Não foi um erro - 25º Capitulo

|


No capítulo anterior…

POV ARTHUR

Deitei ao seu lado, colocando uma mão minha por cima do seu corpo, afastei o seu cabeço, dei um beijo na sua testa e dormir, pertinho dela. Sentindo o cheiro real da minha filha.

Durante a noite, senti a Yasmin se mexer muito. Achei normal, pois é a primeira vez que ela dorme comigo e é bem diferente.
Mas hoje, pela manhã, eu levantei um pouco mais cedo para pedir o café da manha. Enquanto o café não chegava, vi uma chamada no meu celular e várias mensagens. As primeiras, era pedindo pra ligar de volta, mas as ultimas era já a informação necessária.

“Arthur, você falou que ia para o Brasil de férias, mas essas férias estão se prolongando de mais, não acha? Precisamos de você aqui para as próximas propagandas das roupas de homem que saíram para a nossa estação. Precisamos de você aqui urgentemente.”

O trabalho me chamava, acontece, que a minha vida pessoal é mais importante. Bom, mas a verdade é que sinto saudade de desfilar ou então de ser fotografado.

- Mamãe? – ela havia acordado. Ainda estava de olhos fechados, se espreguiçando
- Bom dia filha! – cheguei perto e dei um beijo sobre a sua testa
- Ahh, é verdade… estou aqui – ela suspirou
- Nossa, que animação. Assim você me deixa triste – baixei um pouco o rosto
- Não precisa ficar. – ela levantou e foi ver o que tinha na bandeja – Humm, uvas. Adoro!
- Se quiser, eu posso pedir mais
- A mamãe falou que comer muito dá dor de barriga
- Ela tem razão.
- Estou com saudade dela… - ela fez bico
- Quer que eu ligue pra ela?
- Já é meio dia?
- Ainda não…
- Entao é melhor não. ela ainda está dormindo – ela riu, me fazendo rir junto

Tomamos o café, conversamos um pouco, assistimos tv e depois chegou a hora de sair do hotel e ir para a nossa nova casa. Ela é enorme para duas pessoas, mas pelo menos tem espaço suficiente para a Yasmin brincar.

- Vamos ver como o seu quarto ficou?
- Sim, vamos! – ela dizia animada

A casa tinha vários quartos e em cada um ia haver uma diversão para ela.
Ela se rendia aos brinquedos que via lá. Brincou em tudo, até se cansar.
Havia uma sala que havia um computador, vídeo game e ainda uma grande tv para cinema. Foi lá que ela pediu para entrar, após o almoço.

- Você não tem um computador?
- Não, meu não. é do Pedro. Ele deixa eu brincar, mas é so às vezes
- Eu vou dar um tablet pra você então
- Serio? eu sempre pedi, mas a mamae não deixa
- Ahh, então primeiro eu falo com ela e depois eu te dou
- Não, por favor. Se não ela não vai deixar
- Entao fazemos assim, da próxima vez que você vier cá, você terá um tablet só seu. Mas não poderá levar para casa, será um segredo só nosso
- ebaa! Obrigada! – ela me deu o primeiro abraço

Abracei ela com força e dei um beijo no topo da sua cabeça. Senti ela querer se afastar e foi ai que senti ela sem jeito, mais uma vez.

- Será que você pode ligar à mamae agora?
- Posso. Vamos lá ligar.

Digitei os números e deixei ela lá falando, enquanto via o que tinha na cozinha. Eu havia comprado pequenas coisas antes de vir para cá.

- A mamãe falou que estava com muitas saudades minhas. Ela parecia meia triste
- Deve ser só mesmo saudade. Mas hoje você já vai com ela…
- Já? Não é só amanha?
- Bem que eu queria que fosse amanha. Mas eu vou viajar esta semana, por isso você vai mais cedo com ela
- Serio? você vai andar de avião?
- Sim, vou. Você já andou?
- Nunca. a mamae fala que é caro
- Queria te levar a Londres, mas a sua mae com certeza não vai deixar
- Mas eu só vou com você, se ela for
- Um dia eu te levo – sorri

Curtimos mais um pouco o ambiente lá em casa, depois, pegamos nas suas coisinhas e fomos para casa da Lua, ou melhor, do Pedro, mas a Lua vive também lá.
A casa estava serena de mais, muito silenciosa. Estranhei, pois sempre tem uma musica de fundo, ou seja, a voz da Lua ou do Pedro.

- Mamamãããe – ela gritou assim que entrou dentro de casa
- Oi minha linda, que saudade! – Lua veio a correr, abraçar a filha. Vi que o seu rosto estava estranho, meio vermelho
- Está tudo bem?
- Está! – com certeza mentiu, enquanto era grossa
- Você tem a certeza Lua?
- Eu já falei que sim! – ela respondeu de novo da mesma maneira – Filha, como foi lá? Você gostou?
- Sim mamae. O Arthur tem uma casa nova, ela é grande e tem muita coisa para eu brincar.
- Que bom. Vai para a cozinha, eu preciso de falar com o seu pai – se referindo a mim

A pequena foi e até lá eu tinha os olhos nela, mas depois virei o olhar para a Lua, que me encarava.

- Acha que vai comprar a sua filha com isso?
- Não, não estou aqui para comprar nada. Pelo contrário.
- Não parece. Cadê a sua namoradinha? Ficou debaixo das saias, foi?
- Fique sabendo que desde ontem que eu sou solteiro. Não que você tenha algo a ver…
- Somos dois… - ela disse baixo e baixou o rosto
- O que? - perguntei

Amanhã tem mais ;)

12 comentários:

  1. Posta ++++++++++++++++++++++
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh nao. Nao acredito sinceramente eu queria que aLua ficasse com o Pedro (minha opniao)

    Dandara Rodrigues

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já eu não, eu sempre achei o Pedro estranho d+, se ele gostasse mesmo da Yasmim ele ia defender ela com unhas e dentes e não iria brigar com a Lua quando ela disse que eles estavam noivos só por causa de uma mentirinha, ele sempre ficou calmo d+. O Arthur parece meio gay kkkkkkk, mas eu sei q ele não é, só meio...diferente, prefiro ele mesmo.
      Minha opinião

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Ahh que pena, achava Lua e Pedro tão fofinhos, mas ela e Arthur combinam mais, mesmo com esse jeito feminino dele rsrsrs. Super anciosa Cris, posta mais!!

    ResponderExcluir
  5. posta ++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  6. Ui ui ui
    Mais mais mais mais

    ResponderExcluir
  7. Quero o Thur e a Lua de voltaaa já, posta maais!

    ResponderExcluir
  8. Maaaaaaaaaaaaaaaaaais!!!!!!!!! Mtttttt bom Cris

    ResponderExcluir
  9. Agr entendi acho que entendi tudo , a Lua e o pedro terminaram e a o Pedro com sua revolta agrediu a Lua .
    Posta mais ?? Amandooo !

    By: Amada K.

    ResponderExcluir