo primeira vez na vida, Lua não se atrasou, Lá estavam dois empresários na qual, teriam convidando-a para fazer publicidade, ou seja, alguns comerciais.
- Bom dia. - Ela chegou, cumprimentando-os.
- Tudo bem, Lua? - Um deles, o mais velho, indagou olhando-a.
- Tudo ótimo. - Sorriu, tentando transparecer cautela.
O mais novo e muito bonito, levantou-se de onde estava. Perecia encantado com a beleza dela. Após levantar, rodeou a mesa e puxou uma cadeira para Lua que logo sentou-se agradecida. Ele voltou para sua cadeira e tornou a fitá-la.
- Obrigada. - Ela respondeu.
- Magina. - Foi a primeira palavra dele e por sinal sua voz era linda. - É um prazer conhece-la.
Ela assentiu com a cabeça, se encabulando com aqueles olhos chamativos dele.
- Bem, esse é o Tobias. - Jack se referiu ao mais velho, que deu uma olhadela formal para Lua. - E este é seu filho, Fernando. - Jack maneou a mão para Fernando que deu aquela olhadela intensa para Lua, que assentiu sem graça. - Vamos ao que interessa.
- Sim. - Tobias se aprumou na cadeira.
- Lua, temos comercias para você. Na verdade, você é a nossa tenista Volver. - Fernando disse, com uma cautela impressionante.
- Tenista volver? - Lua franziu o cenho, entusiasmada.
- O nome da nossa marca. - Tobias acrescentou. - Na verdade Lua, você é a garota certa desde o ano passado.
- Pensamos que nunca mais teríamos a oportunidade de estar te fazendo este convite. - Fernando se aprumou na cadeira e juntou as mãos diante da masa. - Agora, você só precisa aceitar.
- Antes de aceitar qualquer coisa vamos pedir alguma coisa? - Jack ergueu a mão para chamar o garçom. - O que vão querer? Eu quero apenas um café com leite e torradas.
- Eu, apenas um café. - Tobias disse, simples.
- Cappuccino.
- Idem. - Lua concordou com o pedido de Fernando.
Eles tomaram o café, comeram alguns pães de forno e torradas e então voltaram para a reunião.
- E ai, Lua?
- Hã... Eu...
- Lua, você não pode recusar. São 100 mil reais só no começo. - Fernando anunciou, charmosamente. - Uma agencia só sua na nossa empresa. Isso significa que você será além de tenista, uma empresária de sucesso.
Lua ficou boquiaberta, olhou para Jack e sorriu ainda incrédula. Lua suspirou fundo e colocou as mãos encima da mesa em descanso. Em seguida, olhou para Fernando novamente.
- 100 mil? - Disse, risonha e ainda surpresa.
- Durante os meses do contrato. - Ele afirmou.
- 100 mil por mês, na sua conta. - Tobias continuou, e Lua logo olhou para ele. - Pense antes de falar não.
- Por mês.... 100 mil, agencia, fotos, publicidade, treinos... - Lua ficou tensa e olhou para jack que estava do seu lado. - Impossível. - Sussurrou.
- Lua... Você sabe que não é impossível.
Lua estava contra parede, até seu celular que estava encima da mesa, vibrar. Era Arthur. A raiva de Lua subiu, e então ela lembrou da briga que teve com ele no dia anterior. Sem  pensar duas vezes, ela já queria assinar logo o contrato.

                                                                                                  Continua....................

8 comentários:

  1. Continua continua continua continua continua

    ResponderExcluir
  2. Eitaa tomara que despois Lua ñ se arrependa.

    ResponderExcluir
  3. Tomara q a Lua não se arrependa msm!

    ResponderExcluir
  4. Prefiro a Lua trabalhando e não só uma dona de casa

    ResponderExcluir
  5. Pra tudo tem um jeito!
    Tenho certeza que Luar vai dar um jeito e não vai precisar de uma babá.

    ResponderExcluir