2ª Temporada - "LuAr na Casa dos Segredos" - 23º Capitulo

|

POV ARTHUR

Eu sabia bem que mulher eu tinha na cama, porém não conhecia esse lado dela: sedutor, prazer e muito encanto. Ela tinha o poder de me dominar em qualquer lugar, mas aqui, ela me impressionou muito. Eu sabia muito bem que ela não era virgem, mas não sabia que ela tinha tanta experiência na cama.
Mas o bom disso nem foi o facto de ter acontecido, quero dizer, lógico que foi, mas a bela recompensa disso é ver a Lua dormindo sobre o meu peito, logo pela manha. Confesso que estava com medo de não acorda-la, pois a qualquer momento os irmãos dela podem chegar e nos flagrar aqui, mas é que a vista está tao boa que dá pena de acorda-la.

Ao passar a minha mão sobre os seus cabelos delicados, senti ela se mexer. Droga, acordei ela! Será que ela tem bom humor logo pela manhã?

Arthur: bom dia. – dei, quando vi os seus olhos olhando para mim
Lua: bom dia – ela riu e colocou o seu rosto sobre o meu ombro
Arthur: tá rindo de quê? – ri junto
Lua: da gente e do nosso momento… mais intimo – ela deixou escapar a palavra e se cobriu um pouco mais com o lençol
Arthur: você tá arrependida? – eu levantei o cenho
Lua: lógico que não! – ela colocou as mãos sobre o meu rosto – Foi simplesmente das noites mais lindas da minha vida
Arthur: posso dizer o mesmo – sorri – Eu estou redondamente maravilhado com cada cena de ontem. Contado é uma coisa, mas vivido não tem palavras que descreva
Lua: amei cada gesto seu, cada toque e cada palavra…
Arthur: te machuquei?
Lua: um pouco, mas nada de mais…

O ambiente estava ótimo, entre agente. Ficamos mais uns 15 minutos nos beijando aqui e ali e falando sobre a noite de ontem. Mas o meu coraçao, no mínimo, parou de bater quando senti alguém tentar abrir a porta.

Lua: droga! – ela sussurrou
Arthur: quem é? – sussurrei, com medo de ser flagrado nu na cama com a Lua
Lua: quem é? – ela perguntou alto
Ana: é a Marisol sua lerda. Pow, é quase meio-dia e ninguém nessa casa acordou – reclamava – Porque você tem a porta do quarto trancada?
Lua: eu sempre tenho ela trancada – respondi
Ana: só que não né? – ouvi ela rir – Lua, quero conversar com você!
Lua: tá, depois eu vou no seu quarto
Ana: não mana, eu queria falar com você agora… é sobre ontem
Lua: poxa Ana, mas não dá!

A Ana continuou falando sobre a saída de ontem com as amigas à balada e enquanto isso, eu e a Lua tentávamos nos arrumar, rápido.

Lua: se arruma, rápido – sussurrou
Arthur: como eu vou sair daqui? – sussurrei pra ela, quando me levantava da cama com o lençol à minha volta
Lua: depois vemos isso… nem que você vá para de baixo da cama – ela me mostrou essa saída que eu não gostei muito
Arthur: vamos tentar fazer outra coisa… - encarei ela

Acabamos de nos vestir e a Ana ainda estava reclamando com a Lua.

Ana: menina, se você não abre essa porta, eu arrombo! – ela disse irritada, batendo na porta
Lua: deixa de ser chata!

Lua estava igualmente irritada e foi por isso que abriu a porta do quarto, na hora em que eu colocava o cinto nas calças.
A Ana olhou para dentro, mais precisamente para mim e ficou estática. Ela não conseguia dizer uma palavra, pois estava muito impressionada por me ver ali, naqueles preparos. Ela não sabia se ria ou chorava, assim como Lua que também ficou atrapalhada com a situação.

Ana: você não disse que ia trazer o Arthur para cá – ela encarava Lua, cruzando os braços e batendo o pé
Lua: acontece que eu sou crescidinha e sei muito bem dar conta de mim
Ana: eu pensava que tinha feito asneira, mas afinal você fez o mesmo que eu ou pior – ela riu
Lua: afinal o que você fez? – foi a vez da Lua encarar a irmã
Ana: eu não fiz nada, comparado com o que você fez – pois ela olhou de novo para dentro do quarto, mais precisamente para a cama bagunçada – Eu hein! – reclamou – Ainda bem que eu não estava em casa
Lua: Ana, chega! Vai embora, depois falamos! – ela fechou a porta na cara da irmã
Arthur: bom… - eu estava também um pouco envergonhado – É melhor eu ir embora.
Lua: não, não vai – ela pediu, segurando a minha mão – Toma o café da manha comigo pelo menos
Arthur: tá, se você insiste – sorri, ao ver que agora eu estava livre de beija-la, sem ter medo de ninguém aparecer

O momento mais estranho foi chegar à cozinha e ver todos os irmãos da Lua lá, nos encarando. Provavelmente a Ana deveria ter contado a eles que eu dormi lá e eles já devem estar pensando coisas erradas de mim. Bom, eles vão pensar que agente teve uma noite nossa, o que não é errado, pelo contrário, foi verdade.

Marisol: Lua Maria Safada Blanco! – encarou a irmã
Lua: se vocês continuam com isso, eu vou me irritar
Pedro: ai mais? – ele perguntou – Pow, você disse pra gente ter juízo e tals mas você faz pior em trazer o seu namorado pra cá
Lua: eu sou livre e tenho idade suficiente para saber o que devo ou não fazer
Daniel: mas isso não te impede de cometer loucuras
Lua: porque não me deixam em paz? – disse cansada de ouvir tanta coisa – Vocês ontem fizeram o que bem quiseram, pois eu fiz o mesmo
Daniel: mas agente fez fora de casa, e não em casa, foi diferente
Lua: que averiguando foi o mesmo – encarou ele – Olhem, eu vou embora que é melhor! – disse irritada – Vem Arthur!

Pelo caminho, até sair da casa dela, ainda consegui escutar os irmãos dela me xingarem um pouco. Bom, é normal, acho que os irmãos devem ser ciumentos o que faz com que sintam a obrigação de proteger a irmã, porém, a Lua é mais velha do que alguns deles e sabe se cuidar, pois tem a sua vida própria.
Até à minha casa, agente não deu um piu, o que me assustava…

Lua: não queria nada que a minha primeira vez com você se tornasse publica
Arthur: acho que dali – me referindo à casa dela – Não sai
Lua: pow, se eu sabia não tinha feito nada lá em casa. Era muito melhor termos ido para um hotel – reclamou, enquanto sentava no sofá
Arthur: sempre temos a minha casa – sorri, sentando ao lado dela e pegando a sua mão – Mas você tá arrependida?
Lua: arrependida nunca! – sorriu e me abraçou – Foi a melhor noite de ever!
Arthur: eu também achei…

Enquanto nos beijávamos, eu comecei a me lembrar de algumas cenas de ontem. Aqueles toques, aqueles sussurros, aqueles gritos ou gemidos… pow, me lembrei de tudo. Porém, fiquei em duvida quanto a uma coisa, o que me deixou meio aflito com tudo. A Lua pensou em tudo, menos na nossa segurança. Eu sei que a culpa não é só dela, eu próprio deveria me ter lembrado, mas no momento, acabei esquecendo…

O que será que o Arthur se esqueceu?


14 comentários:

  1. Eu ACHO que ele esqueceu a camisinha!

    ResponderExcluir
  2. A camisinha, óbvio !!
    Não faz a Lua ficar grávida logo agora, por favor !!
    Posta +++++++++++++++++++++==
    Ameeii *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo,a Lua grávida não seria nada bom :(

      Excluir
  3. Você tem twitter cris?

    ResponderExcluir
  4. Claro que e a camisinha mais sei faz faz ela tomar remedio desde a epoca da casa dos segredos mais nao deixa ela ficar gravida!

    ResponderExcluir
  5. Gravida agora não,posta maisss

    ResponderExcluir
  6. crissssssss sabe no blog diego e roberta?? poe de volta a parte de arquivos do blog antiga q dava para ver tudo que tinha tipo em março dava para ver o nome dos capitulos q tavam nao ese que so da pra ver o mes porque eu tava lendo a web e agora todo dia tenho q voltar varios capitulos para ver o q eu tava, pf poe o outro tipo de arquivos do blog de volta!!

    ResponderExcluir
  7. ha nao, a lua gravida agora nao ia ficar legal

    ResponderExcluir
  8. Olha tenho quase certeza que é a camisinha poem ela grávida só depois
    Ass:Manu

    ResponderExcluir
  9. ameeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei

    ResponderExcluir
  10. Gravida agora n
    deixa eles casarem primeiroe se estruturarem!!

    ResponderExcluir
  11. é mesmo com um tempo eles se casam e no dia do casamento ela diz q ta gravida...mas agora nao

    ResponderExcluir
  12. fais que ela pense que ta gravida mais era alarme falso!!
    cris divuga pra mim
    http://fazendoloucurasporluar.blogspot.com.br/
    eu tinha parado nele mais volteii

    ResponderExcluir