Peça-me o que quiser (Adaptada)- Capítulo 104

|

Estou ardendo. Quente. Vou explodir. Essa declaração de posse me excita e murmuro inquieta:

— Você disse que você e Andrés já transaram juntos com Frida.

— Sim. — E, aproximando sua boca do meu ouvido, me pergunta: — Quer transar comigo junto com outros homens?

Imaginar a cena me excita, me inquieta, me estimula.

— Arthur...

— Ah... moreninha, acho que vou ter que te controlar. Você é mais curiosa do que eu imaginava, mas gosto da sua curiosidade. Me deixa louco.

Isso me faz rir. Ofereço minha boca, que ele aceita com voracidade.

— Se formos à festa amanhã, o que vai acontecer lá?

— O que você quiser.

— Mas... mas ali...

— Ali as pessoas têm um objetivo específico, pequena. Todas querem o mesmo: sexo.

Se você quiser, terá. Pode assistir ou participar, tudo depende de você.

— E você... o que você quer?

Arthur passeia sua boca por meu pescoço.

— Depois da conversa tão interessante que acabamos de ter e de você me deixar duro desse jeito, o que eu quero é te comer e permitir que outros te comam. Adoro ver sua cara quando você goza. E, como agora sei o que é que te excita, quero oferecer seus seios, sua vagina e ficar observando tudo. Isso vai me dar um prazer enorme.

Tudo o que ele diz provoca em mim o efeito desejado e sinto que agora eu é que quero realizar todas essas fantasias. Minha respiração se acelera. Arthur sorri.

— Seu corpo diz pra pedir o que eu quiser. E sei que agora mesmo qualquer coisa que eu propusesse você toparia, porque está tão excitada, tão caliente, que você quer, né?

— Sim — admito.

Arthur se levanta e me estende a mão.

— Vem comigo.

Não hesito. Dou a mão a ele e saímos da jacuzzi.

Pega uma toalha e a coloca em torno do meu corpo. Me enxuga com carinho.

— Lu... quero que fique bem claro que nunca farei nada sem o seu consentimento.

Não me perdoaria se você reprovasse algum comportamento meu. Você é muito importante pra mim.

— Não vou reprovar nada, Arthur. É só que me assusta o desconhecido, mas quero experimentar ao seu lado.

Minha resposta parece agradá-lo, e ele me beija. Me beija com paixão e juntos caminhamos para dentro da casa. Mas, em vez de me levar para o quarto, me faz virar em outro corredor. De repente escuto gemidos e, ao chegar a uma porta que está entreaberta, olha para mim e diz:

— Andrés e Frida estão lá dentro. Quer entrar?

Faço que sim, mas sussurro:

— Desde que você não se separe de mim.

— Nunca tenha dúvida disso, querida. Você é minha.

Sua possessividade me agrada e, quando entramos no quarto, minha respiração fica irregular. Estou nervosa, excitada, mas tenho medo. Vejo uma cama redonda no meio de uma enorme sala azul. Há uma música tocando, e Frida e Andrés fazem um 69. Ao nos verem, param o que estão fazendo e olham para nós. Arthur fecha a porta e tira minha toalha. Estremeço.

— Você decide, Lu.

Sua voz me faz voltar à realidade e, diante do olhar atento dos outros, murmuro:

— Quero participar da brincadeira.

Arthur me beija. Depois olha para Andrés, que se levanta da cama totalmente nu. Ele nos rodeia e fica atrás de mim. Olho para Arthur e sinto seu amigo desamarrando a parte de cima do meu biquíni.

Meus seios roçam o peito de Arthur e meus mamilos ficam arrepiados imediatamente.

Meu Deus... meu deus grego não tira os olhos de mim. Está sério e imperturbável quando se dirige a seu amigo.

— Andrés, tire a parte de baixo do biquíni.

Sua voz me excita. Sua possessividade em relação a mim. E, quando sinto os dedos de Andrés abaixando minha calcinha, solto um gemido. Sua respiração na minha bunda me provoca arrepios.

Uma vez nua, minha excitação é tão grande que o medo desaparece para dar lugar à perversão, e Arthur sorri. Sabe que estou bem e com vontade.

— Posso tocá-la? — pergunta Andrés atrás de mim.

Arthur vê que estou de acordo. Ele então responde:

— Sim.

Instantes depois, as mãos de Andrés passeiam pelo meu corpo. Toca meus seios, minha cintura, continua descendo e enfia um dedo em mim. Frida se aproxima e Arthur se afasta. Ela se agacha, me faz abrir as pernas e sua boca vai direto bem lá dentro de mim.

Fecho os olhos. Minhas pernas tremem enquanto Andrés e Frida me tocam e desfrutam do meu corpo. Ao ver a cena, Arthur aproxima seus lábios dos meus e sussurra:

— Isso... assim... aproveite.

Por alguns minutos eu sou o bombonzinho deles. Quatro mãos percorrem meu corpo e duas bocas se dedicam em me arrancar gemidos, enquanto Arthur nos observa com os olhos brilhantes de luxúria. De repente, Arthur toca a cabeça de Frida e ela para de me acariciar. Depois se vira e eu a vejo acariciando o peito de Arthur.

Enfia a mão na sunga dele, põe o pênis para fora e o aproxima de sua boca. Estende a língua e começa a lamber todo ele.

Excitada, não consigo deixar de olhar, enquanto Andrés morde meus mamilos. Frida curte o que está fazendo e lambe Arthur como se fosse um sorvete. Enfia o pau totalmente na boca e acaricia os testículos. Eu olho... olho.... olho e sinto minha excitação ficar ainda mais forte. Estou com tanto tesão, que me agacho um pouco para facilitar o movimento de Andrés nos meus mamilos, que ofereço como um banquete.

Arthur estremece, eu solto um gemido e o ouço murmurar:

— Vamos pra cama.

Nós quatro, andamos até a cama. Arthur tira a sunga deixando ver sua perfeita ereção.






Comentem lindas :)
Nah-  Se eu contar não tem piada amor

14 comentários:

  1. Uiii que hottttt.... Ansiosa pelo próximo!!!!

    ResponderExcluir
  2. Xente que safados kkkkkkkk,Frida nao se empolga mto nao minha filha ruum,maaaaais

    ResponderExcluir
  3. S.O.S *O* kkkkkk gente que que isso u.u
    kkkk nem esperaram a festa 66'
    Jess tu mata nois mlr kkkkkkkkkkk
    adoreeiii u.u

    ResponderExcluir
  4. Wwow.... Hottttt .... Que isso hahahahah posta mais agora vc so ta postando de um poxa ....��:'( :'( web muito boa❤

    ResponderExcluir
  5. Esse hott foi o melhor que eu já vi na minha existência muito perfeito eu n consigo respirar faltou o fôlego essa web é minha salvação em tudo ♥♥

    ResponderExcluir
  6. Posta um mais romântico please ... Tá tipo foda essa web

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Frida minha quiirida se aquete o arthur ja tem dona viu amore kkkk,vai demorar mt pra ele pedi-la em namoro?Posta mais
    Gabs❤️

    ResponderExcluir
  9. no terceiro livro eles se casam, ela fica gravida e chama o bebe de medusa, sempre q vão ver o sexo o BB ta de pernas fechadas, eles só descobrem quando ele nasce. é um menino q terá o mesmo nome do pai

    ResponderExcluir