"É estranho. Mas é do nosso jeito" - 18º capítulo

|



P.O.V.'s Lua Blanco

   Houve uma confusão de fotógrafos de um lado para o outro e nós achamos melhor sair. Tanto Daniel, como Bela, Anita e Samuel estavam chocados com o que haviam acabado de ouvir. Até eu estava assim. Mas eu sabia que ele era capaz. Só não sabia que ia fazer de um modo tão perfeito como esse.

- Devíamos ir comemorar esse grande acontecimento!
- Mas será que o Arthur está liberado? O pai dele não vai querer o filho só para ele, no dia de hoje?
- Não sei. – respondi – Será que ele vem aqui?
- Boa pergunta! – disse Bela

   Esperamos uns 20 minutos e nada! Anita e Samuel, entretanto, foram embora.

- Uê, ele vai sem você? Você nem se despede dele? – perguntou Daniel
- Hãn? – o encarei
- O Samuel e você… são namorados, lembra?
- Não… não somos mais.
- O quê? Terminaram?
- É… - quase gaguejei – Ele está focado nos estudos para ir estudar para fora e eu vou deixa-lo em paz.
- A tá… - Daniel cruzou os braços, fazendo bico e me olhando.

   Peguei o meu celular e mandei uma mensagem ao Samuel.
“Samuel, eu nem sei como te dizer isso mas... eu quero te agradecer do fundo do coração tudo o que você fez por mim, mas acho que já chega de tantos favores, não é mesmo? Acabei de contar para a galera que eu e você terminamos! Obrigada mais uma vez por tudo e não se esqueça de guardar aquele segredo por enquanto... Beijo!”

- Gente, estou cansado de esperar! Acho que vou nessa. – disse Daniel, passando a mão sobre os cabelos – Vou ligar à minha mãe para me vir buscar.
- Eu vou com você. – disse Bela
- Eu fico… quero dizer, eu vou beber água!
- Está bom! – disseram os dois em coro e foram embora.

   Logo de seguida, eu liguei a Arthur e ele disse que dentro de três minutinhos ele aparecia na rua para conversarmos. Porém, os três minutinhos dele se tornaram insuportáveis de se esperar e quando eu estava prestes a ir embora, ele aparece e me leva para a parte de trás do local onde decorreu essa palestra.
   Atrás ficava um jardim, pouco frequentado por pessoas, porque a maioria nem deve saber da existência de um jardim que fica atrás de um prédio enorme de política. Arthur me encostou no tronco de uma árvore e me beijou. Eu inverti o jogo, colocando-o contra à árvore e o beijei de igual modo.

- Eu estou muito orgulhosa de você.
- Repete. – ele pediu, sorrindo
- Eu estou muito, muito, muito orgulhosa de você! Sabe? O orgulho quase não cabe aqui dentro! – apertei a minha mão no peito – Eu adorei a parte em que você joga todas as folhas e diz o que realmente pensa.
- Eu queria te agradecer. – ele pegou as minhas mãos – A gente conversou durante aquela noite pelo celular e você me deu muitos conselhos. Eu segui todos eles e tudo deu certo!
- O mérito é seu!
- Não, o mérito é nosso! – ele me corrigiu. Arthur voltou a inverter as posições e nos beijamos novamente. Dessa vez ele colocou a mão sobre a minha cintura, apertando e depois subiu um pouco.
- Calma… - eu segurei a sua mão – Alguém pode ver.
- E daí? – ele riu, voltando a me beijar
- Você já encheu o seu pai de orgulho hoje. Se nos pegarem aqui, você vai estragar a reputação dele.
- Verdade! – ele suspirou – Mas por você eu sou capaz de fazer muitas mais loucuras… lembra da vez que entrei na sua casa, no seu jardim, desenhando o coração de flores, desenhando no muro e depois correndo feito louco porque o jardineiro veio atrás de mim?
- Como esquecer? – eu gargalhei – Foi lindo!
- Eu faria aquilo de novo! – ele beijou o meu pescoço, enquanto ria
- Eu gosto tanto de você! – o abracei forte – Não quero te perder nunca…
- Me perder? Você não vai me perder.
- Não? Jura?
- Juro! – ele selou os nosso lábios – A gente vai ser para sempre!
- Eu espero que sim… - suspirei e deitei a cabeça sobre o peito dele. Poderia eu acreditar nas palavras dele? Como ele podia ter tanta a certeza que eu nós vamos dar certo para sempre? Não quero me iludir, mas quero muito acreditar nele.

   Ficamos ali mais uns segundinhos até irmos de volta ao local onde estava toda a imprensa. Eles estavam fazendo perguntas aos políticos, por isso, eu e Arthur nos afastamos e ficamos sentados num muro. Ficamos sentados lado a lado, sem nos tocarmos, pois não podíamos ser vistos.

- O teu pai te disse alguma coisa?
- Ele me abraçou na hora que todo o mundo aplaudiu e disse “muito bem” – Arthur sorriu
- Acho que está feliz por você, orgulhoso também.
- Acho que finalmente o grande dia chegou. Ele deve agora pensar que eu não sou cobarde e que sou bem mais capaz do que aquilo que ele pensa.
- Eu sei que você é capaz. – dei a mão a ele

   Do nada, Daniel e Bela aparecem ali e se juntam com a gente.

- Uê, você não ia embora? – perguntei
- Ia. Mas a minha mãe não podia me vir buscar. Vamos depois de táxi?
- Sim – concordei com eles

   Pouco depois, Carlos chamou Arthur e exigiu que os dois tirassem fotos em frente às centenas de câmaras no local presente. Depois, deram uma pequena entrevista e assim que ela terminou, Arthur veio na nossa direção, mega feliz pelo acto do pai e a primeira pessoa que ele abraçou, fui eu!
   Sabe aquele abraço de urso em que nós levantamos os pés do chão e ficamos sem fôlego devido ao aperto do abraço? Então, foi um igual! A minha vontade era de beijar ele e levá-lo para um lugar bem longe e tê-lo só para mim. Gosto tanto deste garoto, tanto.



   Daniel e Bela nos olhavam, por isso eu decidi empurrar ele.

- Boa Aguiar. Deve ser a primeira vez que o seu pai se orgulha de uma boa ação sua! – tentei ser grossa, mas era quase impossível

Gente, mil desculpas pelos atrasos a postar. Mas sabem que eu só tive o exame de matemática hoje!
Então, agora sim eu estou de férias! Querem mais um capítulo hoje?

11 comentários:

  1. +++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  2. Claro que sim .!.!
    Posta ++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  3. tão lindinhos eles dois gente *-* morrendo de tanta fofura. posta mais

    ResponderExcluir
  4. Claro que quereeemos criiis! Estoou feliz q vc vai poder se dedicar muuuito mais doq se dedica! Eu amoo de paaixao suuas fic's. Bjiinhos queremos mais um hoje heein..
    By:Rafa

    ResponderExcluir
  5. Aiin Mais pf , são perfeitas suas web's :* <3 !

    By: Viicky Souza

    ResponderExcluir