Plano B - Capítulo 13

|


2 semanas depois.. - Arthur Pov.

Arthur: Cara, faz 2 semanas que ela tá grudada com aquele travesseiro! 
Micael: Ah cara, o travesseiro é um chato! Ele tá tomando o seu lugar..
Arthur: Com certeza, ela leva ele para todo lugar!
Micael: A Sophia desenhou olhos no dela! Ai toda vez que eu ia querer alguma coisa de noite, ele tava lá olhando para mim! 
Arthur: A gente transava o tempo todo, todo dia! Agora eu nem posso tocar nela! 
Micael: Cara, ela ta gravida! Você não vai vencer quem vence é..
Micael/Arthur: O travesseiro! 
Arthur: Que se fod* aquele travesseiro!
Micael: Talvez você precise fazer alguma coisa! 
Arthur: A gente vai ficar bem! Daqui a um ano isso vai ser apenas uma lembrança engraçada! 
Micael: Aé.. Daqui a um tempo as crianças vão estar na escola e você vai sentir falta dos dias que o travesseiro te atrapalhava! 
Arthur: Deve ser dificil se despedir deles quando vão a escola pela primeira vez. - falei enquanto olhava para as crianças. 
Micael: Se despedir de mil reais por mês que é dificil.. 
Arthur: Como assim? Mil reais por mês? Aonde gasta isso?
Micael: Iéé cara, você tem gêmeas. É o dobro! - Me assustei. - Haja parmesão. - riu. 

Lua Pov. 

Ah, como é bom passar o dia abraçada com a pessoa que você ama! Eu e o Thur nem levantamos da cama, não tínhamos nada para fazer hoje e resolvemos ficar em casa, namorando, já que eu havia dado o bolo nele ontem, de novo!

Lua: Amor, sabe que eu te amo né? - fiz carinho em seu peitoral com minhas unhas.
Arthur: O que você quer me pedir? Sei que quer alguma coisa! - Droga, ele me conhece.. Levantei minha cabeça e olhei para ele me fazendo de santa. 
Lua: É isso que você pensa de mim? - me fingi brava. 
Arthur: Fala Lua.. O que você quer? 
Lua: Eu ia dizer para continuarmos o que começamos ontem, mas você não quer então..
Arthur: Quem disse que eu não quero? - Me olhou safado. - É claro que eu quero! - me beijou. 
Lua: Sabe o que eu estava pensando? - parei o beijo. 
Arthur: O que? - beijava meu pescoço. 
Lua: Na nossa primeira quase discussão depois que ficamos juntos. 
Arthur: Aquela que eu te contei da faculdade e da Péh? - O olhei feio. - Da Perola! Desculpa! 
Lua: É isso ai.. 

Flash Back on ~ Narrador Pov. 

Ainda estavam na fazenda, deitados, tinham acabado de fazer amor de novo. Até que um pensamento passou pela cabeça de Lua e ela levantou, cobrindo os seios com o lençol.

Lua: Ai meu Deus! 
Arthur: O que foi?
Lua: Eu, não acredito que eu fiz isso! Eu sou uma destruidora de namoros..
Arthur: O que Lua? 
Lua: Você tem namorada!
Arthur: O que? Claro que não! Eu não tenho namorada!
Lua: A menina da feira. 
Arthur: Ela não é minha namorada, ela foi mas alguns anos. A Pérola tá na minha turma, a gente estuda juntos.
Lua: Você estuda o que? 
Arthur: Eu voltei a estudar. Estou na faculdade, estudo a noite. - abaixou a cabeça.
Lua: Por que não me contou isso? - levantou a cabeça dele com a mão. 
Arthur: Porque eu fiquei com vergonha.. Você é uma pessoa bem sucedida e eu ainda estou na faculdade. Eu tenho uma vida legal, mas.. 
Lua: Não se preocupe.. Não tem o que ter vergonha! Eu gosto de você e vou te aceitar do jeito que você for. 
Arthur: Obrigado por entender! - a abraçou. 

Flash Back off~

Lua: Amor, você sabe que pode me contar tudo né?
Arthur: Eu sei, não tem mais segredos entre nós. Não na minha parte! 
Lua: Você ta querendo dizer que eu te escondo coisas? 
Arthur: Claro que não! 
Lua: Deu a entender. 
Arthur: Não se preocupe! - o beijei.

(HOT !)

Narrador Pov.

Beijo esse, que foi ficando ainda mais quente e quando viram já estavam se acariciando. 
(Narradora)

As mãos de Arthur desceram pelo corpo da loira até chegar a barrinha da camisola dela e lhe tirou aquela peça, deixando-a apenas de calcinha. Lua sorriu ao perceber o olhar dele em seus seios, que estavam consideravelmente maiores. 
Arthur sorriu de lado e a olhou nos olhos. Passando a língua pelo pescoço dela, desceu até um dos seios dela, abocanhando-o. Lua gemeu ao sentir o hálito quente e molhado do moreno em seu seio, usando a língua para brincar com o mamilo. Ainda havia aquela mínima dor, por que os seios estavam doloridos, mas o prazer que ela sentia era maior, muito maior.

Após um tempo nos seios dela, Arthur desceu seus lábios para a barriga dela, aonde depositou um beijo.

Arthur: Hora de dormir princesinhas.. – falou mordiscando-lhe o umbigo. Ele estava ajoelhado na frente da loira, acariciando a lateral das pernas dela, enquanto sentia-a acariciar seus cabelos.
Levando a mão até a tira da calcinha dela, Arthur tirou aquela pequena peça e Lua suspirou ao o sentir massagear suas pernas até a virilha. Levantando uma das pernas dela e colocando sobre seu ombro, levou seus lábios até a intimidade úmida da mulher, fazendo-a gemer e ofegar. Pressionando com a língua um pequeno ponto, Lua atingiu o orgasmo, apertando com força os cabelos dele.

Arthur sorriu e levantou, olhando-a. Pousando uma de suas mãos no bumbum dela, ele levou a outra mão até a intimidade dela, voltando a acariciá-la.

Lua: Arthur, de novo não. - murmurou ofegante enquanto segurava a mão dele

Lua afastou-se um pouco dele e ajoelhando-se na cama, terminou de tirar a cueca dele.

Arthur: Nem pense nisso, Maria. - segurou a mão dela que iria começar a massagear seu membro

Arthur a fez levantar e Lua ficou de costas pra ele, apoiando as mãos na cabeceira da cama e separando um pouco as pernas, empinando um pouco o bumbum. Sorrindo, Arthur colou seu corpo no dela e mordiscou-lhe a orelha.

Arthur: Assim? -pressionou seu quadril contra o dela, fazendo-a gemer
Lua: Uhum. Vem, amor. Preciso de você.

Arthur segurou-a pelo quadril e a penetrou, fazendo-a gemer alto. Colocando os cabelos dela pro lado, ele pôs-se a beijar o pescoço dela enquanto movimentava-se lentamente.

Lua: Mais forte, Thur.
Arthur: Forte é? 
Lua: É!
Arthur: Não vai machucar elas? Tudo bem? 

Lua mordeu os lábios e assentiu com a cabeça. Segurando-a com um pouco mais de força, Arthur a preencheu com uma estocada forte e rápida, fazendo-a gritar.
Abrindo os olhos, Lua encontrou com os olhos do moreno pelo espelho e sorriu sapeca. Dentre um gemido, pediu para que ele continuasse e assim ele o fez, alternando os movimentos entre lentos e rápidos.

Seus olhos estavam presos pelo espelho. Lua o olhava de uma forma selvagem enquanto gemia e ofegava. Pegando uma das mãos do rapaz, Lua o fez acariciar sua barriga, descendo por sua intimidade.

Devido a uma pressão dos dedos dele, Lua alcançou o clímax, fazendo-a gemer alto enquanto seu corpo estremecia violentamente. Arthur atingiu o seu logo depois, penetrando-a profundamente e gemendo manhoso em seu ouvido, apertando um dos seios dela.
Lua levou sua mão ao queixo dele e o puxou para um beijo que logo foi encerrado já que ambos ainda estavam ofegantes. Arthur separou seus corpos, fazendo ambos suspirarem e a virou para si, abraçando-a.

Bom gente, eu consegui me livrar do castigo.. Agr vou ficar no pc até as 18h! Amanha não vou postar! Mas vou mandar o capítulo para a Cris e ver se ela pode postar para mim! Motivo: Eu vou na bienal ver a Mel, vou chegar a noite e quinta eu tenho aula! Minha mãe não vai deixar eu vir aqui! 

8 comentários:

  1. Nem mostrou a lua fazendo a ultra som pra descobrir o sexo. E nem mostrou quando ela descobriu q vao ser gemeas

    ResponderExcluir
  2. Perfeitoo quero++++++++++

    ResponderExcluir
  3. ++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  4. Ameeeeeeiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!
    Posta Mais hojeeeeee pfpfpfpfpfpf

    ResponderExcluir