‘Minha tia-avó sempre quis me ver na Globo’, diz o ator Arthur Aguiar

|
A PARTIR DE AMANHÃ, ARTHUR AGUIAR VAI VIVER O PRIMEIRO PROTAGONISTA de sua carreira. Na nova temporada de ‘Malhação Sonhos’, o ator vai estar na pele de Duca, um lutador de muay thai. Este é o quinto personagem de Arthur, que ganhou fama quando interpretou um dos seis cantores de ‘Rebelde’, na Record. Na Globo, ele é contratado por obra. Sua estreia na Vênus Platinada aconteceu no papel de Virgílio na primeira fase de ‘Em Família’. Agora, chegou a hora de encarar uma novela inteira no canal. Na entrevista a seguir, ele conta que quem ficou feliz com a notícia foi sua tia-avó, de 84 anos: “Ela assiste muito à emissora e sempre quis me ver na Globo.”


Como é ser protagonista novamente de uma novela teen?
Eu gosto de falar com esse público jovem. Quando gostam, é de verdade, e quando não, falam sem pudor algum. Eu acho que o legal dessa novela agora é que posso pegar a experiência que tive em ‘Rebelde’ para lidar com algumas situações. Controlar a ansiedade, por exemplo. Estou no meu quinto personagem, tenho que estar bem e mostrar algo diferente.

Qual é a parte boa e a parte ruim de ter fãs da época de ‘Rebelde’?
A parte boa é que eles são muito verdadeiros. Falam de qualquer coisa e acho legal esse tipo de relação. Assim como a nossa relação. Eu respeito o seu trabalho e você admira o meu. Assim, a gente respeita o espaço de cada um.

E eles te respeitam?
Às vezes, passam um pouco do limite. É normal, porque existem muitos fãs que são jovens, em formação, e nem têm muita noção do que estão reivindicando ao certo. Isso tem que ser levado em conta, sabe? Eu tento não me abalar e manter o equilíbrio das coisas, as críticas e os elogios. Acho que o lado ruim, que acaba não sendo bacana, é a falta da sua privacidade. Eles, às vezes, acham que você tem que estar com uma pessoa ou que tem que fazer determinada coisa. Aprendi a lidar.

Qual foi o maior abuso que você sofreu?
Por exemplo: eu estou namorando uma menina e eles não gostam. Alguns passam do limite xingando quem está comigo porque gostariam que eu estivesse com outra pessoa.

Você já se arrependeu de ter dado tanto abertura?
Eu sou bem preservado na minha vida. Acho que todo mundo erra, eu já errei. Algumas situações eu sei que poderia ter evitado, mas sou novo, ainda estou aprendendo. Tem muitas coisas que ainda não sei como agir e outras que já aprendi a lidar.

Outro dia, entrevistei a Lua Blanco e ela não me respondeu: o que houve, que todo mundo de ‘Rebelde’ saiu mal da Record?
Eu não acho, não. Eu só posso falar por mim, não pelos outros. Eu saí de uma forma muito bacana, só tenho coisas boas para falar da Record. Não é demagogia, mas fui muito feliz lá. Foram eles que me deram minha primeira oportunidade e acho, de verdade, que a vida é feita de ciclos. Conversei com eles numa boa.

Por que ela e Sophia Abrahão saíram mal?
Isso eu não posso te responder, até porque não sei dessa história. O que sei foi que cada um teve uma saída. Eu deixei a Record mantendo minhas portas abertas. Com relação aos outros, não posso falar, porque ninguém me contou. Falo por mim.

Os integrantes de ‘Rebelde’ ganhavam mal?
Não acho que eu ganhava mal, não. Posso te dizer que acho que ganhava até muito bem, principalmente se você for comparar com o que o povo brasileiro ganha. E acho que continuo ganhando bem. Hoje estou muito feliz onde estou, como quando estava na Record.

Tenho a impressão de que os atores que são revelados nessas novelas teens, são explorados…
Não acho que a palavra seja essa. A gente entra com um salário ‘x’ e aí vai crescendo o salário e a importância dentro da empresa. Não adianta querer começar ganhando o que uma pessoa que tem anos de estrada ganha. Em qualquer lugar que você trabalha é assim.

Outro dia estava falando com o empresário da Claudia Leitte e ele contou sobre um contrato que você iria assinar com a 2Ts, empresa da Claudia. O que falta para você decidir sobre a sua carreira artística?
Vou te dar o exemplo do Justin Timberlake, que faz tudo. Eu não tenho como escolher se vou ser ator ou cantor. Eu seria meio feliz se tivesse que escolher entre uma coisa ou outra. Amo interpretar e também compor. O Justin se dedica durante um período, passa um ano fazendo longa. Em paralelo, ele vai organizar a turnê dele. Vou me preparar para fazer isso na minha carreira. Quero me planejar para, ao longo de ‘Malhação’, organizar minha turnê e, com o fim da novela, dar seguimento a isso. Se nesse meio-tempo surgir uma oportunidade, a gente avalia.

Mas, lançando um disco agora, não vai conseguir cumprir agenda de divulgação do CD, por exemplo. Entendeu?
Agora, eu não consigo fazer e é exatamente por isso que não vamos fazer. Preciso de tempo integral para isso e eu gravo todo dia. Vamos deixar tudo organizado para quando a novela acabar a gente cumprir tudo.

Qual é a diferença da Globo para Record?
A Record está em construção e a Globo vem de muitos anos fazendo dramaturgia. Por estar fazendo isso há mais tempo, tem uma estrutura melhor e mais experiência do que a Record. Existe isso de, todo lugar onde você for, a TV vai estar ligada na Globo. As pessoas estão mais acostumadas a assistir à Globo. Foi muito importante para mim ter passado pela Record. Me sinto mais preparado para segurar essa onda de ser um protagonista na Globo. As pessoas piram, mas eu sou um cara pé no chão.

Você é contratado por obra?
Sim.

Era o sonho da sua mãe te ver na Globo?
Não digo que é o sonho da minha mãe, não, mas, como todo brasileiro que assiste à Globo… Tenho uma tia-avó que se chama Pilka, de 84 anos. Ela assiste muito à emissora e sempre quis me ver na Globo. Ela é a que está mais feliz de me ver lá.

Qual é a sua altura?
Eu tenho 1,73m.

Se Deus te perguntasse se você prefere ser mais alto ou menos bonito, o que você escolheria?
Que pergunta estranha é essa, Leo (risos)? Sei lá, eu sou feliz do jeito que eu sou. Se eu pudesse ser mais alto, tranquilo. Mas não é algo que me incomoda. Eu não mudaria nada, não.

Se você pudesse mudar algo no seu corpo, o que seria? Pode ser de comportamento também.
Acho que eu queria ser menos ansioso e teimoso. Sou muito fechado também.

Você se acha um galã?
Cara, eu não gosto do rótulo de galã. Isso me limita muito em relação aos meus personagens. Vou te dar exemplo de um cara que é bonito e não se limita a esse rótulo: Bruno Gagliasso. Ele é um cara que faz personagens ecléticos e isso é o que é interessante. Galã é legal, mas acaba te dando personagens muito parecidos. Acho bacana mudar para o personagem, como raspar o cabelo, por exemplo.

Ele é um ídolo?
Eu admiro muito o trabalho dele. Não tenho um ídolo só. Admiro várias pessoas, como Ayrton Senna, Cazuza, Wagner Moura, Cauã Reymond, que muda para um personagem em tão pouco tempo.

Você se acha um galinha?
Não (risos).

As pessoas acham?
Nunca me falaram de fato.

Você começou a namorar com quantos anos?
Comecei tarde, com 19 anos. Mas beijo eu devia ter uns 11 anos.

E virgindade?
Eu tinha uns 14 anos.

Que prematuro!
É verdade, Leo. Não acho isso legal, da galera ser muito avançada, de forma geral.

Por que a Giovanna Lancellotti tem raiva de você?
Eu não sei, isso você tem que perguntar para ela.

Você tem raiva dela?
Eu, não. Só desejo coisas boas para ela. Quero que ela seja feliz, ela é muito nova e tem muita coisa pela frente. Acho ela uma atriz maravilhosa.

Por que vocês terminaram?
Acho que, quando um relacionamento acaba, às vezes, alguém sai chateado.

Mas já faz tempo. Acabou mal, não é?
Acabou. Acho que, se foi mal ou não, é muito particular. Não gosto de falar, por mais que eu entenda que você tem que perguntar e as pessoas querem saber. Penso que, uma vez essa porta aberta, fechar não dá.

Você ainda mantém contato com o pessoal de ‘Rebelde’?
Sim, nos falamos direto. Somos amigos, não tem como ser diferente disso.

Aqueles namoros de ‘Rebelde’ eram de verdade?
Óbvio. Todos eles eram reais. No nosso primeiro dia, o diretor falou para não nos relacionarmos, porque poderia não dar certo e precisaríamos conviver por um bom tempo. Eu passava mais tempo com eles do que com qualquer pessoa. Nós viajamos juntos, além da gravação da novela. Era normal existir a paixão. Acho surreal alguém namorar sem ter o real motivo.

Ué… Podia ser marketing, não podia?
Mas não sustentaria tanto tempo.

Já passavam 24 horas por dia juntos. Qual seria a diferença?
Mas um relacionamento não é só isso.

Quem você namorou?
Lua Blanco. Acho que ficamos juntos uns dez meses.

Já teve algum relacionamento homossexual durante a novela?
Não que eu tenha sabido.

O que te deixou mais nervoso na Globo?
Sou fã do Manoel Carlos e eu tinha aquela preocupação em fazer uma novela das 21h, mesmo que fosse um capítulo. Ali eu precisava mostrar algo diferente. O meu maior desafio era me concentrar. Sabia que era uma oportunidade muito bacana, que iria me abrir portas. Não era medo. Acho que receio é a palavra.

Quando foi a última vez que você ficou com uma menina?
Foi na segunda-feira.

Onde? Em casa?
Não (risos). Leo, não falo disso, você sabe.

Existe preconceito na classe artística com quem faz ‘Malhação’?
Se existe, ninguém nunca demonstrou. Eu acho que estou tendo a oportunidade de fazer uma novela que está há 20 anos no ar e que revelou grandes atores. Tenho oportunidade de aprender cada vez mais. Existe um cuidado maior, já que muita gente tem pouca ou nenhuma experiência, diferente de uma novela das 21h. Acho que é a hora de mostrar meu trabalho e abrir portas. Se existe preconceito, é uma pena. Sou fã desde o início, da época do Mocotó, feito pelo André Marques. Tem uma academia nessa temporada, o que me faz lembrar aquela época do início. Estou muito feliz de fazer a novela.

O que o público pode esperar do Arthur Aguiar em ‘Malhação’ e as fãs que um dia sonham ficar com você?
(Risos) Nunca fiquei com uma fã e não teria problema nenhum de ficar ou de falar. Se eu conhecesse alguém que fosse minha fã e houvesse interesse dos dois, não teria problema. Eu acho que a galera vai se surpreender com a novela, que está com um texto muito bom. Um dos maiores acertos é que os atores fazem de verdade o que seus personagens mostram na novela. Amanhã, assistam!

7 comentários:

  1. Aaaaah.....Aguiar você me mataa! My coracion aguiar, Vou expludiiiiiiir! Amanhã não vou perder de jeeito ou maneeira nenhuuma!
    By: Rafa

    ResponderExcluir
  2. "Lua blanco, acho que namorei ela por dez meses". Eu quase MORRI fiquei felizz.
    Meu Deus o arthur perdeu a virgindade com 14 anos, to passada

    ResponderExcluir
  3. Vai continuar a fic??

    ResponderExcluir
  4. Ele citou a Lua Blanco aeae.Nem falou da Alice e nem da Giovanna. E olha que a Luinha foi a primeira das tres com quem ele namorou.E LuAr PORRAA ♥♥

    ResponderExcluir
  5. Sempre tem que falar da Blanco pro Aguiar ><

    ResponderExcluir
  6. ele nem citou a alice wegman pq ele tbm namorou ela num foi??

    ResponderExcluir
  7. acho que lá no fundo ele se arrepende de ter terminado com ela

    #Marinna

    ResponderExcluir