Forever Too Far - Capitulo 39

|
Capitulo dedicado para o Anonimo que pediu HOT


Lua
Eu precisava sair de casa. Arthur não queria levar Miguel e eu a qualquer lugar e uma vez que eu era a fonte de alimento do Miguel, não poderíamos ficar separados por muito tempo. Ele ainda se recusava a usar uma mamadeira. Eu já havia tentado bombear o leite e alimentá-lo, mas não estava funcionando. Ele só me queria.
O que era doce, mas como seu pai era um maldito super protetor ele ficava irritado quando as pessoas se aproximavam e queriam segurá-lo.
Fiquei incomodada até que as minhas seis semanas foram-se e estava ok para faze  sexo outra vez, seria impossível para ele conviver com isso. Eu precisava fazer alguma coisa para excitá-lo ou ele ia explodir.
A primeira semana em casa foi fácil. Estava cansada e Miguel não dormia muito a noite, então eu não era fisicamente capaz de sair durante o dia. Senti-me mal por não ir ao funeral do Sr. Roncato. Fernando era meu amigo e eu odiava que ele tivesse perdido o pai de forma tão inesperada. Arthur me assegurou que Fernando estaria bem depois comecei a chorar quando eu ouvi a notícia. Eu não conhecia o Sr. Roncato estão minha única desculpa para chorar era que estava tendo problemas hormonais.
Ou pelo menos é o que meu médico me disse.
A necessidade incontrolável de chorar foi embora no dia em que fui capaz de prender minha calça jeans pré-bebe sem nenhum problema. Eu tinha ido para o quarto do Miguel e balançado-o por uma hora, enquanto ele dormia, que era algo que seu pediatra tinha me dito para não fazer. Estaria estragando ele. Foi tão difícil ás vezes. Eu queria lembrar estes dias. Ele estaria correndo ao redor da casa em breve.
Quando Miguel completou um mês eu coloquei o meu pé no chão e disse que estava na hora de Arthur e eu irmos a algum lugar com ele. Arthur concordou que tinha que superar isso e passamos mais de uma hora recebendo todos os seus suprimentos juntos apenas para ir jantar no clube. No momento em que cheguei em casa estava tão cansada que eu percebi que talvez não tivesse valido a pena. Nós poderíamos apenas ficar em casa até ele ser desmamado. No momento em que pensei prontamente comecei a chorar. Porque eu era uma mãe horrível.
Arthur levou Miguel e o colocou na cama para mim enquanto eu fui tomar um banho. Estava caindo de sono. Eu precisava parar de vigiar Miguel durante a noite como o seu pediatra sugeriu, mas estava fraca e continuava fazendo. Tinha que parar com isso.
Saí do chuveiro e fiquei na frente do espelho. Meus quadris estavam mais largos agora. Eu tinha certeza que ficariam assim para sempre. Eu estava usando todas as minhas roupas pré gravidez, mas eu não pareceria como eu costumava parecer. Meu corpo era um corpo de mãe agora.
''Droga. Venho tentando não olhar para você nua porque eu estou tentando realmente não recorrer as minhas próprias mãos, mas merda... Você está linda.''
Ouvir o desejo em sua voz fez maravilhas para a minha autoestima. Eu queria me sentir sexy novamente. Queria sexo novamente. Tínhamos mais duas semanas, até a liberação de meu médico. Eu não tinha certeza se poderia esperar muito tempo.
Virei-me e caminhei até ele. Sexo pode estar fora dos limites, mas me certificar que meu homem fosse feliz, não estava. Eu me inclinei e pressionei meus lábios nos dele e, em seguida, mordi seu lábio inferior. Estava cansada de ser doce e romântica. Eu queria ser ruim.
Tirei sua camisa e beijei seu peito sorrindo para mim mesma quando sua respiração acelerou e ele agarrou o meu cabelo. Eu desabotoei sua calça Jeans e a desci até seu tornozelos junto com sua boxer. Sua ereção de destacou com orgulho e minha boca encheu de água. Ele era tão lindo. Mesmo esta parte dele era uma maravilha. Deslizando uma mão ao redor da base de seu pênis enfiei a ponta na minha boca e engoli até a cabeça bater no fundo da minha garganta.
''Puta merda, Lua,'' Arthur gemeu, caindo no batente da porta para se apoiar. Ele enterrou as duas mãos no meu cabelo e me segurou lá. Me afastei deixando seu pênis sair da minha boca com um estalo e, em seguida, brinquei com a cabeça com minha língua. Suas maldições e gemidos só me deixavam mais quente.
''Chupe, meu Deus, amor, profundamente de novo'', ele implorou,empurrando minha cabeça para baixo sobre ele até que a cabeça mais uma vez caiu na minha garganta. Eu engasguei e ouvi o gemido de prazer vindo do Arthur.
Ele estava gostando de me ouvir engasgar. Eu estava ficando excitada.
Eu deixei a minha mão deslizar entre minhas pernas e deixei Arthur controlar seu pênis em minha boca com a mão no meu cabelo. ''Porra, você está tocando a si mesma?'', ele perguntou, ofegante enquanto puxou de volta para fora da minha boca.
Coloquei a língua para fora e deixei a cabeça deslizar para fora antes de concordar. Então abri a minha boca e olhei para ele enquanto o colocava de volta em minha boca. ''Eu quero brincar com essa buceta.''
Arthur rosnou. ''Não goze''.
Eu estava muito perto de gozar, então não tinha certeza se poderia prometer-lhe isso. Ele começou a se mover dentro e fora da minha boca mais rápido. Sua respiração se acelerou e suas maldições pioraram. Eu estava prestes a explodir.
''Preciso gozar'', disse ele, puxando para fora da minha boca e eu peguei as costas de suas coxas e segurei-o dentro da minha boca. ''Lu, amor, eu vou gozar em sua boca, se você não me deixar tirar.''
Chupei com força em cima dele e ele bombeado minha boca. Eu o senti empurrar contra minha língua e suas duas mãos agarraram a parte de trás da minha cabeça. Ouvi o ruido dentro dele um pouco antes da primeira explosão quente bater no fundo da minha garganta.
''Puta merda, amor. Chupe, isso... sim, isso... merda isso é incrível'', ele gritava conforme seu corpo estremecia sob minhas mãos e boca.
Minhas coxas estavam encharcadas de minha excitação. Eu comecei a escorregar a mão para baixo novamente quando Arthur tirou o pau de mim, me pegou, me levou para a cama e me jogou sobre ela. Eu sabia que não deveria fazer sexo ainda, mas agora realmente não me importava. Me sentia curada lá. Nada parecia diferente.
Arthur empurrou minhas pernas e, em seguida, baixou a cabeça para lamber a umidade no interior das minhas pernas. Eu tremia, enquanto ele ficava mais perto do meu calor. ''Eu vou comer essa buceta doce até que você implore para parar'', ameaçou pouco antes de deslizar a língua entre minhas pregas e  em seguida, chicotear levemente sobre o meu clitóris. Eu amava o jeito que ele fazia isso. Fazia tempo.
Agarrei seu cabelo e segurei-o sobre o meu clitóris. Ele riu e a vibração me fez gritar de prazer.
''Minha menina gananciosa'', ele murmurou pressionando beijos perto da minha entrada antes de deslizar a língua para dentro de mim e esfregar meu clitóris com a ponta do polegar. O meu primeiro orgasmo chegou com força e eu puxei seu cabelo, o que o fez rosnar forte e continuar em mim.
''Quero mais'', ele sussurrou, sorrindo para mim maliciosamente. Minhas pernas pareciam macarrão quando eu as deixei cair abertas.
''É isso aí. Abra'', ele me elogiou.
Deus seu satisfeito estado relaxado, seu polegar deslizou para dentro de mim e para fora. Então ele o deixei deslizar até encontrar outro buraco. Um em que eu não tinha certeza se queria que fosse tocado.
''Não fique tensa. Eu não vou te machucar. Apenas deixe-me faze-la sentir-se bem'', ele prometeu. Eu relaxei, confiei nele quando ele deslizou a ponta de seu polegar dentro de mim enquanto provocava meu clitóris com a língua. Me peguei empurrando para trás em seu polegar tentar te-lo mais profundo e Arthur gemeu em aprovação, ele continuou trabalhando com o polegar dentro e fora da minha bunda, enquanto ele fazia amor comigo com a língua.
Houve um novo tipo de orgasmo. Eu não entendia, mas era mais forte. Eu queria. ''Arthur, eu preciso'', implorei, não sei do que precisava.
Ele deslizou seu polegar em minha umidade, em seguida, deslizou para trás novamente para colocá-la dentro do buraco apertado que estava me deixando louca. ''Eu sei o que você precisa, doce Lua e vou dar para você'', disse antes de lamber meu clitóris de volta para o pequeno buraco que ele estava brincando tão concentrado. Sua língua circulou o buraco antes de voltar para o meu clitóris e puxando-o em sua boca, enquanto deslizava o dedo dentro de mim.
Eu disparei. Fogos de artificio explodiram dentro de mim e gritei o nome do Arthur mais e mais, enquanto meu corpo se contraiu com o puro prazer correndo por mim.
Eu nunca tinha sentido nada parecido. Não havia palavras para descrever-lo.
Quando finalmente voltei para a terra e consegui abrir os olhos Arthur estava rastejando para trás sobre o meu corpo para ficar ao meu lado e me puxou contra ele.
''Eu preciso te foder, Lu. Eu preciso tão perversamente'', ele sussurrou.
Eu o queria dentro de mim. Só não tinha certeza se eu o queria dentro de mim... lá atrás. Seu polegar era muito menor do que seu pênis.
''Eu quero a sua buceta, amor. Pare de se preocupar sobre o outro. Isso foi só para você. Eu sabia que ia se sentir bem'', Ele me assegurou, depois cobriu-nos com a colcha e adormeci rapidamente contra seu corpo quanté.
                                                                                                                       Continua..............

13 comentários:

  1. Ahhhh porque o hot da lua e do arthur é o bicho kkkk rolar de tudo.
    Até que enfim eles saíram da seca, já estavam quase morrendo kkkkkl
    O capítulo de hoje foi fodastico amor Hahaha' você se supero, parabéns amore.
    No próximo capítulo o Miguel já vai tá grandinho ou ainda vai ser um baby?
    Quero uma quarta temporada porque essa web é perfeita demais.
    Posta mais baby <3
    Xx Mila Mozart

    ResponderExcluir
  2. Essa web é perfeitas de maisss!!! Queroooo eternamente, amandoooo!!!!
    Arthur e Lua muito lokoss!!

    ResponderExcluir
  3. Owm Lua agora ta feita com esses dois mandões na vida dela <3
    Uauuu com um "lesco lesco" desse resguardo no mundo num segurava kkkkkkkkkk
    Adoreii ;D

    ResponderExcluir
  4. Ai que web perfeita *-*

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus, que safadooos!! Hahahahah'
    Amando a web ♥

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Ler hot luar é pedir pra ficar molhada à espera de um Arthur Aguiar pra te satisfazer . Amei , amei , amei Xx adaline

    ResponderExcluir
  8. safadeza total, adorei

    ResponderExcluir
  9. Eita pegou fogo chamem o Miguel para acabar com isso :o kkkkk

    ResponderExcluir
  10. Tava com saudades desas safadezas deles kkkk mais Rhadassa

    ResponderExcluir