Não foi um erro - 56º Capitulo

|


No capítulo anterior…

POV ARTHUR

- PAPAI, PAPAI! – Yasmin veio correndo – CADÊ VOCÊ? – ela gritava pela casa inteira
- Estou aqui na cozinha
- PAPAI – ela veio correndo até à cozinha – COMO SE COLOCA UMA COBRINHA NA BARRIGA DA MAMÃE?

POV LUA

Parei de comer as minhas saudáveis bolachas para ouvir de novo aquela pergunta desgraçada que a Yasmin fez. Cobrinha? Mas como é que ela se lembra de tal coisa?

- Yasmin! Respeito menina! – repreendi ela
- Putz mamãe, nem vi você ai. – ela se encolheu toda com medo – Papai, posso falar a sos com você?
- Porque não fala na minha frente?
- Porque você ainda atiradiça de mais, está muito espertinha para o meu gosto. É hora de você esquecer a historia da cobrinha
- Mas foi você que ensinou para ela Lua! – disse Arthur quase rindo
- Você queria por acaso que eu disse-se que tudo aquilo é mentira?
- O QUE? – Yasmin gritou – Quer dizer que você come mesmo os bebés?

Eu coloquei a mão no rosto e o baixei fazendo Arthur rir de mais.
É complicado de mais falar para uma criança como se faz os bebés sem contar mesmo a verdade né? Mas eu não quero ser indelicada. Não quero que a minha filha pense que sou uma safada qualquer, até porque nem sou…

(…)

- Que pessoas então mesmo confirmadas para o dia do casamento? – perguntou Arthur. Tiramos o dia de hoje para acertar os últimos passos
- Algumas colegas minhas de trabalho, os meus pais, os seus colegas de trabalho, a Carla e o namorado, umas pessoas da minha família, talvez os seus pais e… - suspirei – Eu não sei se a galera vem
- Mica, Sophia, Chay e Mel?
- Isso… - suspirei de novo – Queria tanto que eles estivessem nesse dia tão especial para mim
- Mas e se eles não estiverem?
- Eu vou aproveitar esse dias, claro, mas não vai ser igual
- Porque não falamos de novo com eles?
- Falamos…?
- É… chegou a hora de eles entenderem quem eu sou realmente e como eu estou mudado. Estou farto de prejudicar a sua amizade com eles
- Você não prejudica… eles é que deveriam confiar mais em mim e me amar também
- Se eles não te amam, eu te amo o suficiente! – Arthur me abraçou por completo me deixando cada vez mais segura do amor que eu sinto por ele, e vice-versa.
- Dlç, você precisa conversar com a Yasmin. Ela está três dias seguidos com a mesma historia da cobrinha
- Mas o que eu digo pra ela?
- Diz que as cobrinhas não vêm todos os dias ou que demoram pra vir
- Ahh docinho, não vou dizer isso
- Por favor! – pedi, piscando os olhos
- Ela precisa de saber a verdade!
- Ficou louco? – perguntei, levantando rapidamente da cozinha – Ela é nova! Ela não precisa de saber como é que uma mulher fica grávida! Ela não precisa de saber o sofrimento que agente passa na primeira vez. Ela não precisa saber o que são realmente os meus gemidos durante a noite que ela ouve, que eu digo que sou eu sonhando ou que é a vizinha que está cantando
- Não entendi essa parte… - disse com um rosto confuso
- Na semana passada, quando fizemos amor no banheiro, ela ouviu… - ele colocou a mão na cabeça, envergonhado – E eu disse que era a vizinha cantando. Mas ela disse que ouvia alguém falar o seu nome e eu disse que era que eu sonhava…
- Lua, Lua, Lua! – ele abanava a cabeça – A nossa pequena está muito crescida para você mentir desse jeito pra ela
- Um dia eu conto toda a verdade…
- Espero que esse dia demore. – ele suspirou – Não quero que ela cresça. Não quero perde-la para outra pessoa, nesse caso, para outro cara que seja namorado dela. Alias, eu nem vou deixar ela namorar
- Se você faz isso, eu te coloco pra dormir na caixinha do correio
- Você não seria capaz… - ele riu de mais mas parou assim que viu o meu olhar matador – Tá com fome? – desconversou

(…)

Arthur conversou com a Yasmin e esclareceu com a nossa pequena o porquê da cobrinha não poder entrar em mim.

- Quer dizer que a cobrinha foi de ferias?
- Isso mesmo. E só volta daqui a… - ele pensou – Eu não sei quando ela volta. Eu nem sei se ela volta
- Quer dizer que eu não vou poder ter um irmão?
- É Yasmin… não vai poder ter um irmão. – disse Arthur
- Poxa… - ela baixou o rostinho e se bem conheço a minha filha, em breve ela iria chorar
- Mas eu e a sua mãe temos uma surpresa pra você
- É? – levantou o rosto mais animada
- Vem Yasmin, vem comigo ao jardim. – disse eu desta vez puxando ela até lá

Ela foi toda animada até ao jardim, ver do que se tratava a surpresa. Eu não tinha chegado perto do animal, eu tinha medo. Mas ele era pequeno, super indefeso e engraçado. Era um cão como o género de cão salsicha que tem o corpo comprido e as patinhas pequenas.



- AHHHHHHHHHHHHHH – Gritou ela assim que viu o animal cheio de medo, todo encolhido – É meu? É para mim mesmo?
- Sim filha, é para si – disse Arthur. Ele pegou no cão e colocou no colo da Yasmin que não mostrou nem um pouco de medo
- Ai meu deus, que coisa mais linda. Ele é tão pequeneninho! – ela fazia festinhas na cabeça do cão. Ele continuava com medo e não parava de tremer – Ele pode dormir comigo? Posso levar ele amanha na escolinha? As minhas amigas vão querer um também e não vão ter, né papai?
- Quem sabe – Arthur riu ao ver a filha gananciosa que tem
- Mamãe, olha – ela ia me mostrar, mas eu corri pra dentro de casa com medo e não deixei ela entrar lá com o cão.

Mas a verdade, é que nos dias seguintes o cão, que tinha o nome de Panda, pelo facto de ser preto e branco e gordo, escolhido por Yasmin mesmo, já era da família. Sentava no sofá, ia para a cozinha e até deitava na cama da Yasmin. Ele é um cão que tem todas as suas vacinas e não tem problemas nenhuns em conviver com a minha pequena. Desde esse dia para cá, Yasmin nunca mais falou em querer um novo irmão.

(…)

O dia importante, que não, não era o meu casamento, era o dia em que finalmente ia receber os meus amigos em casa. Era um feriado, Chay não ia trabalhar e sem bem que os restantes não iam ter mais nenhuma desculpa esfarrapada para não virem ao almoço de hoje.
Era uma sexta-feira, Yasmin estava para a escola e Arthur vinha almoçar em casa. Era um dia perfeito para receber eles na minha casa.

- Então essa é que é a sua casa? – perguntou Sophia depois de eu mostrar pra eles todos os cantos da casa
- É… é aqui que eu vivo
- Que casarão! – disse Micael se jogando no sofá – Tem empregados?
- Não. Optamos por não ter, porque sabemos dar conta do recado
- Como consegue numa casa tão grande? Na hora de arrumar com certeza que bate uma preguiça. – resmungava Chay
- É, até bate, mas tem de ser
- Eu sabia que a casa era enorme, porque vi nas revistas quando o Arthur fez uma entrevista pra lá, mas poxa, a casa parece o dobro do que veio na revista
- Querem beber alguma coisa? O Arthur vai demorar para chegar e nós almoçarmos
- Eu nem estou com fome! – disse Chay, o mais esfomeado de todos
- Nem venham com essas coisas. Vocês não vão fugir ao almoço
- Lua, não complica…
- Não! Vocês é que estão complicando tudo! – me extressei – Poxa galera, aceitem o Arthur de uma vez. Eu não sei que mal é que ele fez a vocês para lhe odiarem tanto. Eu sei que ele errou mais do que ninguém, sei que foi um cobarde, canalha, galinha e muito mais, mas ele mudou
- Mudou tanto que no outro dia veio na capa de uma revista beijando outra – chutou Mica
- Ele é modelo! – defendi
- Vai dizer que não sentiu nem um pouco de ciúmes?
- Claro que senti! – confessei – Nesse dia até brigamos e nem dormimos juntos
- Viu? Ele continua igual! Pra mim, o Arthur sempre será o mesmo galinha, irresponsável, idiota e tudo mais! Eu conheço ele!
- Mas pelos vistos está enganado querido Chay! – Arthur chegou em casa fazendo todo o mundo se manter calado. Eu fiquei arrepiada, pois tinha medo das coisas piorarem e de todos discutirmos de novo

Lembrando que a web acaba no capitulo 60!

8 comentários:

  1. amo tanto a web e ja está a acabar :(

    ResponderExcluir
  2. e agora? será que os amigos da Lua e o Arthur se entendem de vez?

    Ana

    ResponderExcluir
  3. yasmin sempre com as suas perguntas kkkkkkkkk
    ameeeeeeeeeeeeeeeeeei
    ass Sophia

    ResponderExcluir
  4. Faz a segunda tmporada!!! Pff

    ResponderExcluir
  5. Morri com as perguntas da Yasmin kkkkkkkkkkkkkkkk
    Que pena, a web já ta acabando, faz segunda temporada ???? rsrsrsrsrsrs ta perfeita

    ResponderExcluir
  6. Posta ++++++++++++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que o Arthur devia dizer um monte de coisas á eles, e dps eles verem que erraram e pedir desculpas ao Thur. Já ta mais do que na hora deles se unirem de uma vez. Posta maais?!

    ResponderExcluir