Não foi um erro - 5º Capitulo

|


No capitulo anterior…

POV LUA

Mas se ele quer que eu saia de casa, é isso que eu vou fazer.
Felizmente, ele ganha muito bem e todos os meses me depositava dinheiro. É com esse dinheiro que eu vou tentar me virar.

Sai de casa muito chorosa. Deixei tudo para trás porque cometi um grande erro. O erro é grande mesmo e me arrependo muito do que fiz, mas não esperava tal reação dos meus pais.
Eu tenho 15 anos, fui expulsa de casa, grávida e não sei para onde ir. Não queria incomodar a Carla com os meus problemas. Ela já tinha me ajudado muito nesses meus dias de desespero. Eu preferia desaparecer por uns tempos e tentar seguir a minha vida. Eu conheço bem os meus pais e sei que eles não vão voltar com a palavra atrás.

Fui andando pela praia que é o único lugar que me reconforta. É lá que me sinto bem. Fui andando, até não poder mais, sobre aquele areal, à beira mar. Quando sentei, não demorou muito para ganhar companhia.
Ele tinha um ar triste, cheio de melancolia, magoa e parecia muito desconsolado. Ele vinha acompanhado do seu violão. Parou perto de mim e começou a tocar uma musica triste. As ondas do amar acompanhavam perfeitamente aquela melodia.

- Você toca muito bem – elogiei
- Obrigado. Por vezes isso me trás calma, que é tudo o que eu preciso agora – respondeu, suspirando de seguida
- Você precisa e eu também
- Está mal do coraçao?
- Do coraçao, da cabeça… de tudo. Cansada dessa vida
- Parece tao nova para dizer isso
- Tenho 15 anos. Mas levo uma vida de uma pessoa de 30
- Não exagera – respondeu, entre uma gargalhada
- Você não sabe a minha historia. Não sabe nada de mim para falar isso – comecei a chorar
- Desculpa, não queria te deixar assim – ele apoiou a mao no meu ombro
- Tudo bem, isso já passa
- Parece que costumo mesmo deixar as pessoas mal.
- Porque diz isso? – perguntei
- Acabei de chegar de um “fim de relacionamento”
- A sua namorar terminou com você?
- Exatamente! – ele concordou – Me traiu
- E você está triste?
- Estou… a minha relação não estava nada bem
- Assim como a minha – desabafei também
- Agente se entregava de corpo e alma, pelo menos eu fazia isso – ele me contou
- E esse foi o meu grande erro
- No fim ela fala que eu não sirvo para ela e me trai com um desgraçado
- Aquele desgraçado me engravidou e me abandonou
- O QUÊ? – ele demorou um pouco para entender o que eu dizia – Você está grávida?
- Eu falei que a minha vida não era fácil.

A minha vida não era fácil, mas pelos vistos a dele também não.
Pedro é um jovem de 20 anos, que está trabalhando agora numa academia. Isso se nota pelo seu corpo dotado de perfeição. Super trabalhado e muito, muito gostoso. Ele tinha uma namorada, que era meia metida. Eles se envolviam muito, daquele jeito que vocês sabem, porém, o trabalho impedia ele de estar muitas vezes com ela. O que ela faz? Lhe trai! E ainda diz que a culpa é dele. Na mó cara de pau, a garota termina com ele.
Além dele me contar toda a sua historia, eu contei a minha também.

- Esse cara não merece o ar que respira – ele disse com raiva
- Eu sei que não! – suspirei – Espero que ele mora longe!
- Mas e agora como você vai se virar?
- Eu me viro… como eu não sei
- Bom, não sei se te ajuda, mas eu tenho uma casa, só minha. Vivo lá sozinho e tenho dois quartos vagos
- Não quero incomodar – respondi – Mas estou agradecida pela sua oferta
- Mas para onde você vai afinal? Você é menor, não pode ir para hotéis ou pensões
- Eu me viro – disse de novo
- Lua, acredita em mim. Eu posso te ajudar.
- Não Pedro, deixa de ser chato…
- Tem certeza?
- Tenho… - menti
- Deixa ao menos eu te fazer companhia para jantar. Quem sabe assim eu não te convença – rimos juntos

Parecia inacreditável. Eu conhecia o Pedro à pouco mais de uma hora e já simpatizo com ele. Apesar da nova diferença de idades, ele parecia se importar comigo e falar comigo como se eu fosse uma pessoa da idade dele.
Ele me levou a jantar ao McDonals. Eu mesma pedi que fosse lá. Naquele momento me apetecia um belo hambúrguer com bacon, queijo derretido, umas babatas fritas com ketchup e maionese e algum sal de preferência. Para acompanhar tudo isso, eu queria uma coca-cola geladinha, como eu gosto.

- Posso roubar uma batata sua? – perguntei
- Claro – ele riu – Vocês precisam de se alimentar, né? – nós rimos de novo – Você já se acostumou com a ideia de que tem um filho ai dentro? – apontou para a minha barriga
- Na verdade não. – suspirei e parei de comer – O meu corpo vai mudar radicalmente, né?
- Vai, um pouco… à dois anos atrás, a minha irmã ficou grávida também. Mas ela é mais velha que eu e está no Canadá. Eu acompanhei a gravidez toda dela, porque estava lá morando com os meus pais. Mas Brasil é o meu pais
- É – eu ri – Nada melhor que o nosso pais. Mas o corpo dela mudou muito?
- Um pouco… ela queria aproveitar a gravidez e aproveitava isso para comer de tudo. Tudo o que ela pedia, o meu cunhado saia para comprar. Era muito legal.
- Pena que eu não vou ter alguém que me satisfaça todos os meus desejos. Eu vou ter de me virar
- Eu já te oferecia ajuda… mas você é teimosa
- Eu tenho medo de você pensar que eu me aproveito de você. Além do mais, não nos conhecemos e eu não sei quais são as suas intenções – disse, ainda desconfiada
- ele riu da minha reação – Pode ficar descansada. Eu sai agora de uma relação e não tao rápido quero me meter em outra. Muito menos com uma gravida – interpretei mal a ultima frase
- O que tem uma gravida de mal? – gritei com ele
- Calma! – ele pediu – Eu falei isso no bom sentido. É que as gravidas não conseguem controlar os seus hormônios, que estão à flor da pele sempre.
- É mesmo? – não sabia daquilo – Isso vai acontecer comigo?

- Vai, muito provavelmente – ele respondeu e eu roubei mais uma batata dele

Desculpem a demora, o importante é que teve capitulo, certo?

8 comentários:

  1. Posta mais!
    #Luar na casa dos segredos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é,LuAr na casa dos segredos,postaaaaa
      posta essa web também,está muito boa.

      Excluir
  2. ameiii posta maisss um hoje

    ResponderExcluir
  3. Posta mais dessa web ta demais

    ResponderExcluir
  4. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir