Peça-me o que quiser (Adaptada)- Capítulos 8 e 9

|
Capítulo 8:
Chego em casa às sete e meia. Dou oi para o meu gato Trampo, que vem bem devagar me receber. Largo a bolsa no sofá cor de berinjela, vou até a cozinha, pego seu remédio, abro a boca de Trampo e lhe dou umas gotas. O coitadinho nem se perturba mais.
Após dar sua cota diária de carinho, abro a geladeira para pegar uma Coca-Cola. Sou viciada em Coca-Cola... é desesperador! Sem pensar em mais nada, vejo a pilha de roupas para passar que estão em cima da cadeira. Embora viver sozinha e ser independente tenha lá suas vantagens, se eu estivesse morando com meu pai essa roupa toda com certeza estaria passadinha e pendurada no armário.
Depois de terminar a lata de Coca, corro para o banho. Antes, ponho um CD do Guns’n’Roses. Adoro essa banda. E Axl, o vocalista, com esse cabelo e essa cara de gringo, e com seu jeito de mexer os quadris. Fico louca! Entro no banheiro. Tiro a roupa enquanto cantarolo Sweet Child O’Mine:


She’s got a smile that it seems to me,
Reminds me of childhood memories
Where everything was as fresh as the bright blue sky.


Que maravilha! Que voz esse homem tem! Instantes depois, suspiro ao sentir a água quente caindo sobre minha pele. Faz com que eu me sinta limpa. Mas, de repente, o senhor Aguiar e seu jeito de falar comigo surgem em minha mente, e minhas mãos, escorregadias por causa do sabonete, descem pelo meu corpo. Abro as pernas e me toco.
Ah, sim, Aguiar!
Pensar em sua boca, em como percorreu meus lábios com sua língua, me excita.
Lembrar de seus olhos e dele todo me deixa a mil. Calor de novo! Minhas mãos deslizam sobre mim, e uma delas se detém no meu seio direito, enquanto a voz penetrante do vocalista do Guns’n’Roses continua a ecoar. Toco o mamilo direito com o polegar, fazendo-o ficar duro. Mais calor!
Fecho os olhos e imagino que é Aguiar quem o toca, quem o endurece. Não o conheço. Não sei nada sobre ele. Mas sei, sim, que sua proximidade me enche de tesão.
Solto um gemido bem no instante em que ouço o toque do meu telefone. Deixo tocar.
Não quero interromper esse momento. Mas no sexto toque abro os olhos, saio da minha bolha de prazer, pego a toalha e corro até o quarto para atender.
— Por que demorou tanto pra atender?
É minha irmã. Como sempre, na hora errada e fazendo mil perguntas.
— Eu estava no banho, Raquel. Algum problema?
Sua risadinha me faz rir também.
— Como está o Trampo?
Dou de ombros e suspiro.
— Igual a ontem. Sem muita novidade.
— Maninha, você tem que estar preparada. Lembra o que o veterinário disse.
— Eu sei, eu sei.
— O Fernando te ligou? — me pergunta após um breve silêncio.
— Não.
— E você vai ligar pra ele?
— Não.
Minha irmã não se contenta com minha resposta e insiste:
— Lua, esse cara é ideal pra você. Tem um trabalho estável, é bonito, gentil e...
— Então fica você com ele.
— Lua! — protesta minha irmã.
Fernando é o típico amigo da vida toda. Nós dois somos de Jerez. Meu pai e o pai dele vivem nessa cidade linda e a gente se conhece desde pequenos. Na adolescência começamos um rolo que continuou quando já éramos adultos. Ele mora em Valência, e eu em Madri. É inspetor de polícia, e nos vemos nas férias de verão e inverno quando nós dois vamos a Jerez ou em viagenzinhas relâmpago que ele faz a Madri com qualquer pretexto para me ver.
É alto, moreno e divertido. Com ele eu consigo passar horas rindo, porque tem um humor e um encanto irresistíveis. O problema é que não estou tão envolvida por ele quanto eu sei que ele está por mim. Gosto dele. É meu casinho de verão e trocamos fluidos quando vem me ver. Nada além disso. Não quero mais nada, embora vez ou outra minha irmã, meu pai e todos os nossos amigos de Jerez se empenhem em fazer a gente ficar juntos.
— Escuta, Lua, não seja idiota. Liga pra ele. Disse que iria te ver antes de ir a Jerez e com certeza vai fazer isso.
— Ai, Raquel, como você é chata!

Capítulo 9:
Minha irmã sempre faz a mesma coisa: me enche o saco e, quando percebe que vou falar alguma besteira, muda de assunto.
— Quer vir jantar aqui?
— Não, tenho um encontro.
Ouço-a bufar.
— E posso saber com quem? — pergunta.
— Com um amigo — minto. Do jeito que ela é puritana, se eu disser que é com meu chefe ela vai desmaiar. — E agora, irmãzinha, chega de perguntas.
— Tá bom, você sabe o que faz. Mas continuo achando que está enrolando o Fernando e ele vai acabar se cansando de você. Espera só!
— Raquel!
— Tá bom, tá bom, maninha, não digo mais nada. Aliás, hoje voltei a receber flores do José. O que você acha disso?
— Caraca, Raquel, o que você quer que eu ache? — respondo irritada. — É um gesto carinhoso da parte dele.
— Sim. Mas ele nunca tinha me dado dois buquês de flores num intervalo de três semanas. Aí tem. Alguma coisa tá rolando, eu sei. Eu o conheço e sei que ele não é tão gentil assim.
Olho o relógio digital sobre a mesinha: são oito e cinco. Mas, disposta a aguentar as paranoias da minha irmã, levo o telefone pro banheiro, deixo-a esperando na linha e enrolo o cabelo numa toalha.
— Vamos lá, o que houve?
Como já está virando rotina, Raquel me conta a última briga com o marido. Estão casados há dez anos, e a vida deles deixou de ser emocionante quando nasceu Luz, minha sobrinha. Suas contínuas crises conjugais são o assunto preferido dela, mas me cansam.
— A gente já não sai juntos. Não anda de mãos dadas. Ele nunca me convida pra jantar. E agora, do nada, me manda dois buquês de flores. Não acha que ele está se sentindo culpado por alguma coisa? Minha cabeça quer gritar: “Sim! Acho que seu marido está te traindo!” Mas minha irmã é uma sofredora nata, então respondo rapidamente:
— Não acho. Talvez ele tenha visto as flores e se lembrou de você. Qual é o problema?
Após meia hora de papo com ela, finalmente consigo desligar o telefone sem falar do meu estranho encontro com o senhor Aguiar. Gostaria de contar a ela, mas minha irmã logo me diria: “Você está louca? É seu chefe?” Ou quem sabe: “E se for um assassino de mulheres?” Então prefiro ficar quieta. Não quero pensar que ela pode ter razão.
Às 20h40, fico histérica ao revirar meu armário.
Não sei o que vestir.
Quero estar linda como ele me pediu, mas a questão é que minhas roupas são bem básicas e funcionais. Terninhos para o trabalho e jeans para sair com os amigos. Acabo escolhendo um vestido verde que tem um corte bonito e se ajusta às minhas curvas, e resolvo estrear um par bem provocante de sapatos altos. Minha última extravagância.
Volto a consultar o relógio, nervosa. Já são 20h50.
Sem tempo a perder, ligo o secador e seco meu cabelo mecha por mecha. Para meu espanto, o resultado me agrada. Como não sou de me maquiar muito, passo delineador, rímel e batom. Odeio usar muita maquiagem; isso eu deixo para minha chefe.
Toca o interfone. Olho as horas. Nove em ponto. Pontualidade alemã. Atendo nervosa e, antes de abrir a boca, ouço uma voz:
— Senhorita Blanco, estou esperando aqui em baixo. Desça.
Após balbuciar um tímido “Estou indo”, desligo. Em seguida pego minha bolsa, beijo a cabeça de Trampo e me despeço dele. Dois minutos depois, ao passar pela portaria, vejo-o apoiado num impressionante BMW cor de vinho. Porém o mais impressionante é ele próprio, em seu terno escuro. Ao me ver, Arthur vem e me dá um beijo educado na bochecha.
A senhorita está muito bonita — observa.
Tenho duas opções: sorrir e agradecer ou ficar quieta. Opto pela segunda. Estou tão nervosa e desconcertada que, se eu disser algo, nem sei o que pode sair da minha boca.
Ele abre a porta de trás do carro, e eu me surpreendo ao ver que temos um motorista.
Uau, que luxo!

O tão esperado encontro acontece. Ansiosas??
Querem mais 3 capítulos ainda hoje???
Então já sabem o que fazer!!!! :) <3

12 comentários:

  1. Ain mds mortaaa de curiosidade, web perfeita,diva,maravilhosa...

    ResponderExcluir
  2. Posta to curiosa para saber o q vai acontecer

    ResponderExcluir
  3. Menina vc arrasa. Que web maravilhosa !!!!! /Mih

    ResponderExcluir
  4. Amando essa web.
    Nanda N

    ResponderExcluir
  5. Socorroooo, o que será que vai rolar ?!?!
    Morrendo de curiosidade !!
    Posta +++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  6. É hj!!! Ja quero mais urgentemente!

    ResponderExcluir
  7. Gentee comentem mais por favor necessito de mais hj *-*

    ResponderExcluir
  8. Não me tortura posta ainda hoje! Simplesmente amando

    ResponderExcluir
  9. Maravilhosoooo posta maisss

    ResponderExcluir
  10. Comecei a ler hoje a web amando ansiosa por mais ;)

    ResponderExcluir